O que há de errado com Olavo de Carvalho?


O nome de Olavo é recorrente neste blog, não tanto por mim, que o menciono em menos de meia dúzia de artigos dentre os mais de quinhentos aqui presentes, mas por alguns de meus leitores, que vez por outra trazem as birutices que o senhor da Virgínia profere contra o protestantismo. A primeira vez que escrevi sobre ele foi no artigo "A Igreja Católica contra o capitalismo", quando ainda tinha certo respeito pelo sujeito que ainda não havia surtado por completo, ocasião na qual o próprio foi avisado rapidamente e foi o primeiro a comentar (chegou antes mesmo do “First”!).

Em seu maior e mais clássico estilo, não refutou argumento nenhum do artigo, me xingou de “cretino”, disse que iria “refutar” algum dia e correu – e até hoje nada da tal “refutação”. Depois disso andou excomungando o papa Francisco, atacando o cardial Odilo e espalhando as acusações típicas e infames de papistas covardes que afirmam que "os protestantes odeiam a virgem Maria" (quando na verdade apenas refutam os dogmas medíocres e sem fundamento inventados tardiamente por Roma com a finalidade de a idolatrar).

Recentemente voltou à tona na mídia por causa de um documentário a seu respeito produzido por seus seguidores, e pelas denúncias que uma de suas filhas de suas várias ex-esposas fez ao pai, que pode ser lida na íntegra aqui. Em sua resposta, passou por cima de mais de 90% do texto da filha (veja aqui), inclusive nas partes que já sabíamos, como ele ter filhos muçulmanos levados a essa religião por ele mesmo e ter sido internado em uma clínica psiquiátrica de onde fugiu. Desde antes disso essa filha já estava sendo atacada por inúmeras hordas de olavetes furiosos e fanáticos, sofrendo ameaças e agressões, por comentários feitos no facebook. E ele já havia tido muitas de suas fraudes desmascaradas aqui.

Sejamos honestos: Olavo de Carvalho não é e nunca foi católico. É um gnóstico que usa o catolicismo como meio de atrair as massas incautas e intelectualmente vazias em um país dominado pelo fanatismo católico. Seu gnosticismo já era denunciado há muito tempo por um dos maiores defensores do catolicismo que já existiu no Brasil, o professor Orlando Fedeli, da extinta “Associação Cultural Montfort” (veja aqui), gnosticismo esse que ele adquiriu de René Guénon, um de seus maiores gurus, senão o maior. Um de seus filhos é até hoje gnóstico sem fazer muita questão de disfarçar, tendo escrito um livro gnóstico que o pai sempre recomenda no “COF” (veja aqui).

É também estranho que um cidadão que fazia mapas astrais há apenas duas décadas e que até hoje defende a astrologia chamando de “estúpidos” os que não a estudaram (fonte de seu próprio site) se considere “católico”, visto que o catolicismo sempre repudiou com veemência a astrologia em sua doutrina oficial (veja aqui). Olavo apenas trocou a seita que já tinha em torno da astrologia, que já não estava dando tanto dinheiro assim, e a trocou pela “filosofia”. Seus alunos mais antigos denunciam a seita e são testemunhas disso tudo. Eles são a prova viva de como o Astrólogo da Virgínia mudou subitamente de posicionamento em relação a tantos temas, como sua defesa do Islã, para agora posar de “bom católico”.

Mas suas intrigas com a filha, com os irmãos Velasco, com o Rodrigo Constantino, com o Reinaldo Azevedo, com o Marco Antônio Villa, com o Luciano Ayan, com o cardeal Odilo, com Kim Kataguiri, com Fábio Ostermann, com todo o MBL e com mais meio mundo da política (basicamente, todos aqueles que não se dobram diante dele, e são vistos como “concorrência” a ser batida) são completamente irrelevantes para mim. Como teólogo, a única coisa que me importa é o que ele tem a dizer sobre o protestantismo, que ele também via com bons olhos até tão pouco tempo, e de repente se transtornou e virou um fanático tridentino dos mais lunáticos. Na verdade pouco importaria a opinião de um filósofo/astrólogo que literalmente fugiu do hospício, se não fosse pelo fato de influenciar tantas pessoas em uma cosmovisão antiprotestante que ele inventou há pouquíssimos anos para enganar os incautos da seita.

Antes, porém, cabe mostrar aqui o que ele pensava a respeito do protestantismo há tão pouco tempo, na época em que ele ainda não tinha vestido a máscara de fanático católico para angariar mais zumbis para a seita. Isso abaixo ele havia publicado no site dele em 2003 e deixado ali pelo menos até 2015, até eu escrever aquele meu artigo onde denuncio essa mudança súbita e radical. Mas para a desgraça do astrólogo, há um velho ditado que reza que “uma vez na internet, pra sempre na internet”. Ou seja, mesmo ele tendo deletado de seu site, ainda está presente em vários outros lugares que republicaram o artigo, como, por exemplo, aqui. Vamos a um trecho:

"Desprovidos de uma autoridade central como a do papado, os grupos religiosos independentes encontraram na convivência igualitária, no livre comércio e na fidelidade aos mandamentos evangélicos, interpretados segundo a consciência de cada qual, os princípios de uma nova ordem social e econômica que floresceu no capitalismo moderno. Nos países católicos, inversa e complementarmente, a causa da paralisia econômica não foi a moral da Igreja, mas a centralização burocrática”

E também:

“Três elementos foram decisivos para o bom resultado econômico do capitalismo: (a) a liberdade de auto-organização; (b) a homogeneidade moral, resultado da fidelidade geral ao Evangelho (tanto mais estrita porque, não havendo autoridade formal superior, a Bíblia se tornava, diretamente, o critério comum para a arbitragem de todas as disputas); (c) o ambiente de confiança, honradez e seriedade criado pelos dois fatores anteriores. Em contrapartida, o autoritarismo papal e monárquico criou sociedades anêmicas, desfibradas, intimidadas e corrompidas pela subserviência à burocracia onipotente”

Abaixo segue um print tirado na época em que esse artigo ainda constava no ar em seu site:


Em outro artigo intitulado “A Autoridade Religiosa do Mal”, ele também tinha escrito:

“A Reforma Luterana, sobrevindo no rastro dessa avalanche, foi no fim das contas o contra-movimento que deteu a revolução e permitiu que o cristianismo sobrevivesse em algumas áreas onde ele ameaçava reduzir-se, com quatro séculos de antecedência, em uma espécie de teologia da libertação, com padres enfurecidos pregando a revolução permanente e matança geral dos ricos”

E em outro artigo intitulado “Cultura e desenvolvimento econômico”, ele escreveu:

“O papado, assustado com a rebelião protestante, atormentado de suspeitas contra tudo e contra todos, e ao mesmo tempo fortalecido pela súbita ascensão das monarquias católicas que as navegações haviam enriquecido, fechou-se numa hierarquia rígida e numa reivindicação de poder absoluto, eliminando o que restava do pluralismo medieval e sufocando a iniciativa de auto-organização da sociedade”

Cabe reforçar que esses artigos não foram escritos na época em que ele fazia mapas astrais, nem há muitas décadas, nem antes de se dizer “católico”. Ao contrário, foram artigos publicados de quinze anos pra cá, que estavam presentes em seu site oficial até pouquíssimo tempo, questão de menos de dois anos, quando já tinha milhares de alunos no COF e tudo mais. Em suma, o pensamento que ele expressava em seus artigos, e também em seus cursos de acordo com seus alunos mais antigos era que:

• Os protestantes eram os responsáveis pela “convivência igualitária”, pelo “livre comércio”, pela “livre consciência” e pela “fidelidade aos mandamentos evangélicos”, que deram origem a uma “nova ordem social e econômica” que fez “florescer o capitalismo moderno”. Ou seja, basicamente, Olavo reconhecia o que qualquer historiador decente no planeta e qualquer estudioso com algum neurônio na cabeça já sabe: que o protestantismo é o responsável pelo florescimento do capitalismo moderno.

• O catolicismo, em contrapartida, paralisava a economia em função de sua centralização burocrática.

• O “bom resultado econômico do capitalismo” era fruto de três princípios da ética protestante, enquanto, em contrapartida, nos países católicos havia o autoritarismo papal e monárquico, que resultou em “sociedades anêmicas, desfibradas, intimidadas e corrompidas pela subserviência à burocracia onipotente”.

• A Reforma Protestante foi um “contra-movimento” que DETEU A REVOLUÇÃO e permitiu que o Cristianismo sobrevivesse em áreas onde ameaçava se reduzir. Isso é o mais irônico e curioso de tudo, pois hoje o discurso do astrólogo é exatamente o contrário, isto é, que o protestantismo foi o responsável pela revolução! O cara muda de discurso completamente dependendo da conveniência.

• Se não fosse pela Reforma, o Cristianismo teria se tornado “uma espécie de teologia da libertação, com padres enfurecidos pregando a revolução permanente e matança geral dos ricos” (agora eu entendo por que ele deletou o artigo!).

• O papado é quem eliminou e sufocou a iniciativa de auto-organização da sociedade.

Isso é apenas um breve exemplo de um todo muito maior que poderia ser citado, e que os alunos mais antigos do COF confirmam e acrescentam muito mais. Olavo, na época em que tinha uma mente mais sã, pelo menos no que concerne a estas questões, confirmava o consenso unânime dos historiadores a respeito da relação entre protestantismo e capitalismo, do progresso econômico que este gera em contraste ao catolicismo, dominado pelo autoritarismo papal que sufocava os estados católicos em uma estagnação econômica que impediu o mundo de crescer muito mais. E ainda era honesto o suficiente para reconhecer que a Reforma Protestante deteu a revolução por um bom tempo, e que se não fosse pela Reforma a coisa estaria bem pior.

O que aconteceu com Olavo para depois de tanto tempo ensinando da forma certa, de repente e de forma abrupta e radical se tornasse um fanático católico antiprotestante que dissemina mentiras e calúnias contra a Reforma negando absolutamente tudo o que dizia antes e sustentando teses patéticas que consistem no protestantismo como o vilão malvadão da história, que proporcionou as revoluções e que é inimigo da direita? Compare isso que ele escrevia até poucos anos, com o que passou a vociferar de 2015 pra cá, depois que começou a atacar os evangélicos com injúrias infames e desonestidades sem fim. Estes são apenas alguns recortes de um todo muito maior, que mostram o nível que a coisa chegou.

• Os protestantes são uns “bostas presunçosos” que “desprezam Maria” por rejeitarem os dogmas marianos que surgiram séculos depois da era apostólica, e mandou todos à merda:



  
• A história de que “protestantismo gera prosperidade e catolicismo atraso” (que vimos que ele respaldava enfaticamente antes) é na verdade um “mito anticatólico”:


Além de ser uma flagrante contradição com o que afirmava antes, na época em que dizia sem meias palavras que o catolicismo paralisava o desenvolvimento econômico e criava “sociedades anêmicas, desfibradas, intimidadas e corrompidas pela subserviência à burocracia onipotente”, enquanto o protestantismo “fez florescer o capitalismo moderno”, ele ainda usa argumentos desonestos com informações falsas, pois qualquer estudioso minimamente decente de História sabe que a prosperidade e o avanço dos países protestantes se deram muito antes do século XIX, bem como o atraso dos países católicos. A exceção é a França que ele citou, que por bom tempo teve um considerável número de protestantes que eram os maiores responsáveis pelo capitalismo do país, como explica Alister McGrath:

"Uma das diferenças mais visíveis entre protestantes e católicos na Europa do início do século XVII era a marcante superioridade econômica do primeiro sobre o segundo. Por exemplo, considere Flandres, dilacerada na segunda metade do século XVI pela revolta protestante e pela reconquista católica com os espanhois. Por boa parte dos duzentos anos seguintes, a zona protestante estava alvoroçada e próspera, e a área católica estava deprimida e improdutiva. Até mesmo as nações robustamente católicas, como França e Áustria, o empreendorismo econômico devia-se principalmente aos calvinistas. Na metade do século XVII, o capitalismo e o calvinismo tinham praticamente o mesmo tempo de vida” (MCGRATH, Alister. Revolução protestante. Brasília: Palavra, 2012, p. 325)

E mesmo assim, a França, já desde o século XVII, já tinha um PIB per capita inferior aos países protestantes como Holanda e Inglaterra, como pode ser visto neste trabalho exaustivo de Maddison e em tantos outros que medem o PIB per capita país por país durante toda a Idade Moderna. Mesmo o caso da Alemanha citada por ele, trata-se de mais um exemplo de desonestidade intelectual, visto que o atraso da Alemanha durante o século XVII não foi por culpa dos protestantes, mas dos católicos, que provocaram uma guerra instigada pela típica intolerância papal que o próprio Olavo denunciava antes, e que resultou em uma guerra civil com milhões de mortos e perdas indescritíveis. Nessa época, cabe lembrar, a Alemanha não era um “Estado protestante”, mas um Império dividido entre estados protestantes e estados católicos, sendo estes a maioria quando estourou a guerra.


• A venda das indulgências também foi uma “invenção protestante”:


Este talvez seja o caso mais hilário e cômico, pois, para Olavo, até as bulas papais que admitiam a venda de indulgências são uma “invenção protestante”, e todos os historiadores do planeta estão em conluio contra a Igreja Católica, pois até os historiadores mais entusiasticamente católicos admitem a venda de indulgências no século XVI. Já li algumas centenas de livros de história até hoje e nunca descobri um único que negue que se vendia indulgências, mas na cabeça do charlatão estão todos conspirando contra a Igreja Romana, e Lutero pregou 95 teses contra as indulgências que não existiam arriscando sua vida por nada e se metendo em uma polêmica inexistente. Pior do que isso: o Lutero malvadão deve ter conseguido enganar até os católicos da época, pois muitos escreveram contra ele sobre a questão das indulgências, e até debateram, como o caso famoso de Eck. Todos enganados. Olavo tem razão.


• Todos devem também se lembrar desta famosa pérola que o bicho lançou na época e que nos diverte até hoje:


A democracia americana não tem nada a ver com os protestantes não, embora 99% da população fosse protestante. Deixa eu ver se adivinho: o mérito é dos 1% de católicos!!! Pior do que isso: como qualquer historiador de meia pataca sabe, o primeiro estado colonizado por ingleses na região que é hoje os Estados Unidos foi a Virgínia, nome dado pelos próprios colonos em homenagem à “rainha Virgem”, Isabel I. Quer dizer: os colonos protestantes estavam fugindo das cruéis perseguições de uma rainha malvadona, e o que fazem logo ao colonizar uma nova terra? Dão o nome em homenagem à rainha malvadona!!! Este é o mundo esquizofrênico da cabeça do Olavo!

Quer mais ironia que isso? Só se considerar também que Virgínia é o estado onde o próprio Olavo mora, e que ele presta muitos elogios em seu filme, mais especificamente no minuto 50 (veja aqui), em que ele diz:

“Aqui na Virgínia tudo mundo é meio parente. Você chega e as pessoas te recebem como se você fosse o presidente dos céus. Até fiquei um pouco traumatizado depois de alguns anos de estar aqui. Falava: ‘Pô, estou aqui há tantos anos, ninguém me xingou, ninguém me deu um pontapé na bunda, o que está acontecendo de errado? O que que eu fiz de errado para me tratarem tão bem assim? Eu nunca fui tratado tão bem no Brasil’”

Nunca foi tratado tão bem no maior país católico do mundo, mas foi acolhido calorosamente no país mais protestante do planeta e ainda no estado mais protestante do país mais protestante, colonizado por protestantes em homenagem a uma rainha protestante – e isso enquanto ele calunia o protestantismo com ataques histéricos e infames...


• O Olavo que sempre tem a razão também proferiu isso no alto de sua bola de cristal:


As “provas” oferecidas que respaldam essa informação são as mesmas do “cigarro não faz mal pra saúde”, “o general Geisel era um comunista que matava outros comunistas porque queria ser o único comunista do Brasil”, “Eistein preferiu modificar a física inteira para não admitir que não há provas do heliocentrismo”, “Pepsi é feita com célula de fetos abortados” e “Obama vai implantar o microchip obrigatório da marca da besta em 2013”. Ou seja: nada.


• Então começou os ataques histéricos aos reformadores, especialmente a Lutero e a Calvino. Começou apontando Lutero como um “precursor de Hitler”, patifaria descarada que já foi completamente esmagada pelo Elisson Freire em inúmeros artigos, como por exemplo aqui, aqui e aqui.


  
• Continuou chamando os reformadores de “filhos da puta” (seu palavrão favorito), acusando de genocídio e de inventar o Estado totalitário, demências essas que eu já refutei aqui.



  
• Como se não bastasse, ainda dissemina de forma canalha e desonesta a infâmia de que os protestantes são os responsáveis pelo esquerdismo e desmoralização do Brasil, coisa que eu já desmascarei em âmbito nacional neste artigo, e em âmbito mundial neste artigo.



Suas loucuras, demências, insanidades e histerias contra os evangélicos e a fé cristã protestante vão muito além disso. Há numerosos delírios que eu nem cheguei a printar, como por exemplo aquela vez que ele disse que os únicos países que derrotaram o comunismo foram a Itália e a Polônia católicos e que isso significava que o catolicismo era o “remédio” contra o comunismo, quando o protestantismo jamais precisou “derrotar o comunismo” pelo simples fato de que os países protestantes jamais precisaram atolar o pé na lama comunista para precisar sair dela depois.

Ao contrário dos católicos que se atolaram no comunismo em Cuba, na Polônia e em Angola, além de se envolver em incontáveis ditaduras e regimes fascistas até nos países mais católicos do mundo, como Espanha e Portugal, os protestantes nunca precisaram “derrotar” o comunismo por dentro, porque seus países sempre foram os mais conservadores de direita que serviram como bastiões na luta anticomunista no mundo, como os Estados Unidos e o Reino Unido, que nos deram nomes como Ronald Reagan e Winston Churchill, enquanto nos países católicos temos Lula, Dilma, Maduro, etc. Só gente do bem.

Nós nunca precisamos atolar o pé no comunismo para depois tirá-lo de lá, como os católicos. Os países protestantes simplesmente nunca deram espaço para o comunismo entrar em seus domínios, o que poupou o trabalho que os fracos e instáveis países católicos tiveram, porque neles o conservadorismo cristão de direita estava muito menos enraizado do que nos países protestantes. E se não fosse pelos países protestantes estarem na dianteira do mundo na luta contra o comunismo, o fascismo e outros regimes totalitários, o mundo já teria se arruinado há muito, muito tempo. Não é exagero dizer que o protestantismo foi quem sustentou a democracia por tanto tempo, enquanto os católicos flertavam com as ditaduras e os islâmicos nem se fala.

Eu nem vou comentar as pérolas teológicas do astrólogo virginiano, porque é de um nível tão grotesco e surreal que não está apto para constar neste artigo, mas sim na minha continuação da série sobre as pérolas dos zumbis tridentinos. É difícil saber ao certo o que causou mudança tão radical em alguém que até tão pouco tempo era consoante com o consenso unânime dos historiadores quanto aos benefícios da Reforma no mundo e as mazelas do catolicismo, e que então se virou contra os evangélicos com ataques histéricos, mentiras surreais, invenções lunáticas e acusações de nível tão baixo e sujo que não se vê nem nas páginas de apologética católica de fundo de quintal, que estamos bem habituados.

Na minha humilde opinião, ele está apenas tirando com a cara de seus seguidores bitolados, mostrando-lhes que não importa o quanto minta e distorça os fatos, nem o quanto mude de discurso como quem troca de roupa, que esses seguidores fanatizados da seita estarão sempre obedecendo e dizendo: “Olavo tem razão”. Inácio de Loyola inventou o discurso que a obediência ao papa deve ser tão cega e incondicional ao ponto de negar que o branco é branco; Olavo elevou isso a outro nível, mas tirando o foco do papa e o colocando a si mesmo. Assim, ao mesmo tempo em que acusa o papa Francisco de ser o “falso profeta” do Apocalipse (veja aqui), recebe para si todas as honrarias de um verdadeiro pontífice infalível, com uma sabedoria infinitamente acima dos homens mortais.

Olavo não está preocupado com catolicismo e nem com doutrina cristã alguma, mas apenas com sua glória pessoal. Criou uns de seus filhos no gnosticismo e outros no Islamismo, e só aderiu a um antiprotestantismo em tempos recentes. Viu no fanatismo católico um meio de conquistar mais adoradores na seita, no país mais católico do mundo e com nível educacional e intelectual baixíssimo, onde ninguém iria se preocupar em avaliar criticamente seus discursos religiosos, muito menos os que já fazem parte da seita. Manipula e distorce os fatos históricos concretos ao seu bel prazer e assim consegue fazer o que nenhum apologista católico consegue por meio da teologia: levar pessoas ao catolicismo, pela via política.

Há algum tempo alguém me perguntou se o vigarista faz o mesmo nos Estados Unidos, ou seja, se também ataca o protestantismo por lá, associando-o ao comunismo e à degradação moral, como faz por aqui. Ele não faz e nem teria coragem de fazer, porque lá não tem ninguém tão trouxa a ponto de comprar um discurso desses, nem mesmo os católicos. Vive na zona mais protestante do planeta, na região conhecida como o “cinturão da Bíblia” nos EUA, e não ousa pisar um pé no Brasil, desfrutando da democracia protestante americana enquanto ataca o protestantismo e a própria democracia americana em suas redes sociais em português (print abaixo).


Seus ataques vazios e frenéticos à fé evangélica nada mais são do que parte dessa estratégia de conseguir mais adoradores zumbis, pois viu nos católicos brasileiros o público mais facilmente manipulável que existe, um público que compra facilmente qualquer discursinho antiprotestante, por já ser em geral bastante fanático e bitolado, sendo, portanto, a matéria-prima perfeita para as suas manipulações. Manipulações essas, aliás, que ele sempre foi bastante acostumado, desde os tempos em que fazia mapas astrais para enganar os otários em troca de dinheiro.

É um picareta e charlatão de primeira, que não hesita em lançar mão de métodos desonestos quando o que está em jogo é sua vanglória pessoal. Diz algumas verdades políticas recheadas de palavrões, para depois inculcar asneiras teológicas nos adeptos da seita, asneiras essas que nem ele mesmo crê, e que sabe que são falsidades. Olavo era da “esquerda” quando a direita estava no poder, virou de “direita” quando a esquerda assumiu; era o “Sidi Muhammad” da tariqa esotérica de Schuon, mas se traveste de católico ferrenho quando necessário; suas visões sobre o Islã, a Reforma, a ditadura militar e o próprio catolicismo mudam mais do que camaleão, sempre oportunista, se adaptando ao que lhe é mais conveniente no momento.

É isso o que há de errado com Olavo de Carvalho: a busca pela glória pessoal antes que pela glória de Deus, que o leva sempre a relativizar a verdade e distorcer os fatos quando lhe interessa. Primeiro cria o ambiente de seita, com seguidores acríticos, fanáticos, cegos e de submissão incondicional, inteiramente incapazes de pensar por si próprios, e depois se aproveita dessas pobres mentes lançando qualquer bobagem teológica que será sempre aceita acriticamente, como um servo obedece a seu senhor, o dono da razão. Finalmente a máscara está caindo, e da pior forma possível, sendo desmascarado pela sua própria filha e por seus próprios alunos. Um lamentável e decadente fim a quem tinha todo o potencial de defender a verdade com inteligência e capacidade se não fosse tão desonesto e obstinado.

O leitor que quiser uma análise mais aprofundada de todas as refutações a esses embustes antiprotestantes, confira os artigos abaixo, ou então acesse a lista mais ampla de artigos disponível nesta página.


Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,

-Meus livros:

- Veja uma lista de livros meus clicando aqui.

- Confira minha página no facebook clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros blogs:

LucasBanzoli.Com (Um compêndio de todos os artigos já escritos por mim)
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Artigos devocionais e estudos bíblicos)
Desvendando a Lenda (Refutando a imortalidade da alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)
Fim da Fraude (Refutando as mentiras dos apologistas católicos)


     

Comentários

  1. Eu não sei se você acompanha ocasionalmente a página de Facebook dele, mas preciso mencionar algo demasiado estranho que esteve ocorrendo por lá alguns meses atrás: o cara não parava de colocar publicações dia e noite sobre "corno", "esposa dar pro vizinho", etc. Ele ficava discursando muito sobre essa questão de traições, e obviamente acabei desconfiando que algo deve ter acontecido para ele estar tão histérico sobre isso naqueles dias (se ele ou um conhecido tomou chifre).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, baixaria é o que não falta no perfil dele. Quase sempre são indiretas mesmo, mas são intrigas pessoais que eu não dou a mínima.

      Excluir
    2. Tem mais baixaria no perfil do "professor" do que em qualquer cabaré de periferia.

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkkkk, é verdade, ele começou a ouvir sertanejo universitário, deve ser por isso, kkkkkkkkkkk

      Excluir
  2. Depois desse artigo muitos dos discípulos do "professor' enfartaram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fato. Já teve até um que entrou, falou um monte de palavrão, disse que eu sou "filho do demônio" e que iria criar um site só pra "me refutar" hahaha

      Esse povo besta é diversão garantida!

      Excluir
  3. Antes esse sujeito (Olavo) sofresse de demência mas é muito pior, ele é desonesto mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, segundo o Lucas, o Olavo fugiu de um hospital psiquiátrico.

      Excluir
    2. Não é "segundo o Lucas". É segundo A PRÓPRIA FILHA DELE.

      Excluir
    3. O fato é que já tá na hora dele retornar.

      Excluir
  4. Lucas não sabia que o catolicismo rejeitava a astrologia,eu não pensava assim,até porque a astrologia é uma prática oriunda do paganismo e o catolicismo também, visto que misturam o culto a Jesus Cristo com o culto a "santos" que são variações de deuses pagãos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, o Orlando Fedeli mostra vários documentos oficiais da Igreja Católica em que condena a astrologia (o que não significa que ela não tenha incorporado outros elementos do paganismo, como por exemplo esse que você citou).

      Excluir
  5. Lucas e como você explica o fato de até pastores protestantes como Marco Feliciano e Victorio Galli serem admiradores do Olavo?Ambos o elogiaram em pleno Congresso Nacional,eles são deputados federais,além de já terem recomendado a leitura de livros do astrólogo em suas redes socias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, o Marco Feliciano sabemos que está muito mais interessado em política do que na defesa da fé, eu tive certeza disso desde aquele dia em que ele deletou um post em sua página que denunciava a perseguição que os mexicanos protestantes estavam sofrendo dos católicos em pleno século XXI, com ameaças de despejo e morte caso não se convertessem, e o mesmo apagou da sua timeline após passar por pressão política dos católicos que seguem ele.

      Excluir
  6. E a Família Bolsonaro é toda olavete também, por causa disso estou considerando não votar no Bolsonaro em 2018.Flávio e Eduardo,dois dos filhos do Jair,já foram a Virginia visitar o guru,penso que eles são gratos ao Olavo,porque ele é o único "intelectual"brasileiro que apóia os Bolsonaros,os outros demais por serem esquerdistas em sua quase totalidade odeiam a família Bolsonaro,então só sobra o astrólogo para eles.E já venho notando uma má influência do guru sobre a família, primeiro quando Jair Bolsonaro chamou os refugiados sírios de escória,generalizando todos os muçulmanos de terroristas,o Vampiro da Virginia faz esse discurso para que nenhum de seus alunos desconfie de seu passado na tariqa islâmica.E agora recentemente vi no Twitter do Eduardo Bolsonaro postagens em defesa do astrólogo, engraçado que ele foi Policial Federal e possui um forte discurso de combate à criminalidade,e ignora o fato do astrólogo ser um criminoso,já colocou arma na cabeça dos filhos,já praticou estelionato.Então o combate à criminalidade do Eduardo é seletivo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles são olavetes mas até agora não tem se demonstrado antiprotestantes. Ou seja, essa parte do "olavismo" ainda não foi incorporada por eles. Inclusive alguns dos filhos do Bolsonaro são protestantes, como aquele que tentou para prefeito do Rio recentemente. Nem todo seguidor do Olavo incorpora tudo o que ele diz, especialmente no que tange a seus palpites religiosos. É claro que uma eventual eleição do Bolsonaro em 2018 iria dar mais força política a esse grupo de fanáticos católicos, mas não penso que ele iria fazer qualquer pressão para voltar à Idade Média como eles querem.

      Excluir
  7. Lucas e você tem achado também achado o Feliciano e a Família Bolsonaro hipócritas em continuarem a defender o Olavo depois de todas essas relevacoes?O Feliciano se revela um cristão protestante que tolera astrologia,gnosticismo e a Família Bolsonaro que tem em uma de suas grandes bandeiras o combate à criminalidade,agora defende um criminoso,que já foi processado por estelionato,art 171 do CP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se tem política no meio, a fé, a ética, a moralidade e a honestidade fica em segundo plano. Tudo é válido pra se conseguir voto, inclusive crucificar Cristo novamente.

      Excluir
  8. O católico usou o caso dos ossos de Eliseu curarem até depois de morto para justificar a intercessão dos santos. Como eu respondo a isso? Afinal o osso de um morto curava.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk essa é boa, agora os ossos de um morto também fazem milagres!

      Não, amigo, osso não cura nem quando vivo, quanto menos depois de morto. O que ocorreu naquela situação foi que DEUS decidiu curar aquela pessoa quando ela esbarrou nos ossos de Eliseu sem intenção. Não foi o próprio Eliseu intercedendo em forma de "espírito" ou "alma" fantasminha, e muito menos o osso em si dando uma de milagreiro.

      Excluir
    2. Mas os católicos não poderiam usar a mesma explicação ou seja que seus ídolos e relíquias curam pela vontade de Deus? Marco Antonio

      Excluir
    3. Não, pelas seguintes razões:

      1) No conceito católico, os ídolos/santos é que estão vivos e que fazem efetivamente o milagre, ou seja, tem uma alma/fantasminha vagando em algum lugar do céu, ouvem a reza de um católico na terra e então intercedem perante Deus tendo o poder de realizar milagres. Com Eliseu é um caso totalmente diferente, ele não tinha uma alma desencarnada vivinha da silva ouvindo orações no céu ou no Sheol e realizando milagres; ao contrário, o milagre ocorreu de forma totalmente INDEPENDENTE dele, ou seja, sem a sua menor intervenção, o que é completamente o contrário do entendimento católico em relação aos seus “santos” já falecidos.

      2) Este caso bíblico trata-se de uma EXCEÇÃO, uma raridade, algo que foge totalmente de um padrão, tanto é que os católicos sempre citam apenas este evento isolado e nunca são capazes de citar um único caso onde algo do tipo tenha se repetido. Não há nenhuma regra ou ordenança bíblica para se venerar relíquias sagradas buscando milagres através delas, e neste caso de Eliseu em momento nenhum o cidadão quis colocar intencionalmente o corpo nos ossos de Eliseu, foi apenas um acidente, e Deus por misericórdia decidiu realizar o milagre. Se o indivíduo estivesse fazendo aquilo propositalmente, ou seja, ido lá na intenção de buscar “graça” nos ossos de um cadáver de forma supersticiosa como fazem os católicos, provavelmente não haveria milagre nenhum, nem Deus iria admitir esse tipo de atitude.

      3) Uma prova disso é que não há qualquer registro ou relato em qualquer lugar de que depois disso algum hebreu tenha ido lá na sepultura de Eliseu buscar algum “milagre”; pelo contrário, nem com Eliseu e nem com qualquer outro rei ou profeta santo e justo os judeus iam atrás da sepultura deles buscar algum tipo de milagre; eles sabiam que esse tipo de atitude era repudiada por Deus, por isso não foram atrás nem mesmo depois de saberem desse relato bíblico aí, o que mostra que de modo algum eles entendiam esse texto da maneira que os católicos interpretam nos dias de hoje.

      Abs!

      Excluir
  9. Aaaaiii que delícia de artigo, cara! O Orvalho de Cavalo e suas olavettes deslumbradas estão chafurdando cada vez mais no poço da demência

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou literalmente soltando fumaça pelas narinas.

      Excluir
  10. Adorei o texto. Sinceramente, ele é um desequilibrado e só pelas palavras dele já dá pra ver que de cristão não tem nada. Pior de tudo, é aquele Youtuber do cabelo grande, discípulo olavete, defendendo com unhas e dentes o profi Olavo...deve ter aprendido os palavrões com ele, e TUDO o que se refere ao Olavo de Carvalho ele tenta "refutar". Uma vez, esse youtuber teve a ousadia de dizer que a "Santa" Inquisição não foi nada, e que as pessoas é que não estudam. Também disse que o Jardim das Aflições é um livro referência no âmbito da filosofia mundial (algo parecido com isso kkkkkkk). Aff de gente idiota na internet o mundo tá cheio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é para você ver o nível de fanatismo dos membros da seita, os caras não conseguem nem pensar por si próprios, só são capazes de defender o "Mestre", o ídolo, o deus deles, em qualquer circunstância, contra qualquer um, custe o que custar. É uma verdadeira idolatria em torno do líder da seita. E os seguidores o idolatram tanto que acabam copiando tudo dele, até seu jeito de falar, os palavrões que usa, seus pensamentos, a ponto de defender o negacionismo da Inquisição e todo o revisionismo hipócrita e virulento da Igreja Romana. Se o Mestre passasse a defender o Holocausto, não duvidaria nada que esse povo iria tudo junto defender também. São cegos guiados por cegos.

      Excluir
  11. Digite seu comentário: "Seu comentário estará visível depois de ser aprovado."

    = Censura prévia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado. O Vampirão da Virgínia pode deletar um monte de comentários de protestantes que apenas o refutam sem nenhum xingamento, e eu posso fazer aqui uma lista de uns quinhentos que conheço que foram bloqueados da página dele apenas por desmascará-lo na frente dos seus seguidores acéfalos como você, mas se eu “censuro” os comentários de um demente como você, que chegou aqui sem refutar NENHUM argumento do artigo, apenas me chamando de “filho do demônio”, despejando palavrões e impropérios, parecendo um bebezão mimado mordido por dentro de raiva por ver alguém estar desmascarando as fraudes de fanáticos zumbis como você, aí não pode, aí é “censura” e tudo mais.

      Engraçado também que na maioria dos sites de apologética católica (ex: Macabeus, Fernando Nascimento, “Cai a Farsa”, etc) NEM SEQUER abrem a caixa de comentários, e os que abrem censuram todos os protestantes, coisa que eu nunca faço com os católicos, apenas com os católicos doentes como você que não tem nenhum conteúdo e só sabem xingar, porque já passaram da fase da sanidade mental para entrar no estágio do fanatismo doentio. Da mesma forma que eu não permito que entrem na minha casa e me xinguem, não permito que façam isso no meu blog. Quer vandalizar, então vandaliza a casa da tua mãe, e as páginas católicas que já estão completamente vandalizadas por vândalos como você.

      Eu contei aqui, só até eu escrever essa resposta você já me enviou nove comentários, todos eles de no máximo duas linhas, todos eles só com palavrões e escárnio, nenhum com argumento, nenhum com refutação, nenhum com nada que agregue, nenhum com nada que preste. Você é a prova viva de tudo aquilo que eu venho denunciando neste blog: um lixo humano que já perdeu completamente a sanidade mental, que não à toa é seguidor do astrólogo louco. Você acha que é o primeiro a ameaçar, a zombar, a xingar, a me intimidar nestes dez anos de apologética? Você é uma piada, um fracassado, um infeliz que vai esperar na fila com todos os outros fracassados como você que já passaram por aqui até hoje e que até hoje estão mordendo o dedo de raiva. Poderia simplesmente poupar-nos das suas dezenas de comentários sem nenhum conteúdo, e enviar um único com substância. Mas isso seria impossível, já que um lixo como você é incapaz de pensar racionalmente.

      Excluir
    2. Apenas para se ter idéia do quão lixo é o cidadão, um dos comentários patéticos que ele publicou aqui diz que só me daria crédito no dia em que eu tiver doutorado, e que até lá eu sou “só mais um apologista de fundo de quintal”. O barato disso tudo é que 99% dos apologistas católicos de internet não tem doutorado porcaria nenhuma, na verdade a maioria nem formação têm; eu tenho três e mestrado, e nem por isso uso isso para me colocar em uma posição de superioridade sobre eles, nem mesmo sobre vermes como você. E o Vampirão da Virgínia, que doutorado tem, idiota? Nem formação possui em p**** nenhuma, o único diploma que ele possui é em enganar otário burro como você. Você simplesmente serve para nos fazer rir até perder as forças.

      Tenho 25 anos, daqui uns cinco quando tiver o bendito doutorado você e sua turma de idiotas imbecilizados vão vir com outra desculpa, do tipo: “esse doutorado não vale”, ou então: “só vale se tiver pós-doutorado”, e assim por diante. Vocês não valem nada, e são tão desprezíveis e insignificantes que envergonham os próprios católicos mais sérios e sóbrios. Fácil se esconder atrás do anonimato, quero é ver quantos doutorados você tem, cretino. Vai fazer um site pra “me refutar”? É bom ir arregaçando as mangas, pois estou quinhentos artigos à sua frente.

      Agora sim você já pode dizer que te censuro e chorar mais, porque nenhum comentário seu será aceito daqui em diante, não vou nem perder tempo lendo. Já não perco tempo dando resposta pros outros imbecis que de vez em quando passam aqui, e agora você já conseguiu o que queria, que eu perdesse tempo te respondendo, não é mesmo? Já fiz mais do que deveria lendo tanto lixo, e agora mais ainda respondendo a uma peste dessas. Até nunca.

      Excluir
    3. Nunca pensei que astrologia deixasse tanta gente demente. Depois desse artigo, vi que não é somente o professor que está precisando de hospital psiquiátrico,seus alunos também.

      Excluir
    4. Grande parte dos alunos do Olavo se intitulam auto didatas, argumentando que o sistema de ensino brasileiro pelo MEC é marxista e não serve pra ensinar, apenas pra fazer ideologia. Os caras não tem nem faculdade completa.

      Isso pra mim é desculpa pra fracasso. Se o sistema brasileiro não serve, busca a formação acadêmica nos EUA, Inglaterra, Alemanha. Só falta falar que todo sistema de ensino do mundo é corrompido.

      É são os mesmos que dizem que foi a Igreja Católica quem trouxe as universidades para o mundo civilizado.

      É estranho alguém exigir doutorado.

      Hoje em dia, o maior "especialista" no tema Islamismo, segundo os olavetes, é o Flavio Morgenstern. E o cara nunca estudou o tema de forma acadêmica. As fontes são o que o cara leu por conta própria e os livros que o Olavo indicou. Só isso basta pra alguém se tornar especialista numa área. Não exigem nada.

      Excluir
    5. Católico fanático + militante esquerdista + neo ateu = lixo tóxico.

      É o tipo de gente que espuma ódio pela boca ao mesmo tempo se achando os intelectuais da mais fina categoria apesar de serem refutados em 2 tempos.
      Faz me rir.
      É uma raça doente que pela retórica se vê onde poderiam chegar se tivessem os meios: é assim que nascem inquisições e holocaustos no mundo.
      Basta um louco (ou uma horda deles) com o poder para fazer o mal.
      O ódio eles já têm.
      Incrivel!

      Excluir
    6. Para ser aprovado pelo professor Olavo e seus alunos autodidatas é necessário ser formado em astrologia por alguma faculdade mulçumana, fumar bastante, excomungar CNBB, não reconhecer o papa como legitimo, fugir do hospital psiquiátrico, falar palavrões, atacar os inimigos.... Alguém se habilita?

      Excluir
    7. E também tem que tomar Coca (entendedores entenderão).

      Excluir
  12. Em respeito ao Estatuto do Idoso, me reservo apenas a informar que na minha opinião o sr Olavo de Carvalho está precisando de uma aposentadoria compulsória. A poluição verbal na internet sofreria uma significativa redução.

    ResponderExcluir
  13. Veja isso aqui. O Macabeus indicando blogs pro povo acessar e indica o canal do Coonde e diz que ele entende muito de politica e de religião kkkkk

    https://www.youtube.com/watch?v=QN6fYgdewI4&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é tudo mentira. Na verdade o blog que ele mais recomenda é o do Lucas Banzoli, sim, o meu, que ele faz tanta questão de citar em todos os vídeos o máximo de vezes com a máxima ênfase e com todo o vigor. Ele é o seguidor número um desse blog, merece até um brinde de tão assíduo que é, e me divulga mais do que ninguém. Acho que nem a minha família, os protestantes e o Google são tão interessados em divulgar as minhas coisas do que ele, é realmente surpreendente, meu melhor discípulo!

      Excluir
    2. O Conde entende de religião e política tanto quanto o sr Olavo entende de etiqueta e boas maneiras.

      Excluir
    3. Ainda esta pra nascer o ser humano que vai entender o porque um individuo desse aconselha como instrutivo e proveitoso um canal de um cara que manda os seus opositores tomar naquele lugar, manda pra pqp, diz que vai comer a mãe do infeliz na frente dele e tudo o mais que tem de porcaria o filho do bicho fala.


      Só Deus pra ter paciência

      Excluir
  14. vc assistiu o houngout do macabeus? kkkkkk

    https://www.youtube.com/watch?v=TIEWTuufLWk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu coloquei numa parte no meio do vídeo e eles estavam falando que Lutero tinha um cânon próprio, que rejeitava o livro de Ester, do Apocalipse e de Tiago, então me dei conta de que eram tão gênios e grandes estudiosos de Lutero que não valeria a pena continuar assistindo. Realmente, devo admitir, esses caras devem ter passado grande parte da vida deles lendo os livros de Lutero assiduamente, em vez de picotar fábulas da internet (sqn). O fato de serem três gigantes intelectuais no hangout também acabou contribuindo (são tão capazes intelectualmente que um cachorro latindo sozinho demonstraria mais inteligência que os três juntos).

      Quer acabar com um hangout de católicos? Jogue um livro de história ou uma Bíblia na mesa, que eles correm horrorizados.

      Excluir
    2. Mas meio que no inicio o macabeus desceu a lenha em vc. contou uma historia de que vcs eram amigos, e que vc ainda nem cria em coisas da biblia,etc...

      Excluir
    3. Esse cara é uma metralhadora de mentiras. Desde quando eu fui "amigo" de um inescrupuloso como ele? Se trocar meia dúzia de e-mails significa ser "amigo", então eu já devo ter tido milhares de amigos, até gente que nem me lembro mais. A fábula que ele criou no conto de fadas dele de que eu supostamente não cria que a Igreja Católica era a Babilônia do Apocalipse é totalmente espúria. O que eu negava, e continuo negando, é a teoria estapafúrdia dos "sete papas", ou seja, aquele mito que ficou famoso há tempos atrás de que o papa João Paulo II ressuscitaria como o anticristo após Bento XVI, e isso que eu escrevi a ele naquela época por e-mail quando indagado a respeito, jamais disse que a Igreja Romana não é a Babilônia, mesmo porque este fato independe totalmente da tese do papa João Paulo II, que é o que ele debatia com um tal de Jairo de Carvalho, razão pela qual tocamos no assunto na época e eu afirmei que não cria naquilo, e agora esse cretino distorce tudo como se eu tivesse rejeitado a própria interpretação da Igreja Romana como a Babilônia.

      Você acha mesmo que se eu tivesse dito as coisas que ele disse que eu disse, ele já não teria printado e guardado muito bem para depois postar em tudo quanto é lugar? Naquela época eu já era um apologista protestante, já tinha os meus sites que tenho hoje, já refutava o catolicismo, ele já me odiava por isso, ele nunca teria perdido essa oportunidade de me humilhar em público. Não fez nada na época porque sabe que é um mentiroso picareta que distorce e manipula os fatos ao seu bel prazer, e agora, uns sete ou oito anos depois, vem com essa versão apócrifa completamente mentirosa e distorcida dos fatos. Eu ainda tenho os e-mails salvos aqui no histórico de mensagens, se for necessário poderia fazer um artigo expondo a mentira dele e mostrando o que eu realmente disse na época e que ele como covarde esconde e só fica na lábia, mas não acho que ele seja tão importante assim a ponto de merecer ser citado em um artigo só dele neste blog, seria chutar cachorro morto, e eu não desperdiço meu tempo com gente irrelevante e insignificante cujo maior sonho na vida é ser citado aqui.

      Excluir
    4. Lucas, aproveitando o tema, pra você o imperativo "sai dela povo meu" significa NECESSARIAMENTE deixar de ser católico romano?

      Excluir
    5. Exato Lucas o Macabeus é uma metralhadora de mentiras. Você não pode falar e nem escrever nada que ele deturpa TUDO. Ele é um mentiroso profissional.

      Excluir
  15. Nunca imaginei que a astrologia deixasse tanta gente demente. Haja hospital psiquiátrico para os alunos do professor boca suja.

    ResponderExcluir
  16. Banzoli, o que tu achou desta polemica com as obras de "arte" expostas no queermuseu? acha que houve exagero e falso moralismo? Eu achei as obras ultrajantes, a intenção foi claramente mostrar as crianças as obscenidade e dizem que ainda havia uma sala onde as crianças eram estimuladas a se tocarem, o que pra mim já configura abuso. O mais repulsivo é que isso ainda foi feito com dinheiro publico através da lei rouanet e ainda por cima de tudo o dinheiro foi destinado a um banco, e não qualquer banco mas um dos maiores bancos do mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho, mas o Santander já pagou caro por isso, um monte de gente fechou as contas no banco e suas ações despencaram nos últimos dias. Bem feito, assim talvez eles aprendam. Sobre a exposição em si, acho que muita gente já falou tudo o que tinha que falar, eu não tenho mais o que acrescentar, é realmente uma exposição vergonhosa, pedófila, zoófila, uma péssima influência às crianças e para variar tudo de ruim tinha que ter a lei Rouanet no meio, que em geral só financia as porcarias mesmo.

      Excluir
    2. Hoje denunciaram algo ainda mais do que aconteceu na exposição do Santander

      http://reaconaria.org/blog/reacablog/museu-de-arte-moderna-de-sp-tem-exposicao-em-que-crianca-e-estimulada-a-tocar-homem-nu/

      Excluir
  17. Lucas Banzoli o que voce acha de escrever sobre a TMI? Vejo como um assunto interessante e muito ultil fica a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentei resumidamente aqui (link abaixo), mas ainda falta uma análise mais aprofundada que pretendo fazer um dia, agradeço a sugestão!

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/09/os-protestantes-sao-subjetivistas-e.html?showComment=1505957611442#c2930362784615815871

      Excluir
  18. Olá, Lucas. O que você acha do primeiro episódio disponível gratuitamente no Brasil Paralelo sobre a História do Brasil? Caso não tenha visto, veja depois. O vídeo é um pouco longo com cerca 51 minutos. Até logo!

    https://www.youtube.com/watch?v=TkOlAKE7xqY

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assisti ontem mesmo, pouco depois de você me informar, e embora tenha gostado de algumas coisas, principalmente da produção que foi muito bem feita, é bem aquilo que a gente esperava mesmo, um viés fortemente pró-católico, distorcendo os fatos para adequá-los a um revisionismo católico, e isso que é só o primeiro ainda.

      Nem vou comentar sobre as Cruzadas, que foram abordadas de forma bastante superficial e errônea (falo sobre isso no meu livro sobre o tema, “Cruzadas: O Terrorismo Católico), mesmo porque a defesa deles das Cruzadas já estava implícita desde o nome do curso, então nem me importei muito, o que me deixou revoltado mesmo foi a manipulação grotesca que fizeram com o caso do papa e do rei da França, onde eles compram totalmente a visão pró-papa, dizem que o rei (católico também, diga-se de passagem) fez uma “campanha difamatória” contra o papa (de quem será que eles tiraram esse termo?), quando na verdade o papa em questão era um descarado que queria literalmente impor sua autoridade temporal acima do rei.

      Naquela época ninguém discutia mais a questão da supremacia papal nas questões espirituais, mas os papas não satisfeitos com isso queriam mais; cobiçosos cada vez mais por aumentar seu poder, no cume da prepotência, quiseram usurpar o poder dos reis, e por isso criaram vários conflitos com muitos deles, dos quais este é só mais um. Imagine se nos dias de hoje o papa Francisco declarar que ele é o verdadeiro presidente dos EUA e que ele tem autoridade temporal sobre o país acima de Donaldo Trump e por isso pode mandar nos EUA como bem entender, o que aconteceria? Trump reagiria com “fogo e fúria” por certo, e a culpa não seria dele, mas do idiota do papa que foi se meter onde não deve, que foi o que aconteceu naquela ocasião. Mas eles distorcem tudo para contar uma versão medonha onde o papa é a “vítima” e o rei é o “malvadão” que “difamou” a Igreja... é bizarro.

      Mas como eu falei, eles não são totalmente ruins, gostei bastante de algumas coisas, a história do Brasil é bem contada, mas quando chega nessas partes que envolvem religião não tem como, eles sempre vão aderir ao revisionismo católico pois já compraram essa ideia de antemão.

      Abs!

      Excluir
  19. Lucas Banzoli estou orando por você, continue perseverando e será liberto deste problema que você tem. O Senhor é contigo HOMEM DE DEUS!

    ResponderExcluir
  20. Lucas você pode explicar o que é molinismo e a visão solteriologica desta doutrina ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil comentar um tema tão grande como esse dentro de tão poucas linhas como neste comentário. Recomendo a análise do Dr. William Lane Craig (mais conhecido como exterminador de ateus, mas que também sabe de teologia), que você pode conferir aqui:

      http://www.reasonablefaith.org/portuguese/Molinismo-Conhecimento

      Excluir
  21. 'Seu comentário será aprovado após passar pela moderação = censura prévia" ➡ Se o blog for protestante.
    'Seu comentário será aprovado após passar pela moderação = defesa prévia' ➡ Se o blog for católico.
    Ave Maria! Quanta falta de coerência.

    ResponderExcluir
  22. Lucas você está precisando de um doutorado. :)
    Olevetes vocês estão precisando de sanidade. :(

    ResponderExcluir
  23. Olá Lucas. Gosto muito dos seus artigos, só acho que falta vc escrever algo sobre feminismo. Embora tenha lido alguns textos na internet, vejo que nao ha muito aprofundamento no assunto. Ia ser muito interessante pq esse movimento está ligado com a Igreja Católica na luta pela legalização do aborto. Deixo essa sugestão. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu não tenho muito conhecimento sobre feminismo, não é o tipo de assunto que eu costume passar tempo lendo, mas eu recomendo os artigos e vídeos da minha amiga Cris Corrêa que é uma grande estudiosa da área, também é uma das administradores da página "Moça, não sou obrigada a ser feminista". O canal no YouTube é esse:

      https://www.youtube.com/channel/UC0yqhqRbkTtMRdhxWytT5Tw

      E ela tem dois sites:

      http://crisfrenesi.blogspot.com.br/

      http://www.criscorrea.net/

      Abs!

      Excluir
  24. Lucas, até que ponto vai o livre-arbítrio do ser humano? Ele é sempre livre pra fazer o que lhe der na telha, ou as vezes Deus interfere no livre-arbítrio do ser humano?

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A resposta mais curta é: sim, às vezes Deus interfere fazendo-o pender para um lado ou para outro, sem falar nas nossas próprias inclinações biológicas. A resposta mais longa é: leia o meu livro sobre o tema (está disponível na página dos livros, abaixo):

      http://www.lucasbanzoli.com/2017/04/0.html

      Abs!

      Excluir
  25. Lucas você acha que a discussão Calvinismo × Arminianismo no Brasil não está sendo muito infantilizada enquanto temos os zumbis tridentinos e os neo ateus na nossa cola . Eu venho de uma igreja calvinista batista que a uma parte da roda de " Super Teólogos : " Que questionam e até zombam de : Arminianos, Aliancistas , Pedobatistas. Embora minha posição hoje esteja para um Calvinista de 4 pontos reconheço que a discussão hoje parece com uma briga de torcida de São Paulo × Corinthians ( embora saibamos que este último e muito melhor que o primeiro ) e não tem nenhum compromisso biblico .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente (menos com a parte do Corinthians é claro), inclusive eu já comentei isso em outros comentários; os teólogos de mais renome no protestantismo estão muito mais preocupados na discussão calvinismo vs arminianismo do que a efetivamente defender a fé protestante dos ataques vindos de fora. Os papistas nos atacam todos os dias com calúnias, difamações e distorções sem fim, tem milhares de blogs afora na internet e milhares de apologistas-zumbis doutrinados para odiar os protestantes com todas as forças, são a maioria na sociedade e alguns chegam até a ameaçar voltar com a Inquisição, e o que esses caras fazem para defender a fé? Debatem calvinismo e arminianismo... simplesmente ridículo.

      Eu não estou dizendo que esse tema não tenha que ser discutido (o que além de tudo seria hipocrisia minha, já que já escrevi livro sobre o tema), tudo tem que ser discutido, a discussão é boa e saudável, o problema é quando ela se torna o foco principal e suplanta aquilo que deveria ser a ênfase maior, ou seja, quando o que deveria ser secundário se torna primário e o que deveria ser o primário se torna secundário ou é até mesmo ignorado por completo. Com o tanto de ridículo que a religião católica é, ela já deveria ter acabado faz tempo, não tinha que estar caindo uns 10% por década como vem acontecendo, tinha que já ter ficado a zero, o que só não aconteceu ainda porque os teólogos protestantes não se preocupam com o catolicismo, não o levam a sério e ficam debatendo entre si, o que é um presente de ouro para eles. Se eles já estão perdendo fieis desse jeito sem a gente fazer qualquer esforço, imagine se nos esforçássemos de fato.

      Essa discussão, da forma que está hoje, está sendo ruim para arminianos e calvinistas, embora ambos pensem estar "massacrando" o outro lado. Só quem está rindo à toa com isso são os católicos, ateus, etc (e o São Paulo, que amanhã ganha o clássico dos gambás).

      Excluir
  26. Marco Antonio Felicio21 de setembro de 2017 20:26

    A confusão mental dos seguidores de Olavo de Carvalho
    https://bertonesousa.wordpress.com/2012/12/15/a-confusao-mental-dos-seguidores-de-olavo-de-carvalho/
    *

    Olavo de Carvalho: um filósofo para racistas e idiotas
    https://bertonesousa.wordpress.com/2012/10/28/olavo-de-carvalho-um-filosofo-para-racistas-e-idiotas/

    *
    Olavo de Carvalho: católico ou astrólogo?
    http://www.montfort.org.br/bra/veritas/igreja/olavo-de-carvalho-catolico-ou-astrologo/

    *


    A Gnose “Tradicionalista” de René Guénon e Olavo de Carvalho
    http://www.montfort.org.br/bra/cadernos/religiao/guenon/

    *

    O modernismo de Olavo de Carvalho
    http://www.montfort.org.br/bra/veritas/religiao/modernismo_olavoc/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sabia que esse Conde também era discípulo do Olavo. Primeiro texto.

      Hoje em dia, ele ta pior que o mestre pq já entrou em anti-semitismo e anti-sionismo

      A algum tempo atrás, esse Conde era defensor do Estado de Israel

      http://cavaleiroconde.blogspot.com.br/2006/07/israel-ultima-fronteira-ocidental.html

      Hoje em dia é um ferrenho anti sionista, igual os comunistas do Brasil, mas isso está na gênese do catolicismo historicamente.

      Isso de católicos defensores do Estado de Israel e de judeus, como o canal Terça Livre, Flavio Morgenstern, Alexandre Borges, Felipe Moura Brasil, Nando Moura e outros, nunca existiu.

      Isso é uma herança americana protestante que o Olavo adquiriu e transmitiu a seus discípulos. Logo que atacar os judeus e o sionismo, seus discípulos também vão fazer pq não fazem outra coisa a não ser repetir o pensamento dele. Se o velho ta fazendo um revisionismo em muitas questões que já defendeu, pode fazer em relação a isso. E já fez parcialmente, ao negar a Inquisição.

      Esse artigo do Flavio Morgenstern é recente, de Agosto desse ano. diz que apenas a direita ama Israel, enquanto a esquerda odeia.

      http://sensoincomum.org/2017/08/15/nazismo-direita-esquerda-odeia-israel/

      Esse é o que consideram "especialista" em política, direita, islamismo. Só faltou completar. A direita americana de cunho protestante é que defende Israel. A direita católica não. Repudia de todas as formas.

      Excluir
    2. O Conde Loppeux ao invés de repudiar a conduta anti-semita da ICAR medieval, prefere tentar justificar com a tática de demonização contra os Judeus. Isto é, prefere justificar o injustificável.

      Excluir
    3. Muito bem colocado. A Igreja Romana sempre esteve na vanguarda dos movimentos antissemitas, expulsando centenas de milhares deles na Espanha e em Portugal, criando leis de "limpeza de sangue" que mais tarde seriam restabelecidas pelos nazistas, proibindo-os de ocupar cargos públicos ou eclesiásticos, sendo constantemente alvos da ira popular que os massacrava sistematicamente em todo lugar (instigados pelos discursos de ódio dos padres), e, é claro, atacados por todos os meios pela Inquisição, diante da qual eram os principais alvos, mais até mesmo que os protestantes e muçulmanos.

      Dizem que Lutero era "antissemita", mas não dizem de quem ele herdou seu antissemitismo. Também não dizem que todos os outros reformadores mudaram o conceito tradicional em relação aos judeus e os trataram amigavelmente. Os judeus fugiam em massa da Inquisição dos países católicos para os países protestantes liberais e tolerantes. Mas o mais grave não é nem o número de judeus assassinados por católicos romanos, mas o estigma de discriminação étnica instigada pelos próprios concílios da Igreja de Roma, que retratavam o judeu como a "peste" a ser purificada, o vilão, o diabo, o ser abjeto e detestável, e que serviu para instigar o ódio aos judeus em todas as partes, inclusive, é claro, no nazismo, mas continua influenciando até hoje.

      Excluir
  27. Ótimo artigo, muito obrigado.
    Lucas, eu era olavete até bem pouco tempo atrás, sou uma pessoa conservadora, eu admirava o Olavo de Carvalho e concordava com tudo quase tudo aquilo que ele falava (com clara exceção da defesa dele da monarquia e do tradicionalismo católico, Sempre fui adepto do Conservadorismo protestante e anti-monarquista pró-republicanismo e pró-democracia), mas depois comecei a perceber que ele estava ficando maluco, inclusive chegando a ofender um dos próprios seguidores por ter descorado de uma vírgula do guru da Virgínia, então foi nessa hora que a minha consciência e meu coração me disseram: "Sai de perto dele, pois uma hora a máscara dele cairá e tanto ele como seus seguidores serão humilhados da pior forma". Agora vejo que sai do prédio antes que desabasse, hoje repudio o completamente, e me arrependo de ter seguido, mas achei esse blog que me fez pensar sobre ele. Obrigado por me libertar do olavismo cultural. Hoje sou uma pessoa que pensa, avalia e fica com o que é bom, continuo tendo tendências conservadoras, mas sou aberto ao diálogo e as novas ideias. Como bem disse René Descartes: "Se penso logo existo". Também eu sou um ex-seguidor do Nando Moura, eu era fanático por ele, até o dia em que ele fez um vídeo em defesa da monarquia, depois daquele vídeo quase parei de ver os vídeos dele de vez em quando eu via uns, mas depois que ele tretou com o Otário (gosto bastante do Otário e admiro o trabalho dele apesar de algumas discordâncias) , perdeu completamente a minha admiração por ele sai do canal dele, pois vi que ele está indo para o mesmo caminho que o Olavo, acordei e vi que o Nando Moura ultimamente anda fazendo vídeos com tretas com outros canais, se ele continuar uma hora ele também terá o mesmo destino que o Olavo está tendo. Obrigado por essas revelações. Abraços e muito Obrigado a paz esteja com você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom o seu comentário. É assim que tem que ser: analisar criticamente qualquer pessoa e conceito que seja, em vez de seguir a alguém de forma acrítica e incondicional, como muitos fazem com ele. A partir do momento em que alguém diz que outra pessoa sempre “tem a razão”, é porque já saiu do estado de indivíduo consciente e crítico para entrar na condição de “zumbi” cego e viciado, que não consegue enxergar um palmo adiante do nariz. O problema não é o conservadorismo, mas esse tipo de coisa que é considerada “conservadorismo” aqui no Brasil por influência olavete, que é eivado de revisionismo católico delirante, e que por sua vez acaba levando a uma visão extremista de mundo, propensa a defender até aberrações tais como certas formas de totalitarismo (contanto que não seja totalitarismo de esquerda) e a própria Inquisição. Isso não é conservadorismo legítimo nem aqui nem na China. Eu não baseio meu conservadorismo nesse lixo de conservadorismo brasileiro tacanha, mas no conservadorismo americano e inglês, que servem de modelo para o conservadorismo no mundo todo.

      Em relação ao Nando Moura, ele nunca escondeu que é um olavete fanático. Desde os primeiros vídeos dele que acompanho, ele já se assumia assim. É papagaio de pirata, tudo o que sabe é repetir os chavões e os pensamentos do “mestre” e transmiti-los adiante. E sempre que o “mestre” arruma briga com alguém (e isso acontece rotineiramente, porque haja vontade de arrumar confusão nesse senhor) ele sempre faz questão de gravar um vídeo detonando a outra pessoa e enaltecendo o “mestre”, não importa a circunstância. Chegou ao cúmulo de dizer que existiu uma “Inquisição protestante” que matou mais que a católica, só porque ouviu isso do mestre. Não tem senso crítico nenhum. E não é só com o Otário que ele arrumou encrenca, é com o Youtube INTEIRO, eu não consigo imaginar mais do que um ou dois nomes conhecidos que ele já não tenha feito vários vídeos xingando e detonando, ele só quer chamar a atenção para crescer em cima dos outros, é o que ele faz. E sempre que alguém que é atacado por ele perde a paciência e decide desmascará-lo ele acaba passando vergonha ficando claramente sem argumentos, como foi com o Pirula, o Leon, o próprio Otário e outros mais.

      Deus lhe abençoe!

      Excluir
  28. Lucas, quando vejo inúmeros fanáticos indignados com você por causa do "professor", sou obrigado a reconhecer que o sr Olavo é muito bom na arte de iludir idiotas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Não à toa é chamado de "bruxo".

      Excluir
  29. Ola Lucas. Sou leitor seu e admiro muito sua lucidez em meio a cacofonia de vozes da atualidade principalmente se o tema for religião. Agora algo importante a ser dito (e você já disse) é não adianta nada deixar de seguidores cegos de Olavo de Carvalho (ou qualquer outro guru) e renunciar a tarefa (dada por Deus) de pensar com inteligência acreditando ser algo exclusivo de uma pessoa ou grupo, caso contrário pagaremos caro por nossa indolência. Deus nos fez como seres que pensam e seremos cobrados por isso. Penso eu que assim cumpriremos melhor o imperativo de Cristo de sermos sal da terra e luz do mundo. Obrigado amigo. Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, este pensamento de livre consciência e personalidade individual que tem que ser reforçado com toda a força e a todo custo, e não o de submissão total a um homem falível e mortal, que nada mais é que um tipo de escravidão do qual Paulo condena quando escreve:

      "De fato, vocês suportam até quem os escraviza ou os explora, ou quem se exalta ou lhes fere a face" (2ª Coríntios 11:20)

      Grande abraço!

      Excluir
  30. É verdade que na Idade Média as missas era feitas em latin, e não em uma linguagem das pessoas

    Que fontes você poderia indicar ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas isso é uma obviedade que todo mundo sabe, nenhum católico nega, é como dizer que os católicos creem em transubstanciação. Inclusive tem católico ultra-tradicionalista que quer a volta da missa no latim nos dias atuais (embora ela oficialmente nunca tenha sido abolida por completo), como você pode ver aqui:

      https://oglobo.globo.com/sociedade/religiao/missas-em-latim-com-padre-de-costas-para-fieis-atraem-jovens-catolicos-conservadores-13394786

      https://padrepauloricardo.org/episodios/por-que-voltar-ao-uso-do-latim-na-liturgia

      Essa missa em latim, conhecida como "missa tridentina", durou até o Concílio Vaticano II, em 1962. Ou seja, possivelmente os seus avós frequentaram muitas missas em latim (sem entender nada, é claro, mas indo assim mesmo):

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Missa_tridentina

      http://www.veritatis.com.br/sobre-a-missa-em-latim/

      http://www.catolicismoromano.com.br/content/view/112/39/

      Mas se for mesmo necessário citações de historiadores para algo que os próprios católicos reconhecem e defendem até hoje, segue uma abaixo:

      “O lado ininteligível e aparentemente misterioso dos rituais e o uso da língua latina valorizavam a missa e o seu oficiante. O latim, língua do saber e do sagrado, passou a ser visto como o modo de o sacerdote se comunicar com a divindade. Como só ele sabia o latim, tal monopólio lhe conferiu portanto exclusividade e o conjunto dos rituais se tornou aparato de poder” (LOPEZ, Luiz Roberto. História da Inquisição. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1993, p. 22-23)

      Excluir
  31. Há tempos que o sr Olavo de Carvalho tem seu prestígio em decadência. Não tenho dados, mas estimo que grande parte dos seus admiradores deixaram de admira-lo após esse suposto escândalo envolvendo seus filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde a época em que ele começou a difamar os protestantes isso já vem acontecendo; perdeu numerosos alunos e admiradores, e se não fosse pela enorme propaganda feita a seu respeito por gente como o Nando Moura já teria caído no ostracismo. De todo modo, há muito tempo ele já não é tão influente como antes, e perdeu sua "unanimidade" há anos.

      Excluir
  32. Lucas, mudando de assunto, gostaria de saber se pra você a ICAR é a Babilônia do Apocalipse como alguns pensam que sim. Se não, quais outros candidatos você apostaria. Achei interessante um pregador afirmar que a teologia da prosperidade e a teologia da libertação, independente da igreja, podem ser a Babilônia. E você amigo, que pensa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a ICAR sim, eu escrevo sobre isso aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/01/quem-e-babilonia-do-apocalipse.html

      A tese de que seja a "teologia da prosperidade" ou a "teologia da libertação" são muito ruins; além de não se encaixar em todas as descrições bíblicas, são coisas por demais pequenas para ganhar tanto foco como a Babilônia e a prostituta do Apocalipse, com a ênfase toda que João deu. Além disso gostaria de saber quantos foram assassinados pelos teólogos da prosperidade e pelos teólogos da libertação, pois até onde eu sei elas não tiraram sangue de ninguém, e portanto não podem ser responsabilizadas por ter matado os santos e os profetas.

      Excluir
    2. Hoje em dia, alguns protestantes já abandonaram a crença de que a ICAR é Babilônia. Já estão vendo como algo relacionado ao mundo islâmico incluído na interpretação da Babilônia de Apocalipse.

      Nesse vídeo, esse rapaz da uma interpretação do minuto 3 ao minuto 5, que é a base pra interpretação dos que indentificam a ICAR e dos preteristas, que enxergam Jerusalém na passagem.

      Nessa interpretação, os montes (colinas) seriam reinos que viriam até o final dos tempos, que incluiria tanto a Igreja Católica (Imperio Romano) quanto o reino Otomano (muçulmanos).

      https://www.youtube.com/watch?v=0ci0n2PldRs

      Esse Australiano conhecido do Youtube coloca Turquia como o lugar de onde pode vir o Anticristo

      https://www.youtube.com/watch?v=DAImLekAZRY

      Excluir
    3. Todas as teses de que o anticristo é muçulmano são furadas, porque o anticristo necessariamente precisa ser um judeu, só assim os judeus iriam reconhecê-lo como o Messias. Eles jamais iriam reconhecer um não-judeu como Messias, muito menos ainda um muçulmano. Basta lembrar que até Jesus teve problemas com isso mesmo sendo judeu, por ser de Nazaré, uma cidade israelita desprezada na época.

      E a tese da Babilônia ser a Turquia, ou a Arábia Saudita como já vi outros falando, ou qualquer outro país muçulmano que seja, também é inevitavelmente falsa, porque a linguagem da "prostituta" só se aplica para quem já teve algum dia um pacto com Deus, só assim poderia se "prostituir", que biblicamente é uma metáfora para a apostasia. Uma vez que os muçulmanos e as nações árabes jamais tiveram um pacto com Deus, mas sim com um falso deus, não podem ser considerados "apóstatas" (i.e, a "prostituta").

      Eu entendo o porquê que está surgindo tanta gente com essas novas teorias acerca do Islã ser a Babilônia, é totalmente compreensível quando levamos em consideração a antipatia cada vez mais crescente a essa religião por decorrência dos constantes ataques terroristas e tudo mais, então alguns acabam criando um ódio aos muçulmanos e por isso começam a forçar a profecia para combinar com suas tendências pessoais anti-Islã, mas nós não podemos interpretar a Bíblia fazendo eisegese, ou seja, impondo nossa própria visão pessoal sobre o texto bíblico, em vez de extrair do próprio texto seu significado mais plausível. Eu também considero o Islã atual bem pior que o catolicismo romano de hoje, mas nem por isso vou deturpar por isso os textos bíblicos proféticos que de modo algum se encaixam por completo na figura do Islã, mas que cabem perfeitamente na Roma papal.

      Excluir
    4. Sendo a ICAR a prostituta e a Besta o comunismo, então a tendência é a ICAR tornar-se comuna?

      Excluir
    5. Não necessariamente se tornar comunista, mas pelo menos tolerá-lo. Veja os artigos sobre o papa Francisco, até mesmo em alguns sites católicos, que denunciam sua aproximação com o esquerdismo e com o marxismo. É a direção para a qual a ICAR está sendo levada. Este artigo aqui já é um bom começo:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2015/07/papa-abraca-causa-da-luta-para-que.html

      Excluir
  33. Lucas você concorda que existe algo no ser humano que é intrinsecamente anti católico . Vejamos uma pessoa que lê as escrituras teria uma repulsa natural de se prostrar perante estátuas , ora é pedir salvação a Maria , acreditar que O REI De TODO UNIVERSO todo domingo morre e vira pão , acreditar em salvaçõ por boas obras , Primazia de Pedro . Existe algo que cria naturalmente um sentimento anti catolicismo , nos leitores biblicos , concorda ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, na verdade contra todas as formas de paganismo, o catolicismo é só mais um. Na visão de um monoteísta, qualquer forma de paganismo onde Deus divide sua glória com outros seres, ainda que não seja um paganismo "formal", é abominável, tanto à luz do Antigo como do Novo Testamento. Mas isso não significa que devemos odiar os católicos, pelo contrário, a grande maioria é apenas enganado e iludido com as falsidades que ouviu por toda a vida, temos é que amá-los como a nós mesmos e pregar a verdade do evangelho centrada no amor e na graça de Jesus Cristo a fim de libertá-los desse grande engano.

      Abs!

      Excluir
  34. Marco Antonio Felicio22 de setembro de 2017 23:36

    Corrompendo o evangelho e o cristianismo com Olavo de Carvalho

    http://aespadademiguel.com/nova-ordem-mundial/corrompendo-evangelho-cristianismo-com-olavo-carvalho/
    *
    Olavo de Carvalho – Um agente da Nova Ordem Mundial Judaica ?
    http://aespadademiguel.com/nova-ordem-mundial/olavo-de-carvalho-agente-nova-ordem-mundial-judaica/

    ResponderExcluir
  35. Olavo confessa que não é católico!
    http://catolicidadetradit.blogspot.com.br/2017/04/olavo-confessa-que-nao-e-catolico.html

    ResponderExcluir
  36. Qual a sua opinião sobre o G. K Chesterton ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um escritor importante na apologética contra o ateísmo, embora contaminado por uma apologética católica.

      Excluir
  37. Você poderia citar alguns nomes que representam o conservadorismo americano e inglês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pesquise sobre Roger Scruton, Abraham Kuyper, Guillaume Groen Van Prinsterer, Eric Voegelin, Herman Dooyeweerd, Rousas John Rushdoony, Francis Schefer, William F. Buckley Jr, T. S. Eliot, Samuel Taylor Coleridge, Gary North, além de políticos como William Wilberforce, Winston Churchill e Ronald Reagan.

      Excluir
  38. Uma pessoa que leia as escrituras e chega a conclusão que a Trindade e mentira pode ser considerada irmão em Cristo ? Nesse caso ele usou o livre exame e chegou a uma conclusão totalmente anti crista .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato de as pessoas poderem interpretar livros não significa que a interpretação será sempre correta, e tampouco implica que o princípio não é autêntico. Muitas vezes dois ministros do STF podem interpretar a lei de uma forma totalmente diferente, e nem por isso exige-se a criação de um "super ministro infalível" que resolva todos os problemas como em um passe de mágica.

      Excluir
    2. Se Judas foi considerado discípulo de Jesus mesmo negando-o, Por que os arianos também não podem???

      Excluir
  39. Lucas eu quero que voce de muitas gargalhadas com isso mas muitas mesmo. Olha o que aprontaram para o Macabeus

    https://www.youtube.com/watch?v=OMZuqapsxI0&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HSUAHSUAHSUAHSUAHSUH

      O importante é que os 'divididos' são os protestantes!

      Excluir
  40. Prezado Lucas, você já ouviu falar ou leu a obra de Bruce Andrey "A ordem de Deus"? Sugiro que você leia.

    ResponderExcluir
  41. Lucas, é correto afirmar que Deus, em Oséias, se sente como um marido traído? Eu nunca ouvi ninguém falar sobre isso. Por quê?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque isso é apenas uma analogia, uma comparação, e não algo literal, e talvez alguns poderiam erroneamente entender literalmente isso como se Deus fosse de fato um "marido traído". Por isso às vezes acaba compensando mais apontar como Deus se sentia triste pela apostasia de Israel, do que usar a linguagem do "marido" (embora ela possa ser usada apenas como analogia, em relação à Israel, com quem Deus tinha um pacto espiritual). Afinal nós não queremos nos igualar àqueles que já chegaram ao ponto de dizer que Deus é um marido de fato, e que Maria é a "esposa do Espírito Santo".

      Excluir
    2. E quando nós pecamos, não traímos a Deus mesmo?

      Excluir
  42. Lucas vc acha ruim pastores entrarem para a política?Porque no post acima afirmaste que o Feliciano deixou a defesa do evangelho para só se preocupar com a carreira política e fez concessões aos católicos,omitindo a perseguição católica aos protestantes no México,defendendo o Olavo e ainda sendo conivente como o esoterismo,achas melhor pastores só se dedicarem a pregação do evangelho e deixar a política para cristãos que não tenham títulos eclesiásticos?

    ResponderExcluir
  43. https://www.youtube.com/watch?v=1MCkEZWdNdY

    Aconselho cautela, pois se ver vai MORRER de rir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha

      Esse aqui também é massa:

      https://www.youtube.com/watch?v=OFv0Stn5hVg

      Excluir
  44. Anônimo: “Uma pessoa que leia as escrituras e chega a conclusão que a Trindade e mentira pode ser considerada irmão em Cristo?”

    ..............................................................

    Nunca vi uma pergunta mais ridícula em minha vida. Mais ridícula ainda é essa: “Você crê na trindade”?

    Já ouviu ou leu algum cristão primitivo, mesmo que seja um escritor do novo Testamento perguntando tal asneira? Ja ouviu isso: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo tu e a tua casa?”

    Os judeus jamais ouviram falar em trindade. Nem mesmo em três deuses. A confissão deles sempre foi monoteísta:

    “Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele”, 1 Coríntios 8:6.

    “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem”, I Tm 2:5.

    UM SÓ DEUS!

    O antitrinitariano não crê no que foi estabelecido em 325 no Concílio de Nicéia, principalmente na descrição que fizeram do Senhor Jesus colocando-o como a segunda pessoa, o Deus filho, preexistente e em igualdade com o Pai em essência, sempre eterno, o que é altamente perigoso, pois destrói sua missão como nosso substituto, mascarando seu sacrifício por nossos pecados, sem contar nas trapalhadas geradas contra o nascimento virginal. E, vale lembrar que não encontramos nas Escrituras a expressão, Deus filho, mas sim Filho de Deus.

    Se Jesus é preexistente então nunca foi humano enquanto viveu aqui, e isso é um desastre para seu sacrifício como nosso substituto. Por incrível que possa parecer, milhares de cristãos acreditam que Jesus tinha poder por que ele participou de uma existência anterior com o Pai. A imaginação dos cristãos do nosso tempo é cômica!

    ResponderExcluir
  45. Continua

    Leia o que foi estabelecido em Nicéia: “Cremos em um só Deus, Pai onipotente, criador de todas as coisas visíveis e invisíveis; e em um só Senhor Jesus cristo, o Filho de Deus gerado pelo Pai, unigênito, isto é, da substância do Pai, Deus de Deus, Luz de Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, gerado não feito, de uma só substância com o Pai, pelo qual foram feitas todas as coisas, as que estão no céu e as que estão na Terra; o qual, por nós homens e por nossa salvação, desceu, e se encarnou e se fez homem e sofreu e ressuscitou ao terceiro dia, subiu ao céu, e novamente deve vir e no Espírito Santo”.

    O Concílio de Nicéia estabeleceu os fundamentos para a doutrina da Trindade. E isso quase 4 séculos depois da morte do último apóstolo. E vocês tentam levar tudo de volta para dentro das Escrituras. Depois reclamam dos católicos.

    Voces tem uma visão errada dos antitrinitários. Eles creem no Deus de Abraão, Isaque e Jacó, Criador dos céus e da terra, creem em seu filho Jesus Cristo, nascido de uma virgem, que padeceu e morreu, ressuscitando três dias depois, mas que jamais existiu antes do seu nascimento em Belém da Judeia. Isso é uma aberração. Nunca vi um ser humano, nascido de mulher (Gal 4:4) ter existido antes do seu nascimento. Entenda meu caro: “Jesus é fruto do ventre de uma mulher e não da eternidade”. O tempo e o local da origem do Filho de Deus são feitas de forma transparente. Lucas também diz que o Filho de Deus veio à existência no ventre de sua mãe (Lucas 1:32, 35). Não é de admirar, pois se retornamos até Gênesis lembramos que Jesus foi prometido como a semente da mulher: “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”, Gên 3:15. Ele foi aquele que veio a existir após a existência do seu ancestral. Além disso, a inimizade não existia entre o Messias e a semente da serpente, mas era para ser uma hostilidade futura.

    No evangelho de Mateus, a genealogia de Jesus volta até Davi chegando a Abraão. O registro genealógico dado por Lucas leva as coisas ainda mais para trás, até Adão (Lc 3:38), mas de Deus ele não passou - ele não existia.

    “... E Cainã de Enos, e Enos de Sete, e Sete de Adão, e Adão de Deus”.

    Isso é Genealogia! Jesus só aparece bem antes, lá embaixo. Ele não está invisível entre cada nome; é uma pessoa depois da outra até chegar a Deus. Seres preexistentes não podem possuir genealogia. Jesus era humano e hoje é um homem glorificado. Ele é as primícias dos que dormem, foi o primeiro a ressuscitar. Só se fala assim de seres humanos.

    Outra coisa, Deus é o pai, não o filho. Para ser filho de Deus tem que ser alguém que não seja ele mesmo. Jesus muitas vezes chamou o pai de Meu Deus, mas Deus jamais chamou o filho de Meu Deus.

    E antes que me esqueça, os antitrinitarianos também creem no Espírito Santo, mas não como um terceiro Deus. Observem que o Espírito Santo, o terceiro Deus, ou terceira PESSOA da trindade, segundo vocês, foi excluído das palavras de Cristo quando ele afirma que só o Pai é o Deus verdadeiro em João 17:5: “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”.
    E pior ainda é ver alguns trinitarianos dizer que Jesus se exclui como Deus desse contexto porque estava encarnado. E o Espírito Santo, o terceiro Deus - Por que Jesus não disse então que só existia dois Deus verdadeiros, O Pai e o Espírito Santo se o Espírito não estava encarnado?

    Só falta agora o catolicismo falsificar o registro que temos de Êxodo para ficar a cara do trinitarianismo. Veja como fica o mandamento na língua trinitariana:

    Êxodo 20: 3 Não terás outros Deuses diante de nós"

    Até a próxima...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os arianos se queixam que os trinitarianos crêem em TRÊS deuses mas se esquecem (ou omitem dizer) que crêem em DOIS. Deus Pai (ok) e deus (!?) Filho. Insistem em dizer que a divindade de Cristo foi criada pelo Concílio de Nicéia quando na verdade Isaías já afirmava séculos antes de qualquer Concílio que Jesus seria PAI DA ETERNIDADE e não FILHO da Eternidade, DEUS (Adonai) FORTE e não deus forte. Dentro de uma visão monoteísta como era o judaísmo seria um contra-senso afirmar a existência de um deus filho. A Bíblia deixa claro que há somente um Deus, ou Cristo era Deus ou não era deus nenhum.

      Excluir
    2. "PAI DA ETERNIDADE e não FILHO da Eternidade, DEUS (Adonai) FORTE e não deus forte".

      ...........................

      Deus forte? Pai da eternidade?

      Jesus de Nazaré foi chamado de Deus forte? Qual pai judeu daria um nome ao seu filho de Deus forte?

      Pai da eternidade é um nome? Príncipe da paz é um nome?

      Você já fez algum estudo bem detalhado de Isaías 9?

      Excluir
    3. Por mim esse assunto já está encerrado. Há mais de quinze séculos que esse imbróglio persiste e não vai ser um "estudo detalhado' que vai por fim essa celeuma. Eu não vou entrar na cilada do diabo de pensar que a "minha ortodoxia" é um deus porque a salvação (graças a Deus) não é pelo conhecimento. O inferno tá cheio de Ph.D.'s, levitas, sacerdotes que foram embriagados pela presunção de acreditar que as ideias tinham na cabeça era a garantia de salvação. "Estudos detalhados" tem aos milhares e pra toda cor e gosto. Sirvam-se. Lucas, obrigado pelo espaço. Que Deus ilumine o entendimento daqueles que sinceramente querem segui-lo.

      Excluir
    4. Muitíssimo bem dito, Anônimo. Concordo inteiramente com a sua afirmação.

      Excluir
    5. Como é que e? Meu caro, o povo de Deus perece por falta de CONHECIMENTO!

      Devo ter escrito algo muito ruim para vocês. Basta ler vários anônimos aqui para perceber como estão mordidos. Eles falam atravessados. Estão em pânico porque perceberam que os trinitarianos creem em Deus Pai, no filho de Deus e no Espírito Santo.

      Pânico geral!

      Aliás, algum de vocês poderia me apontar um anti trinitariano que não tenha Jesus como seu Senhor e Salvador, e que não acredite no sangue derramado para perdão dos seus pecados?

      Basta escrever com lucidez e clareza e vocês ficam atordoados.Saem da toca quando o texto fica complicado pra resolver e passam por aqui para jogar lama.

      Aparecem para estragar o texto e o contexto porque não querem que o oponente seja reconhecido, nem como gente.

      Um foi lá embaixo no outro artigo e ja disse que foi desrespeitado e o outro veio aqui e me chamou de confuso. Demoraram a aparecer. O que voces estão tentando dizer com esse monte de palavreado descontente é o seguinte: "não gostamos de ler o que você escreveu porque te absolve".

      Excluir
    6. Uma correção, por favor: "perceberam que os ANTItrinitarianos creem em Deus Pai, no filho de Deus e no Espírito Santo.

      Excluir
  46. Lucas porque galatas 2 16 nas bíblias catolicas tem a palavra Somente e nas bíblias protestantes não tem tal palavra .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O original grego diz:

      "eidoteV oti ou dikaioutai anqrwpoV ex ergwn nomou ean mh dia pistewV ihsou cristou kai hmeiV eiV criston ihsoun episteusamen ina dikaiwqwmen ek pistewV cristou kai ouk ex ergwn nomou dioti ou dikaiwqhsetai ex ergwn nomou pasa sarx"

      A parte que diz: "ean mh" é o foco da questão. A Concordância de Strong dá como significados:

      3362 εαν μη ean me
      de 1437 e 3361; partícula conjuntiva
      1) se não, a menos que, quem quer que.

      Ou seja: Paulo estava dizendo algo como: "nada a menos que a fé", ou "nada senão a fé". Por isso pode ser traduzido tanto da forma evangélica como da católica, ambas provam a Sola Fide, pois contrapõem a as obras e a fé. Se eu dissesse que “quem foi para a festa não foi o João, mas sim o Antônio” (analogia com a tradução protestante), daria no mesmo que dizer que foi “somente o Antônio, e não o João” (analogia com a tradução católica).

      Excluir
  47. "Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido."
    (Jó 42:2)

    Lucas, como conciliar esse versículo com o livre-arbítrio do ser humano?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livre-arbítrio não tem a finalidade de "contrapor os propósitos de Deus", a não ser que Deus tivesse propósito em cada coisa que acontece na história da humanidade, ou seja, se ele determinasse tudo. Neste caso, o determinismo teria que ser provado primeiro, para depois se usar este versículo. Mas quando sabemos que o determinismo é falso e que muitas coisas Deus deixa "aberto" às decisões humanas, o livre-arbítrio não é nenhuma contradição, mesmo porque ele também é parte dos próprios desígnios divinos.

      Excluir
    2. O texto diz pode, e não determina. E todos os propósitos de Deus são cumpridos, mas quem disse que Ele tem propósitos definidos absolutamente sobre todos os atos humanos?

      Excluir
    3. Parece contraditório pelo seguinte: se Deus tem o propósito de salvar alguém, concede a graça preveniente e esse alguém resiste a graça até o fim, e morre nessa situação e vai pro inferno, então estamos diante de um "problema". Ou Deus não tinha o propósito de salvar aquela pessoa, ou esse versículo de Jó parece não fazer sentido, pois diz que NENHUM dos propósitos de Deus pode ser impedido. Mas nesse exemplo que eu citei, o alguém usou mal o livre-arbítrio e impediu o propósito de Deus de salvá-lo. Um propósito de Deus foi impedido. Mas em Jó diz que NENHUM pode ser impedido. É complicado! Eu sinto dificuldade em conciliar textos como esse com a liberdade humana. Não estou dizendo que a Palavra de Deus tem contradição. Apenas acho PARECIDO com uma contradição.

      Excluir
    4. São contextos diferentes. O texto de Jó que você citou usa a palavra hebraica "mzimmah" que significa "planos", enquanto o texto que diz que Deus quer salvar todos usa a palavra "thelo" que significa "desejar". Deus certamente deseja a salvação de todos, mas ele não traça um plano infalível para a concretização da salvação de todos os homens, porque se fizesse isso suplantaria o livre-arbítrio pessoal e essa vida nem faria sentido, seria melhor ter nos criado direto no céu ou no inferno se fosse o caso. Ou seja, o desejo de Deus é que nós o aceitemos através do bom uso de nosso livre-arbítrio, isso não consiste em um plano determinista. Isso é diferente, por exemplo, da volta de Jesus, que é algo planejado e determinado que vai acontecer independentemente da vontade humana (livre-arbítrio).

      Excluir
    5. Beleza. Entendi. Vlw.

      Excluir
  48. Eu gostava dos textos do Olavo, especialmente sobre política, os quais ainda acho bastante pertinentes. O problema é que ninguém é capaz de saber sobre tudo, e ele se acha o ser mais inteligente do mundo, capaz de discorrer sobre qualquer assunto profundamente. Nisso ele erra, pois o conhecimento dele sobre protestantismo é ridículo, sobre a mente humana às vezes é falho, sobre família é errado, tanto que na prática a liderança que ele teve sobre a sua família foi um fracasso, etc. Mas, acima de tudo, Deus não anda com os soberbos, e sim com os humildes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou da opinião que o sr Olavo tem alguma neurose, seu jeito agressivo com todos aqueles que não endossam suas idéias denuncia isso.

      Excluir
  49. Percebi que você recebe muitas perguntas de diversos leitores. Você já respondeu alguma pergunta de maneira errada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lógico que já devo ter errado, eu não sou infalível pra acertar em tudo, mas se eu cometi algum erro flagrante, me corrija que eu vou lá e mudo.

      Excluir
    2. Seria contraditório condenar a infalibilidade papal e atribuir a si próprio tal prerrogativa. Na prática seria um católico romano

      Excluir
  50. Sobre os Concílios Universais (ou ecumênicos), Sínodos, Congressos, etc para dirimir dúvidas, questões pendentes, reafirmar crença, eu particularmente não vejo problema nenhum, exceto dar atributo de infalibilidade à tais eventos. A Bíblia trata com naturalidade o Concilio de Jerusalém. Esse blog, nas devidas proporções, realiza o mesmo intento. Concordas Lucas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é isso mesmo. Concílios não são inúteis e nem perda de tempo, mas também não são infalíveis e nem tem autoridade suprema de Escritura Sagrada. Eles servem para deixar claro a doutrina criada pelos cristãos de certo lugar em uma certa época, para que os leigos tenham um direcionamento e não se sintam desnorteados em uma confusão total de doutrinas sem saber no que crer, mas não servem de fundamento doutrinário, o fundamento é a Bíblia e a esses concílios cabe resumir a doutrina bíblica de acordo com o entendimento dos membros ali presentes.

      Excluir
    2. Achei interessante também um teólogo afirmar que a Bíblia contém erros (não falsos ensinos) pela simples fato de Deus se utilizar da linguagem humana que limitada, imprecisa e ambígua ante o mundo espiritual que nos cerca. Tal fato deve deixa-nos humildes e não desaminados, dependentes da iluminação divina de nosso entendimento e não na nossa racionalidade. Concordas Lucas?

      Excluir
    3. Não concordo. Os erros e imprecisões são parte da limitação dos intérpretes, e não dos escritores bíblicos. Um texto pode ser interpretado erroneamente, ou até mesmo não ser compreensível aos nossos olhos, mas não significa que o erro esteja no texto em si, que é inspirado.

      Excluir
    4. Tenho percebido que muita gente tem dificuldade em entender sobre esses supostos erros da Bíblia, ou de traduções. Para mim o entendimento é simples. Deus é um ser superior em tudo, e santíssimo, situado em outro plano ou outra realidade diferente da nossa, onde tudo é perfeito. No entanto, a comunicação dEle conosco se dá entre um ser perfeito com pessoas que vivem vidas imperfeitas, dentro de uma realidade caída, decorrente do pecado. É claro que entre o envio da mensagem divina e a recepção por algum dos nossos poderia haver alguma turbulência, porém Deus enviou sua palavra a pessoas e em momentos nos quais essa suposta distorção não existiu. Foram momentos que o próprio Deus interferiu para que a mensagem, ou seja, a informação, que é imaterial, fosse passada sem erros. Porém, o registro, no caso material, dessa informação, originalmente imaterial, pode, em alguns casos, sofrer de erros humanos. Porém, houve estudos sobre isso, e a fidedignidade do registro bíblico é absurda, chegando a praticamente 100%. Portanto, chegamos a seguinte conclusão: a informação bíblica é plenamente divina, suficiente e capaz de nos dar todo o conhecimento e informação necessários para a vida humana. O que existe de problema são interpretações equivocadas sobre essa informação ou mesmo alguns errinhos aqui e ali de tradução ou do processo de reprodução da informação que em nada prejudicaram a mensagem que Deus quer que nós saibamos. Ou seja, a palavra de Deus é realmente o registro bíblico.

      Excluir
  51. Lucas. Por que nós somos tão intolerantes quando nossas crenças religiosas são postas a prova? Por que não admitimos o direito de discordar do outro? Tal qual o Malafaia e os apologistas católicos os exemplos são inumeráveis. Te pergunto isso porque vi um vídeo do dr Rodrigo Silva fugindo do jeito tranquilo porque um oponente discordava da guarda do sábado. Por que tratamos com desdém o entendimento dos nossos desafetos? Fica com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque, no fundo, muita gente se acha o "dono da verdade", ou pensa estar defendendo uma organização infalível que detém toda a verdade, e por isso acham inadmissível que haja pessoas que pensam de maneira diferente. Isso não significa que devemos pensar que estamos errados (o que nem faz sentido), todo mundo pensa ter a razão nas coisas que acredita sobre qualquer assunto que seja, a diferença é que uns acham que tem o monopólio da verdade absoluta e consequentemente a missão de exigir que os outros concordem com eles, enquanto outros pensam estar com a verdade mas sabem com humildade que podem estar errados e isso os fazem serem mais tolerantes com opiniões alheias. Abs!

      Excluir
  52. Lucas o que achou do site CACP que colocou o tema A SOBERBA DOS DESIGREJADOS? achei pertinentes as colocações.Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei um texto "arrogante e presunçoso" demais...

      Excluir
  53. O falso Catolicismo de Olavo é a adoração do Eterno Feminino gnóstico que se manifesta de várias formas. Na Igreja Católica, é Maria. Vejam bem, essa Virgem que ele adora não é a moça judia mãe de Jesus, mas uma manifestação da Deusa Gaia, da Sofia gnóstica, de Tara mãe de Buda, de Fátima filha de Maomé, da Shakti hinduísta.
    Mas como ele nasceu no Brasil, segue essa deusa na tradição da religião mais forte neste país. Se tivesse nascido no Marrocos,, seguiria Fátima. Tanto faz, é a mesma deusa.
    Na seita de Schuon que Olavo era membro, eles faziam uma dança ritual com todo mundo nú, para celebrar a Deusa Búfala dos Sioux. Essa deusa era entendida como Maria, e Schuon até pintava quadros sobre ela com semelhança à Virgem Católica (só que nua!).
    Muitos católicos já sabem que Olavo é um ocultista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como você sabe essas informações? Fazem bastante sentido.

      Excluir
  54. "Há algum tempo alguém me perguntou se o vigarista faz o mesmo nos Estados Unidos, ou seja, se também ataca o protestantismo por lá, associando-o ao comunismo e à degradação moral, como faz por aqui

    Imagine um CATÓLICO tentando ensinar a um protestante norte-americano o que é democracia.

    kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  55. Lucas você seria favorável a volta da MONARQUIA? e senão qual seria um dos pontos negativos?já que alguns historiadores dizem se a MONARQUIA voltasse não chegaria ao ponto de ser totalitária...já que vivemos no mundo bastante desenvolvido e que na época não era tanto assim.Grande abraço querido Lucas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrevi sobre isso nestes artigos:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/04/desconstruindo-utopia-da-monarquia.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/04/o-brasil-era-mais-rico-e-desenvolvido.html

      Abs!

      Excluir
  56. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Antiolavismo" é quem passa a vida a refutar Olavo de Carvalho, escreve sobre ele toda semana, praticamente vive fazendo isso. Eu tenho mais de 500 artigos escritos só sobre catolicismo, mais de 800 ao todo, e apenas meia dúzia de artigos no máximo onde o menciono, sendo uns dois ou três de refutação. Ele é ignorado em praticamente todo o tempo, isso não é "antiolavismo", se fosse antiolavismo ele teria uma ênfase bem maior do que o pouco que é dado. Agora, quando eu decido escrever um artigo sobre o sujeito, eu vou dizer tudo o que penso, não vou afinar ou fazer falsa demagogia para não desagradar admiradores dele, não vou ficar com meias palavras, e tudo o que está aqui é a verdade, são os fatos; goste quem quiser, rejeite quem quiser.

      Excluir
    2. "achei o artigo é excelente, na medida em que rebate as afirmações ridículas do Olavo de Carvalho sobre o protestantismo"

      "porém, é extremamente irracional, na medida em que adota um discurso antiolavista."

      Sabendo que o Olavo tem um discurso para converter pessoas, entre elas, protestantes, ao catolicismo, é irracional ficar omisso a isso a não ser que a pessoa seja um ateu ou agnóstico e fique indiferente quanto a isso.

      Muitas protestantes, por não concordar com o pensamento de esquerda, vão estudar outras vias políticas, o pensamento mais conservador e até um tempo atrás o único nome era do Olavo. A maioria dos mais conservadores na política, aqui no Brasil, são discípulos dele e puxam sardinha pro lado do catolicismo, como por exemplo, esse documentário que fizeram recentemente "Brasil paralelo"

      Se é que o Olavo realmente acredita na visão política que ele prega. Nessa entrevista ao Pedro Bial, ele disse que somente ficou contra a esquerda por ser a maioria, não por princípios morais ou éticos, como por exemplo, o cara gosta de ser o do contra pra chamar atenção.

      À partir do minuto 9 do vídeo

      https://www.youtube.com/watch?v=eGLKQDo-_1w

      Excluir
    3. Interessante também a parte em que ele diz claramente que não quer que todo mundo vire de uma religião só, que está ótimo assim com a pluralidade que existe, basicamente não quer ninguém se convertendo ao catolicismo; enquanto hoje ele diz que os protestantes "estão no caminho do inferno" e que por isso vai "xingá-los de tudo quanto é nome para tirá-los dessa enrascada", "sem dó e nem piedade"...

      Excluir
  57. Lucas, há católicos que afirmam que o absolutismo é um exemplo de teocracia protestante. O que você acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é alguma piada? O absolutismo moderno nasceu com um rei católico francês ferrenhamente antiprotestante chamado Luís XIV, o mesmo que expulsou os huguenotes da França e revogou o Édito de Nantes. Outros exemplos de monarquias absolutistas eram justamente os países mais católicos da Europa, ou seja, Espanha e Portugal. O Vaticano é uma monarquia absolutista até hoje. Quem criou a democracia moderna foi o protestantismo.

      Excluir
  58. "Na minha humilde opinião, ele está apenas tirando com a cara de seus seguidores bitolados, mostrando-lhes que não importa o quanto minta e distorça os fatos, nem o quanto mude de discurso como quem troca de roupa, que esses seguidores fanatizados da seita estarão sempre obedecendo e dizendo: 'Olavo tem razão'."
    Acho que pode ser isso, mas andei lendo algumas coisas e percebi que o único adversário do gnosticismo, da adoração do eterno feminino, e outras coisas demoníacas, é o protestantismo. A única religião que busca ter um cristianismo puro, muito próximo e fiel ao cristianismo dos primórdios, e, consequentemente, distante da adoração à deusa, à rainha do céu, à Maria. Temos que comemorar mesmo que há 500 anos Deus usou homens de extrema coragem para enfrentar o inimigo e nos ajudar a ter clareza quanto à verdade da fé. A Deus seja dada toda a glória.

    ResponderExcluir
  59. Pow Lucas, n sabia desse lado do Olavo, ja conhecia suas opiniões politicas e sociologicas e ate partilhava de sua cosmovisão politica de mundo mas n sabia q ele era tão ignorante assim quando o assunto é religião, obrigado por abrir meus olhos, triste saber q o cigarro destruiu 80% da mente dele de tanto q ele fumou essa porcaria kkkk e mais triste ainda descobrir q ele sempre foi um hipocrita trajado em vestes de intelectual :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, pra mim o impacto foi o mesmo quando descobri, por sorte descobri relativamente cedo. Abs!

      Excluir
  60. Lucas sabe me dizer o por que a bancada evangélica foi apelidada de 'bancada da bala'pelos opositores foi uma referência a que?Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é a bancada evangélica, mas a bancada que é a favor do porte de armas.

      Excluir
  61. Nessa onda de olavismo fanatico eu ja vi neguinho naquele grupo do logos apologetica falando mal da Nancy Pearcey. Ta na cara que virou apenas antiprotestantismo. O Olavo fez isso justamente pra tentar crescer a moral dos catolicos brasileiros em cima dos protestantes visto que o catolicismo aqui é mais sujo que puleiro de pato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, o Logos sempre foi um antro de lixo católico e de apologética antiprotestante de baixíssimo nível, só crente otário não percebeu isso ainda. Quanto ao Olavo, não preciso nem comentar nada... concordo totalmente com o que você colocou.

      Excluir

Postar um comentário

Atenção: novos comentários estão desativados para este blog, mas você pode deixar um comentário no meu novo blog em qualquer artigo: www.lucasbanzoli.com