28 de maio de 2017

"Todos de sua casa foram batizados" prova o batismo infantil?


Respeito os pedobatistas, afinal, essa era a posição padrão dos reformadores numa época de influência romanista muito forte e continua sendo a crença de uma minoria de protestantes na atualidade. Mas isso não implica em deixar passar um argumento falacioso que tem sido o mais recorrido por aqueles que tentam provar o batismo infantil na Bíblia. Trata-se da inversão do ônus da prova, o que eu já expliquei quando escrevi um artigo sobre a Sola Scriptura e a tradição oral (veja aqui), mostrando como os romanistas invertem o ônus da prova ao exigir que o protestante prove a Sola Scriptura ao invés de ser ele a provar a autenticidade de cada suposta tradição oral que defende em adição ou subtração ao conteúdo escrito (Bíblia).

20 de maio de 2017

O "Saque de Roma" é o exemplo da desonestidade da apologética católica


Quando eu digo que apologética católica e picaretagem são sinônimos, que apologista católico é por definição alguém com fobia a livros e praticamente sempre um desonesto, e que eles não se importam com a verdade mas apenas com o que pode ser usado por conveniência contra os protestantes, alguns podem pensar que eu estou exagerando. Neste artigo mostrarei com um simples exemplo prático como que tudo aquilo que eu sempre digo ainda é pouco em comparado ao que esses embusteiros são capazes de fazer.

14 de maio de 2017

O anticristo ao longo da história e a invenção preterista


Ao longo da história, por pelo menos mais de um milênio e meio o anticristo foi sempre, sem exceção, identificado como o “homem do pecado” (2Ts 2:3) que virá no fim dos tempos da parte de Satanás para trazer o mal ao mundo e perseguir o povo de Deus. Essa interpretação unânime e consensual em todos os Pais da Igreja e teólogos até pelo menos o século XVI foi desafiada em tempos recentes por preteristas, os quais em grande parte negam a existência de um futuro anticristo específico e o identificam como sendo Nero, o imperador romano que governou de 54 a 68 d.C, antes mesmo da destruição do templo (70 d.C).

11 de maio de 2017

6 de maio de 2017

50 Provas do primado de Billy Graham

(Billy Graham, o papa dos evangélicos, segundo a metodologia de Dave Armstrong)

Atenção: Leia o artigo até o fim antes de julgá-lo pelo título ou pela primeira parte e tirar conclusões precipitadas!

***

Quem disse que os evangélicos não têm um papa? Vocês estão enganados. Depois de muito trabalho de investigação árdua e pesquisa criteriosa, descobri que os protestantes têm sim um papa, e seu nome é Billy Graham. Segue abaixo 50 provas do primado de Billy Graham, o papa evangélico. Os dados são evidentes e convincentes pela virtude de seu peso cumulativo. Tal peso é especialmente claro conforme se segue: