Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

A confissão auricular é bíblica?

Imagem
PERGUNTA 556 – A confissão auricular é bíblica? EQ: A Igreja Romana se baseia em versículos como João 20:22-23 para estabelecer as bases da doutrina da confissão auricular, segundo a qual os fieis católicos devem confessar os seus pecados ao padre pelo menos uma vez por ano. Este, por sua vez, tem poder para perdoar os pecados, ainda que o próprio padre esteja em estado de pecado mortal. R: Há vários problemas com a confissão auricular da forma que existe no catolicismo romano. Em primeiro lugar, a Bíblia mostra claramente que o único a quem precisamos confessar nossos pecados pessoais (secretos) é a Deus. Foi assim que Esdras se dirigiu publicamente à nação de Israel: “Agora confessem ao Senhor , o Deus dos seus antepassados, e façam a vontade dele” (Esdras 10:11) Embora em sua época já houvessem sacerdotes instituídos por Deus, Esdras não disse para o povo confessar esses pecados a aqueles sacerdotes, mas sim ao Senhor , a Deus. Com efeito, o salmista também declara: “ Confessei-t

Os horrores da confissão auricular

Imagem
OS HORRORES DA CONFISSÃO AURICULAR (Rebecca A. Sexton) Os fiéis católicos aprendem que devem confessar seus pecados mortais pelo menos uma vez por ano a um sacerdote humano, pois isso é essencial para a obtenção do perdão de Deus. Examinamos a doutrina da Confissão Auricular à luz dos escritos do catolicismo romano e da Bíblia Sagrada. DEFINIÇÃO DOS TIPOS DE PECADOS O Catolicismo ensina que existem dois tipos de pecado: mortal e venial: "Escolher deliberadamente, isto é, sabendo e querendo, uma coisa gravemente contrária à lei divina e ao fim último do homem é cometer pecado mortal. Este destrói em nós a caridade, sem a qual é impossível a bem-aventurança eterna. Caso não haja arrependimento, o pecado mortal acarreta a morte eterna. O pecado venial constituiu uma desordem moral reparável pela caridade, que ele deixa subsistir em nós. A repetição dos pecados, mesmo veniais, produz os vícios, entre os quais avultam os pecados capitais” [ Catecismo da Igreja Católica , Edições Loyol