7 de janeiro de 2014

A Peshitta sobre Lucas 23:43

1ho5.png

Peshitta. Uma tradução antiga da Bíblia no idioma síriaco baseada nos originais das Sagradas Escrituras. Remonta ao segundo e terceiro século da era cristã. É considerada até hoje pelos estudiosos como sendo a melhor versão já traduzida da Bíblia e é um dos manuscritos mais antigos existentes, profundamente importante na Crítica Textual. Encontrei neste link a tradução da Peshitta para o português, e, como era de se esperar, essa valiosíssima tradução verteu Lucas 23:43 da seguinte maneira:

“E disse-lhe Yeschua: Em êmeth te digo hoje, estarás comigo no Paraíso” (Lucas 23:43)

Genial. Mais uma versão antiga importantíssima que corrobora com o fato de que a tradução correta de Lucas 23:43 é com a vírgula depois do semeron (“hoje”), e não antes dele, o que aniquila com o argumentos dos imortalistas, que creem – contra todas as evidências textuais e complementares – que o ladrão esteve naquele mesmo dia com Cristo no Paraíso.

Não há absolutamente nenhum manuscrito grego antigo que traduza Lucas 23:43 da forma imortalista, pois não há vírgulas no original grego e o texto é de duplo sentido, podendo a vírgula ser colocada tanto antes quanto depois do “hoje”. Por isso, as outras versões antigas da Bíblia, como a Peshitta, são extremamente importantes para definir a questão, por duas razões: primeiro por ser um manuscrito antigo que foi feito com base em manuscritos hebraicos e gregos ainda mais antigos, o que dá ainda mais credibilidade à tradução. Segundo, porque o Siríaco continha a pontuação necessária que o grego koiné não continha, e coloca a vírgula depois do “hoje”, mostrando como os antigos entendiam este verso e colocando um ponto final no debate sobre a pontuação de Lucas 23:43.

Se os imortalistas querem nos convencer do contrário, que nos mostrem manuscritos antigos que remetam ao século I, II ou III e que coloque a vírgula antes do “hoje”, como eles querem. Eu não conheço nenhum.

Um estudo mais completo feito por mim sobre Lucas 23:43 pode ser visto clicando aqui.

Jaz aqui mais um argumento imortalista.

Paz a todos vocês que estão em Cristo!

Por Cristo e por Seu Reino,
Lucas Banzoli (apologiacrista.com)


-Meus livros:

-Veja uma lista completa de livros meus clicando aqui.

- Acesse o meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros sites:
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Reflexões cristãs e estudos bíblicos)
Estudando Escatologia (Estudos sobre o Apocalipse)
Desvendando a Lenda (Refutando a Imortalidade da Alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)

4 comentários:

  1. Paz prezado irmão Lucas!

    Primeiramente confesso que apesar de ter aprendido a perspectiva imortalista da alma, não sou dogmático quanto a este assunto. Quero apenas que me acrescente. Por favor me corrija o raciocínio, pois devo estar errado:

    No caso acima a palavra hoje não se tornaria desnecessária e sem sentido na frase? A palavra "hoje" seria para enfatizar o que? Ou é só para "encher linguiça", como dizemos na nossa cultura? Poderia simplesmente dizer: "Na verdade te digo: estarás comigo no paraíso". Seria o mesmo sentido, concorda?

    Grato desde já.

    Jacob Lima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jacob. Eu respondo essa questão aqui:

      http://desvendandoalenda.blogspot.com.br/2013/07/estudo-completo-sobre-lucas-2343-hoje.html

      Basicamente, o que ocorre é que o ladrão queria que Jesus se lembrasse dele NO FUTURO, na segunda vinda, e Jesus colocou o "hoje" na frase para enfatizar que o ladrão não precisava esperar tanto tempo para ser lembrado por Ele, porque hoje mesmo (i.e, naquele momento) Cristo já estava assegurando-lhe a salvação. A expressão "te digo hoje" é extremamente recorrente na Bíblia, você pode consultar o artigo acima mencionado e ver as passagens. É um hebraísmo muito típico daquela época.

      Abraços!

      Excluir
  2. Onde posso comprar a Peshitta em português?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não encontrei em nenhum lugar confiável, apenas para download.

      Excluir

Seu comentário será publicado após passar pela moderação. Ofensas, deboches, divulgação de páginas católicas (links) e manifestações de fanatismo não serão aceitos. Todos os tipos de perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente. Caso o seu comentário ainda não tenha sido liberado dentro de 24h, é possível que ele não tenha chegado à moderação, e neste caso reenvie o comment.