Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

Esclarecendo dúvidas básicas sobre mortalismo e aniquilacionismo

Imagem
Uma coisa que percebo muito é que grande parte dos questionamentos que recebo sobre mortalismo e aniquilacionismo não é sobre “como refutar isso ou aquilo”, mas sim sobre dúvidas relacionadas a coisas bastante simples e até elementares. Se por um lado a doutrina imortalista é bem conhecida por todos, pois todos fomos doutrinados com ela desde a infância, por outro lado o mortalismo é pouco conhecido, e muitas vezes “refutado” por gente que sequer o conhece ou estudou sobre o assunto (o que muitas vezes implica em verdadeiros ataques a espantalhos).

As Bíblias protestantes “adulteraram” 1ª Coríntios 9:5 para dizer que os apóstolos eram casados?

Imagem
Este artigo seria um compilado de refutações à acusação difamatória de que as traduções protestantes são “adulteradas” propositalmente para “atacar o catolicismo”, como se todos os tradutores protestantes estivessem em um conluio conspiratório global anticatólico para provarem que o catolicismo é antibíblico (e como se precisassem disso...). Eu inclusive já tinha escrito uma introdução e escolhido os textos a serem refutados, mas logo o primeiro deles acabou ficando tão grande que eu preferi publicar em um artigo à parte e fazer o mesmo com os outros textos. Portanto, neste aqui eu irei abordar exclusivamente o texto de 1ª Coríntios 9:5. Boa leitura.

Quem disse que a Bíblia não é a Palavra de Deus?

Imagem
A mais nova moda da apologética católica, pasme, é negar que a Bíblia seja a palavra de Deus. Talvez você não acredite, como eu não acreditava até pouco tempo, mas sim, tem gente por aí que se diz cristã e que alega que a Bíblia é apenas mais um livro como qualquer outro, e que não tem nada de “palavra de Deus”. Essa é tão recente que nos primeiros anos de apologética eu nunca tinha ouvido, mas como em se tratando de apologética católica tudo SEMPRE pode piorar, essa mais nova heresia ficou popular entre eles. De repente essa tese ganhou aceitação impressionante entre o “populacho”, como esses leigos aí que ninguém sabe quem são, nem o que comem, nem de onde vieram:

Quando o magistério católico refuta a si mesmo

Imagem
Hoje irei fazer algo diferente: quem irá apresentar os argumentos não será este simples mortal protestante que vos escreve, mas deixarei que os próprios apologistas católicos falem por mim. Sim, eu irei apenas elaborar uma breve introdução e então deixar o link onde os católicos argumentam comprovando tudo o que eu digo aqui, para então voltar com breves considerações finais.

Sobre o novo layout (se alguém se interessa)

Imagem
Embora eu pessoalmente prefira o layout antigo sem nenhuma dúvida, fui obrigado a mudar para um layout mais simples do blogger porque o layout antigo estava tendo problemas com os comentários. Basicamente, os comentários só funcionavam para quem usa celular, e para quem entrava pelo computador não era permitido postar nada. Se alguém tiver qualquer problema com esse novo layout, me informe nos comentários dos outros posts, pois neste aqui não vejo necessidade de abrir a caixa de comentários.