O mito da monarquia: fraudes, mentiras, ignorância e um plano perverso


Se há dez anos alguém me falasse que quer a volta da monarquia e o fim do sistema republicano em nosso país, eu não acreditaria. Bom, na verdade, eu continuo não acreditando muito. Sério, eu não pensei que estaria vivo para presenciar seres humanos defendendo volta da monarquia, pelo menos não de maneira séria. Agora não duvido de mais nada: daqui uns anos vai vir gente defendendo a volta ao feudalismo, depois a volta ao sistema tribal, e então a volta à Idade da Pedra.

O leitor é inteligente o suficiente para saber que essa doidera é uma modinha bastante recente, que ganhou força de poucos anos pra cá, e também deve ser esperto o bastante para perceber que há algo muito estranho e suspeito em um movimento que surge “do nada” reivindicando algo tão insano e surreal. Neste artigo eu vou explicar em poucas palavras. Mas antes, eu peço que vocês vejam esses vídeos do canal Conservador Paulista, que são fundamentais para uma compreensão do que realmente foi a monarquia em nosso país, desmistificando muita coisa que comentarei resumidamente nas próximas linhas:


Agora farei uma confissão: nestes quase dez anos de apologética, eu já conheci praticamente todos os argumentos de ateus, esquerdistas, espíritas, católicos, olavetes e até coisa pior (se é que existe), mas nenhum se compara em termos de desonestidade aos argumentos monarquistas. O monarquismo é o único de tudo que eu já vi que consegue mentir em ABSOLUTAMENTE TUDO, sem exceção. É incrivelmente tudo mentira, do início ao fim; todos os dados que usam são falsos, todas as informações que trazem são fraudulentas, todos os argumentos levantados são distorções grosseiras de pessoas que não estão errando por engano, mas pela mais pura e consciente desonestidade.

Deixe-me explicar: há alguns meses me deparei com uma grande lista de argumentos monarquistas numa página monarquista, que argumentava, entre outras coisas, que o Brasil imperial era um dos países mais ricos do mundo (mais rico que os EUA, inclusive!), que tinha a “maior marinha do mundo”, que tocava o terror até na Inglaterra, que Dom Pedro II era uma espécie de Guardião das Galáxias com superpoderes mágicos e uma sabedoria ancestral e que falava umas 200 mil línguas (e isso sem ser pentecostal), dentre outras dezenas de pilhérias. Diferentemente de todos os defensores da monarquia, que engolem esse tipo de informação de internet sem conferir a veracidade de porcaria nenhuma (seja por preguiça de pesquisar ou pelo medo de ser confrontado), eu fiz questão de pesquisar em livros e documentos antigos a veracidade de cada uma dessas alegações.

A resposta que obtive é exatamente o que você já leu acima: é TUDO falso. Os documentos da época mostram como a marinha era decadente e obsoleta já no último período de Dom Pedro II, o Brasil tinha fama de ser um país inflacionário para os padrões da época, o país era menos industrializado do que o nanico Paraguai, a escravidão rolou à solta até o penúltimo ano do regime, os monarcas de outros países zombavam de Dom Pedro II de tão pouco “culto” que era, os Estados Unidos já estupravam o Brasil em termos econômicos numa proporção muito maior do que é hoje, e a monarquia trouxe ao Brasil quase oitenta anos de atraso e estagnação econômica que só foram em partes resolvidos com a república.

Publiquei minhas constatações primeiramente neste artigo, e depois postei um mais importante, que é de leitura obrigatória para qualquer um que tenha um mínimo de interesse no assunto, onde eu não apenas provo que os Estados Unidos já eram muito mais ricos que o Brasil na época da monarquia, mas também que foi justamente a república que deu impulso à economia de uma forma extraordinariamente superior ao período anterior. Se você ainda não leu, leia agora mesmo e só depois volte para este artigo.


(Tabela que prova o quão “rico” e “desenvolvido” era o Brasil dos sonhos dos monarquistas...)

Em resumo: essa modinha de “monarquistas”, que provavelmente vai desaparecer tão rápido quanto surgiu e ninguém mais se lembrará dessa vergonha daqui uns dez anos, é um exemplo exato e perfeito da ignorância típica do brasileiro médio, que tem preguiça de estudar e investigar, e que tem uma predisposição incrível de aceitar qualquer bobagem que lê em qualquer blog ou vlog de fundo de quintal que não cita nenhuma fonte pra nada, desde que esteja pregando algo em conformidade com sua visão política e/ou religiosa. Infelizmente, essa é a triste realidade: se alguém ensina algo contrário à ideologia do indivíduo, não adianta citar trocentas referências bibliográficas e fontes acadêmicas, que será descartado e até ridicularizado a priori, e se fala qualquer asneira sem nenhum fundamento mas em conformidade com a ideologia da pessoa, é abraçada com alegria e defendida com entusiasmo.

Esse tipo de mistura de ignorância, desonestidade e fanatismo se vê fartamente presente no discurso dos jovens e fanáticos defensores da monarquia. Por sorte, nos últimos dias entrou aqui um desses sujeitinhos para nos servir de exemplo prático. Não sei quem é o sujeito pois escreveu no anonimato, em um artigo que não tem nada a ver com o assunto (esse aqui), mas só porque alguém me passou o link do canal que refuta a monarquia já foi o suficiente para ele sentir necessidade de expressar todo o seu amor pelo império (ou seja, para nos divertir um pouco com mais pérolas em primeiríssima mão). Se você tem algum interesse em acompanhar como a discussão começou, clique aqui e leia o primeiro comentário do sujeito. Depois disso tomou uma resposta à altura mas não desistiu, e postou o seguinte comentário que ilustra “como funciona a mente de um zumbi tridentino monarquista” (preparem a pipoca e se segure firme na cadeira para não cair de tanto rir):


Para começo de conversa, esse estilo de argumentação é muito comum desse tipo de sofista, que só sabe decorar slogans e frames e não tem nenhuma capacidade intelectual de levar uma discussão adiante argumento por argumento, por isso em vez de refutar qualquer coisa do meu texto preferiu apelar a duas táticas bem conhecidas: (1) Amontoar um monte de argumentos mentirosos de uma vez só (ou todos que conhece), para dificultar a refutação tornando-a cansativa, e porque isso é tudo o que sabe sobre o assunto; (2) encher de links do Youtube, de blogs, de páginas do facebook e um monte de parafernália, pois se o oponente for mesmo idiota de ver cada link não vai sobrar tempo de refutar nada, e logo mais e mais links virão um atrás do outro, sem parar (foi o que ele fez em seguida, bombardeando links antes mesmo de me dar tempo de responder qualquer coisa).

Agora vamos aos “argumentos” em si:

“me cite então pelo menos um grupo de protestantes que apoiaram o fim da escravidão antes de 1800 em algum país na América ou da Europa ou do mundo”

Pelo jeito ele nunca ouviu falar dos quakers, e muito menos deve conhecer John Wesley e John Newton. Talvez a leitura do capítulo 4 do meu livro “A Bíblia e a Escravidão” possa lhe ajudar um pouco (disponível na página dos livros).


“o papa sempre condenou a escravidão contra os índios e você fala isso”

Veja que ele nem mesmo menciona o nome do suposto papa que “condenou a escravidão”. Talvez porque esse seja um papa fantasma, pois todos de que temos nome foram veementemente em favor da escravidão. Com um discurso eloquente, o papa Eugênio IV, na bula Dudum Sicut (1435), proibiu a escravidão dos nativos da recém colonizada Ilhas Canárias, mas apenas dos “residentes batizados das Ilhas Canárias ou aqueles que buscam livremente o batismo”[1], deixando implícito que continuava permitida a escravidão de não-católicos que recusassem se converter. Após as queixas feitas pelo rei Eduardo de Portugal, ele permitiu expressamente que os portugueses escravizassem os não convertidos das ilhas[2]. Finalmente, em 1441 ele concedeu perdão total dos pecados a qualquer cristão que atacasse os sarracenos ao longo da costa da África Ocidental, cuja consequência seria a legitimação da escravidão dos cativos capturados durante os ataques[3].

O papa Paulo III, na bula Sublimis Deus (1537), se posicionou em favor da liberdade dos índios, mas voltou atrás logo no ano seguinte, em sua bula Non Indecens Videtur[4]. A Sublimis Deus nem sequer foi inclusa no Denzinger, o compêndio oficial dos ensinamentos da Igreja Católica[5]. Em 1545, esse mesmo papa revogou uma antiga lei que permitia que os escravos reivindicassem sua liberdade em frente à estátua do imperador no Monte Capitolino, incluindo os escravos cristãos[6], e ainda afirmou que era direito dos cidadãos de Roma comprar e vender escravos de ambos os sexos[7]. E em 1548, ele autorizou a compra e posse de escravos muçulmanos nos estados papais[8].

Alguns papas não hesitaram em se manifestar abertamente em favor da escravidão. Em 1452, o papa Nicolau V emitiu a bula Dum diversas, onde autorizava os portugueses a conquistar territórios ainda não católicos, e a escravizar perpetuamente muçulmanos, pagãos e “quaisquer outros incrédulos” que conseguissem capturar. Dirigida ao rei Afonso V de Portugal, o pontífice romano afirmava:

Outorgamos por estes documentos presentes, com a nossa Autoridade Apostólica, permissão plena e livre para invadir, buscar, capturar e subjugar sarracenos e pagãos e quaisquer outros incrédulos e inimigos de Cristo onde quer que se encontrem, assim como os seus reinos, ducados, condados, principados, e outros bens... e para reduzir as suas pessoas à escravidão perpétua.[9]
           
Três anos depois, esse mesmo papa emitiria ainda outra bula com o mesmo teor da anterior. Trata-se da Romanus Pontifex, que confirmou o domínio de Portugal sobre todas as terras situadas ao sul do cabo Bojador, na África. A bula permitiu a escravização dos nativos e fez menção aos “negros tomados à força, e alguns por contrato legal de compra”[10], o que não era visto como um problema já que “muitos deles foram convertidos à fé católica”[11].E quando a América foi descoberta, a primeira coisa que o papa Alexandre VI fez foi emitir a bula Inter cætera (1493), onde dividia os territórios entre Portugal e Espanha, sustentando que teriam “sob seu domínio os ditos continentes e ilhas com seus moradores e habitantes”[12], se tornando “senhores deles com pleno e livre poder, autoridade e jurisdição de toda espécie”[13].

Essas bulas papais têm sido interpretadas pelos historiadores como uma justificativa para a era do imperialismo[14] e até mesmo como o advento do comércio europeu de escravos na África Ocidental, abrindo um precedente para o futuro tráfico transatlântico[15]. Mesmo nos Estados Papais, governados pelo próprio papa, cerca de 200 mil pessoas foram mandadas para a escravidão nas galés, banidas para o exílio ou sentenciadas à prisão perpétua ou a morte, apenas no breve período entre 1823 e 1846[16]. Isso sem falar que a escravidão nas galés sempre foi uma das penas mais comuns da Inquisição, como mostro neste artigo. Portanto, a Igreja Romana sempre foi a favor da escravidão. Ela podia em um momento ou outro se opor a um tipo específico de escravidão, como a escravidão de católicos, mas nunca da escravidão em si, como fizeram os quakers.


“essa afirmação sobre d. Pedro não faz sentido porque ele era abolicionista”

Mais uma mentira deslavada. Dom Pedro II não apenas era um escravocrata, mas era também o maior proprietário de escravos do Brasil[17]. Enquanto todos os outros países da América já haviam abolido a escravidão há décadas, o Brasil sob o regime de Dom Pedro II permaneceu escravocrata até a beira da proclamação da república, em 1888. Esse imperador reinou desde 1841 e permitiu a escravidão por quase cinquenta anos ininterruptos, até próximo de sua deposição. Então, de duas uma: ou ele era um escravista, ou era extremamente incompetente para não ter conseguido abolir a escravidão muito antes – nem mesmo depois que todos os outros países já haviam abolido. No meu artigo anterior um leitor atentou para uma outra possibilidade, a de que ele não aboliu antes “por medo de perder o poder”. Então ampliamos as possibilidades para três: ou ele era escravista, ou era incompetente, ou um covarde. Qual os monarquistas vão preferir?


“os EUA aboliram a escravidão em 1864. o Brasil em 1888. mas mesmo assim... EUA é independente desde 1776 e nós desde 1822. entao não pode falar nada”

Realmente não entendi nada o que isso tem a ver. Talvez seja o efeito das drogas, ou apenas o maior non sequitur que eu já vi.


“E vcs protestantes fizeram perseguições tb”

Mais uma vez não cita exemplos, porque se citasse veria que já foi refutado de antemão aqui. Ou talvez foi justamente por isso que não citou.


“Não negue que a igreja católica construiu a civilização ocidental.... o Papa Bento xvi disse que o mundo ocidental se resume em filosofia grega, direito romano e igreja católica (cristianismo) portanto vc vai contra esse princípio”

Essa foi a melhor parte da argumentação. “A Igreja Católica construiu a civilização ocidental”. Por quê? Porque o PAPA disse isso! Com um argumento tão brilhante eu não preciso nem perder tempo refutando. Daqui a pouco o Inri Cristo irá dizer que construiu a civilização ocidental também, porque as “inriquetes” dizem isso (e sim, as “inriquetes” existem mesmo, veja aqui).


“Vcs protestantes não tem visibilidade nenhuma na mídia nem no YouTube”

Ui, que meda! Vamos abrir canal no Youtube então, gente!


“A histeria anti-monarquista e católica sua e do vídeo que vc mandou nada vai afetar a monarquia brasileira. até porque a população está vendo que a monarquia é a única saída pro Brasil e vc e esse canal paulista não tem audiência nenhuma”

Realmente, o Brasil inteiro está vendo que a monarquia é a única saída por causa de canais no Youtube!!! Mesmo porque existem muitos canais monarquistas com dezenas de milhões de seguidores para alcançar as mais de duzentas milhões de pessoas da nação (#sqn).


“ele quase foi eleito presidente dos EUA em 1877”

Eu quase tive um ataque cardíaco aqui, talvez a expressão “morrer de rir” nunca foi tão literal. Esse Pedrão era o máximo mesmo! Conseguiu ser “quase eleito” numa eleição de um país que cuja própria Constituição proíbe a mera candidatura de alguém que não seja estadunidense, e ainda fez isso em 1877, que nem mesmo era ano de eleição (veja aqui)! Talvez tudo isso seja parte do argumento monarquista, ou seja, o Pedrão era tão bom, mas tão bom, que quase foi eleito presidente dos Estados Unidos contra a própria Constituição do país e em um ano que nem de eleição era! E vocês ainda ousam ser contra a monarquia!!!?

P.S: depois descobri que essa lenda veio de um livro escrito por um tal de Leopoldo Bibiano Xavier, seja, a "fonte" deles é um suposto "historiador" que nem o Google conhece. Na verdade, nem deve ser um historiador, apenas mais um palpiteiro monarquista revisionista moderno. A única coisa que encontrei na web sobre esse tal Leopoldo Bibiano Xavier foi uma página do LinkedIn que diz que ele mora em Curitiba e é "Analista de Sistemas na Celepar"...


“falava 18 línguas fluente e 25 no total ele conhecia”

Isso mesmo, e segundo a imprensa da Coreia do Norte o ditador Kim Jong-un tem poder de controlar a natureza, aprendeu a dirigir com 3 anos de idade, aos 9 já era campeão de iatismo, aprendeu a nadar com três semanas de vida e a falar com oito, além de ter escrito 1.500 livros quando ainda tinha 3 anos (saiu até no G1, veja aqui). Vai falar que não?


“Era respeitado por Nietzsche Darwin e outros sábios”

Muito bom ter citado o pai do niilismo e o pai da eugenia (e ainda sem fontes), realmente isso melhora muito as coisas aqui.


“O Brasil humilhou a Inglaterra protestante e eles tiveram que pedir desculpas pq iríamos pra guerra e provavelmente vencer por termos a melhor Marinha do mundo”

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Isso não merece uma resposta, merece um meme!


P.S: sobre a palhaçada de o Brasil ter “humilhado a Inglaterra”, eu já respondi aqui, juntamente com a refutação de que Dom Pedro II falava “18 línguas” (na verdade ele era tão inculto que provocava as risadas dos criados, e era descrito como egoísta e de cultura superficial pelos correspondentes da época). O mais impressionante não é o imperador falar 18 idiomas, são os monarquistas inocentes acreditarem nisso. E o Brasil “humilhou” tanto a Inglaterra nessa ocasião quanto humilhou a Alemanha na Copa de 2014.

P.S 2: sobre ter a “maior marinha do mundo” sem jamais tal marinha imbatível ser sequer citada nas centenas de livros de história que já li, o próprio Barão do Rio Branco (que era um monarquista convicto) dizia que “a situação da marinha brasileira é tão caótica que não temos esquadras, nem torpedos, nem exército, e os argentinos tem tudo”[18], e acrescenta que se houvesse uma guerra entre ambos, os brasileiros passariam “uma grande vergonha”.


“reveja seus conceitos sobre a monarquia e a igreja católica”

Acho que já estou revendo. É pior do que eu pensava!

Após postar esse comentário, ele não perdeu nem um segundo sequer e já mandou esse outro, com o mesmo nível intelectual do anterior:


E lá vamos nós de novo...

“kkkkkkkkkkkk pode fazer o que quiser mas a monarquia vai ser restaurada em breve”

Já estou até vendo.


“o catolicismo está crescendo nos EUA e o protestantismo está diminuindo rapidamente”

Mudou de assunto, mas não mudou sua capacidade de disseminar mentiras e delírios. Essa piada de que a Igreja Católica está “crescendo” nos Estados Unidos é uma palhaçada que já foi refutada há anos neste artigo:


Leiam esse artigo e vejam como os apologistas católicos estão inventando dados sem nenhuma fonte, tirados do seu próprio focinho, e que os dados oficiais mostram uma queda no número de católicos tão vertiginosa quanto a de protestantes, mas ainda continuamos na frente com uma larga vantagem de 51% contra 23% (mesmo levando em consideração a intensa onda de imigração legal e ilegal vinda dos países latinos, que são católicos). Para se ter uma ideia, só em Nova York nada a menos que 40 igrejas católicas foram fechadas por falta de fieis:


Mas pelo jeito a regra é a mesma em se tratando de defesa da monarquia ou de antiprotestantismo: qualquer dado vagabundo encontrado em um blog católico chulo de fundo de quintal e sem absolutamente nenhuma credibilidade “tá valendo”. É realmente um amadorismo sem fim.


“já tem até proposta para haver referendo sobre ela igual de 1993!! kkkkkk vc e esse canal paulista pode esperar pra vc isso acontecer”

Na verdade eu gostaria mesmo que acontecesse, porque os monarquistas iriam levar uma paulada tão grande, que a de 1993 iria ficar no bolso. Há muitos brasileiros burros, mas não tantos a ponto de fazer voltar a monarquia. Aliás, é curioso notar que eles adoram falar que a república foi um “górpe”, falam em golpe mais do que petista saudosista da Dilma, mas se esquecem que quem deu o verdadeiro golpe muito antes dos republicanos foi o seu adorado Pedrão (sim, o Dom Pedro II), com o famigerado golpe da maioridade. E pelo menos a república fez um plebiscito perguntando ao povo o que ele queria e lhe dando a oportunidade de escolha, enquanto a monarquia nunca sequer pensou em fazer isso e nem faria, mesmo que durasse mais uns dez mil anos no poder. Fosse esperar o reizinho entregar o poder de livre e espontânea vontade e proclamar a república, e isso não teria acontecido NUNCA. Seríamos até hoje um país atrasado, com um nível de industrialização ridículo e nivelado com países que até hoje mantém a monarquia, tais como:

• Antígua
• Arábia Saudita
• Bahrain
• Barbados
• Brunei
• Butão
• Catar
• Camboja
• Dominica
• Emirados Árabes
• Jordânia
• Lesoto
• Omã
• Suazilândia
• Tailândia
• Tonga

Ou seja, verdadeiros pesos-pesados da economia, com PIB per capita invejável e super desenvolvidos (#sqn).

Depois disso, o sujeitinho apenas se limitou a copiar e colar uns trocentos links monarquistas que foi catando desesperadamente no Google de forma totalmente aleatória, que nem ele mesmo deve ter lido, mas que sabe que fortalecem a sua causa. É esse o estereótipo de um monarquista típico: gentinha arrogante e prepotente, que já entra com escárnio e “kkkkks”, cuja agressividade é proporcional à sua falta de argumentos, e cujos argumentos fazem jus a seu analfabetismo funcional. Houve o tempo em que eu pensava que ser apologista tridentino era o degrau mais baixo que um ser humano poderia chegar, mas então percebi que dá pra ser tridentino e monarquista ao mesmo tempo e piorar tudo ainda mais. Finalmente me dei por convencido de que não há nada que não possa ser piorado.

A essa altura, você pode estar se perguntando por que raios que essa coisa de “volta da monarquia” foi inventar de surgir bem agora, de repente, e por que há tantos canais no Youtube de gente “importante” defendendo essa maluquice. Essa parte tem tudo a ver com o tema desse blog, e para entendê-la é preciso primeiro ter uma noção do que era o Brasil em termos religiosos antes da proclamação da república. Primeiro, não havia liberdade de culto. Os protestantes eram proibidos de construir ou se reunir em qualquer local de culto visível (ou seja, em igrejas), então tinham que se reunir confinados nas casas como a igreja primitiva fazia, sofrendo muita perseguição e preconceito.

Acredite se quiser, mas os protestantes da época da monarquia não podiam se casar, pois nos países católicos não existia o casamento civil (essa foi uma invenção dos protestantes malvados, que visavam dar igualdade para todos), e o único casamento aceito era o católico, ou seja, o realizado numa Igreja Católica por um padre e seguindo o rito católico. Os protestantes não eram considerados “casados”, mas apenas “ajuntados”. Foi a república que separou a Igreja e o Estado, de modo a instituir o casamento civil, oferecendo igualdade de direitos para as pessoas de todas as religiões. É por isso que o Estado laico é tão odiado pelos papistas raivosos e fanáticos: eles não aceitam a ideia de um Estado igualitário e neutro que dê liberdade plena aos protestantes, mas sim aquele Estado católico que persegue as demais religiões até a morte (literalmente). É só assim que eles conseguiram sobreviver até hoje, porque está mais do que provado que em qualquer ambiente de neutralidade de condições os católicos sempre perdem (é por isso que perdem fieis no mundo todo, e o protestantismo tanto cresce).

Sendo mais preciso, o ódio dos católicos tridentinos não é ao Estado laico em si, mas aos protestantes, e o ataque à laicidade do Estado é apenas uma forma que encontram para abolir a liberdade que hoje desfrutamos para nos fazer voltar a séculos obscuros. A defesa da volta da monarquia diz respeito a um PROJETO POLÍTICO dos católicos tridentinos, depois que viram todas as suas tentativas teológicas falharem miseravelmente. Por décadas e décadas tentaram frear o protestantismo pela apologética e só tem levado pancada atrás de pancada até hoje, pelo simples fato de que qualquer criancinha que tenha a capacidade de abrir uma Bíblia e a ler já basta para deixar de ser católica. Como a via teológica é um fracasso consumado, a alternativa que lhes restou foi a via política, e para isso nada melhor que a volta de um sistema que tira a liberdade e igualdade dos protestantes perante a lei, ou seja, a volta da monarquia.

Só um Estado católico forte é que pode salvar o catolicismo – pelo menos é como eles pensam. A monarquia em si é apenas um instrumento, um subtefúrgio utilizado para se alcançar este propósito, é por isso que eles mentem tanto e tão descaradamente para defendê-la. Não há NENHUM argumento monarquista que não seja uma mentira grosseira e grotesca, e eles sabem disso, mas não estão nem se lixando pra esse fato, porque não lhes interessa a verdade e nem tampouco se importam com a monarquia em si, apenas convém defendê-la por conveniência através de qualquer meio mentiroso a fim de servir de aio para o fortalecimento do catolicismo romano.

É por isso que a “apologética da monarquia” é tão mentirosa quanto a apologética católica – na verdade, se trata da mesma apologética, criada pelos mesmos indivíduos, com a mesma finalidade, apenas se mudando a via: uma ataca pela via teológica, e enquanto isso a outra tenta conquistar espaço pela via política. E ambas se aproveitam da ingenuidade e até da preguiça intelectual do povo brasileiro em geral, pois sabem que 99% das pessoas não vão checar a origem e a veracidade dos dados e informações transmitidos, e assim vão engolir qualquer mentira grotesca e esfarrapada inventada descaradamente e jogada na cara dos imbecis que a vão comprar sem nem pensar duas vezes. Se for vem bem, verá que é o mesmo modus operandi dos esquerdistas: pode mentir o quanto quiser, se o propósito for “nobre”. É também a moral jesuíta histórica, e tão plenamente incorporada pela apologética católica de ontem e de hoje.

Se você for evangélico e atualmente defende a volta da monarquia ou simpatiza com a ideia, não se deixe ser enganado. Você é só mais um peão nesse tabuleiro, um “idiota útil” para eles, alguém que não sabe com o que está lidando. Isso nunca teve a ver com a monarquia, e por isso ela foi esquecida por mais de um século. Isso tem a ver com o fim do Estado laico, e com um objetivo bastante específico em mente. Foi o Estado laico trazido pela república que nos trouxe liberdade de culto em igualdade aos católicos. É por isso que os papistas odeiam tanto o Estado laico, pois sabem que acabando com o Estado laico estariam acabando com os protestantes, e o jeito mais simples e fácil de se voltar ao Estado confessional católico é restaurando a monarquia. Isso resume e explica tudo.

Eles podem transvergir o quanto quiserem para não tornar a coisa tão óbvia, mas é exatamente o que eles têm em mente, e bem por isso os que encabeçam o movimento monarquista no Brasil são precisamente os mesmos que odeiam os protestantes com todas as forças e que passam a vida toda glorificando a “Santa” Igreja Romana e nos difamando sem parar. Isso é guerra cultural, e não percebê-la é o primeiro passo para a ruína. Por mais estúpida e bizarra que a ideia da monarquia possa parecer, e que de fato é, qualquer estupidez pode se tornar uma realidade se nada for feito a respeito. O comunismo está aí para nos mostrar isso. Desconfie de todos esses que pregam soluções mágicas para o Brasil – ainda mais quando se trata da volta de algo que não deu certo.

Paz a todos vocês que estão em Cristo.


Por Cristo e por Seu Reino,
Lucas Banzoli (www.facebook.com/lucasbanzoli1)

- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!



-Meus livros:

- Baixe e leia gratuitamente meus livros clicando aqui.

- Confira a lista exaustiva de artigos do blog clicando aqui.

- Siga-me no facebook clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros blogs:

LucasBanzoli.Com (Um compêndio de todos os artigos já escritos por mim)
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Artigos devocionais e estudos bíblicos)
Desvendando a Lenda (Refutando a imortalidade da alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)
Fim da Fraude (Refutando as mentiras dos apologistas católicos)



[1] Papa Eugênio IV. Sicut Dudum. Disponível em: <http://www.papalencyclicals.net/Eugene04/eugene04sicut.htm>. Acesso em: 08/03/2017.
[2] RODRIGUEZ, Junius P. The historical encyclopedia of world slavery. Califórnia: ABC-CLIO, 1997, p. 260.
[3] DAVIDSON, Basil. The african slave trade. James Currey Publishers, 1961, p. 55.
[4] STOGRE, Michael. That the world may believe: the development of papal social thought on aboriginal rights. Médiaspaul, 1992, p. 115.
[5] ibid.
[6] DAVIS, David Brion.The problem of slavery in western culture. New York: Oxford University Press U.S., 1988, p. 56.
[7] STOGRE, Michael. That the world may believe: the development of papal social thought on aboriginal rights. Médiaspaul, 1992, p. 116.
[8] CLARENCE-SMITH, William G. Religions and the abolition of slavery - a comparative approach. Disponível em: <https://web.archive.org/web/20070816155150/http://www.lse.ac.uk/collections/economicHistory/GEHN/GEHNPDF/ClarenceSmithWASHINGTON.pdf>. Acesso em: 08/03/2017.
[9] Papa Nicolau V. Unam Sanctam Catholicam. Disponível em: <http://unamsanctamcatholicam.blogspot.com.br/2011/02/dum-diversas-english-translation.html>. Acesso em: 09/03/2017.
[10] Papa Nicolau V. Romanus Pontifex. Disponível em: <http://www.nativeweb.org/pages/legal/indig-romanus-pontifex.html>. Acesso em: 09/03/2017.
[11] ibid.
[12] Papa Alexandre VI. Inter Caetera. Disponível em: <http://www.nativeweb.org/pages/legal/indig-inter-caetera.html>. Acesso em: 09/03/2017.
[13] ibid.
[14] RODRIGUES, Jorge Nascimento; DEVEZAS, Tessaleno. Portugal: o pioneiro da globalização: a herança das descobertas. Lisboa: Centro Atlântico, 2009, p. 510.
[15] DAVENPORT, Frances Gardiner; PAULLIN, Charles Oscar. European treaties bearing on the history of the United States and its dependencies to 1684. Carnegie Institution of Washington, 1917, p. 12.
[16] BAIGENT, Michael; LEIGH, Richard. A inquisição. Rio de Janeiro: Imago Ed., 2001, p. 273.
[17] GERSON, Brasil. A Escravidão no Império. São Paulo: Pallas, 1975.
[18] FILHO, Luiz Viana. A Vida do Barão do Rio Branco. São Paulo: José Olympio, 1957, p. 126.

Comentários

  1. Eu sou calvinista, acha que devo me tornar arminiano?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca Perguntei.

      Excluir
    2. "Eu sou calvinista, acha que devo me tornar arminiano?"

      Lógico que como arminiano eu vou desejar que os não-arminianos se tornem arminianos. Negar isso seria hipocrisia.

      Excluir
    3. Lucas, um bom nome para os romanistas seria "etnatsetorpistas" sabe por quê?

      Excluir
    4. "etnatsetorp" é protestante ao contrário :)
      Minha idéia foi nada a ver né?

      Excluir
    5. Acho que foi o comentário mais "nada a ver" que já recebi aqui haha :)

      Excluir
    6. Eu ainda estou tentando entender... etnatsetorpistas por quê? KK

      Excluir
    7. É sério gente...vc entendeu, Lucas?

      Excluir
    8. Já que esse cara perguntou, é verdade que calvinistas perseguiram arminianos no passado?

      Excluir
    9. "Perseguir" no sentido de sair caçando, queimando e matando por discordar teologicamente (como fazia a ICAR) não, mas havia uma "perseguição" mais velada no sentido de restringir a expressão de pensamento anti-calvinista (como ocorreu no Concílio de Dort, por exemplo, em que os arminianos foram maltratados e expulsos do sínodo).

      Excluir
    10. Então houve uma censura, era exceção ou regra?

      Excluir
    11. Eu não sei se o termo "censura" é o termo mais adequado aqui. Os arminianos não eram proibidos de escrever, o próprio Armínio escrevia muita coisa e nunca foi censurado ou preso ou proibido de continuar escrevendo por causa disso, só que eles não davam igualdades de condições para arminianos e calvinistas, o calvinismo era a "doutrina oficial" e por isso os concílios rechaçavam a priori as tentativas arminianas de mudar alguma coisa no ensino das igrejas. E sim, por aquela época isso era a regra mesmo, embora significasse uma incrível evolução em relação ao que predominava na época, que consistia em "concordar ou morrer".

      Excluir
    12. Já que todo mundo ta falando disso, é possível se calvinista e moralista ao mesmo tempo?

      Excluir
    13. Por que eles dizimam o amor divino.

      Excluir
    14. Isso só tornaria o calvinista contraditório e inconsistente, mas não significa que não possa ser moralista, ou que não possa ensinar princípios morais aos outros em pregações e etc.

      Excluir
  2. O Melhor artigo já feito neste blog, muito obrigado Lucas, estou muito feliz com a sua atitude, esse movimento monarquista precisa ser desmascarado, além da apologética católica, eu acho que a própria família imperial está tentando voltar ao poder, mesmo eles sabendo que já perderam com aquele plebiscito de 1993, onde a República ganhou com mais de 87% dos votos, agora sabemos quem está por trás desse movimento que é também inconstitucional, pois o artigo nº1 da Constituição brasileira diz claramente que o Brasil é um estado republicano, federal e democrático, além do mais esse artigo é uma cláusula pétrea, não pode ser alterado nem por emenda. Querem burlar até a própria Constituição, esse movimento chega ao cúmulo do absurdo
    Fiquei abismado com a sua coragem, eu tiro meu chapéu para você, de Republicano para Republicano. Continue com esse excelente trabalho
    Deus te abençoe, abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vlw, Deus lhe abençoe igualmente!

      Excluir
    2. Avalie: http://www.paulopes.com.br/2017/02/sete-mitos-sobre-jesus-que-poem-em-xeque-a-existencia-dele.html?m=1#.WjJoxsvJ0wg

      Excluir
    3. Comentando resumidamente:

      1) Que não nasceu em dezembro nós já sabemos. Que não nasceu em Belém não há base nenhuma, o autor fala em "consenso" entre os historiadores sem nenhum conhecimento de causa, cita apenas o que diz um dos maiores teólogos liberais do mundo, como se sua palavra sozinha tivesse autoridade, ou como se ele representasse os teólogos como um todo (quando representa apenas uma minoria que nem cristã é). O censo foi realizado sim, há provas disso, como eu mostro no livro "Deus é um Delírio?". Só não foi no ano exato em que eles dizem que teria sido, porque Jesus não nasceu no ano zero, mas sim em 7 a.C. (segundo estimativas).

      2) Concordo, mas isso eu já falei naquele vídeo dos "mitos bíblicos que você (e todo mundo) ainda acredita". Não é algo que compromete a Bíblia, apenas a tradição de algumas igrejas (como é o caso de ter nascido em dezembro).

      3) Provavelmente era moreno mesmo (loiro é que não era, como os retratos católicos ocidentalizados trazem), se era baixo não temos como saber, e cabelo curto não tinha, pois tanto no Sudário quanto na iconografia antiga (e estou falando de uns mil anos antes do Renascimento) Jesus é retratado com cabelo comprido.

      4) Falso, João Batista e os outros profetas jamais disseram que eram um com o Pai, que quem vê a eles vê a Deus, que eram o caminho, a verdade e a vida, que eram o Messias ou que ressuscitariam ao terceiro dia. Jesus claramente se diferenciava dos outros profetas pela sua missão especial e diferente de todos os outros.

      5) Eram os autores sim, isso pode ser facilmente comprovado pelo simples fato de que na antiguidade as cartas e documentos vinham assinados com o nome do autor, neste caso de Mateus, Marcos, Lucas e João. O que pode ser discutido é se esses Mateus, Marcos, Lucas e João eram os mesmos Mateus, Marcos, Lucas e João que conhecemos, mas quanto aos primeiros três não há nenhuma razão para pensar o contrário, apenas em relação ao último que eu já provei que se trata do João presbítero e não do apóstolo João.

      6) O evangelho de Judas é espúrio e apócrifo e não foi escrito pelo próprio Judas senão por um farsante de pelo menos um século depois, e a evidência paulina que ele traz não prova que Judas não traiu Jesus, no máximo prova que Judas levou mais tempo até se suicidar e que depois de ter traído ainda se reintegrou temporariamente ao grupo dos apóstolos, que é uma tese perfeitamente possível que eu inclusive já era pra ter escrito um artigo a este respeito há duas semanas atrás, e que escreverei ainda nos próximos dias.

      7) Concordo parcialmente com esse ponto, de fato Jesus pregava o Reino dos céus na terra, mas não um reino militar ou iminente como ele dá a entender, e sim o Reino que virá quando Ele voltar (sobre isso já escrevi no artigo abaixo):

      http://desvendandoalenda.blogspot.com.br/2013/08/onde-passaremos-eternidade-no-ceu-ou-na.html

      Excluir
    4. Veja só isso:
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Thomas_Jefferson#Jefferson_e_a_Am%C3%A9rica_Latina
      Thomas Jefferson estava certo, inclusive esse movimento monarquista tem o dedo da Igreja Católica, principalmente dos tradicionalistas.

      Excluir
    5. Avalie: https://youtu.be/mARCOaqA5tc

      Excluir
    6. Se alma e espírito são a mesma coisa, então a palavra de Deus divide uma coisa com ela mesma (risos):

      "Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração" (Hebreus 4:12)

      Excluir
  3. LUCAS UM DIA EU VI UMA PREGAÇÃO DE UM PADRE CATÓLICO CARISMÁTICO ONDE ELE DISSE QUE NOS ESTADOS UNIDOS A MAIORIA DOS PASTORES PRESBITERIANOS VOLTAM PARA A IGREJA CATÓLICA DIZENDO QUE ENCONTRARAM JESUS NA EUCARISTIA E QUE NA IGREJA EVANGÉLICA NÃO EXISTE ISSO. ELE DIZ AINDA QUE FORAM GRANDES PASTORES TEÓLOGOS HOMENS DE INFLUÊNCIA QUE REALIZARAM TRABALHOS GRANDÍSSIMOS DE ENVANGELISMO. QUAL SUA OPINIÃO. ABRAÇOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a mesma palhaçada que já foi refutada aqui e no outro artigo, de que está havendo uma "onda de conversões ao catolicismo", que na verdade se trata apenas de propagandismo católico proselitista usando dados inventados, mentirosos e descarados que de modo algum condizem com a realidade. Os caras pegam meia dúzia de testemunhos isolados e já querem usar isso como uma "prova" de uma conversão em massa que é totalmente inexistente, e que só serve para enganar leigos desmiolados sem qualquer capacidade crítica. Recomendo que leia o artigo que já recomendei aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2016/03/a-igreja-catolica-esta-crescendo-nos.html

      Abs!

      Excluir
  4. Boaaaa!! Estava na hora de desmascarar esses monarquistas.

    ResponderExcluir
  5. O site é de Heresias Católicas, mas por qual motivo vem falar sobre monarquia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo jeito você não leu a parte final do artigo e foi comentar mesmo assim...

      Excluir
  6. Lucas Banzoli a alma do povo brasileiro é monarquista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não bastasse inventarem que a alma é imortal, agora virou imortal e monarquista. É por isso que eu sou a favor da morte da alma :)

      Excluir
  7. Acho que tento esquerda e direita deveriam se unir pra desmascarar esses monarquistas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade qualquer pessoa de bem deve desmascarar essa patifaria, mesmo quem não tem gosto pela política. Isso não se trata de uma guerra direita vs esquerda, mas de honestidade vs desonestidade, como mostro no artigo.

      Excluir
  8. Hahahahah continue publicando textos contra a monarquia. Ajuda aumentar a visibilidade da nossa causa. Ave Império!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade sou eu que agradeço. Graças a vocês eu tenho conteúdo novo - e fácil - para postar aqui. Quem diria que depois de mais de 5 anos e 500 artigos refutando o catolicismo ainda teria uma barbada como essa pra desmascarar? Na minha opinião vocês deveriam inventar mais umas duzentas doideiras pra defender, quanto mais melhor, assim são mais artigos pra eu me divertir escrevendo.

      Excluir
  9. Tem um canal chamado Thuleanperspective que admite que o catolicismo é 90% paganismo. Por sinal ele defende o paganismo nórdico e a volta para costumes bárbaros, pois acredita que a civilização é antinatural.

    ResponderExcluir
  10. A monarquia é para todas as religiões. Já falaram isso. As ideias defendidas pelo dom Bertrand estão ganhando notoriedade na mídia. Danilo Gentili, Nando, terça livre e etc... Considere isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A monarquia é para todas as religiões. Já falaram isso"

      É, e já falaram também que o comunismo "é para todas as religiões", então é só chegarem ao poder que começam a forçar o ateísmo e perseguir os religiosos. A monarquia brasileira NUNCA foi "para todas as religiões", e só quem é muito besta vai engolir essa de que a volta da monarquia não terá nenhuma implicação religiosa no país. Inclusive há monarquistas que defendem abertamente o fim do Estado laico e o Estado confessional católico com a volta da monarquia. E eu nem preciso retroceder muito na história para mostrar o quão horrendo pode ser a volta de um regime opressor para com as outras religiões, para isso basta o exemplo da Espanha, que com um golpe de Estado acabou com a Segunda República e instituiu uma nova monarquia católica radical sob o general Franco (aliás, uma figura bastante admirada nos círculos católicos e monarquistas, embora fosse um fascista sanguinário e sem escrúpulos).

      "As ideias defendidas pelo dom Bertrand estão ganhando notoriedade na mídia. Danilo Gentili, Nando, terça livre e etc... Considere isso"

      Uau, só gente "intelectual"! Ainda bem que não sou Maria-vai-com-as-outras, tenho um cérebro e posso pensar por mim mesmo, em vez de depender desses grandes gênios da cultura nacional.

      Excluir
  11. Excelente artigo! Lucas! Acho que vou começar a bater na Monarquia também! rss!

    Dá uma avaliada, por favor, nesse meu vídeo em que desmascaro um pouco do tal "conservadorismo católico" !

    https://www.youtube.com/watch?v=qTNmXzVCB-8

    A paz do Senhor!

    José Domingos do blog e canal exateus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O conteúdo do vídeo é excelente, você tocou em muitos pontos importantíssimos. Sobre a questão de liberal vs conservador em si, o grande problema é a definição de "liberal", pois o que se chama por liberal aqui é diferente do que é considerado "liberal" nos EUA, por exemplo. Lá o termo "liberal" equivale a "esquerdista", então liberal é o oposto de conservador ou alguém de direita, mas aqui os liberais são de direita, ou seja, apoiam o livre mercado e tudo mais, então é perfeitamente possível ser um liberal conservador (ou seja, alguém que defende o liberalismo no campo econômico e é conservador nos valores), que é como eu mesmo me defino, e como já vi outros se definindo, como a Joice Hasselmann e o Reinaldo Azevedo (não estou dizendo que concordo com tudo o que eles dizem, só estou citando como exemplo por também se definirem como "liberais conservadores" para o padrão brasileiro). Abs!

      Excluir
  12. E aí lucas, segue material congruente (mas diferente em estilo) ao que vc está fazendo, com uma pegada mais política.
    https://medium.com/@Brigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom o blog, sugiro que todos acessem e confiram o material.

      Excluir
  13. Lucas mais pra frente pretende fazer um Hangout sobre a MONARQUIA x REPÚBLICA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver gente que goste de falar sobre esse assunto, não vejo por que não.

      Excluir
  14. Lucas ótimo artigo,o que vejo hoje em dia são evangélicos caindo de cabeça nisso, já alertei alguns em relação a isso, e verdadeiramente, acho que estamos em um fogo cruzado,que de um lado temos os ateus comunistas e do outro que acho o mas perigoso, são os católicos fanáticos, ao fugir da esquerda quase cai no direitismo maluco do olavo de carvalho, e vejo seus alunos como fanáticos, eu era de um grupo de conservadores no facebook e vi que eles são a maioria católicos desejando o poder que a igreja tinha outrora. Porém um assunto que me chamou atenção nas redes Lucas e que pediria explicação e uma resposta, porque judeus dizem que constantino e os romanos criaram o mito Jesus, e que o evangelho é invenção romana, temos provas que isso não é verdade ? de que os evangelhos não sofreram modificações e de fato tem refutação à isso ? obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, hoje em dia está tudo polarizado mesmo, ou você faz parte do grupo ateu/comunista/esquerdista/progressista/anticristão ou então tem que fazer parte do grupo católico/olavete/radical pró-Inquisição e cruzadas/antiprotestante. A maioria das pessoas não enxerga mais nada entre os dois extremos, é como se você fosse obrigado a escolher entre Belzebú e Belial. Sobre a questão dos judeus dizerem que Constantino criou o "mito Jesus", não são todos os judeus que pensam assim, na verdade isso é uma lenda velha de origem ateísta que eu já rebati no meu outro blog sobre ateísmo:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/as-provas-historicas-da-existencia-de.html

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/a-autenticidade-do-novo-testamento.html

      Abs!

      Excluir
  15. O que tu acha do separatismo? O canal conservador paulista apoia a independência de sp. Vc é do Paraná. Apoia a independência do Paraná? Ou a união com o sul ou com sp? Ou deseja que o Paraná permaneça no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho uma posição totalmente firmada sobre isso, mas estou propenso a defender a autodeterminação dos povos, ou seja, qualquer povo que julga que o separatismo é melhor para si deve ter esse direito de separação. O que não significa que todo estado vai ter que se separar dos outros, mesmo porque muitos estão bem fazendo parte do país em que estão.

      Excluir
  16. Na web tem doido pra tudo que é asneira. Essa de volta a monarquia é mais uma.

    ResponderExcluir
  17. Tem um livro do Chico Xavier chamado "BRASIL CORAÇÃO DO MUNDO PÁTRIA DO EVANGELHO" em que ele diz que D. Pedro II era a reencarnação de São Longuinho e que a missão dele no Brasil e da princesa Isabel era abolir a escravidão. Na verdade o livro conta sobre toda história do Brasil sob um escopo espiritual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "ele diz que D. Pedro II era a reencarnação de São Longuinho"

      Como ele pode ser a reencarnação de um personagem que NUNCA EXISTIU? (não vou nem entrar no mérito da própria reencarnação ser uma mentira...)

      Excluir
    2. Um dia vc poderia falar mais sobre esses "santos" que nunca existiram ...

      Excluir
    3. Aproveita e pesquise Lucas, pois é bem provável que um dos pais da Igreja tão estimado pelos católicos jamais tenha existido. Me refiro a Hesegipo.

      Excluir
  18. LUCAS OS CESSACIONISTAS COSTUMAM DIZER EM ALGUNS DE SEUS ARTIGOS QUE NEM OS PAIS DA IGREJA MENCIONARAM SOBRE O DOM DE LÍNGUAS EM SEUS REGISTROS ALEGAM QUE NEM ELES FALARAM EM LÍNGUAS ISSO É VERDADE. ABRAÇOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, recomendo este artigo:

      http://www.igrejadafeapostolica.com/as-lnguas-estranhas-na-histria

      Abs!

      Excluir
  19. Depois dessa crise que deixou milhões de desempregados um monte de ideia absurda foi disseminada pelo Brasil. É por isso que eu amo o capitalismo, todo mundo trabalha e se vê como um indivíduo independente dono de suas próprias ideias e projetos. No capitalismo ninguém tem tempo pra disseminar besteira...

    ResponderExcluir
  20. Não entedo os católicos , se formos para a escritura nos JAMAIS veremos que um das funções da igreja é governar e ter poder ( Em João e 1 João vemos um Claro contraste entre Igreja ( filhos da luz ) e Mundo ( Filhos da trevas ) ou seja Não é Funçao da igreja dominar e ter poder mas , ser o oposto do Mundo e do Sistema caído e corrupto . Concorda Lucas ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Totalmente. Sem falar que Jesus disse claramente que seu reino não era deste mundo (Jo 18:36), mas o dos papas sim.

      Excluir
    2. Uma observação a se fazer é que o paradigma católico a instituição "igreja" (ICAR , no caso) é o referencial e não as Escrituras como entendem os protestantes. O entendimento do magistério ( e não necessariamente a Bíblia) prescreve e os fiéis acatam. É por isso que um lado estranha o outro. Importante ressaltar que eu NÃO estou endossando nenhum dos dois lados apenas descrevendo.

      Excluir
    3. Concordo, o problema é que o paradigma católico é uma petição de princípio. "A Igreja Católica é a verdadeira". "Por quê?" "Porque a Igreja Católica afirma que a Igreja Católica é a verdadeira". Eles tiram a conclusão de que a Igreja deles é a verdadeira a partir da própria Igreja; a Igreja é a autoridade máxima e aí o debate já está encerrado antes mesmo de começar, é a famosa falácia do argumento circular. Os protestantes ao menos estão muito mais amparados ao usar como autoridade uma outra fonte que não nós mesmos (ou seja, a Palavra de Deus).

      Excluir
  21. Gostei do texto. Só acho que faltou acrescentar alguns pontos que os monarquistas usam para defender esse movimento voltados para a República. Eles dizem que o atual sistema brasileiro é horrível, que falta o 4 Poder, e etc. Se vc for falar de novo sobre monarquia seria interessante contra argumentar esses pontos políticos que eles usam da República e mostrar soluções para esses problemas sem q envolva a volta da monarquia.

    No mais sinceramente eu não sei aonde esses fanáticos idiotas estão com a cabeça de ficar defendendo a família real que simplesmente saqueou o Brasil e as riquezas que haviam nele, implementou um sistema corrupto e a escravidão (que deixou marcas até hoje em nosso país com a pobreza das periferias - antigas habitações dos escravos que não tinham dinheiro). Como defender uma família corrupta com Dom Pedro q era um safado que tinha um monte de amantes, e que explorou os índios até aonde conseguiram? É muita falta de noção das coisas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado.

      Esse não será o último artigo sobre monarquia, então ainda haverá mais para abordar o que ainda não foi abordado. Mas serão provavelmente artigos mais curtos do que esse, com respostas mais objetivas.

      Excluir
    2. A república presidencialista dá certo nos EUA,o que nos falta é um povo politicamente consciente.

      Excluir
  22. Olá Lucas. Como eu não sou muito politizado meu comentário é sobre a questão da escravidão: ao olharmos para o passado devemos ter em mente que a escravidão foi a base da economia, de Adão até dois séculos atrás. No passado, sem escravidão, a economia parava . O mundo praticamente não funcionaria. Foi o avanço do conhecimento tecnológico que dispensou a mão de obra escrava e não um gesto de humanidade . Outro mito é atrelar escravidão ao negro como se o escravo necessariamente tivesse que ser negro. A Bíblia foi escrita num contexto onde a escravidão era algo normal e necessário e seus escritores a trataram como tal. Agora, na minha opinião a igreja (ICAR )que se autorga infalível não soube lidar com a questão. Concordas amigo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em partes. Não vejo escravidão na época de Adão (embora ela seja bem antiga realmente), e a grande questão da escravidão não é "como a economia iria funcionar sem ela" (pois na Europa moderna praticamente não havia escravidão, mas no Novo Mundo sim), mas sim sobre "o que fazer com os soldados capturados em guerra" (que geralmente eram mantidos em escravidão quando não mortos, pois não existia na época o sistema carcerário que há hoje). Claro que isso não tem relação com a escravidão moderna, baseada no tráfico negreiro, que foi realmente uma escravidão desumana e cruel, muito pior do que em outros contextos na história (em Israel, por exemplo, o "escravo" costumava ser apenas um servo).

      Excluir
    2. Me explique rapidamente qual é o problema com Freud?

      Excluir
    3. http://www.cacp.org.br/a-fraude-de-freud/

      Excluir
  23. Dizer que Nietzsche e Darwin são sábios...mesma coisa que dizer que Maria é "Mãe de Deus" kkkkkkkkkkkk #insano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daqui a pouco ele vai citar Richard Dawkins e Freud como "sábios" também (desde que pense que apoiam Dom Pedro II, é claro).

      Excluir
  24. Eu fiz parte do movimento monarquista por algum tempo,mas como protestante questionei a questão da laicidade.Acredito que oficialmente o estado seria laico,porém que existiria um grande proselitismo em relação ao catolicismo,isso com certeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tb. estou decepcionado com d pedro ii. vlw banzoli

      Excluir
  25. Tenho uma dúvida sobre a grande tribulação que está relatada no apocalipse. Quando ela chegar, o Espírito Santo sairá da Terra ou Ele ainda vai salvar pessoas incrédulas ou cristãos mornos que vão se arrepender nesse tempo? Essa é uma dúvida que eu tenho há algum tempo, se haverá arrependimento daqueles que até antes da tribulação viviam em um caminho errado ou que não acreditavam na Palavra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa de que o Espírito Santo "sairá da terra" é um devaneio pré-tribulacionista sem nenhum fundamento. Primeiro que isso seria tecnicamente impossível pois se trata de um ser onipresente que por definição não pode "sair da terra", e segundo porque a Bíblia nos fala de conversões em massa de judeus nos últimos dias (Rm 11:26), o que seria impossível de ocorrer se não fosse por aquele que convence os pecadores do pecado, da justiça e do juízo, ou seja, o Espírito Santo (Jo 16:8). Então haverá Espírito Santo na grande tribulação e também haverá arrependimento e conversões neste período.

      Excluir
  26. Pra mim a monarquia só tem um destino: o museu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E em alguns casos mais extremos, o sanatório.

      Excluir
  27. Banzoli porquê atacar dom Pedro II? Ele é um exemplo de governante pro Brasil e pro mundo. O próprio Gladstone primeiro ministro inglês disse isso (está documentado este fato e o livro de Heitor Lyra mostra)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Um exemplo do governante pro Brasil e pro mundo" que era o maior escravista do Brasil e que perpetrou esse sistema em nossa terra como a BASE da economia, e que manteve o país atrasado em termos de industrialização e modernização, estagnando a economia e nos deixando há anos-luz dos Estados Unidos e dos países desenvolvidos. Mas o que essas desgraças morais e econômicas importam se o Heitor Lyra falou bem dele, não é mesmo?

      Excluir
    2. Dom Pedro II ESTATIZOU o Banco do Brasil que pertencia ao Barão de Mauá porque ele não gostava de capitalistas e de empresários. O cara dizimou a população do Paraguai sem necessidade por pura vingança, o próprio Duque de Caxias, um militar honrado, se recusou a continuar liderando o exército na Guerra pois se recusou a fazer este papel. Se informe mais sobre Dom Pedro II cara...

      Excluir
  28. Graça e paz a todos; "Acho que já estou revendo. É pior do que eu pensava!" - kkkkkk, lendo seus artigos, revi meus conceitos também: Cheguei a conclusão que esses "cultos e bastião do conservadorismo, da moral e bons costumes" são como um fusca 68, sem freios e descendo ladeira abaixo, ou seja, no final vai ser uma tragédia anunciada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maldade comparar o fusca com a monarquia, o fusca não merece isso não!

      Excluir
    2. Banzoli, monte seu time de futebol perfeito com jogadores de (2000 até 2008)

      Excluir
    3. Buffon, Maldini, Cannavaro, Nesta, Gerrard, Lampard, Zidane, Nedved, Ronaldinho, Henry e Ronaldo.
      Reservas: Van de Saar, L. Figo, Riquelme, Terry, van Nistelrooy, Shevchenko, Kaka',

      Excluir
    4. Melhor Estádio: Highbury Stadium do Arsenal
      Melhor treinador: Ancelotti (Mas poderia colocar o C. Bianchi).

      Excluir
    5. Hoje o papa faz 81 anos. Qual sua opinião sobre ele e qual sua reação sobre o aniversário dele?

      Excluir
    6. Lucas você é a favor do SEMIPRESIDENCIALISMO?

      Excluir
    7. Eu não acompanhei muito antes de 2003 porque sou de 92, então vou fazer dos que eu vi jogar até 2017:

      Buffon, Maldini, Cannavaro, Sérgio Ramos, Daniel Alves, Pirlo, Iniesta, Zidane, Ronaldinho Gaúcho, Messi e C. Ronaldo (embora se considerasse o Ronaldo Fenômeno no auge, lá da época da Internazionale, poderia colocar no ataque no lugar do CR7, mas como não peguei essa época estou colocando no banco mesmo) – escalação no tradicional 4-4-2.

      Excluir
    8. Melhor estádio: Azteca (o do América/MEX).

      Melhor treinador: Zidane (ganhar 2 Champions e 2 Mundiais mais 1 Espanhol em 2 anos de treinador não é pra qualquer um).

      Excluir
    9. "Hoje o papa faz 81 anos. Qual sua opinião sobre ele e qual sua reação sobre o aniversário dele?"

      Minha reação sobre o aniversário dele é de indiferença, minha opinião sobre ele em si é boa, pois assim está mostrando aos tridentinos a verdadeira face da Igreja Católica (que o Bento XVI disfarçava melhor).

      Excluir
    10. "Lucas você é a favor do SEMIPRESIDENCIALISMO?"

      Não sou contra mas também não vejo como isso iria efetivamente mudar alguma coisa no Brasil. O problema do Brasil não é o presidencialismo, mas sim o tipo de presidente que elegem e a quantidade absurda de deputados com salários ainda mais absurdos. Enquanto isso não for mudado, não vai adiantar nada ficar mudando o sistema de presidencialismo para parlamentarismo ou semipresidencialismo.

      Excluir
  29. Lucas, você disse que ja leu muito Jaccques Lee Goff

    Os católicos ficam citando esse historiador como se ele prova-se que a Idade Média foi boa

    Vc pode trazer a artigos e citações do Lee Goff provando os defeitos da Idade Média e desmentir os apologistas católicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só ver todas as citações que constam no meu livro das Cruzadas e no da Inquisição. Nesse da Reforma também vai ter algumas.

      Excluir
  30. Quando o seu livro sobre a Reforma chega , Lucas ?


    ResponderExcluir
  31. Lucas você não acha que o documentário Brasil Paralelo está servindo ao interesse desses monarquistas e católicos? Eu acho que sim! E por isso mesmo já fiz alguns posts e vídeos refutando conteúdos desse Documentário!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é que eles "servem aos interesses" de monarquistas e católicos, pois eles SÃO monarquistas e católicos, o documentário existe justamente com esse propósito, de formar uma "nova direita" que por sua vez levante as bandeiras do fanatismo católico (defesa da Inquisição, cruzadas e outras aberrações) e do monarquismo (que como eu mostrei neste artigo, também tem tudo a ver com o plano político da ICAR para reconquista de influência e poder sobre a nação). Ou seja, eles não estão "ajudando" esse movimento como num "efeito colateral" ou ocasional, mas o criando com essa mesma finalidade.

      Excluir
    2. E o pior de tudo é que a Maçonaria também está evolvida nisso aí! Já que Dom Pedro II era maçon e o seu mentor o José Bonifácio!

      Excluir
    3. Sim, assim como Dom Pedro I também era maçom, e muitos no alto escalão da monarquia. Na verdade a monarquia sempre esteve mergulhada na maçonaria, por isso é até bizarro ver católicos tradicionalistas anti-maçons desejando com tanta veemência a volta da monarquia...

      Excluir

  32. Na minha modesta opinião, o católico é a praga mais nojenta que existe. Nem neonazista superam esse tipo de coisa asquerosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se esse comentário foi sério, mas é preciso distinguir "católico" (que pode se referir a qualquer leigo por aí, inclusive os que discordam das atrocidades cometidas por essa religião, e muitos que nem praticantes são) de "apologista católico", especialmente os tridentinos que defendem aberrações morais como Inquisição, cruzadas, perseguição religiosa, queima de "hereges" e tudo mais, esses sim são tão nojentos e repugnantes moralmente quanto os neonazistas ou até mais, pois foi o antissemitismo romano que gerou o próprio nazismo e o ódio aos judeus que permanece até hoje.

      Excluir
  33. Por que vc é São Paulino? Já morou em SP?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nasci em SP, mas quando comecei a torcer pro SPFC foi quando eu tinha quatro ou cinco anos e gostei da camisa do time, então na prática não teve nada a ver com eu ter nascido lá (tanto é que ninguém da minha família era são-paulino, minha família paterna é toda palmeirense e por lado materno é toda corinthiana).

      Excluir
    2. "comecei a torcer pro SPFC foi quando eu tinha quatro ou cinco anos"
      "minha família paterna é toda palmeirense e por lado materno é toda corinthiana)."

      Desde sempre um homem de opinião : )

      Excluir
  34. Lucas, o que você acha do Nando Moura? Um monarquista que a todo momento defende o catolicismo (mesmo dizendo que não é), e a unica vez que ele criticou o catolicismo foi apenas em relação ao Ricardo Coração de Leão (que ele disse que os atos do ricardo "feriu a honra de todos os cruzados"), e ainda, quando ele falou da inquisição católica, ele disse "hur, mas e a protestante dur, a inquisição criou os tribunais hur, matava só três pessoas por ano dur".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentei sobre ele recentemente a uma outra pessoa que pediu minha opinião a respeito (veja abaixo):

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/12/imperdivel-provas-incontestaveis-de-que.html?showComment=1512953820028#c966151664988772554

      De fato, acho ele um grande desinformante em se tratando desses assuntos, porque basicamente apenas serve para repetir as asneiras do astrólogo da Virgínia mesmo sem estudar porcaria nenhuma sobre os assuntos (por isso fala bobagem sobre a Inquisição e inventa a tal da "Inquisição protestante"). Qualquer pessoa com a capacidade de raciocinar por si mesma descobrirá a verdade sobre esses assuntos, o problema é que esses olavetes são todos seguidores cegos, fanáticos, acríticos, bitolados e acéfalos do "Mestre", então não são capazes de pensar por si próprios, exceto para repetir, concordar e confirmar o que o "Mestre" diz (e o "Mestre", nesse caso, é um mentiroso católico do pior nível).

      Excluir
  35. Lucas, Nietzsche quis dize que o niilismo iria acontecer depois que a moral cristão não tivesse mais valor(ele previu o pós-modernismo) e Darwin não foi o pai da eugenia, foi um primo distante dele que também era evolucionista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Lucas, Nietzsche quis dize que o niilismo iria acontecer depois que a moral cristão não tivesse mais valor(ele previu o pós-modernismo)"

      Sim, mas onde foi que eu neguei isso? Foi por isso mesmo que eu o chamei de "pai do niilismo", foi a conclusão que ele chegou após concluir que "Deus está morto" (filosoficamente falando). Lembrando que ele próprio era um ateu e grande crítico do Cristianismo.

      "e Darwin não foi o pai da eugenia, foi um primo distante dele que também era evolucionista"

      Sobre a relação entre Darwin e a eugenia, há muitas citações que provam a eugenia em Darwin mesmo, e não apenas num primo dele. Nestes artigos há muitas delas:

      http://www.ibamendes.com/2011/02/darwin-e-relevancia-para-eugenia.html

      http://www.criacionismo.com.br/2017/11/charles-darwin-pai-da-eugenia.html

      Excluir
    2. Sobre Darwin eu não sabia disso. Agora sobre Nietzsche, ele criticava o cristianismo por achar que ele era culpado pela decalescência do ocidente. Segundo ele o próprio cristianismo planto isso no ocidente(Deus mato Deus - moral mato moral). Ele não falo que Deus não existe, ele falo que as pessoas estavam deixando de acreditar em Deus e também deixar de acreditar na moral. Ele até tento alienar as pessoas em uma outra teoria para as pessoas terem onde buscar a moral.

      Excluir
    3. Os maiores estudiosos de Nietzsche entendem que ele era ateu mesmo. Veja o que o Dr. Rodrigo Silva comenta sobre isso neste vídeo a partir dos 20 min:

      https://www.youtube.com/watch?v=iFXAVE2PAuc

      Excluir
  36. Algumas perguntas:

    -O que você pensa sobre a maçonaria?

    -É possível os antigos deuses pagãos terem existido de alguma forma?

    -Os anjos que falaram com Maomé e Joseph Smith eram anjos mesmo ou demônios disfarçados de anjos?

    -Você acredita em terra plana? (que os católicos de hoje em dia tentam de toda forma negar que a igreja católica acreditava nisto).

    -O que você acha do seguinte "argumento": o Brasil tem que voltar a Monarquia Católica senão vai se tornar um pais igual aos países protestantes liberais do Norte Europeu que pregam ideologias anticristãs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "-O que você pensa sobre a maçonaria?"

      Sou contra qualquer organização secreta.

      "-É possível os antigos deuses pagãos terem existido de alguma forma?"

      Eles existem, mas não em forma humana, são demônios que exigem a adoração dos pagãos em forma de "deuses".

      "-Os anjos que falaram com Maomé e Joseph Smith eram anjos mesmo ou demônios disfarçados de anjos?"

      Pra mim ou eles inventaram uma estória, ou o diabo que apareceu a eles, mas um anjo de Deus com certeza é que não foi...

      "-Você acredita em terra plana? (que os católicos de hoje em dia tentam de toda forma negar que a igreja católica acreditava nisto)."

      Em 2018 já irá haver voos comerciais para o espaço e então toda essa discussão desnecessária chegará ao fim, pois todos poderão ver a curvatura (ou não) da terra a olho nu: https://airway.uol.com.br/primeiro-voo-comercial-ao-espaco-e-programado-para-2018/. Sobre a ICAR e a terra plana, na verdade o que era proibido era o heliocentrismo, e não o formato esférico da terra (foi pelo heliocentrismo e não pela esfericidade que Galileu passou por apuros), embora seja verdade que entre o "povão" e até em certos círculos eclesiásticos fosse comum aceitar que a ideia de que a terra ainda era plana.

      "-O que você acha do seguinte "argumento": o Brasil tem que voltar a Monarquia Católica senão vai se tornar um pais igual aos países protestantes liberais do Norte Europeu que pregam ideologias anticristãs."

      Isso não é um problema dos "países protestantes liberais do Norte Europeu", mas de TODA a Europa, inclusive de países historicamente católicos como a França que estão ainda mais afundados no secularismo do que o "norte europeu". Só quem é muito desonesto e pilantra ainda sustenta esse argumento de que o liberalismo moral só ocorre no norte da Europa, ou apenas em países protestantes. Eu discorro sobre isse amplamente neste artigo:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2016/06/destruindo-todas-as-calunias-catolicas.html

      Excluir
    2. "Em 2018 já irá haver voos comerciais para o espaço e então toda essa discussão desnecessária chegará ao fim, pois todos poderão ver a curvatura (ou não) da terra a olho nu: https://airway.uol.com.br/primeiro-voo-comercial-ao-espaco-e-programado-para-2018/."
      Que bola fora. Eu não acho que isso decidirá o caso para nenhum ser pensante. Quer dizer que se sair na imprensa uma reportagem sobre um suposto vôo comercial à Lua, você aí então acreditará? Qual a lógica disso? Porque seriam supostamente a palavra de alguém não-interessado? A palavra de ninguém deve servir como final ou prevenir investigação ou discussão. E bilionários, trilionários donos desses negócios têm seus interesses juntos com o estado, não representam o povo.

      Excluir
    3. "foi pelo heliocentrismo e não pela esfericidade que Galileu passou por apuros)"
      Eu ouvi que foi pela forma que ele defendeu o heliocentrismo, não pelo heliocentrismo em si.
      Você acredita em evolução? (Na parte "filosófica" da teoria, que não pode ser questionada, sob pena de não compartilhar dos espólios de guerra imperialistas contra os povos do mundo.)

      Excluir
    4. Você precisa entender uma coisa: nenhum terraplanista se dará por convencido com teorias, cálculos físicos ou matemáticos, evidências científicas ou pela fala de agências espaciais. Só vai acreditar NAQUILO QUE VÊ. E esses voos ao espaço são uma ótima oportunidade para isso, por que não? Ninguém aqui está falando de "bilionários" e "trilonários" (que nem existem, na verdade), estamos falando de pessoas que tenham pelo menos 800 mil, mas esse é o preço de agora em função da novidade que é, provavelmente nos próximos anos vai baixar. Se os terraplanistas fizessem uma "vaquinha" (como costumam fazer pra tudo que é coisa) e levasse um deles para lá em cima (alguém de muita confiança de todos que participaram da vaquinha), a discussão estaria encerrada.

      "Eu ouvi que foi pela forma que ele defendeu o heliocentrismo, não pelo heliocentrismo em si"

      Então ouviu errado, porque nas próprias atas da condenação de Galileu estava explícito o que o havia levado à condenação:

      “A sentença, na data de 22 de julho de 1653, firmada por dez cardeais, diz assim: ‘Considerando que vós, Galileu Galilei, de setenta anos de idade, havia sido denunciado a este Santo Ofício por defender como verdadeira uma doutrina falsa, a saber, que o sol está quieto no centro do mundo, e a terra se move... Considerando que já havias sido admoestado e advertido no mês de fgevereiro de 1616... Considerando que se havia publicado um livro, em Florença, de que sois autor, cujo título é: Diálogos de Galileu Galilei sobre os dois sistemas principais do mundo, o pitolomeu e o copernicano... onde tratas com circunlocuções e dá a entender que crês provável o que é contrário às Sagradas Escrituras... Pronunciamos, julgamos e declaramos que vós, o supracitado Galileu, tens se tornado suspeito de heresia crendo e mantendo a doutrina falsa e contrária às Santas Escrituras que o sol é o centro do mundo, que não se move de leste a oeste, que a terra se move e que não é o contra do mundo... É nosso desejo o absolver, se com coração contrito, e sem reservas, em nossa presença abjureis, maldizeis e detesteis os supracitados erros e heresias, e todos os outros erros e heresias contrários à Igreja Católica Apostólica Romana, na forma que se os dirá’. E já não precisamos mais que copiar o texto da retratação de Galileu: ‘Eu, Galileu Galilei, florentino, de setenta anos de idade, ajoelhando-se diante de vós, muito eminentes e reverentes cardeais inquisidores da Universal República Cristã, tendo diante de meus olhos os Evangelhos, que toco com minhas mãos, juro que sempre cri, e com a ajuda de Deus crerei sempre, em tudo o que a Santa Igreja Católica, Apostólica e Romana sustenta, ensina e prega. Mas como este Santo Ofício me recomendou que abandone a falsa opinião de que o sol está no centro e imóvel... abjuro, maldigo e detesto os tais erros e heresias, e juro que nunca, no futuro, direi nem escreverei nada deles, e que se conheço algum herege o denunciarei a este Santo Ofício...’” (PIJOAN, J. Historia del Mundo – Tomo Cuatro. Barcelona: Salvat Editores, 1933, p. 186-187)

      Até o padre Luiz Cechinato reconhece isso em seu livro de apologia católica:

      “Galileu escapou da condenação porque, perante o tribunal, negou que a terra se movesse. Dizem que, após afirmar oficialmente que a terra era fixa, ele acrescentou baixinho: ‘E pur si muove!’ (Contudo, se move)” (CECHINATO, Luiz. Os vinte séculos de caminhada da Igreja: principais acontecimentos da cristandade, desde os tempos de Jesus até João Paulo II. Petrópolis, RJ: Vozes, 1996, p. 300)

      E não acredito na evolução.

      Excluir
    5. Sobre Galileu: https://www.youtube.com/watch?v=kCMyB3qhKhY

      "Se os terraplanistas fizessem uma "vaquinha" (como costumam fazer pra tudo que é coisa'
      Melhor que os globalistas, que simplesmente roubam da população, e tem seus fantoches na tevê.

      "nenhum terraplanista se dará por convencido com teorias, cálculos físicos ou matemáticos, evidências científicas ou pela fala de agências espaciais."
      Eu acho que você está enganado. Justamente porque os números não batem, porque se pode ver coisas que deveriam estar atrás da curvatura da terra, que se duvida do heliocentrismo e tudo mais. E o problema não é evidência em si, é a própria idéia de ciência, de modelo, de "teoria".
      "levasse um deles para lá em cima (alguém de muita confiança de todos que participaram da vaquinha), a discussão estaria encerrada. "
      Não pra mim. Pessoas podem ser compradas. Vivemos em um mundo de sociedade secreta, de hipócritas, de infiltrados, de políticos, de atores, enfim.
      Quando eu falei dos bilionários e trilionários, estava falando dos donos dessas agências espaciais "particulares", que, com certeza, são parte da "elite" que nos governa, e tem todo o interesse em manter as massas controladas.

      Excluir
    6. Sobre Galileu, aí a questão é decidir se vai acreditar no que dizem todos os livros de história (inclusive católicos) e nas próprias atas da condenação de Galileu que deixam totalmente explícitas as razões pelas quais ele foi condenado, ou em um proselitista católico charlatão e revisionista fazendo malabarismos para salvar a pele da Igreja em qualquer assunto, sem nenhuma prova do que diz.

      Sobre o terraplanismo eu não vou debater isso aqui, mas duvido que se mandassem um Martins ou Gideão lá em cima iriam dizer que ele também foi "comprado pelo sistema" ou coisa do tipo. O que eu tenho certeza é que nenhuma discussão teórica vai resolver isso, porque se resolvesse já teria sido feito. Vão acreditar apenas quando verem com os próprios olhos, ou quando alguém de muita confiança ver, registrar, filmar, testemunhar, etc.

      Excluir
    7. A questão não é em QUEM acreditar nunca. Os livros de história estão cheios de mentiras e meia-verdades. É até ridícula a sua fé nos livros mainstream, esses relativamente fáceis de encontrar, e traduzidos para o português, que passaram pelos filtros imperfeitos da academia e das editoras. Imagina um católico lidando assim com as teses de Lutero quando elas saíram. (Ah, é um revisionista maluco, não tem a chancela do papa e dos teólogos tarimbados da Grande Academia da França, de Sorbonne, de não-sei-o-quê...) Nesse caso, se trata de buscar saber qual a prova que ele tem para dizer o que disse, se aprofundar na história. Vc não sabe, se só viu o vídeo, se ele tem alguma prova do que diz, mas já sai xingando e dizendo que ele não tem, não é isso mesmo? Viu como não dá pra confiar em ser humano? (E, se você quer saber, eu acho que ele está certo, e você errado, mesmo eu achando que o Deus da Igreja Católica é o diabo, e que esse cara realmente tem algum problema, pra continuar sendo católico.)
      "se mandassem um Martins ou Gideão lá em cima iriam dizer que ele também foi "comprado pelo sistema" ou coisa do tipo."
      (Lá em cima onde?) Eu não acreditaria. E aí? Independente de ter sido comprado, ou enganado, ou seduzido, ou o que for. Ou não. Não interessa. Eu não tenho esse comportamento de manada. (Só se eu fosse, não esse ou aquele sujeito. E eu não entraria nem em um ônibus de quatro rodas, de estrada, da NASA.) E, pra mim, qualquer um que aceitasse "colaborar" com o inimigo, mesmo dessa forma, se desqualificaria. Antes seria preciso que a NASA depusesse as armas, e admitisse as mentiras, e as manipulações. Ou você por ex acredita que o homem foi à Lua? (Fora que se você acredita que eles são, basicamente, mafiosos, como qualquer governo do mundo, é perigoso.)
      "O que eu tenho certeza é que nenhuma discussão teórica vai resolver isso, porque se resolvesse já teria sido feito." O mesmo pode ser dito em relação ao Cristianismo, ou a qualquer coisa. Não trate ninguém com condescendência que fica feio.

      Excluir
    8. “A questão não é em QUEM acreditar nunca. Os livros de história estão cheios de mentiras e meia-verdades”

      Então todos os livros de história estão em uma conspiração global para manipular o que ocorreu no caso Galileu (até os historiadores católicos, quem diria!), mas misteriosamente, esse ceticismo grotesco que beira a patologia que você tem em relação a TODOS os livros de história não tem em relação a UM ÚNICO homem que não mostrou prova nenhuma de nada que diz (Thomas Woods). Parece que deu Error 404 aqui.

      “É até ridícula a sua fé nos livros mainstream, esses relativamente fáceis de encontrar, e traduzidos para o português, que passaram pelos filtros imperfeitos da academia e das editoras”

      Ahhh sim, então o problema são as traduções das editoras!!! Como se eu mostrasse a versão original você se daria por convencido, quando nós dois sabemos que isso NUNCA aconteceria. O seu cinismo ultrapassa os limites do inacreditável. Começa rechaçando a priori a autoridade de qualquer livro de história, e depois dá a desculpa esfarrapada de que “o problema são as traduções” (e detalhe, eu tenho aqui citações no próprio idioma do historiador, se o problema for esse será um prazer jogá-las aqui, embora saiba que será um desperdício de tempo pois você não acreditará nelas mesmo assim, o seu problema é com OS PRÓPRIOS LIVROS DE HISTÓRIA que você verdadeiro pavor).

      “Imagina um católico lidando assim com as teses de Lutero quando elas saíram. (Ah, é um revisionista maluco, não tem a chancela do papa e dos teólogos tarimbados da Grande Academia da França, de Sorbonne, de não-sei-o-quê...)”

      Seu exemplo é totalmente nonsense, eu não estou criticando Thomas Woods só por ser católico, mas PELA FALTA DE PROVAS DO QUE APRESENTA, e pior ainda, por afirmar o que vai na contramão das evidências que possuímos. Se este fosse o caso de Lutero, eu estaria contra Lutero também.

      “Nesse caso, se trata de buscar saber qual a prova que ele tem para dizer o que disse, se aprofundar na história”

      Mas é justamente por isso que não acredito em Thomas Woods, criatura. Li o livro dele e vi o vídeo e nada que diz é fundamentado em provas, mas sim em achismos e esperteza para livrar a pele da Igreja em qualquer situação. E o mais hilário de tudo é você afirmar isso, quando obviamente não se aprofundou nos trabalhos dos historiadores que te passei, mas rechaçou os textos deles a priori mesmo assim. Simplesmente patético!

      “Vc não sabe, se só viu o vídeo, se ele tem alguma prova do que diz, mas já sai xingando e dizendo que ele não tem, não é isso mesmo?”

      Primeiro que ninguém aqui xingou ninguém, eu disse que ele é um charlatão PORQUE É, mas nem “charlatão” é um xingamento, você não sabe nem o que é um xingamento. Segundo que se ele tem alguma prova extraordinária que não mostrou no vídeo não é minha culpa, eu não sou onisciente e nem tenho a obrigação de descobrir tudo aquilo que ele supostamente sabe sobre o tema mas deixou de apresentar no vídeo, você me passou o vídeo e eu julguei o vídeo, o que queria que eu fizesse? Você me mostra um vídeo com um monte de falatório sem provas e ainda o culpado sou eu por desacreditar? Na sua concepção maluca, eu sou obrigado a acreditar em Thomas Woods mesmo sem provas de nada, e ainda contra o consenso unânime dos acadêmicos e PhD’s, só porque ele pode ter provas que não foram apresentadas! Oh, céus!

      Excluir
    9. “Viu como não dá pra confiar em ser humano?”

      Se não posso confiar em ser humano, então Thomas Woods é o que? Um alien? Um reptiliano? Um terraplanista?

      “E, se você quer saber, eu acho que ele está certo, e você errado, mesmo eu achando que o Deus da Igreja Católica é o diabo, e que esse cara realmente tem algum problema, pra continuar sendo católico”

      Pra mim quem tem problema é você, pra crer num cara SEM PROVAS, contra todas as evidências, contra o consenso unânime dos historiadores com PhD que não chegaram neste lugar à toa como você pensa (são pessoas que passaram a vida toda delas estudando os documentos antigos, algo que você nunca fez ou pensou em fazer – pense nisso antes de desacreditá-las a priori como se fossem todos “mentirosos conspiraiconistas”), e pior ainda, contra AS PRÓPRIAS ATAS DA CONDENAÇÃO DE GALILEU, que deixam totalmente explícito e claro o porquê que Galileu foi condenado, e SIM, foi por causa do próprio heliocentrismo em si, e foi isso que ele foi forçado a revogar sua crença heliocêntrica. Eu não sei o que é mais bizarro: você não acreditar no consenso de todos os historiadores sérios que já estudaram o tema, ou em preferir acreditar em um único cara que você mesmo acredita que “tem algum problema”.

      Não vou nem discutir nada sobre terra plana, primeiro porque já vi que você é muito pobre de argumentos, de mente fechada e cego para qualquer verdade; nunca leu nada, não tem hábito de ler livros de história e por isso já os despreza e rejeita a priori (porque é muito mais fácil dizer que são todos manipulados do que sentar a bunda numa cadeira e dedicar horas dos seus dias os lendo, como eu e outras pessoas honestas fazem), é um sujeito que despreza e descarta o que consta nos livros mas mesmo assim acredita no que está no YOUTUBE(!), como se essa plataforma fosse super mais confiável que os livros, e alguém que claramente não tem porcaria de argumento nenhum, apenas paranóias conspiracionistas que visam unicamente impedir o debate sem mesmo que ele comece.

      Até hoje não encontrei um ser humano capaz de debater comigo com citações historiográficas e fundamentação bibliográfica dos assuntos, então o que eu encontro são covardes de todos os tipos, uns que desacreditam nos livros de história mas acreditam piamente em blogs escritos por qualquer um, e outros que desacreditam nos livros de história mas acreditam em qualquer coisa que consta no Youtube. Sério, você está passando vergonha e nem percebe. Não vou nem mais desperdiçar meu tempo com você, qualquer novo comentário esdrúxulo será sumariamente deletado, eu não vou nem desperdiçar tempo lendo-o antes de deletar, seja feliz com seu mundinho de conspiracionismos e paranóia.

      Excluir
  37. Fala aí Banzolão. Tudo beleza? Como é que está as coisas aí em Curitiba? Fazendo muito frio? Me diga uma coisa, o dispensacionalismo progressista faz distinção entre Israel e Igreja, assim como os dispensacionalistas pré-tribulacionistas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há distinção entre Israel e Igreja, mas em Cristo os judeus e gentios convertidos são um. O que não cremos é que Deus tenha abandonado o seu povo (israelitas), pois a Bíblia é muita clara em mostrar que Deus tem ainda um plano para o Israel segundo a carne (escrevi sobre isso na resposta ao comentário abaixo):

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/12/novos-videos-do-alon-sobre-preterismo-e.html?showComment=1512673827163#c5867564718172715479

      E ironicamente ontem fez muito calor, eu tive que colocar até ventilador para dormir, mas aqui é assim, "a cidade das quatro estações no mesmo dia", faz calor e depois cai o céu de tanta chuva e aí fica nublado e depois o tempo volta a abrir...

      Excluir
    2. Parece que a principal diferença entre vocês progressistas e os pré-tribulacionistas é em relação ao arrebatamento, se é pré ou pós tribulacional. Certo?

      "E ironicamente ontem fez muito calor"
      É irônico mesmo. Sempre ouvi falar que em Curitiba é mais frio que em São Paulo.

      Excluir
    3. "Parece que a principal diferença entre vocês progressistas e os pré-tribulacionistas é em relação ao arrebatamento, se é pré ou pós tribulacional. Certo?"

      Sim.

      "É irônico mesmo. Sempre ouvi falar que em Curitiba é mais frio que em São Paulo"

      Em linhas gerais é mais frio sim, mas com muita mudança de temperatura de um dia pro outro, ou dentro de um mesmo dia.

      Excluir
  38. Lucas como manter uma fé biblica quando seus amigos , companheiros , familiares são em grand parte católicos ? Quando amigos que você tinha em grande estima com quem você já orou e debateu livros de Lutero , Edwards e Surpugeon virão católicos do nada ( só por questão de status "acadêmico ") ? EU SEI que o Jesus amoroso de João não é o Deus Distante do Romanismo , Eu SEI que o Maravilhoso Evagelho Da Justificacão pela fé de Romanos é diferente do Semi Pelagianismo da ICAR . Lucas muitas vezes acho que sou o Último Protestante no mundo meus amigos e alguns familiares muitas vezes fazem pressão contra mim para que eu vire Romanista . Eu oro a Deus que me dê paz mas , as vezes o que eu vejo é mais pressão . O que devo fazer ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha experiência pessoal é diferente, talvez por já ter nascido em berço evangélico de família evangélica, e nunca vi alguém próximo meu se tornar católico, mas vi vários se convertendo a Cristo, inclusive alguns com quem debatia no passado. Mas por estarmos no país mais católico do mundo é totalmente natural que você sofra essa pressão (ainda mais se estiver em um estado que ainda é profundamente enraizado no catolicismo, como é o caso do norte e do nordeste), é a mesma pressão que sofreria no Oriente Médio por não ser muçulmano, ou na Índia por não ser hindu, e assim por diante. Lembre-se de Elias, que mesmo pensando que era o único em Israel que não havia dobrado seus joelhos perante Baal, e mesmo sofrendo uma pressão, um desgaste e uma perseguição infinitamente maior do que qualquer um de nós, não dobrou os seus joelhos e permaneceu firme com Deus, e no final humilhou os profetas de Baal. A vida é feita de escolhas e muitas vezes somos pressionados para escolher os maus caminhos, mas nós sabemos o que é certo e cabe a nós nos mantermos firmes nessa trilha. No que diz respeito a essas pessoas, evite manter contato com elas ainda mais em se tratando de temas religiosos, e se case com uma mulher de Deus para começar uma nova vida do zero, em um novo ambiente de convívio.

      Excluir
  39. Lucas quem era o vingador do sangue, de que fala Josué 20.3?

    "Para que fuja para ali o homicida, que matar alguma pessoa por engano, e não com intenção; para que vos sirvam de refúgio contra o vingador do sangue." (Josué 20:3)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um parente da vítima que poderia se vingar da morte do cara.

      Excluir
  40. Defender que uma família fique no poder eternamente é um absurdo. vejo isso como maluquice. Kkkkk. O Brasil tinha a maior Marinha do mundo kkkkk mas era tudo produzido na Inglaterra!!!! Nem indústria naval tinha aqui como que teremos a melhor Marinha se não temos indústria? Os EUA tinham grandes inventores e cientistas... Em 1700 e 1800... Benjamin Franklin foi um deles. No Brasil só conheço José Bonifácio que foi apenas um grande homem na mineralogia.... Msm assim é pouco pra um país que se dizia grande potência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa da marinha foi pra matar mesmo. Matar de rir...

      Excluir
    2. OS NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO DO BRASIL IMPÉRIO TAMBÉM ERAM CATASTRÓFICOS. UM GRANDE PAÍS INVESTE MUITO EM EDUCAÇÃO. POR ISSO QUE OS PAÍSES CATÓLICOS SEMPRE FORAM SINÔNIMO DE ATRASO INTELECTUAL E CIENTÍFICO. MESMO OS NEGROS AMERICANOS ERAM ALFABETIZADOS. UMA DAS GRANDES HERANÇAS DO PROTESTANTISMO FOI ESTA: QUE CADA HOMEM FOSSE ALFABETIZADO PARA COMPREENDER A PALAVRA DE DEUS, RECITÁ-LA E TRANSMITI-LA. JÁ ROMA SEMPRE OCULTOU E QUEIMOU AQUELES QUE TENTAVAM TRADUZIR A BÍBLIA SAGRADA PARA AS MASSAS POPULARES.

      Excluir
  41. E esse Bertrand não condiz com a realidade brasileira.... Vc só vê ele indo em lugares de classe média e alta, com apoio da igreja católica. Acho q ele nunca foi em uma favela ou em uma igreja protestante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VERDADE! ATÉ PQ ELE É "NOBRE" RSRSRSRS

      Excluir
  42. Nem em Portugal esses braganças tem apoio pra voltar.... Agora querem aqui no Brasil.... Daqui a pouco vão querer Angola e Moçambique....

    ResponderExcluir
  43. Das monarquias serem mais ricas do que repúblicas é pura falácia. Lesoto Suazilândia são monarquias e um dos países mais pobres do mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E as monarquias ricas são monarquias de enfeite, onde o primeiro-ministro é quem manda realmente e o rei ou rainha é um fantoche com glamour que só continua existindo pra manter a tradição, e não porque realmente faça algo de efetivo que torne esses países ricos. Essa coisa de um rei que manda mesmo na coisa só existe em países miseráveis como esses aqui:

      • Antígua
      • Bahrain
      • Barbados
      • Brunei
      • Butão
      • Camboja
      • Dominica
      • Emirados Árabes
      • Jordânia
      • Lesoto
      • Omã
      • Suazilândia
      • Tailândia
      • Tonga

      Excluir
  44. Faz mais artigos sobre a monarquia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sobre o natal? Gostaria de um artigo sobre o tema. Existem opiniões diferentes sobre o assunto. Alguns são contra como adventistas. Como os cristãos ortodoxos comemoram? Obrigado Lucas.

      Excluir
    2. Acabei de escrever sobre isso:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com.br/2017/12/cristao-pode-celebrar-o-natal.html

      Excluir
    3. Ok Lucas. Vou conferir. Obrigado

      Excluir
  45. Algum monarquista comentou algo engraçado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teve um que literalmente disse (eu juro, ele usou essas palavras) que Dom Pedro II foi o maior ser humano que já existiu depois de Jesus (e eu acho que ele não estava falando de altura). Eu salvei para constar na série das pérolas dos zumbis tridentinos.

      Excluir
    2. eiita, Maria está perdendo popularidade entre os tridentinos...

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkk daqui a pouco vão tá falando que Dom Pedro II era imaculado também

      Excluir
    4. Imaculado eu não sei, mas mais sábio que Salomão ele já é.

      Excluir
  46. Lucas: (1) você conhece algum site bom especificamente sobre escatologia (ou que tenha estudos de alta qualidade)? (2) A Nova Jerusalém descrita em Apocalipse, na sua opinião, vai ser uma cidade real que será estabelecida aqui na Terra ou é apenas um conjunto de simbolismos sem nenhuma literalidade? (3) Por que nos capítulos finais de Apocalipse o autor fala sobre "nações" vindo trazer glórias para a Nova Jerusalém se os descrentes não serão salvos e todo mundo faria parte de uma mesma comunidade? (4) Se a Nova Jerusalém for literal, ela é estabelecida no início ou apenas depois do Milênio? (5) Haverão "países" durante o Milênio? (6) Na Eternidade os salvos trabalharão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (1) Tem o site do Alon, embora trate apenas de preterismo (https://agrandecidade.com); eu não tenho site só de escatologia mas tenho essa página em que agrupo todos os artigos de escatologia que já escrevi em algum de meus blogs:

      http://www.lucasbanzoli.com/2015/07/artigos-sobre-escatologia.html

      (2) Sim, é uma cidade real (sobre isso veja o meu artigo sobre "Onde passaremos a eternidade?"); (3) as nações se referem aos próprios povos salvos, não aos ímpios; (4) depois do milênio (Ap 21:1-2); (5) é o que se presume do ponto 3 (veja Ap 21:24-26); (6) com certeza, mas não de uma forma cansativa ou penosa como é hoje, e sim como era com Adão antes da Queda, que cultivava o Jardim. A consequência do pecado não foi o trabalho, mas sim o sofrimento no trabalho (Gn 3:19).

      Excluir
    2. Agora há pouco e andei lendo o seu texto sobre a veracidade do Novo Testamento, achei muito bom, mas algumas questões vêm à mente: (1) se já se sabe há tempos que existem textos introduzidos tardiamente no relato bíblico, porque nunca ninguém tentou mesmo que discretamente retirá-los de lá? (2) Qual seria a razão de tais acréscimos? Validar doutrinas católicas? (3) Seria possível um dia os protestantes conseguirem remover esses textos de suas bíblias (embora não devamos esperar qualquer esforço do tipo por parte da ICAR por motivos óbvios)?

      Excluir
    3. (1) Na verdade se "tirassem" os textos sem mais nem menos, iria causar uma revolta popular muito grande, porque por mais que entre os estudiosos seja praticamente um consenso que esses textos não fazem parte da Bíblia, entre o povão isso não é nem mesmo conhecido (é por isso que eles mantém a vírgula antes do "hoje" em Lucas 23:43, por exemplo, porque já virou tradição, da mesma forma que o final de Marcos); (2) não vejo dessa forma porque nem esses acréscimos dão fundamento a alguma doutrina particular da Igreja Romana. No caso de Marcos, foi para dar um final a um evangelho cujo final original se perdeu (porque ficaria bem estranho acabar abruptamente daquele jeito, sem ressurreição nem nada), e no caso do texto de João foi uma nota marginal de um copista interpretando o versículo, que outro copista descuidado achou que fizesse parte do texto bíblico em si; (3) não acredito, mas já é um enorme avanço que algumas versões coloquem esses trechos entre colchetes, significando que se trata de um texto "duvidoso" (embora na prática os leitores leigos nem saibam pra que serve o colchete na Bíblia, então acaba não adiantando muita coisa...).

      Excluir
  47. Qual a sua opinião sobre a Bíblia de jerusalém? É interessante para estudo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela segue uma linha católica liberal, então não a recomendo.

      Excluir
    2. Em rápidas palavras, o que seria uma linha católica liberal?

      Excluir
    3. Um catolicismo não-ortodoxo. Por exemplo, quando eles afirmam numa nota de rodapé que Mateus 28:19 é um acréscimo posterior (quando não é), por ser uma tese bem aceita pela escola liberal (mas não entre os teólogos conservadores de qualquer vertente).

      Excluir
    4. Lucas, falando em acréscimo posterior, vc sabe alguma coisa sobre a finalização de Marcos ser diferente em alguns manuscritos? E existe realmente um acréscimo na epístola de João 5? Não me lembro se é a primeira ou segunda, mas é a que fala sobre trindade. Eu não quero levantar polêmica (até pq tem outros versos usados pra sustentar a doutrina ).

      Excluir
    5. Eu comento esses versos na parte final deste artigo:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/a-autenticidade-do-novo-testamento.html

      Excluir
    6. Linha católica liberal?! Como fica a unidade católica?

      Excluir
    7. A "unidade católica" é um conceito que só existe na cabeça dos católicos mais radicais e mesmo assim somente quando estão debatendo com protestantes, porque é só virar as costas que esses mesmos católicos radicais começam a se digladiar entre si e com outros católicos (o meu artigo do "UFC católico" é um bom exemplo disso):

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/03/o-ufc-catolico.html

      Excluir
  48. lucas existe isso de infalibilidade do povo cristão? o site catolico apologistas postaou um texto dizendo que os Pais acreditavam nisso. ñ vou botar o link aqui para ninguem acessar aquele lixo mas se puder refutar agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lógico que não existe. Isso seria o mesmo que aquele ditado popular bem pouco bíblico de que "a voz do povo é a voz de Deus" (ou seja, que a verdade necessariamente se encontra onde está a maioria). Isso até poderia se aplicar aos romanistas em tempos remotos, mas não hoje, em que se juntar o número de ortodoxos + protestantes + cristãos de outras profissões religiosas ou fora dos círculos denominacionais dá bem mais gente do que o número de católicos romanos (ou seja, por essa ótica, a própria Igreja Romana seria falsa para os dias de hoje). Ou então pense em Israel na época de Elias, onde havia apenas sete mil joelhos que não haviam se dobrado diante de Baal - por acaso isso significava que Baal era o verdadeiro Deus, pela "infalibilidade do povo israelita" que de forma quase consensual e unânime acreditava em Baal? É claro que não. Basta pesquisar um pouco e você verá que essa é uma falácia clássica e catalogada, conhecida como o "argumentum ad populum".

      E se fôssemos levar este pensamento adiante os próprios romanistas entrariam em apuros, pois a tal da "infalibilidade do povo cristão" (no que se refere aos papistas) por séculos acreditou que a Inquisição era legítima, correta e a melhor forma de se lidar com a heresia, e todos os papas aprovavam e ordenavam a queima de "hereges". Se isso era a verdade infalível, e algo infalível é por definição uma coisa que não pode estar errada e por isso não pode ser mudada, segue-se que a Igreja Romana deveria continuar matando nos dias de hoje e os católicos deveriam continuar concordando com a queima de não-católicos nos dias atuais. Por que não fazem isso? Porque, na verdade, eles próprios sabem o quão ridículo é esse argumento sofista - mas o continuam usando mesmo assim, porque na cabeça dos incautos que acessam esse tipo de site lixo nem passa essas objeções.

      Excluir
    2. Resumindo: para nós protestantes, infalibilidade só de Cristo.

      Excluir
  49. Lucas se entendermos Lei como Um todo ( proposta do Dispencacionalismo ) significa que nós , cristãos, não estamos sob a lei e a leI já foi abolida , então estamos sob qua lei e que lei é essa ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Bíblia faz distinção entre "lei" e "graça", e entre "antiga" e "nova" aliança. Paulo disse que “antes que viesse esta fé, estávamos sob a custódia da lei, nela encerrados, até que a fé que haveria de vir fosse revelada. Assim, a lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. Agora, porém, tendo chegado a fé, já não estamos mais sob o controle do tutor” (Gl.3:23-25). Ele também disse que a justiça de Deus é “independente da lei” (Rm.3:21), que “se os que vivem pela lei são herdeiros, a fé não tem valor, e a promessa é inútil” (Rm.4:14), que nós “não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça” (Rm.6:14), que nós “morremos para a lei” (Rm.7:4), que “o fim da lei é Cristo, para a justificação de todo o que crê” (Rm.10:4), que “fomos libertados da lei, para que sirvamos conforme o novo modo do Espírito, e não segundo a velha forma da lei escrita” (Rm.7:6), que “eu mesmo não estou debaixo da lei” (1Co.9:20), que “por meio da lei eu morri para a lei, a fim de viver para Deus” (Gl.2:19), que “os que são pela prática da lei estão debaixo de maldição” (Gl.3:10), que “se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei” (Gl.5:18) e que Cristo “anulou em seu corpo a lei dos mandamentos expressa em ordenanças” (Ef.2:15).

      Excluir
  50. Lucas, é pecado jogar apostado??Tipo :loterias e Sporting bet?

    ResponderExcluir
  51. Quais times você simpatiza além do SPFC?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu era beeeeem criança eu gostava do Flamengo e do Sport (hoje não dou a mínima pra nenhum dos dois). Tenho certa simpatia pelo Coritiba, mas apenas porque detesto o Atlético/PR e por isso me identifico com quem o detesta tanto quanto eu. Fora do Brasil eu curto o Barcelona na Espanha, a Juventus na Itália e torcia pro Arsenal na Inglaterra, mas como ele nunca ganha nada mudei de ideia em relação a ele.

      Excluir
    2. Você é contra o futebol moderno?

      Excluir
    3. Pelo contrário, acho o futebol moderno melhor que o antigo (veja o ótimo vídeo do Bruno Formiga sobre isso):

      https://www.youtube.com/watch?v=N5IkaC2qQGM

      Excluir
    4. Futebol de antigamente quando era popular, operário, honrava a camisa etc... O jogador ficar no clube o resto da vida tipo Totti Maldini Baresi Costacurta Rogério Ceni Marcos...

      Excluir
    5. Eu me refiro à qualidade técnica, mas sim, nesses aspectos o futebol "antigo" (embora alguns exemplos que você deu não são tão "antigos" assim) era melhor mesmo.

      Excluir
  52. Parabéns pelo artigo Lucas,me ajudou a desfazer alguns mitos da monarquia,fui criado sempre escutando falar bem dela,pois meu pai é monarquista,e já era desde a minha infância nos anos 90,ou seja,antes do movimento monárquico começar a ficar modinha entre os olavetes,mas meu pai mesmo sendo monarquista,não é um católico fanático,pelo contrário só é por tradição,já que é descendente de portugueses e italianos,mas não frequenta a igreja,tanto é que ele não se opõe que eu seja protestante,e já me acompanhou algumas vezes em alguns cultos,não é um olavete tridentino fanático,mas uma coisa que ele me diz,e já li essa afirmação em um artigo de um colunista da Gazeta do Povo,jornal de sua cidade,Curitiba,a quem respieto muito,é um rapaz chamado Paulo Cruz,ele é negro,mas não cai na conversa do Movimento Negro esquerdista vitimista,e é protestante e conservador,a afirmação que tanto meu pai já fez,como o Paulo Cruz,é a de que os monarquistas pretendiam indenizar os escravos negros libertos,e os republicanos impediram esse acontecimento,sabes se isso procede?Leia o artigo do Paulo Cruz:http://www.vistadireita.com.br/blog/preto-parado-e-suspeito-correndo-e-ladrao/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriel, apenas avisando que a página que você passou aí no final pra eu ler aparece uma mensagem dizendo: "OPS! A PÁGINA QUE VOCÊ PROCURA ESTÁ TEMPORARIAMENTE INDISPONÍVEL OU FOI REMOVIDA".

      Excluir
  53. Lucas e a propósito você como curitibano costumas ler a Gazeta do Povo?Lá há excelentes colunistas liberais como Leandro Narloch,Rodrigo Constantino e o Paulo Cruz.Você conhece o Paulo Cruz especificamente?O colunista que citei no post anterior,que afirma que a monarquia pretendia indenizar os escravos libertos pela Lei Áurea .Aqui nesse artigo ele fala da Reforma do Ensino Médio proposta pelo governo Temer http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/artigos/uma-grande-piada-0i5mv9ypb2q5gi78eqwhid39s ,você já trabalhou como professor de história?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho o costume de ler a Gazeta do Povo não, mas conheço e acompanho um pouco dos dois primeiros que você citou. O Paulo Cruz não conhecia, mas eu discordo do ponto de vista dele neste artigo, eu sou a favor de uma reforma urgente no Ensino Médio e também sou a favor do ensino ser obrigatório sim. Falo isso por experiência própria, porque não faz tanto tempo assim que saí do Ensino Médio (eu tinha 17 e hoje tenho 25), e no Ensino Médio atual os alunos aprendem de tudo o que não vão usar NADA no futuro. Eu por exemplo, que sou de humanas, tive que "aprender" um monte de fórmulas matemáticas, físicas e coisas complicadas de química que não vou usar nunca na minha vida profissional ou pessoal e que obviamente já me esqueci por completo, como qualquer outro aluno que não tenha optado por seguir exatas. Esse é um sistema que simplesmente não funciona, onde se atola e atola de matéria na cabeça do aluno e o obriga a saber um tanto de coisas que não é nem a área dele, e no final sobra bem menos tempo para se especializar na sua área de conhecimento (que é o que realmente vai usar no futuro). Essa é a minha opinião, mas respeito quem pensa o contrário.

      Excluir
  54. O Paulo Cruz participou do Brasil Paralelo também,falando sobre a escravidão,mas pelo que eu conheço do Paulo,é meu amigo no Facebook,já conversei muito com ele,ele apesar de monarquista,não é olavete,nem católico fanático,é inclusive protestante,é alguém com formação em sociologia e filosofia,sendo professor dessas disciplinas,é alguém independente. https://www.youtube.com/watch?v=z9cqxxTfVyc

    ResponderExcluir
  55. Lucão, você tem namorada? O que ela diz desse seu cabelão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No momento não estou namorando, mas quando estava uma das razões pelas quais não cortava era porque ela não deixava (embora eu esteja certo de que a maioria das mulheres preferem homens de cabelo curto, e acho que isso varia muito de pessoa a pessoa, tem gente que não combina de cabelo comprido e vice-versa).

      Excluir
    2. Corta o cabelo e deixa a barba crescer. Vai ficar lindão s2

      Excluir
    3. Você frequenta qual Igreja? A maioria dos pastores não permite cabelo comprido.

      Excluir
    4. "Corta o cabelo e deixa a barba crescer. Vai ficar lindão s2"

      #sqn

      "Você frequenta qual Igreja? A maioria dos pastores não permite cabelo comprido"

      Isso não é verdade, a grande maioria das igrejas permite isso, eu mesmo só tive problemas com isso na Assembleia, e olha que eu já congreguei em um monte de igreja, todas as outras permitiam cabelo comprido sem problema. Na verdade das que eu conheço apenas a Assembleia de Deus, e creio que a Congregação Cristã, tem problemas com isso (mas elas também tem problemas com mulher de saia ou cabelo curto, além de brincos, tatuagem, barba e etc, ou seja, são igrejas mais legalistas, mas esse tipo de pensamento tem se tornado cada vez mais raro nos tempos modernos).

      Excluir
  56. Lucas aqui está o mesmo artigo do Paulo Cruz em que ele afirma que a monarquia pretendia indenizar e dar terras ao ex escravos,esse está no blog pessoal dele, https://esperandoasmusas.wordpress.com/2015/07/07/preto-parado-e-suspeito-correndo-e-ladrao/ leia,por favor e me afirma se achas que esse fato seja verdadeiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que houve um equívoco de interpretação. Ele não diz que Dom Pedro iria indenizar os ex-escravos, mas sim que os escravistas queriam ser indenizados pela perda da sua mão-de-obra escrava, o que não aconteceu e por isso eles ficaram zangados e decidiram se aliar ao movimento republicano (isso é o que ele diz, pelo menos). Mas com a república eles não foram indenizados e a escravidão não voltou, ou seja, não adiantou nada pra eles.

      Excluir
  57. Lucas você não seria favorável a uma monarquia parlamentarista como nos países da Dinamarca, Noruega,Suécia,Inglaterra nações de maioria evangélica? será que você não radicaliza demais o termo MONARQUIA?já que existe diferença entre monarquia parlamentarista x monarquia absolutista como é nos países do Oriente Médio totalmente ditatorial.Os líderes católicos querem uma monarquia parlamentarista e não absolutista,mas na sua opinião acha que esses líderes estão BLEFANDO?Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso já foi explicado no primeiro artigo sobre o tema:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/04/desconstruindo-utopia-da-monarquia.html

      A razão pela qual esses países protestantes citados são monárquicos não tem nada a ver com a prosperidade deles, nenhum inglês por exemplo seria insano o suficiente pra dizer que eles dão certo porque tem uma rainha, todo mundo sabe que é uma rainha de fachada, para manter a tradição apenas, que é muito respeitada por eles. Quem manda mesmo na Inglaterra e nesses outros países é o primeiro-ministro, e dele depende se o país irá bem ou mal. Esse tipo de monarquia se implantada aqui seria apenas INÚTIL, além de um gasto público extra pra nada, mas não é isso que os apologistas católicos tem em mente quando pedem a volta da monarquia, eles querem que a monarquia volte para realmente RESOLVER OS PROBLEMAS DO PAÍS, ou seja, eles querem um rei que mande mesmo na parada, é por isso que eles usam tanto como exemplo a época de Dom Pedro II, que era um rei que mandava, e não mero fantoche.

      Excluir
  58. Maravilha você abordar esse assunto Lucas, essa mitificação da monarquia é mais uma falsidade que tem se espalhado em pessoas que pensam ser conservadores. Já não basta os fanáticos católicos que se acham bastiões do conservadorismo, os militaristas e agora temos os monarquistas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, na verdade sempre que a situação anda mal no Brasil começam a surgir "soluções" insanas e disparates pra todo lado, é volta da ditadura pra cá, é volta da monarquia pra lá, é intervenção militar, anarcocapitalismo e um monte de soluções mágicas que perdem força depois que as coisas se estabilizam. O que diferencia a monarquia dos demais movimentos é que os católicos radicais pegaram carona nela por verem que lhes era conveniente.

      Excluir
  59. Apenas avisando que este artigo alcançou o limite de 200 comentários, e por isso a caixa de comentários estará fechada aqui. Quem quiser comentar ou responder algum comentário daqui, faça no artigo mais recente ou em qualquer outro do blog. Agradeço.

    ResponderExcluir