O que é a alma? A alma é imortal? (YouTube)


Neste vídeo-aula eu mostro o significado bíblico fundamental de “alma” e refuto a ideia imortalista de que a alma seja uma entidade imaterial e imortal que subsiste após a morte com consciência e personalidade no Céu.


Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,
Lucas Banzoli (apologiacrista.com)


-Meus livros:

-Veja uma lista completa de livros meus clicando aqui.

- Acesse o meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros sites:
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Reflexões cristãs e estudos bíblicos)
Estudando Escatologia (Estudos sobre o Apocalipse)
Desvendando a Lenda (Refutando a Imortalidade da Alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)

Comentários

  1. Prezado Lucas, bom dia!

    Se você tiver um tempinho, refute o seguinte artigo, que é um pouco longo: http://www.solascriptura-tt.org/AntropologiaEHamartologia/ReflexoesImortalidadeAlma-AECosta.htm
    Sou mortalista desde que comecei a ler teus artigos, mas fiquei um pouco confuso quando li esse texto. Desde já agradeço pela atenção. Um abraço e continue firme na defesa da fé cristã.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rodrigo.

      Na verdade o que o Pr. Airton Evangelista da Costa faz neste artigo é simplesmente uma junção de todos os argumentos imortalistas já vistos na internet, todos eles já refutados há muito tempo em artigos específicos sobre cada assunto. Muitos destes você pode ver no meu blog específico sobre o tema, "Desvendando a Lenda":

      http://desvendandoalenda.blogspot.com.br

      Mas o melhor mesmo (e mais recomendado) é a leitura do meu livro sobre o tema, onde tudo o que ele escreve está refutado de forma mais aprofundada:

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/index.php?pagina=1080461653

      Se você não conseguir fazer o download do livro eu posso te enviar por e-mail.

      De qualquer forma, se há algo ali no texto dele que ainda não foi refutado no meu livro você pode transcrever aqui que eu refuto por aqui mesmo ou em algum vídeo.

      Abraços.

      Excluir
  2. Olá Lucas Banzoli

    Em Genêsis 35:18 fala da imortalidade da alma e a palavra usado foi nefesh e não ruach.

    Um abraço e felicidades

    Luiz Fernando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gênesis 35:18 fala da imortalidade da alma? Isso foi você que colocou no texto, não o que o texto diz. O que o texto diz é isso:

      "Já ao ponto de sair-lhe a vida, quando estava morrendo, deu ao filho o nome de Benoni. Mas o pai deu-lhe o nome de Benjamim" (Gênesis 35:18, NVI)

      Tem que entender que um dos significados secundários de "alma" é "vida", como consta em Gênesis 35:18. O texto não tem nada a ver com imortalidade da alma. Dizer que os autores veterotestamentários criam na imortalidade da alma quando escreviam claramente que "os mortos não sabem de coisa nenhuma" (Ec.9:5), que "no além não há obras, nem conhecimento, nem sabedoria alguma" (Ec.9:10), que "os mortos não louvam ao Senhor" (Sl.115:17), que "no Sheol NÃO HÁ LEMBRANÇA de Deus" (Sl.6:5) e que na morte "os pensamentos perecem" (Sl.146:4) é no mínimo dizer que eles eram confusos e bipolares. Duas coisas que eles não eram.

      Abraços.

      Excluir
  3. Olá, Lucas Banzoli.

    Me chamou a atenção, a maneira sóbria com que se expressou na postagem intitulada: "QUAL A DIFERENÇA ENTRE ADVENTISTAS E EVANGÉLICOS?" que consta em:

    http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/index.php?pagina=1081202353

    Parabéns pelo site e pelos blogs.

    ResponderExcluir
  4. Lucas, esse artigo que li sem querer diz com "provas" que os pais da Reforma Protestante [Lutero, Calvino...] eram devotos de Maria, criam na virgindade perpetua de Maria, entre outras coisas... Como refutar isso? Bem, achei um artigo que explica melhor, deve ser verdade mesmo, mas eu nunca tinha pensado nisso!
    http://ocatequista.com.br/archives/12970

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lilian.

      Primeiramente tem que ficar claro que nós, evangélicos, não cremos em Lutero nem em Calvino, da forma que os católicos creem no papa. Nós cremos na Palavra de Deus revelada, Jesus Cristo, e na Palavra de Deus escrita, a Sagrada Escritura. Lutero e Calvino foram dois homens usados por Deus para restaurar parte da Igreja da época destruída pela apostasia romana, mas eles não eram perfeitos nem infalíveis. Nós não damos aval para tudo o que eles afirmavam, nem devemos obediência incondicional a eles, senão somente a Deus. Eles não são "papas" do protestantismo, jamais devem ser comparados a isso. Há coisas que foram reformadas mais tarde (como o fim do batismo infantil), e mesmo assim eles foram extremamente importantes na limpeza de muito daquilo que estava errado àquela altura, foi um gigantesco progresso.

      As citações ali usadas por eles, em geral, ou são de obras falsas, ou citações falsas, ou fora de contexto, ou da época em que ainda cultivavam um pensamento errôneo a respeito. Há um blog em inglês que é dedicado EXCLUSIVAMENTE a refutar o mito de que Lutero era devoto mariano:

      http://beggarsallreformation.blogspot.com.br/search/label/Luther%27s%20Mariology

      Na verdade, tempos depois de convertido Lutero passou a não crer na imortalidade da alma (e naturalmente não seria devoto mariano se não acreditava que Maria estava no Céu!), como você pode ver em várias citações deste artigo:

      http://desvendandoalenda.blogspot.com.br/2012/12/lutero-e-imortalidade-da-alma.html

      Quanto a Calvino, você pode ver a obra mais famosa dele, as Institutas (que são quatro enormes volumes que resumem toda a sua teologia), e você não verá NADA de devoção mariana, na verdade Maria não é nem citada, quanto menos adorada. CLARAMENTE houve um progresso muito significativo entre a idolatria romanista da época e a Reforma Protestante na questão da mariolatria. Você não vê a mesma ênfase nos dois lados. A ênfase romanista sempre esteve(e continua a estar) na pessoa de Maria, enquanto a ênfase cristã está em Jesus Cristo, nosso único Senhor e Salvador.

      Excluir
  5. Sobre imortalidade da alma, eu também não creio, mas conheci uma pessoa que diz que morreu [suicidio] e ficou no estado de "espirito de luz" alma? por algum tempo, e depois ressussitou.. Eu acho que existem muitos mistérios, eu também conheço pessoas [evangelicos] que em funerais viram a "alma" [creio q pode ser o espirito] sair do morto e ser levado por um anjo ao céus, com coroa e tudo... Isso me deixa confusa, mas de qualquer forma dizer que assim que morremos vamos para o "céu" não tem base Bíblica para tal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lilian.

      O primeiro caso é um exemplo de EQM (Experiência de Quase Morte), é um fenômeno comum, tratado com naturalidade pela neurologia. Eu não sou nenhum especialista da área, mas escrevi um artigo resumido sobre isso após pesquisar um pouco sobre o tema:

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/index.php?pagina=1080325858

      Se você quiser se aprofundar melhor no mesmo assunto, recomendo este artigo escrito por profissionais da área:

      http://www.ceticismoaberto.com/ciencia/6206/a-neurologia-das-experincias-de-quase-morte

      Quanto ao segundo caso, as alucinações são mais comuns em velórios porque o cérebro do indivíduo já está tendenciado a "ver coisas", principalmente se ela tiver uma forte ligação emocional com o falecido. É um fenômeno parecido com as famosas miragens que ocorrem nos desertos. Por que uma miragem é tão comum no deserto? Porque o indivíduo está com tanta sede que o seu cérebro está tendenciado a "ver coisas" que matem essa sede (por exemplo, uma fonte de água no meio do deserto), quando na verdade é apenas uma forma de alucinação.

      Essas questões são um pouco difíceis de se entender para pessoas comuns (leigos na área, como eu por exemplo), mas são abordadas com naturalidade pelos profissionais que trabalham na área da neurologia e conhecem bem o funcionamento do cérebro humano. É por isso que nós, como cristãos, temos que nos pautar pela Bíblia e pela ciência, ao invés de nos pautarmos em experiências pessoais. Tem gente que diz que foi pro inferno, outros pro Céu, outros pro purgatório, outros pro limbo (que neste ano papa disse que nunca existiu!), outros para o Paraíso muçulmano das sete virgens para cada mártir, outros para o Paraíso dos hindus montados em uma vaca, outros que dizem ter ido ao "mundo dos espíritos" de Alan Kardec, e assim por diante. Se fôssemos pautar nossas vidas por experiências pessoais, não iríamos chegar a conclusão nenhuma.

      Abraços.

      Excluir
    2. Ahh sim, que bom, eu tenho lido sobre teologia reformada, concordo!
      Limbo hauah, Obrigada pela resposta, sobre o 2º caso, a pessoa é uma pessoa muito usada por Deus, se é que me entende.... É necessário usarmos sempre a Blíblia, eu creio em arrebatamento, do tipo que houve com João em apocalipse, eu creio que Deus pode fazer isso com qualquer um, e também lhes mostrar coisas futuras, como João viu, o "Céu" e o "inferno"... Tudo que vejo analiso se está em concordância com a Bíblia, mas mesmo assim, 100% de certeza não posso ter...
      Abraços.

      Excluir
    3. Na igreja em que eu congrego, um dos pastores diz ter sido arrebatado ao Céu e ficado lá por sete dias (isso teria acontecido há muito tempo atrás, segundo ele). Antigamente eu dava muita atenção a este tipo de experiência espetacular. Tem um site (esse daqui: http://www.divinerevelations.info/portuguese/) que está repleto de histórias de pessoas que dizem ter ido pra tudo o que é canto. Há alguns anos, em 2009 eu acho, eu li todas essas histórias com muita fé, pré-disposto a aceitá-las como verdadeiras, mas nem assim eu consegui sair de lá confiante. Quanto mais eu lia, mais via como as histórias eram conflitantes entre si, autocontraditórias, e em muitos casos totalmente antibíblicas (e olhe que na época meu conhecimento bíblico era supérfluo). Simplesmente não dava para botar fé.

      Hoje, se alguém diz que foi arrebatado para algum lugar, se eu tiver muita confiança na honestidade dessa pessoa eu trabalho com duas probabilidades: (a) ele teve um arrebatamento de sentidos, como João e Ezequiel, já que a Bíblia NUNCA mostra um arrebatamento "de alma"; (b) ele teve uma alucinação e "se viu" no Céu ou no inferno. Mas isso só quando o testemunho é de alguém confiável. Quando eu não conheço a pessoa, a probabilidade de ela estar inventando uma estória para ficar famosa, conhecida ou rica (ou simplesmente para aparecer) sobe exorbitantemente, de modo que eu não dou nem atenção.

      No fim das contas, independentemente do que ocorreu com a pessoa, se ela teve mesmo um arrebatamento de sentidos, se foi alucinação, se é enganação ou se tem qualquer outra explicação que seja, eu avalio tudo à luz da Escritura Sagrada, pois eu não creio que haja algo importante que Deus tenha se esquecido de revelar na Bíblia, mas se lembrado de revelar a um "profeta" no século XXI que tenha tido uma "visão sobrenatural". Isso seria o mesmo que concluir que a Bíblia é insuficiente, destruindo o conceito básico de Sola Scriptura e colocando os homens acima da Palavra de Deus.

      Abraços.

      Excluir
  6. rsrs, Eu concordo com você, eu não saio procurando essas coisas, mas quando eu vejo algo do gênero que envolve o sobrenatural eu comparo com testemunhos anteriores observando se há um "padrão"... Sobre Deus revelar algo, sim você está certo, não há necessidade, mas
    Mas eu falo das experiências que... tipo “trazem crescimento” para a própria pessoa ou algo que Deus queira revelar/falar à aquela pessoa em particular, tipo Paulo, “Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar.” Não foi algo para ele contar em detalhes. Mas eu creio que deve ter alguma forma do espírito sabe, como se ele pudesse sair do corpo, isso é feito de forma proposital [proibido por Deus] dentro dessas religiões new age (ou entre satanistas declarados).

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Mas isso quando vivos, depois de morto não creio, eu me referia a projeção astral. É uma forma muito boa de enganar quem crê em espíritos enganadores. É por isso que são tão convictos de que suas almas depois de mortos vagam por aí ou reencarnam, uma das mentiras da serpente... “certamente não morrerás”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre a projeção astral, o Leandro Quadros tem um artigo sobre isso à luz da Bíblia:

      http://novotempo.com/namiradaverdade/tenha-cuidado-com-a-chamada-viagem-astral/

      Paulo não teve um espírito saindo do seu corpo para ir pro Céu, ele simplesmente teve um arrebatamento de sentidos, uma visão na qual se viu no Paraíso. Eu tenho um artigo sobre isso aqui:

      http://desvendandoalenda.blogspot.com.br/2013/08/a-biblia-e-as-experiencias-fora-do-corpo.html

      Vale ressaltar que o diabo também tem poder, em especial sobre aqueles que o servem (através da prática do espiritismo, por exemplo). Ele pode levar a pessoa a um estado de consciência em que ela pense e realmente acredite que seu espírito deixou o corpo, quando na verdade o que ela está tendo é uma visão bem realista que o espírito maligno projeta na mente dela, fazendo-a pensar que possui uma alma ou algo do tipo.

      Na Superinteressante também há um artigo que mostra algumas experiências que pessoas tiveram a este respeito, e no final mostra a opinião de um neurologista que diz:

      "Para a medicina convencional, as projeções astrais podem ser explicadas meramente como problemas relacionados ao sono. Segundo o neurologista Rubens Reimão, chefe do Grupo de Pesquisas Avançadas de Medicina do Sono do Hospital das Clínicas, o quadro relatado pelos “projetores” pode ser associado ao que os médicos chamam de alucinação hipnagógica (que ocorre ao cair no sono) e paralisia do sono. As alucinações acontecem quando a pessoa entra abruptamente no estágio de REM (rapid eyes movement, ou movimento rápido dos olhos), que é quando acontecem os sonhos. Normalmente, chega-se a essa fase depois de uns 90 minutos de sono. Mas às vezes mergulhamos nela durante um descuidado cochilo. “Em geral, a pessoa sonha com o lugar e o momento em que está. Se cochila numa sala de aula, é comum sonhar com alguém falando com ela na sala. E o sonho é tão real que, ao despertar, ela não sabe se aquilo aconteceu ou não”, diz Reimão. Segundo ele, qualquer pessoa pode passar por isso, principalmente se não dormiu o suficiente durante a noite. Já na paralisia do sono, a pessoa acorda, mas sente que simplesmente não pode se mexer nem abrir os olhos e parece estar vendo o próprio quarto"

      (http://super.abril.com.br/cotidiano/projecao-astral-viagens-fora-corpo-445653.shtml)

      Eu penso que toda essa história de projeção astral nada mais é senão uma má compreensão da funcionalidade do cérebro humano. Ainda há muito para ser estudado sobre o cérebro, os cientistas ainda estão longe de compreendê-lo bem. O problema é que algumas coisas ainda mal compreendidas (ou não compreendidas) pelos cientistas acerca do cérebro acabam sendo interpretadas pelos leigos como sendo a "alma" ou o "espírito", ou algo do tipo, que é uma explicação "fácil" e não-científica que serve apenas para tentar preencher uma lacuna deixada pela ciência, que com toda a probabilidade do mundo já terá fechado essa lacuna amanhã, com o avanço científico.

      Excluir
    2. Entendi. Verdade, tudo pode não passar de ilusão... Leandro Quadros explicou bem nesse artigo. O distúrbio do sono REM é assustador (Paralisia do sono), Diz que as pessoas comumente relatam sentir uma presença maligna, juntamente com um sentimento de ser esmagado ou sufocado, e há também aqueles que relatam terem saído do corpo, ou até "flutuado". Eu acho que isso explica muitas coisas, eu já vi um caso em que uma pessoa morreu assim, paralisia do sono todos os dias alguém a sufocando, no final morreu de ataque cardíaco algo assim. Já aconteceu com uma pessoa próxima, e nesse caso eu creio que possa ter fundo "espiritual", pois também quando clamou o Nome de Jesus a paralisia se desfez... E posso crer que as abduções alienígenas também fazem parte dessas alucinações, já ouve caso de abduções pararem por se clamar o Nome de Jesus, quem ta por fora [ufólogos] pensa que esses fenômenos são físicos, mas não são.... [antes de me converter eu era louca por vida extraterrestre, eu estudei muito sobre isso, estava convencia de que eles eram reais e comecei a virar ateia, não que eles não sejam reais, são, só que a verdadeira natureza deles poucos conhecem] Obrigada pelos artigos e pela conversa, tenho aprendido muito com os seus posts...
      Abraços,

      Excluir
    3. Oi, Lilian.

      Eu não creio em extraterrestres, mas mesmo se eu cresse, eu não acho que isso seria motivo suficiente para deixar de crer em Deus. A existência ou não de extraterrestres é algo irrelevante na consideração se existe um Deus que criou o Universo ou se Deus não existe. SE existem extraterrestres, Deus então os criou da mesma forma que nos criou, e tem um plano de salvação para eles da mesma forma que tem para conosco, embora não saibamos se estes supostos extraterrestres tenham caído em pecado, como ocorreu com o ser humano.

      O fato da Bíblia não mencionar extraterrestres pode ser um sinal de que eles não existem, mas também pode ser apenas uma forma de Deus dizer para não nos preocuparmos com isso, para nos preocuparmos com a raça humana apenas, e deixar que eles cuidem da deles. Eu também não confio em nada nestes relatos de abdução, já estudei (não de forma aprofundada como você, mas apenas por internet) vários destes casos e nenhum deles me passou confiança, todos tem explicações humanas racionais.

      A Bíblia também diz que o diabo pode se transformar em anjo de luz, portanto ele pode se transformar em forma de "alienígena" caso assim queira. Qual o objetivo dele com isso? Eu penso que seja o de desviar o nosso foco de Deus para nos preocuparmos com seres inexistentes ou inalcançáveis, que em nada vão interferir realmente em nossa vida. Fazer com que as pessoas gastem todo o tempo e energia delas em algo irrelevante, que não vai levar ninguém a lugar nenhum, que não vai fazer ninguém se tornar uma pessoa melhor e que vai tirar a atenção delas no Reino de Deus, colocando-o como secundário (o que pode conduzir à apostasia, como você disse que quase aconteceu com você).

      Eu não estou dizendo que realmente demônios aparecem por aí em forma de extraterrestres, estou apenas dizendo que considero isso perfeitamente possível, e que pode ser a explicação para muitos dos casos de experiências pessoais com alienígenas.

      Abraços.

      Excluir
  8. Oi, Lucas!

    Ah sim, mais eu não disse que eu creio em "alienígenas", eu disse que eu cria (passado)... Eu quis dizer "ateu" no sentido em me afastar muito da verdade (Bíblia), Como você colocou abaixo, pq na verdade, eu conhecia de longe o Reino de Deus, mas fui me afastando mais, a cada dia, é o que o pecado faz....Mas eu creio como você bem disse acima!
    O objetivo é esse mesmo, desinformação , e essas coisas fazem parte de toda essa religião “new age”. Os incautos se deparam com afirmações de ex-executiva do banco mundial, ex-ministro da defesa do Canadá, rsrs, eles se esforçam. O que eu sei é que esses fenômenos são causados por seres “extra-dimensionais”,(ou seja, não outro planeta como se diz, mas outra "dimensão". De raça humana só existe nós, claro que sabemos que Deus criou outras criaturas, e céus, mas penso que são todos seres espirituais. [citados na Bíblia.]

    Eu estava dando uma olhada no seu livro "como vencer o pecado" [descobri pelo seu art. de "espíritos territoriais] Muito bom, Obrigada por todo esse conteúdo de 1º que tens disponibilizado a todos nós.
    Deparei-me com uma parte que um colega seu fala:
    "Qual era o mal em ver pornografia, já que aparentemente você não está fazendo mal a nenhuma pessoa." As pessoas não entendem que todo pecado em primeiro lugar é contra Deus, não contra nós ou o próximo, e isso muda tudo. Hoje vemos esse evangelho distorcido por aí, onde está a santidade? Sem a qual ninguem verá o Senhor? Triste...
    [Perdão pela longa discussão, não foi minha intenção! Vou parar por aqui...]

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lilian.

      Primeiramente, não há nenhum problema na "longa discussão", pelo contrário, ela é profundamente benéfica, a gente está aqui para isso. Não hesite em comentar ou perguntar qualquer coisa quando tiver vontade.

      Em relação ao tema da pornografia, veja só que dados interessantes:

      http://www.testosterona.blog.br/wp-content/uploads/2013/07/estatisticas-porno_021.jpg

      Lembrando que estas estatísticas são gerais, elas não foram feitas apenas com pessoas de igreja, foram feitas para as pessoas mundanas inclusive. A pornografia acabou destruindo até a vida delas, como as estatísticas mostram. Como diz na parte final:

      "Em um grupo de 24 pessoas, 23 são compulsivos e viciados sexuais e afirmam: 'Descobrir a pornografia foi a pior coisa que já aconteceu em minha vida!'"

      Por isso que tudo aquilo que a Bíblia diz que é pecado, ela não diz arbitrariamente. Deus só considera alguma coisa como pecado se essa coisa tem o poder e a capacidade de trazer mal ao ser humano e acabar com a vida dele. Algumas pessoas tem um conceito distorcido em mente, pensando que Deus considera algumas coisas como pecado "porque ele quer assim", mas Deus tem uma razão para tudo, ele não proíbe aquilo que não pode fazer mal. Ele é soberano em tudo aquilo que faz.

      Abraços!

      Excluir
    2. Oi!
      Desculpe a demora, estive ocupada.
      Obrigada pela atenção! :)
      É verdade irmão.
      Esses dados que me passou são chocantes... Tudo tem ficado muito sexualizado, até nos entretenimentos para jovens e crianças, é chocante.
      No meu caso, eu quando tinha 14 anos fui apresentada por um parente ao mundo dos games, quadrinhos e desenhos japoneses, e foi algo que me encanto e identifiquei muito, (concupiscência dos olhos) fiquei nesse mundo por 7 anos.
      Essas coisas eram meus "ídolos" Japão... Queria morrer assim, mesmo indo pro inferno... Ninguém ousa dizer "Isso está acima de Deus" Mas eles o fazem não com a suas bocas, mas com seus corações, com sua mente e vida.
      Bem, eu falei sobre isso por que, essas coisas também causam grandes transtornos principalmente no Japão, onde pessoas viciadas em mundo 2D perdem o interesse pela vida real, contato com pessoas e interesse por namoro. Segundo eles, o mundo virtual é muito mais perfeito, um escape [Eu me dizia anti-social]
      E nesse mundo aí, a pornografia também existe, e de tantos tipos e para todos os públicos, tudo muito liberal, há, por exemplo, materiais para crianças com conteúdo homossexual, ou outras coisas, ainda que sutis no inicio. [Aqui aquele gráfico teria um aumento nos dados de mulheres e jovens]
      Foi sob influência dessas coisas que eu passei a "militar" a favor da causa gay, sabe, é só ser "racional" para isso. Esse tipo de material vicia e impossibilita sua comunhão com Deus, se não fosse Deus eu ainda estaria lá. No inicio eu pensei “foi Deus que me trouxe aqui”, mas depois de alguns anos eu descobri que não poderia ter sido Ele. Eu tinha depressão, uma coisa que eu não entendia, eu era feliz [ilusão] com essas coisas, mas sentia depressão quando ficava longe, é algo que te satisfaz naquele momento e depois você tem que buscar sempre mais e mais...
      Depois [quando me converti] Eu descobri que eu defendia todos os tipos de entretenimento pelo motivo banal de também ter o direito de ver o que gostava.
      Tem gente que diz que ver tipo, filme do mundo não tem problema ‘só não pode se deixar influenciar’, bela mentira isso é. Pode não influenciar um cristão convertido e maduro, mas os de fora, massa de manobra...
      Hoje eu tenho 21 anos, Deus abriu meus olhos em janeiro do ano passado e vendi toda minha coleção de quadrinhos, vídeo games, os próprios cristãos da minha família, debochavam, me chamam de louca, e até hoje não crêem na minha conversão, isso dói, mas só eu sei o que passei. Não ligo. :D

      Ah eu queria te fazer uma pergunta, eu já perguntei, só que eu acho que a mensagem não foi,
      É sobre Exorcismo na igreja Católica, como eles acontecem se eles têm uma "doutrina" tão errada com a palavra de Deus, sendo que precisamos do poder do Senhor para expulsar demônios? Não há ninguém que soube me responder

      Abraços!

      Excluir
    3. Oi Lilian, bacana o seu testemunho.

      É interessante notar que existem muitas formas saudáveis de entretenimento, mas a mídia aposta sempre naquelas que fazem mal, seja física ou espiritualmente. Por exemplo, há muitos filmes excelentes que não tem nenhuma apelação, mas as pessoas mesmo assim preferem assistir os filmes mais apelativos. Há muitos tipos de bebida que não danificam o corpo, mas as pessoas preferem beber cerveja, até ficar bêbado, dirigir embriagado, matar alguém no trânsito, brigar com a esposa e escandalizar os filhos. Há muitos tipos de lugares para sair e se divertir, mas as pessoas preferem as boates, as noitadas, os "carnaváis" da vida, até pegar uma DST e destruir a própria vida. Há muitos tipos de músicas boas, mas as pessoas preferem ouvir aquelas músicas que incentivam a imoralidade e a criminalidade, e depois se deixam influenciar por elas em sua própria vida. E assim por diante. Deus nos oferece as coisas boas, e então o diabo vem e oferece as coisas más, que nada mais são senão a extrapolação e desvirtuação das coisas boas. Tudo isso vai aos poucos minando o nosso relacionamento com Deus, nos afastando dEle e depois nos levando a consequencias maiores, que resultam por fim no mundo caído no estado em que se encontra hoje.

      Em relação ao exorcismo na ICAR, bem, há somente duas possibilidades lógicas: ou é de Deus, ou não é. Trabalhando dentro destas duas possibilidades, podemos inferir: (a) se for de Deus, significa apenas que o demônio foi expulso por misericórdia divina pela vida da pessoa oprimida, e não pela pessoa em si que o expulsou. Seria algo semelhante aos "milagres" que ocorrem aos montões em igrejas neopentecostais que tem pouca coisa do Cristianismo puro e verdadeiro. Eu não acho que seja o diabo que cura todo mundo e nem sou tão insano ao ponto de achar que TUDO aquilo é falsidade, como se eles pagassem a centenas de pessoas todos os cultos para falsearem um testemunho. Na minha opinião é Deus quem cura, mas isso não significa que ele está APROVANDO O MINISTÉRIO em questão, significa apenas que ele está tendo misericórdia para com aquela pobre alma que está sendo oprimida.

      Alguns confundem uma coisa com a outra e acabam pensando que já que certo pastor curou certa pessoa então Deus está aprovando a vida e a conduta deste pastor. Isso é totalmente falso. Deus pode ter curado por misericórdia para com o enfermo e não por causa do pastor em si. Em Mateus 7 vemos muita gente dizendo que fez multidões de milagres E EXORCISMOS e Jesus diz depois "apartai-vos de mim, nunca vos conheci....". Então o fato de Deus curar algo através de alguém NÃO IMPLICA em Deus estar APROVANDO a vida ou o ministério desta pessoa, ou desta igreja. Você pode ver, por exemplo, em Atos dos Apóstolos o relato dos filhos de Ceva, que não andavam com Deus mas expulsavam demônios mesmo assim. Então chegou um dia em que o demônio zombou deles e os espancou. Mas note que, antes deste dia chegar, eles estavam expulsando demônios naturalmente, e os demônios saíam.

      (...)

      Excluir
    4. A outra possibilidade (b) é que seja falso, ou seja, que o próprio demônio tenha, ENTRE ASPAS, expulsado o demônio. Digo "entre aspas" porque ele não o expulsa efetivamente, é lógico. Jesus disse que Satanás não pode expulsar a Satanás. Então tudo aquilo é só um teatro do demônio, presumivelmente para evitar que a pessoa oprimida (endemoniada) se dirija a uma igreja verdadeira para ser liberta. Esta é a outra possibilidade. O demônio "vai" no momento, mas volta tempos mais tarde.

      É interessante notar que a Igreja Católica tem quase tudo o que as igrejas evangélicas tem também, mas é copiado, falsificado. Na RCC os católicos falam em línguas, mas não pelo Espírito Santo, e sim APRENDIDO, repetindo palavras ensinadas pelo padre Jonas (tem vários vídeos sobre isso no YouTube). Eles não são batizados no Espírito Santo, apenas aprendem a repetir certas palavras sem sentido e daí acham que são batizados. É óbvio que não é a mesma coisa, é uma falsificação barata e ilegítima.

      Na ICAR também há profecias, mas profecias humanas. Uma amiga católica fervorosa da minha mãe havia há muito tempo atrás profetizado que o filho dela seria uma menina. Então nasceu um menino. Ela não teve coragem de aparecer para dar as caras de tanta vergonha que passou depois disso, pois errou uma profecia na qual tinha 50% de chances de acertar! Também é possível que o demônio acerte falsas profecias até certo ponto, pois ele tem uma visão mais ampla que o ser humano e pode influenciar nos acontecimentos terrenos, mas ele não pode acertar em tudo. Então o que eu vejo na ICAR são tentativas, plágios, de coisas que ocorrem no protestantismo de forma mais verdadeira.

      Grande abraço.

      Excluir
  9. Paz e graça!
    Teria como você fazer um vídeo sobre o "fogo eterno", o "verme que não morre" e o "tormento eterno" do Apocalipse, que você trata no livro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felipe, paz e graça. Vou fazer sim, mas só pretendo retomar os vídeos daqui alguns meses, pois no momento estou dedicando o meu tempo mais a este blog e ao livro que estou escrevendo, então eu acabo ficando sem tempo para vídeos novos.

      Abraços!

      Excluir
  10. Lucas,
    Fico me questionando sobre a afirmaçao de que "o homem, em pecado, nao pode apresentar-se diante de Deus ou mesmo ve-Lo, pois morreria".
    Se isso é verdadeiro, como Adao e Eva, mesmo em pecado, apresentaram-se diante de Deus e falaram com ele?
    Ou serà que eles conversaram com Deus, escondidos atràs das arvores do jardim?
    Outrossim, me parece que se Deus nao os tivesse lançados para fora do jardim, eles teriam condiçoes de, mesmo em pecado, tomar do fruto da arvore da vida e viver no paraiso de Deus (Gn 3:22), ou nao? Deus te abençoe!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, a paz.

      A questão sobre não poder ver a face de Deus senão morre é em Deus em sua plenitude, ou seja, com toda a sua glória e majestade. Isso é realmente impossível para um ser humano pecaminoso. Entretanto, nas vezes em que a Bíblia mostra Deus se revelando a alguma pessoa em especial, não diz que Deus se revelou com toda a sua glória, mas é geralmente uma aparição divina em forma humana, ou seja, uma teofania.

      Sim, de fato, se o homem em pecado tivesse comido da árvore da vida, ele mesmo assim viveria para sempre. Mas Deus retirou a árvore da vida do jardim exatamente com o propósito de que o homem não viesse a comê-la. A intenção era que o homem não vivesse para sempre em estado de pecado, mas que pagasse o preço pelo pecado (que é a morte) e que só viesse a obter a imortalidade novamente se alguém pagasse este preço no lugar deles (no caso, Cristo), para então poderem viver eternamente em uma vida póstuma (que nos é dada através da ressurreição dos mortos).

      Abraços!

      Excluir
  11. Voce quer dizer que Adao jamais viu a Deus em Sua gloria? Ou voce quis dizer que Adao viu a Deus de uma forma antes da queda e de outra, depois da queda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adão em estado pecaminoso nunca viu a Deus em glória, porque o homem pecador não pode ver a Deus em sua plenitude e ficar vivo. Se antes do pecado ele via em glória, ou se antes Deus também aparecia em teofania, isso não é possível precisar. Prefiro deixar ambas as possibilidades em aberto.

      Excluir
  12. Eu entendo sua posiçao, mas me parece que Deus disse que iria criar o homem pessoalmente (Gn 1:26).
    Seria possivel que Deus tivesse soprado nas narinas do boneco de barro, e, antes que ele abrisse os olhos, mais que depressa, Ele tenha se escondido?
    Dentro dessa problematica, como entender a afirmaçao de Jesus, quando disse:
    "Ninguém jamais viu a Deus; o Filho unigênito, que está no seio do Pai, é quem..." (Jo 1:18)?
    Essa fala de Jesus poderia estar se referindo aos atributos de Deus e nao ao Seu aspecto corporeo (corpo celestial)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo que a leitura mais simples de João 1:18 é que ninguém viu a pessoa de Deus, e acho que seria um pouco forçado dizer que o texto estava falando dos atributos apenas. O mesmo vale para os outros textos que dizem a mesma coisa (1Jo.4:12; Jo.6:46), nenhum deles parece estar falando apenas dos atributos. Que os israelitas entendiam em termos literais (como a pessoa de Deus em si), isso fica claro pelo relato dos pais de Sansão, que viram Deus em forma de anjo (não em sua plenitude) e mesmo assim pensaram:

      "Como o Anjo do Senhor não voltou a manifestar-se a Manoá e à sua mulher, Manoá percebeu que era o Anjo do Senhor. 'Sem dúvida vamos morrer!', disse ele à mulher, 'pois vimos a Deus!'" (Juízes 13:21-22)

      Que quando Deus soprou nas narinas de Adão o fôlego da vida ele o fez pessoalmente em toda a sua plenitude, isso também é conjectura. A Bíblia não diz se sim ou se não. Em Gênesis 18:17, por exemplo, Deus parece tratar em termos bem pessoais com Abraão, e depois fala com ele (v.20), mas mesmo assim o contexto anterior mostra que Deus apareceu em forma humana (v.2). Por isso que eu disse anteriormente que aqui se tratam de possibilidades, não de um pensamento fechado. O que se pode dizer sem erro é que nenhum homem pecador jamais viu a Deus em sua plenitude.

      Excluir
  13. Dentro disso que voce disse, voce acredita que os anjos veem a face de Deus em pessoa ou a veem na pessoa do Filho glorificado e isso antes e depois d'Ele ter vindo à terra, visto que Jesus (a Palavra)possuia uma gloria antes de vir ao mundo?
    Ou seja, sera que Deus, de fato, nunca foi visto por ninguem, nem mesmo pelos anjos?
    Sera que isso nao teria levado o diabo a achar que tinha chance de vencer a Deus, exatamente por nunca te-lo visto (em toda a Sua plenitude), mas somente ao Filho?
    Nao seria razoavel crer que foi Jesus quem revelou o Senhor Deus à toda a criaçao, pois Ele é a Sua expressa imagem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo que quando Jesus diz que "ninguém jamais viu a Deus" ele estava falando de nós, ou seja, dos seres humanos. Dentre os homens, ninguém viu a Deus. Mas os anjos veem a Deus porque eles nunca pecaram para não poder ver a Deus, ou seja, eles estão hoje numa condição semelhante à que estaremos na ressurreição (quando veremos a face de Deus). Jesus por exemplo disse:

      "Vede não desprezeis um destes pequeninos; porque vos digo que os seus anjos nos céus vêem incessantemente a face de meu Pai celestial" (Mateus 18:10)

      Não acho que o verso que você citou esteja falando de aparência física, até porque os discípulos viram a face de Jesus por pelo menos três anos e mesmo assim disseram que não viram a Deus. Jesus é a expressão exata da imagem de Deus no sentido de expressar perfeitamente o seu caráter e moral, ao passo em que os seres humanos são a imagem de Deus porém de uma forma manchada, apagada ou deformada em função do pecado.

      Abraços.

      Excluir
  14. Então voce acredita que Pai e Filho são pessoas distintas?

    ResponderExcluir
  15. Você acredita que Jesus permanecerá para sempre com as marcas dos ferimentos dos cravos em seus pés e mãos?
    Você disse que os apóstolos não viram a Deus, mas Jesus disse que quem O via, via também o Pai. Como entender essa declaração de Jesus?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não faço ideia. Jesus apresentava as marcas na mão depois da ressurreição (Jo.20:27), mas não há como dizer se eternamente ele estará com as marcas ou não. Pessoalmente eu creio que ele decidiu manter as marcas depois da ressurreição como uma evidência física de que havia ressuscitado (uma prova para os discípulos, em especial para Tomé), mas todo mundo sabe que na ressurreição nós não teremos os defeitos ou imprecisões físicas que temos em vida.

      Sobre o outro texto citado, vejamos:

      “E quem vê a mim, vê a aquele que me enviou” (João 14:9)

      Isso não significa que o Pai e Jesus fossem a mesma pessoa, o que é claramente refutado no verso anterior, que diz que o Pai enviou Jesus (v.8), e que quem crê nele não crê somente nele, mas também no Pai. O que Jesus estava dizendo é que vê-lo equivale a ver o Pai, uma vez que ambos tinham a mesma mensagem e estavam em total concordância (v.49). Em contexto semelhante, Jesus disse que quem recebe aquele que ele enviar (i.e, um missionário) “está me recebendo”, ainda que o missionário e Jesus sejam pessoas obviamente distintas:

      “Eu lhes garanto: Quem receber aquele que eu enviar, estará me recebendo; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou” (João 13:20)

      Excluir
  16. Eu entendo plenamente sua opiniao, mas a Biblia tambem fala que Jesus (o verbo) "ERA DEUS" e nao "uma especie de Deus", ou "um Deus menor", mas o proprio Deus. Declara, ainda, o seguinte sobre Cristo: "em quem, por quem e para quem tudo foi criado" e "sem o qual nada do que foi fetio se fez".
    Nao seria melhor entender que, milagrosamente, Deus, usando da Sua onipresença, estava no ceu e na terra ao mesmo tempo, até porque nao Lhe falta poder para estar em todos os lugares ao mesmo tempo, independentemente da forma em que se encotra?
    Veja que, em Genesis 1:2, é dito que "o Espirito de Deus se movia sobre a face das aguas", mas Deus continuava no ceu. No Salmo 104:30, está dito que Deus envia o Seu Espirito à terra, mas mesmo assim Ele continua no ceu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Releia a minha resposta, por favor. Você perguntou:

      "Então voce acredita que Pai e Filho são pessoas distintas?"

      E eu respondi:

      "Sim"

      Ou seja, eu não disse que "Jesus não é Deus", mas sim que Jesus e o Pai não eram a mesma PESSOA, eu não sou unicista para crer que Jesus e o Pai eram a mesma PESSOA.

      Escrevi sobre isso aqui:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com.br/2015/10/e-biblico-o-unicismo_15.html

      De qualquer forma, como já disse em minha última postagem, não pretendo discutir unicismo, unitarismo ou trindade em um blog que é destinado a outra finalidade.

      Abraços.

      Excluir

Postar um comentário

Comente abaixo. Sua participação é importante e será publicada após passar pela moderação. Todos os tipos de comentários ou perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente, mas ofensas, deboches, divulgação de páginas católicas (links), control c + control v e manifestações de fanatismo não serão aceitos.