Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

Refutando as alegações imortalistas quanto ao Antigo Testamento

Imagem
Há um arsenal ilimitado de passagens e descrições veterotestamentárias que refutam a imortalidade incondicional da alma e nos demonstram um quadro bíblico de um estado inconsciente dos mortos. Embora existam pelos menos 206 provas contra a imortalidade da alma, a maioria neotestamentária, irei me limitar neste presente artigo apenas ao Antigo Testamento. 
Já vi as mais diferentes formas de refutação da parte deles, mas nenhuma convincente ou que não escancarasse uma interpretação inteiramente tendenciosa, sem qualquer critério sólido ou consistente, a qual eles mesmos não iriam embarcar caso não estivessem presos e pré-condicionados a crerem deste modo. Primeiramente, vamos a algumas das evidências bíblicas no AT quanto a um estado inconsciente dos mortos:
Quem morreu não se lembra de ti. Entre os mortos, quem te louvará?” (Salmos 6:5)

“No Sheol, ninguém te agradece, ninguém louva o teu nome, os que estão ali não confiam na tua fidelidade. São os vivos, e somente os vivos, que te louvam…