16 de agosto de 2016

Como se desmascara um mentiroso psicopata (Cris Macabeus)

(Parece o Macabeus, mas é apenas o diabo)

Faz tempo que eu não respondo a sites insignificantes e decadentes, ainda mais quando são administrados por psicopatas com sérios sintomas de demência e que escrevem sob o efeito de drogas pesadas. Sim, é óbvio que se trata do sujeitinho com sobrenome de livro apócrifo, o mais perturbado, desequilibrado e esquizofrênico de toda a internet. O mesmo que, nos tempos de debate no Orkut, chamava as debatedoras evangélicas de “prostitutas” e “vagabundas”, e que em tempos mais recentes escreve coisas como essas:



(Clique na imagem para ampliar)

O troço era milhões de vezes pior no Twitter, onde mandava os evangélicos tomarem em tudo quanto é lugar. A coisa era tão vergonhosa que o próprio cretino deletou sua conta.

A decadência e ostracismo do sujeito são tamanhos que faz mais de dois anos que nenhum leitor meu nunca mais mencionou seu nome e nem artigo nenhum de seu site. Aliás, meu blog tem em uma semana mais comentários do que o blog deste sujeito e do Rafael Rodrigues juntos possuem em toda a história desde sua fundação. Tamanha é a insignificância que esta criatura representa no cenário apologético atual que nem mesmo depois do louco fazer questão de chamar atenção alardeando para todos os cantos a tal “refutação”, expondo na capa do seu site, em suas redes sociais e em tudo o que tinha direito, nem assim algum leitor teve conhecimento da tal “refutação” ou veio me notificar, como sempre acontece com gente mais relevante. É de dar pena. O bebezão carente de atenção não consegue visualização nem mesmo quando grita, berra, esperneia e faz todo escândalo necessário para ser ouvido por alguém mais importante.

Agora vamos à parte engraçada, ou seja, às aberrações históricas que o cidadão vomitou na privada que ele chama de “site”. Poucas vezes na minha vida eu li tantas distorções históricas tão grotescas, que demonstram o quanto este sujeito é alérgico a livros. Enquanto eu lia, não sabia se eu ria e se chorava de dó. Não iria desperdiçar tempo respondendo, mas responderei pela única razão de que, assim como ele, há muitos outros ignorantes sem cultura que jamais abriram um livro de história em toda a vida, e que formam seu conhecimento baseado em blogs católicos de fundo de quintal, escritos por amadores na apologética e por mestres da mentira.

Vamos à piada:


São tantas aberrações que é difícil escolher o que desmascarar primeiro. Mas vamos lá:

1) O sujeito tem a maior cara de pau de dizer que eu sou “fã do Islã”. Para mostrar o quanto eu sou fã do Islã, recomendo aos leitores a leitura deste artigo meu sobre as Cruzadas, de 16/11/2015, onde, no final, eu escrevo: 

Claro que alguém que chama o Islã de “máquina de terror” que “continua selvagem” só pode ser um grande fã do Islã!!! É tanta admiração pelo Islã que chega a lacrimejar os olhos de tamanha emoção!

[Nota: Se quiserem ver ainda mais provas contundentes e categóricas de como eu sou um grande fã do Islã, da Jihad, da Sharia e do Osama Bin Laden, leiam este meu artigo do meu outro blog]

Lógico que eu fiz questão de fazer este adendo na época porque eu sabia que apologistas católicos como ele são cretinos, picaretas, embusteiros, canalhas, desonestos, pilantras e safados, os quais fazem a mesma coisa com todo mundo que mostra as aberrações morais, crueldade, perversidade, desumanidade e monstruosidades sem fim das Cruzadas católicas: acusam de estar “defendendo o Islã”, mesmo que o autor seja contra o Islã e o Romanismo. Para qualquer historiador ou estudioso sério, escolher entre o Islamismo e o Catolicismo Medieval é como optar entre Belzebu e Belial. Os patetas da apologética católica não entendem isso, e por isso acusam qualquer pessoa que mostre o terrorismo católico nas Cruzadas de estar “do lado do Islã”.

Poderia escrever centenas de páginas sobre isso (na verdade, já escrevi, em meu livro de 260 páginas sobre o tema disponível aqui). O que o leitor descobrirá é que os cruzados eram um bando de bárbaros coléricos sedentos de sangue, que assassinavam sem piedade bebês, crianças, mulheres e velhos, mesmo depois de dar salvo-conduto a uma cidade que se rendia sob a promessa de não ser atacada. Os próprios cronistas da Cruzada relatavam unanimemente que, em Jerusalém, o sangue dos muçulmanos assassinados corria até os tornozelos.

E não eram apenas muçulmanos que eram assassinados: milhares de judeus foram exterminados a caminho da Cidade Santa e na própria Jerusalém. Quando os cruzados invadiram a cidade, em vez de poupar os judeus, colocaram todos eles dentro da sinagoga e atearam fogo, os queimando vivos até a morte. Ortodoxos orientais também foram massacrados, e ainda tiveram sua capital, Constantinopla, a então cidade mais rica e formosa do mundo, sendo inteiramente saqueada na Quarta Cruzada, ocasião na qual os cruzados loucos e delinquentes roubaram toda a riqueza dos bizantinos, assassinaram ortodoxos, estupraram as mulheres e profanaram a Igreja de Santa Sofia (principal templo dos ortodoxos), colocando uma prostituta romana no trono do patriarca.

E depois de tudo isso e muito mais, monstros morais e vagabundos como Cris Macabeus e seu amiguinho patife e sem vergonha Rafael Rodrigues tem a audácia, a petulância e o atrevimento de defenderem os cruzados como verdadeiros heróis da pátria e de toda a civilização ocidental, e pior: ainda incriminam aqueles que não concordam com este ponto de vista satânico e imoral, usando como tática de pressão a calúnia de que nós que repudiamos as Cruzadas estamos do lado do Islã! Tal é a monstruosidade do caráter de seres humanos como Cris Macabeus, se é que um animal desses pode mesmo ser considerado um “ser humano” – eu duvido.

Mas ensinar Cruzadas a um energúmeno que jamais abriu um livro na vida é completamente inútil. Então vamos ao segundo ponto das calúnias: as mentiras sobre a Inquisição.

2) O que esse pilantra sem caráter chama de “fábulas sobre a Inquisição”, na verdade é uma referência ao meu livro “A Lenda Branca da Inquisição”, que antes mesmo de estar concluído (na verdade, apenas 1/3 do livro já foi escrito) já está causando enormes incômodos e coceira nos ouvidos dos mestres da mentira, ou seja, dos apologistas católicos. Isso porque eu estou destruindo e desmoronando com cada uma das mentiras fartamente presentes nos sites desses cretinos, que há anos vem mentindo descaradamente sobre a Inquisição, ensinando patifarias que nem sequer os historiadores católicos mais fanáticos jamais defenderam. Se isso está acontecendo antes mesmo do livro chegar perto de estar pronto, imagine o alvoroço que será quando ele estiver concluído! Os apologistas católicos terão ataques no coração!

Como o monstro moral macabélico não tem a menor capacidade de me refutar em qualquer coisa sobre a Inquisição, prefere se resumir à sua insignificância, ficando calado e simplesmente dizendo que eu estou inventando “fábulas”, que veremos mais adiante quais são na cabeça dele. Na verdade, o único artigo do site dele sobre o tema é um plágio descarado de outros sites católicos, e por essa mesma razão é o único artigo com gramática relativamente correta, acertando até mesmo a posição das vírgulas, algo que o sujeito jamais acertou em toda a vida. Há anos atrás eu propus o desafio de pagar mil reais para quem encontrasse uma única vírgula corretamente posicionada em qualquer um dos artigos dele, e ninguém jamais conseguiu tal feito.

O único que tentou por algum tempo debater Inquisição comigo foi o seu cão de guarda (Rafael Rodrigues), que na época postou uns dois ou três artigos tentando rebater os meus, mas foi tão refutado e desmascarado que sentiu tanta vergonha que nunca mais postou nada sobre o tema. Da última vez, ele havia postado um artigo onde 1 “PhD” católico defendia a Inquisição, eu rebati usando 10 historiadores com PhD, nenhum deles apologista protestante e vários deles católicos, para refutar as mentiras, e ele nunca mais apareceu. A coisa ficou ainda mais feia depois de meu artigo "Como era a Inquisição na cabeça de um monstro moral", onde expus as monstruosidades sem fim deste ser que já jogou sua humanidade no esgoto para salvar a pele da Igreja Assassina a qual ele cegamente defende.

3) Quando ele diz que eu me baseei em um livro escrito por um “marxista excomungado”, ele está se referindo a Leonardo Boff, que prefaciou a obra “Manual dos Inquisidores”, na versão publicada em português, livro este muito usado no meu. Note que o cretino é tão burro que não sabe nem que Boff não escreveu o livro em si, que é de autoria de Nicolau Eymerich e de Francisco Peña, dois inquisidores católicos famosos. Boff apenas escreveu o PREFÁCIO, vou repetir, o prefácio do livro. Como Macabeus é burrão e ignorante, confunde um prefácio com o livro em si como um todo.

Na verdade, ele apenas repetiu os argumentos retardados que seu cão de guarda já mencionado havia dado há tempos atrás, quando logo em seguida eu o destruí na parte final deste artigo, que continua sem refutação da parte dele até hoje, assim como todos os meus outros artigos sobre Inquisição já escritos até o momento. Recomendo que os leitores confiram toda a minha refutação ali, bem mais ampla do que aqui, mas para expor resumidamente, eu propus:

Opção 1 – Ignorar todo o prefácio escrito pelo Leonardo Boff e ficar apenas com o conteúdo escrito por Eymerich e Peña (vale ressaltar que em meu livro eu só cito os dois inquisidores, evitando ao máximo fazer qualquer menção ao prefácio de Boff, justamente para que os malandros da apologética católica não usem isso como pretexto). É claro que o cretino não aceitou, porque quer continuar enganando os catoleigos fazendo-os pensar que todo o livro foi escrito (ou “reescrito”, como o outro lunático escreveu) por Leonardo Boff.

Opção 2 – Ignorar completamente essa versão em português, e ficar apenas com a versão em espanhol ou com a versão em latim. No artigo eu passei links que redirecionam para essas outras duas versões da mesma obra. É claro que nestes outros idiomas não há qualquer prefácio do Boff, mas as citações usadas por mim no meu livro permanecem ali, completamente intactas. O cretino aceitou este segundo desafio? É claro que não. Prefere continuar enganando os trouxas com o pretexto do prefácio do Boff!

Opção 3 – Explicar por que o papa Francisco consultou Leonardo Boff para escrever sua nova encíclica (veja aqui). Eu observei que o prefácio em questão foi escrito em 1993, ou seja, 23 anos atrás. Em compensação, o ilustre papa Francisco consultou, há apenas 2 anos, o mesmíssimo Leonardo Boff para escrever sua nova encíclica, em 2014. Ele poderia aproveitar e explicar para nós o porquê que Leonardo Boff ajudar o papa numa encíclica escrita há apenas dois anos pode, está tudo certo com isso e não desqualifica a obra, mas se o mesmo Leonardo Boff prefaciar uma obra há 23 anos atrásnão pode, e então toda a obra está desqualificada por causa do prefácio do indivíduo! Estranhamente, também não houve respostas sobre isso.

4) Então vem a parte mais risível e cômica do texto dele, que é quando ele afirma que esses DOIS grupos (referindo-se a cátaros e valdenses) eram gnósticos, espíritas, rejeitavam a divindade de Cristo e criam na reencarnação! Só tem um probleminha: o doente mental que jamais abriu um livro de história na vida se esqueceu de que os valdenses não tinham NADA A VER com os cátaros, possuindo doutrinas completamente diferentes que não tinham qualquer relação com gnosticismo! Ou seja, o maluco confundiu cátaros e valdenses, misturou tudo, fez uma salada de frutas e pensou que era tudo a mesma coisa! Pqp!!!

No espectro teológico, a diferença entre valdenses e cátaros era abismal. Enquanto os cátaros se assemelhavam aos maniqueus, os valdenses se aproximavam muito daquilo que mais tarde seria conhecido como Protestantismo. Diferentemente dos cátaros, criam em toda a Bíblia (Antigo e Novo Testamento), rejeitavam a reencarnação, não eram dualistas e não tinham nada contra a procriação. Walker acertadamente diz que “os valdenses se opuseram fortemente aos cátaros e corretamente se consideravam como bastante diferentes deles”[1].

Para acabar de uma vez com toda a palhaçada do cretino, mentiroso e embusteiro Cris Macabeus, acessem a própria CONFISSÃO DE FÉ VALDENSE. Ela está disponível em português neste site:


Segundo o lesado mental do Macabeus, os valdenses defendiam:

Gnosticismo.
Espiritismo.
Reencarnação.
Negavam a divindade de Cristo.

Eu DESAFIO Cris Macabeus a virar homem, ter um mínimo de honradez e mostrar para todos nós, na Confissão de Fé Valdense (doutrina oficial deles), onde estão essas coisas que ele acusou os valdenses de defenderem. Pode até ir pedir ajuda do seu cão de guarda, do velhaco do Fernando Nascimento, do Osvaldo Garcia e de todos os seus outros colaboradores nefastos da apologética católica mentirosa. Mais uma vez, insisto que todo e qualquer leitor que estiver lendo este artigo pare imediatamente, leia as Confissões de Fé Valdense no site abaixo, e depois volte e continue lendo esta matéria:


E pra destruir de uma vez sua MENTIRA DESCARADA de que os valdenses negavam a divindade de Cristo, o artigo segundo da Confissão afirma explicitamente:

(Clique na imagem para ampliar)

Esse é um verdadeiro tapa na cara do cretino!

Para piorar, o artigo primeiro afirma a crença deles em tudo o que consta no Credo Apostólico, e o Credo Apostólico ensina expressamente a crença na ressurreição dos mortos e nega totalmente a reencarnação. Consequentemente, os valdenses também não criam em reencarnação, nem em espiritismo, muito menos eram gnósticos! Eles criam na ressurreição e em todos os outros dogmas fundamentais do Cristianismo como todos os demais cristãos ortodoxos, exceto nas inovações doutrinárias romanas, ou seja, nas perversões do evangelho inventadas pela mãe de todas as abominações e prostituições da terra, a Igreja Assassina da qual o mentiroso e patife Cris Macabeus é fiel praticante e defensor.

É nisso que dá fugir das aulas de história: o cara não sabe diferenciar cátaros e valdenses, e acaba passando vergonha na internet. E ainda sou eu que não fiz uma “pesquisa detalhada sobre esses dois grupos”!!! HAHAHAHAHA

No dia em que este sujeito conseguir escrever um livro sobre história com cem referências bibliográficas como eu fiz no meu, a gente pode começar a conversar sobre “pesquisa detalhada”. No dia em que ele passar meses e meses investigando livros de história em várias bibliotecas apenas para possuir fundamento histórico aprofundado sobre um tema, como eu faço nos meus livros, talvez possamos ter uma discussão de igual para igual. Um sujeito que nem Wikipédia consulta, muito menos livros de história, e solta uma pérola dessas, não merece sequer ser respondido. Seria cômico se não fosse trágico. Por isso é tão decadente.

Ressaltando mais uma vez: para provar que os valdenses eram “gnósticos”, “espíritas”, “reencarnacionistas” e que “negavam a divindade de Cristo” não vale apelar para citações de pseudo-historiadores católicos sem credibilidade, eu exijo fontes primárias e oficiais da própria Igreja Valdense. Usar fontes católicas revisionistas para caluniar os valdenses é a mesma coisa de julgar toda a doutrina católica a partir do que diz um protestante qualquer ao invés de ir conferir no próprio Catecismo Católico. Mas se você não tem nenhuma fonte oficial dos valdenses e vê que a Confissão deles afirma expressamente o contrário de tudo aquilo que você afirmou, então cale essa boca e nunca mais a abra para vomitar porcaria nenhuma sobre o que você não sabe, ser ignorante.

5) Em seguida, ele diz que EU insinuei que os protestantes são descendentes destes DOIS grupos, e depois disse que eu afirmei que os cátaros eram protestantes. Preciso passar novamente o print apenas para frisar essa parte:


Ou seja, para o vigarista, EU disse que os protestantes descendem destes DOIS grupos, o que inclui os cátaros. Então eu faço um novo desafio para o fanfarrão:

PROVE EM QUALQUER PARTE DOS MEUS ARTIGOS SOBRE A INQUISIÇÃO EU DIZENDO QUE OS PROTESTANTES SÃO DESCENDENTES DOS CÁTAROS, QUE EU FECHO ESTE BLOG, ME CONVERTO AO CATOLICISMO E PASSO A DIVULGAR DIA E NOITE O BLOG “MACABEUS COMUNIDADES” PELO RESTO DA MINHA VIDA

Claro que se o cretino fugiu ao primeiro desafio, também vai fugir deste. Ou ele não leu nada do que eu escrevi, ou se leu não sabe o que leu e nem sabe interpretar, ou é simplesmente desonesto mesmo. Façam as suas apostas.

Para reduzir a nada as mentiras dele sobre este ponto, eu passo abaixo um print do meu artigo sobre os cátaros, onde deixo perfeitamente claro a doutrina que eles criam, que não tinha nada a ver com a do protestantismo:


Isso eu escrevi neste artigo, que muita gente leu na época e pode comprovar que nada foi reescrito ou editado. Em resumo, sobre os cátaros, eu tinha dito que:

Eles eram dualistas.
Eles eram gnósticos.
Eles eram reencarnacionistas.
A doutrina deles se AFASTAVA substancialmente do evangelho.
Eles eram uma seita.

Ou seja, tudo aquilo que o picareta diz que eu negava, eu afirmei expressamente. E neguei enfaticamente que houvesse qualquer ligação entre protestantismo e catarismo, muito menos uma “descendência”, até porque jamais afirmei que o protestantismo é gnóstico, reencarnacionista, que se afasta do evangelho, etc. Mas o lunático não se contenta em mentir sobre os valdenses, e quer mentir também sobre o que eu supostamente afirmei em meus artigos!

Em resumo: eu NUNCA afirmei que os protestantes descendem dos cátaros e muito menos que “os cátaros eram protestantes” (como ele disse), o que eu disse foi que os valdenses foram precursores da Reforma, o que é óbvio, basta ler a Confissão Valdense que eu já passei neste artigo e comparar com as Confissões de Fé da Reforma, que é tudo praticamente idêntico. Por isso eles foram realmente precursores da Reforma do século XVI, o que também ajuda a refutar outro mito comum no meio católico, o de que ninguém ensinava as doutrinas da Reforma antes de Lutero, e ainda outro mito de que antes da Reforma nós só podíamos ser católicos romanos porque supostamente não existiam outras opções reformistas.

*Nota Importante: Depois dessa surra, é altamente provável que o covarde EDITE tudo ou boa parte do que escreveu na página inicial do site dele, trocando palavras ou frases, ou acrescentando xingamentos e novas pérolas risíveis e patéticas que ele chamará de “refutação” ao meu texto. Mas não importa: seja lá qualquer lixo que ele poste tentando se safar e consertar seus erros históricos grotescos e aberrantes, será em seguida refutado, esmagado e surrado da mesma forma que foi agora. Daqui pra frente não haverá mais perdão. Apologistas católicos safados, descarados e ordinários como ele merecem serem desmascarados e destruídos até o fim, sem dó e nem pena, até que TODAS as suas mentiras, calúnias e molecagens sejam completamente esmagadas ao ponto do cidadão fugir de vergonha e nunca mais voltar nem ousar fazer uma nova “refutação”, ou seja, até que ele se reduza ao ponto em que chegou seu amiguinho Rafael Rodrigues. Já se foi a época em que eles pintavam e bordavam e ninguém fazia nada.

Minha intenção inicial era de refutar todo o lixo imundo vomitado por ele no artigo dele, principalmente a parte da ligação da Igreja Romana com o nazismo e a fatídica foto com Hitler, mas como esta primeira parte já ficou bem mais longa do que o imaginado e o sujeitinho já apanhou bastante, por hoje chega. Nos próximos dias eu posto a segunda parte da refutação, além da continuação dos capítulos do meu livro que eu venho postando regularmente nos últimos meses. O que já foi esclarecido até aqui já deve ser suficiente para mostrar como é fácil desmascarar, triturar e destruir um herege mentiroso, psicopata e maníaco, que tenta crescer em cima de sites e pessoas maiores para voltar a ganhar visibilidade e deixar de ser um pobre decadente e insignificante que é.

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,

-Meus livros:

- Veja uma lista de livros meus clicando aqui.

- Confira minha página no facebook clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros blogs:

LucasBanzoli.Com (Um compêndio de todos os artigos já escritos por mim)
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Artigos devocionais e estudos bíblicos)
Desvendando a Lenda (Refutando a imortalidade da alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)
Fim da Fraude (Refutando as mentiras dos apologistas católicos)




[1] WALKER, Wiliston. História da Igreja Cristã. 3ª ed. São Paulo: ASTE, 2006, p. 357.

68 comentários:

  1. vc ja ouviu falar da menina malaia,Acha verdade aquela história dela concorda com o fato dela ter recebido o prêmio Nobel da paz,Ache isso meio suspeito qual a sua opinião sobre ela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei a história da menina maravilhosa, não sei qual a razão para suspeitar dela. A luta dela é legítima e há confirmação externa dos seus relatos.

      Excluir
  2. Não resta dúvida que ele mente. Aliás, ele mente quando fala dos outros, quando defende o Catolicismo e quando explica as Escrituras. A vida dele é uma mentira da cabeça aos pés.

    Vive no meio de mentirosos que comprometem a vida de qualquer que lhes enfrenta. Eliminam as pessoas com sua família inteira. Quem lê o ouve esses militantes mentirosos deveriam primeiro conferir se o que eles dizem e escrevem é realmente verdade. Principalmente os prints que eles tanto falsificam. É uma quadrilha medonha composta de negros, brancos e indios. Seu quartel general localiza-se nos porões do facebook.

    Se não conseguem derrubar os argumentos daqueles que os enfrentam com fibra e sabedoria eles partem para a violência destruindo o nome do adversário.

    E ainda esperam o céu. Eles vão sim, mas para o céu da boca da onça.

    Bem defendido, Lucas. Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Olá Lucas!
    Tenho uma sugestão pra você sobre o tal macabeus: Não gaste seu tempo, seus conhecimentos, suas energias com esse tipo de "gente".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vou fazer isso mesmo, só vou terminar este artigo com o complemento do próximo como eu prometi, e depois deixarei ele falando consigo mesmo, gente como ele não merece atenção. Abs!

      Excluir
  4. Só lembrando aqui, mais uma vez, que TODAS as vezes que tive que ouvir asneiras contra o cristianismo era á respeito da seita de Roma e suas matanças naquela época.
    Essa é a acusação dos ateus de hoje e sempre. Só para essa gente ver que não é preciso ser "filho" de Luterinho pra ver a desgraça que é a igreja católica apostólica romana.
    Eu fico louca a ver o nome Santa como adjetivo da referida instituição. Isso só pode ser coisa de gente doente .
    São doentes como um membro do EL.
    A diferença é que os do "ocidente" já não matam mais (literalmente pq espiritualmente a situação continua a mesma) ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Eles mancharam o nome do Cristianismo por séculos, e agora nós (cristãos verdadeiros) temos que pagar o pato. Deram munição nas mãos dos ateus e agora nós temos que nos virar para explicar que aquilo não era Cristianismo verdadeiro para pessoas que nem cristãs são, muito menos tem noção do que seja um Cristianismo genuíno. A Igreja Romana é uma peste, um câncer, um vírus na história cristã.

      Sobre o "santa" Igreja, que é o ápice do disparate e da contradição, eu já tinha comentado em outro artigo:

      É irônico observar que por detrás de toda instituição malévola e assassina há a tentativa desesperada em mascarar essa realidade por meio de um lema inverso. Um exemplo bem popular é o da Coréia do Norte, a pior ditadura do planeta, cujo nome dado por eles mesmos é o de “República Popular Democrática da Coreia”. Por que os líderes da pior ditadura do mundo atual iriam fazer questão de expor em seu título que o país é uma “Democracia”? Propaganda. Faz parte da tática de manipulação de massa passar um sentido oposto à sua realidade perversa. Caso semelhante é o do “Partido Socialismo e Liberdade” (PSOL). O socialismo foi responsável por mais de 100 milhões de mortes só no século passado e sua ideologia é essencialmente totalitária – mesmo assim, fazem questão de colocar “Liberdade” no título do partido.

      Da mesma forma, um apologista católico fanático dificilmente irá se referir à sua igreja simplesmente pelo nome de “Igreja Católica” ou “Igreja Católica Romana”. Ele precisa fazer questão de chamar de “Santa Igreja Católica”, pela mesma razão que os norte-coreanos precisam se convencer de que são uma democracia e os socialistas precisam se convencer de que são a favor da liberdade. O pior regime didatorial do mundo se diz uma democracia, o sistema mais totalitário já criado pelo homem se diz a favor da liberdade, e a Igreja mais assassina que já pisou nesta terra se diz santa. Todo sistema perverso e malévolo irá sempre se autopromover justamente com aquilo que é oposto a ele. É por isso que a própria Inquisição é acompanhada pelo prefixo “santa” – Santo Ofício, Santa Inquisição.

      Abs!

      Excluir
    2. saudações, lembrei-me que esses dias um ateu estava falando que os "protestantes" também tinha inquisição. Mesmo explicando que não tínhamos, que era um tribunal civil, etc, era como jogar perolas aos porcos, pois vinham "só na sua cabeça", "e as bruxas de Salem", "tribunal pode ser civil, militar, etc não importa o nome", e essa "não sabe que a kkk era protestante". Pelo que percebi não importa o quanto nós falemos, eles sempre vão falar mal pra não ter que dar o braço a torcer, lamentável o nível de ignorância

      Ricardo Soares

      Excluir
    3. Excelente isso! Acho que não tinha lido isso, mas faz toda a razão do mundo...... O santa, o democrata e o socialismo é do pau oco.

      Excluir
    4. Pois é, Ricardo, discutir com ateus e católicos na maioria das vezes é pura perda de tempo, pois eles não estão buscando sinceramente a verdade, nem sequer estão abertos a ela. Apenas querem impor sua visão distorcida e deformada do mundo aos demais, custe o que custar.

      Excluir
  5. Outra coisa, Lucas, e mudando bem de assunto. Eu debatia com um católico no
    Meu trabalho sobre purgatório e o camarada me veio com o argumento de Mat 12:32: "E se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro".

    Ele alegava sobre a possibilidade de perdão no mundo vindouro, onde localizou o purgatório. Se tem perdão num tempo depois do dia final, deve significar, pra ele, a existência do purgatório.

    Sabe o que expliquei pro cara, Lucas? Não né?

    Eu expliquei que o versículo ensina o
    Contrário: sobre a impossibilidade do perdão em qualquer tempo. Sabe que o cara não aceitou? Ele não aceitou mermo. Aí eu já bem aborrecido com ele, fiz o seguinte - mudei a parte final do verso na marra. Olha só que coisa mais arrebatadora:

    "E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, NEM AQUI E NEM NA CHINA".

    Acabou a conversa. Ele foi embora de cara feia.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha

      Esse argumento para o purgatório é a coisa mais estúpida que eu já vi. Além de não falar em purgatório em lugar nenhum, qualquer estudioso do hebraico por mais simples que seja sabe o fato de que aquele tipo de expressão equivalia a algo como "nem agora e nem nunca" (expressão correspondente típica aqui no Brasil). Seu significado óbvio é apenas que a pessoa jamais receberá o perdão. Mas os apologistas católicos, sempre desesperados em arrumar pretextos "bíblicos" para justificar suas loucuras teológicas, lêem as Escrituras com a lente de Roma e obviamente encontram ali o que quiser. Literalmente.

      Excluir
    2. Confessai os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados. A oração do justo tem grande eficácia.
      Tiago 5:16
      Com essa passagem eles êsplikaom os dogmas da confissão ao sacerdote católico e a intercessão dos santos. Pode isso, Arnaldo?

      Excluir
    3. Esse é um dos casos mais escandalosos da “interpretação” católica romana, e que mostram de forma escancarada como os apologistas católicos são desesperados em procurarem pretextos absurdos na Bíblia para justificarem suas falsas doutrinas, em vez de buscarem extrair do texto seu significado simples e óbvio. O “uns aos outros” no texto de Tiago refere-se, na cabeça do papista desvairado, SOMENTE AOS SACERDOTES, e com base nessa hermenêutica romanista extraordinária podemos chegar à mesma conclusão em outros textos onde o mesmo apóstolo usa a mesma expressão, como por exemplo:

      “Saúdem UNS AOS OUTROS com beijo santo” (2ª Coríntios 13:12)

      De acordo com o método de interpretação dos apologistas católicos, esse texto fica assim:

      “Saúdem SOMENTE AOS SACERDOTES com beijo santo” (2ª Coríntios 13:12)

      Mais um:

      “Naquele tempo muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão UNS AOS OUTROS” (Mateus 24:10)

      De acordo com o método de interpretação dos apologistas católicos, esse texto fica assim:

      “Naquele tempo muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão SOMENTE OS SACERDOTES” (Mateus 24:10)

      Mais um:

      “Este é o meu mandamento: amem-se UNS AOS OUTROS" (João 15:17)

      De acordo com o método de interpretação dos apologistas católicos, esse texto fica assim:

      “Este é o meu mandamento: amem SOMENTE OS SACERDOTES" (João 15:17)

      Mais um:

      “Sujeitem-se UNS AOS OUTROS, por temor a Cristo” (Efésios 5:21)

      De acordo com o método de interpretação dos apologistas católicos, esse texto fica assim:

      “Sujeitem-se SOMENTE AOS SACERDOTES, por temor a Cristo” (Efésios 5:21)

      Mais um:

      “Consolem-se UNS AOS OUTROS com estas palavras” (1ª Tessalonicenses 4:18)

      De acordo com o método de interpretação dos apologistas católicos, esse texto fica assim:

      “Consolem SOMENTE OS SACERDOTES com estas palavras” (1ª Tessalonicenses 4:18)

      Os exemplos poderiam se multiplicar aos milhares, e mostram o tamanho do desespero que os papistas fanáticos já chegaram. Pra eles, não importa o que está na Bíblia, importa apenas de que forma que eles podem deturpá-la e torturá-la até o ponto em que ela “diga” aquilo que eles querem ouvir.

      Excluir
    4. Eu conheci crentes que ficaram doentes por que foram obrigados a confessar seus pecados em público - na congregação e em retiros - ameaçados por este versículo de Tiago. Tiago pode estar apenas fazendo coro com Jesus em Mateus 5:23,23, que diz sobre um irmão corrigir suas rixas com outro irmão:

      "... se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta".

      Sem traumas!

      Excluir
  6. Olá, eu sei que foge do assunto, mas não posso deixar de perguntar: qual sua opinião sobre a restauração da monarquia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um absurdo, como todo e qualquer sistema que coloca poder excessivo nas mãos de uma única pessoa. Já pensou se alguém como o Lula não fosse apenas presidente por 4 ou 8 anos, mas um REI, e até o fim da vida?

      Excluir
    2. Não quero nem imaginar tal coisa, kkkkkkkk
      E qual seria a melhor forma de governo?

      Excluir
    3. Teocracia.
      O modelo proposto por Deus e rejeitado pelos hebreus, que exigiram que fosse escolhido um rei porque todas as demais nações tinham um.
      Deus permitiu e foi escolhido Saul como rei...
      O final da história todo mundo já sabe.

      Excluir
  7. Anônimo a um triz do ateísmo18 de agosto de 2016 11:36

    Qual o melhor argumento a favor do ateísmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jogar o ônus da prova para o teísta.

      Excluir
    2. Anônimo a um triz do ateísmo18 de agosto de 2016 14:15

      Qual o melhor argumento a favor do teísmo?

      Excluir
    3. Anônimo a um triz do ateísmo18 de agosto de 2016 14:15

      Qual o melhor argumento a favor do cristianismo?

      Excluir
    4. Em favor do teísmo, o argumento cosmológico.

      Em favor do Cristianismo, as provas da ressurreição de Jesus.

      Excluir
    5. O Chamado Sudário de Turim. Creio que aquilo nos foi deixado por algum motivo, talvez esse, não sei. Abaixo seu texto, Lucas, uma fonte de informações das melhores. Leia isso Sr. A Um Triz do ateísmo...
      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/as-provas-da-autenticidade-do-sudario.html

      Excluir
    6. O Sudário pode ser uma fraude. Presta atenção no video principalmente no comentário de uma especialista no minuto 11:20. Aposto que ninguém pensou em nada disso

      https://www.youtube.com/watch?v=HZ60UWR0q7U

      Excluir
    7. Lucas eu li seu artigo sobre a autentidade do sudário e perebi que voce cita uma passagem biblica insinuando que ela fala desse sudario. Aqui esta seu argumento

      “(Prova 1) – Existência histórica do sudário antes do século 14

      “Saiu então Pedro, e aquele outro discípulo, e foram ao sepulcro. Ora, eles corriam ambos juntos, mas aquele outro discípulo correu mais do que Pedro, e levando-lhe a dianteira, chegou primeiro ao sepulcro. E tendo-se abaixado, viu os lençóis postos no chão, mas todavia não entrou. Chegou pois Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro, e viu postos no chão os lençóis, e o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, o qual não estava com os lençóis, mas estava dobrado num lugar à parte. Então pois entrou também aquele discípulo, que havia chegado primeiro ao sepulcro: e viu, e creu” (João 20:3-8)

      O que, no relato do evangelista, viu o apóstolo, que o fez crer? O lençol que estivera sobre o corpo de Jesus. Convenhamos: você entra em um sepulcro, e vê que o Senhor já não se encontra mais por lá, e a única prova visível que você tem deste fato (que, aliás, foi exatamente o que lhes fez ver e crer) é o lençol que o envolveu enquanto se achava morto.

      Ora, quem é que não apresentaria esta prova tão incontestável para os demais discípulos? Ainda mais sabendo que até os próprios apóstolos estavam bem incrédulos quanto a apenas testemunhos oculares (Mc.16:11-14), seria obviamente presumível que, desta vez, eles evidentemente apresentariam tal evidência da ressurreição de Jesus a todos os discípulos.

      A pergunta que fica agora é: será que Deus iria preservar esta prova da ressurreição de Cristo ou será que permitiria a sua destruição? Será que algum descuido ou até mesmo incêndios poderiam destruí-lo? De fato, já tentaram queimá-lo mais de uma vez, mas ele permanece até os dias de hoje, como a maior relíquia que a humanidade já viu”

      Acho que voce não perecebeu o problema Lucas. O sudário é apenas uma peça mas o texto biblico usado por voce fala de uma peça separada que cobria a cabeça e alguns lencóis. Outro problema imenso é que o alegado sudario que cobriu Jesus foi usado no momento que o tiraram da cruz, que obviamente não foi o mesmo material usado para seu sepultamento pelo simples motivo do corpo sujo. Se José de Arimatéia e Nicodemos preparam o corpo para o sepultamento mais tarde, é claro que removeram a primeira mortalha não a usando depois já que Pedro viu mais que uma peça e uma separada cobrindo a cabeça.

      “Chegou pois Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro, e viu postos no chão os lençóis, e o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, o qual não estava com os lençóis, mas estava dobrado num lugar à parte”

      Nesse caso o sudário teria que ser a primeira peça que cobriu o corpo ao ser tirado da cruz e não os panos encontrados no túmulo.

      Excluir
    8. De acordo com os evangelhos de Lucas (23:50-56 e 24:1) e Marcos (15:41-47 e 16:1), o corpo teria sido sepultado às pressas, devido ao descanso sabático no dia da preparação da Páscoa, o qual começaria na noite posterior à morte de Jesus. Foi por isso que as mulheres deixaram para perfumar e embalsamar o corpo no amanhecer do primeiro dia da semana, após o sábado, quando encontraram o túmulo vazio, porque Jesus já tinha ressuscitado. Isso explica o porquê que o sudário estava sujo de sangue.

      Em relação ao “lenço que estava sobre a cabeça de Jesus”, há pouca informação sobre ele na Bíblia, de modo que é precipitado tomar qualquer posição definitiva sobre ele. Quem crê na veracidade do Sudário pode entender que se trata simplesmente de um pano extra que foi colocado em cima do Sudário, na parte da cabeça.

      Sobre o documentário que você me passou, antes de eu escrever meu artigo sobre o tema eu assisti por muito tempo a este e a muitos outros documentários, vídeos, artigos, livros, etc, que defendiam ou tentavam refutar a autenticidade do Sudário, e a conclusão que eu tirei é que não tem como o Sudário ser “falso”. Quando eu comecei a estudar sobre o tema eu também não cria na veracidade do mesmo, passei a crer depois de estudar as evidências para ambos os lados (e não apenas as evidências contrárias). As provas científicas em favor da veracidade do Sudário são esmagadoras e até hoje irrefutáveis, enquanto as evidências contra a veracidade do mesmo já possuem todas elas explicações razoáveis.

      Excluir
  8. Estudo para o vestibular, e para isso uso apostilas que consegui na internet. Objetivo, Anglo, Poliedro, Etapa, Bernoulli, COC, Ari de Sá, Farias Brito. Todos cursos particulares conceituadíssimos e caríssimos (1000-3000 reais por mês). Fora os excelentes livros didáticos de exatas, biológicas e humanas. Você acha facilmente as apostilas e os livros digitalizados, de graça na internet.
    É pecado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tecnicamente falando, é pecado sim, porque é contra a lei, a não ser que eles mesmos tenham disponibilizado gratuitamente estes livros na internet (o que parece não ser o caso). Mas não acho que Deus irá te condenar simplesmente por isso, ainda mais se a intenção do seu coração for correta (ou seja, de baixar estes arquivos apenas para estudos pessoais e não para enriquecimento próprio, e porque realmente não tem condições financeiras para comprar os livros). Além disso, se você realmente não tem dinheiro para comprar os livros, então não está prejudicando essas empresas, já que se não baixasse também não compraria de qualquer jeito. Prejuízo seria se você tivesse todas as condições de comprar os livros, podendo comprá-los se não tivessem online, mas mesmo assim decidisse baixá-los em vez de comprá-los.

      Excluir
    2. Não é ilegal, falo como advogado.
      Pirataria só é crime quando a pessoa é a responsável pela disponibilização do material e visa algum lucro.
      Se é só para uso pessoal, não é crime.
      Está lá no § 4º do art. 184, do Código Penal, reproduzo:

      § 4o O disposto nos §§ 1o, 2o e 3o não se aplica quando se tratar de exceção ou limitação ao direito de autor ou os que lhe são conexos, em conformidade com o previsto na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, nem a cópia de obra intelectual ou fonograma, em um só exemplar, para uso privado do copista, sem intuito de lucro direto ou indireto.

      Então se você pega esse material para o seu próprio uso, não é crime.
      Se não é crime, também não é pecado.
      O mesmo raciocínio é usado no caso da captação de sinal de tv a satélite, o STF já reconheceu que não é crime, porque não existe lei proibindo.

      Pode estudar em paz, meu irmão.
      Força, foco, fé e perseverança.

      Excluir
    3. Obrigado pelos esclarecimentos. Eu pensava que era ilegal por lei, agora tudo está mais claro.

      Excluir
  9. Se o sudário de Turim foi preservado em plano ano 33dC, então quem garante que a cabaça de João Batista que eles tem não é a verdadeira, que o corpo de Pedro não é po verdadeiro ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez porque houvessem dúzias de cabeças de João Batista na época, espalhadas em tudo quanto é lugar da Europa?

      Excluir
  10. Estou escrevendo do IPhone. Algumas coisas saem maiúsculas outras sem e com acento.

    Eu acho os ateus uma cambada de idiotados. Eles pensam que é bonito ser ateu. Precisam também enfrentar argumentos sérios. Alguns cômicos também. Por exemplo, num tempo passado distante sementinhas de alface e tomates sobrevoavam o espaço sideral ... Subitamente houve uma explosão terrível chamada de big bang e uma salada despencou lá de cima na mesa de Adão e Eva.

    No início da narrativa bíblica podemos ver genealogias sem fim, filhos, pais avos e bisavós sendo citados por
    Nomes e muitas vezes por lugares de residência. Não sei como os ateus conseguem fazer pra sumir com tanta gente, pois são povos, nações e línguas oriundos da criação. E como eles não crêem em Deus, então também não podem crer na narrativa bíblica que envolve esses povos na história com Deus. Já pensaram que desastre? Ali é apresentada a genealogia desde Adão pra frente, mas os ateus conseguem desaparecer com centenas e mais centenas de pessoas e lugares porque está na Biblia - eles não creem nela e ainda acham bonito.

    A Bíblia fala de Davi. Coincidentemente, em escavações arqueológicas diversas, onde o objetivo as vezes não é nem provar a veracidade das Escrituras, alguém encontra tábuas de argila com inscrições sobre um Rei Davi e sua dinastia exatamente da mesma época do Davi bíblico.

    ResponderExcluir
  11. Os relatos circunstâncias e que são interessantes. Certo texto diz que Paulo viajava e era-lhe necessário passar pela Macedonia e descer a Éfeso. Pra que que alguém precisa saber disso? Quem escreveu esperava que alguém cresse em que? Quem escreve histórias inventadas não pensa nesse tipo de detalhe circunstancial.

    Uma outra ocasião Paulo foi preso e os judeus armavam ciladas para o matar no caminho. A Bíblia fala que um sobrinho de Paulo, filho de sua irmã, ouviu algo e foi contar a Paulo que mandou o garoto contar a autoridade romana que o guardava. O que os ateus tem que fazer com tudo isso? Eles precisam Sumir com o romano que a história prova que existiu, sumir com a irmã de Paulo, o sobrinho deste e o próprio Paulo como também todos os judeus que queriam matá-lo. Ninguém existiu!

    Jesus foi julgado diante de Pilatos e a Bíblia narra que houve um diálogo entre os dois. O ateu resolve o problema tirando Jesus de cena, que não existiu, a cena foi inventada embora Pilatos tenha existido, não é?

    Caifas, por exemplo. Se pesquisarmos vamos descobrir que ele existiu mesmo e era sumo
    sacerdote no templo judeu. Mas por que um templo Judeu? Templo fala de Deus, de sacrifício, de culto e de alianças. O Ateu soluciona tudo isso sumindo com Deus, mas tem que deixar o Templo de Jerusalem - provado existir por fotos - e deixar quieto também a pessoa de Caifas, né? E Jesus, como não existiu, então ele jamais esteve na casa de Caifas e muito menos teve algum diálogo com ele.

    João, Apóstolo de Cristo e que conviveu com ele - João foi aprisionado em Patmos no governo de Domiciano e escreveu o Livro de Apocalipse. Solução ateísta: Se Jesus não existiu João muito menos, pois os registros os mostram juntos por
    Muito tempo - As cenas entre João e Jesus foram inventadas. O ateu some com os dois sem consideração alguma. Porém, acreditam que Patmos existe e Domiciano também existiu. Domiciano exilou muitos cidadãos romanos nessa ilha, que inclusive são citados por nomes. Mas quando os historiadores e pais da Igreja colocam João como uma das vítimas de Domiciano, então é falso. Conclusão: O Livro de Apocalipse é uma fábula inventada, menos as sete cidades onde se diz que estavam localizaras as sete fictícias Igrejas que nunca existiram.

    Mais não para por aí. Se João comeu e bebeu com alguém que não existiu, e como eu disse, João também não existiu, o pai dele, Zebedeu não existiu; a mãe, Salome, não existiu e nem o barco que Zebedeu tinha existiu. Até com os empregados dele na pesca os ateus são obrigados a sumir.

    Imagina vocês que coisa de doido! Eles têm que sumir até com os doze apóstolos e todas as narrativas que os envolvem com Jesus, pois ele não existiu. Some com Maria também, Com José, com Heli, com Jaco ... (To voltando na genealogia de Jesus) ... Some com Manasses, com Nata, com Salomão ... Com Jesse... Com Raabe ( aí vai ter que sumir com Jerico também por quem a destruiu foi Deus, mas Deus não existe...

    E essa turma de ateísta acha que precisa sumir apenas com Deus e Jesus. Eles precisam convencer as pessoas a não crer em muita coisa.

    Pra ser ateu tem que ser Louco!




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alon depois dessa bomba sua os ateus ficaram parecendo um monte de retardados. eles estao bem pequenininhos agora

      Excluir
    2. muito bem bolado o texto dele eu gostei.

      Excluir
  12. Alon eu te admiro pela sabedoria que Deus te deu. Só não concordo com você na hora da trindade o resto meu mano eu assino embaixo. Esse foi demais da conta.

    ResponderExcluir
  13. Lucas vc pode me explicar a diferença entre aliancismo e dispensacionalismo? o que é cada um? vc é o que? no que isso implica na teologia? obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basicamente, aliancismo é a crença de que a Igreja SUBSTITUI Israel na questão do Reino de Deus, enquanto o dispensacionalismo ensina que a Igreja é um ACRÉSCIMO a Israel, como se hoje Deus tivesse dois povos (a Igreja e Israel) e não apenas um só (a Igreja). Consequentemente, aliancistas e dispensacionalistas tem visões distintas acerca do futuro (escatologia). Aliancistas são amilenistas ou pós-milenistas, ou seja, creem que Deus não tem mais nenhum plano para com Israel, nem restauração futura e nem nada, e que o milênio é alegórico e já está acontecendo agora espiritualmente. Dispensacionalistas interpretam a Bíblia mais literalmente neste ponto, ou seja, creem em um milênio literal e em uma restauração de Israel literal, em um avivamento futuro no fim dos tempos.

      Neste aspecto sou dispensacionalista, porque não vejo como interpretar textos como esse abaixo sem implicar que Paulo realmente entendia que Israel como povo teria um avivamento nos últimos dias:

      "E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: 'Virá de Sião o redentor que desviará de Jacó a impiedade'" (Romanos 11:26)

      Aliancistas vão dizer que textos como esses, mesmo usando o termo "Israel", na verdade estão falando da Igreja, mas basta ler todo o contexto de Romanos 11 e da epístola inteira para ver que essa interpretação é absurda e que em todo o tempo Paulo estava falando de Israel enquanto nação mesmo. Além disso, não teria sentido dizer que no fim dos tempos "toda a IGREJA será salva", já que a Igreja, POR DEFINIÇÃO, já é a comunidade de todos os salvos.

      A minha implicância em relação ao dispensacionalismo não é em relação à sua essencia (a distinção entre Igreja e Israel e o fato de Deus ter um plano para ambos), mas sim em relação a uma doutrina muito popular entre os dispensacionalistas que se tornou tão famosa que acabou suplantando sua temática principal, que é a doutrina do arrebatamento pré-tribulacional, profundamente antibíblica. Eu tenho um livro inteiro escrito contra essa doutrina, "A Igreja na Grande Tribulação".

      Felizmente existe uma vertente do dispensacionalismo que não é pré-tribulacionista. É o chamado "dispensacionalismo progressivo". Você pode ler sobre esta vertente no site abaixo:

      http://www.projetoomega.com/estudo7.htm

      A consequência teológica do aliancismo é a crença gritantemente herética e antibíblica do preterismo. Este blog possui aproximadamente 30 artigos contra o preterismo, que você pode acompanhar nesta tag:

      http://heresiascatolicas.blogspot.in/search/label/Preterismo

      Em síntese, tanto aliancismo quanto dispensacionalismo clássico tendem a fazer mal na prática da teologia, se forem levados a sério. Em um (aliancismo) as pessoas tendem a pensar que não haverá mais nenhuma grande tribulação futura, deixando os crentes inertes e despreparados para o que está por vir. Em outro (dispensacionalismo clássico) os crentes tendem a ficar da mesma forma, por pensarem que serão arrebatados antes de tudo acontecer. Em ambos os casos, o Inimigo consegue por meio de falsas teologias fazer com que o povo de Deus fique despreparado para a grande provação que está por vir, e ele prefere enfrentar uma Igreja adormecida do que uma que está vigilante e preparada para a guerra final.

      Excluir
  14. Lucas você acha errado beber e fumar? Mesmo que seja 1 latinha ou 1 cigarro?
    A questão do nosso corpo ser "Templo do Espírito Santo" faz com que não possamos
    consumir drogas ou outras coisas ruins, como fast-food?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo o que faz um mal significativo ao corpo é errado, e, portanto, pecado. Paulo disse para conservarmos irrepreensíveis não apenas a alma e o espírito, mas também o corpo, até a volta de Jesus (1Ts.5:23). Mas há uma GRANDE DIFERENÇA entre o consumo de drogas e o fast-food, que você mencionou numa mesma frase. Uma grande quantidade de fast-food pode estragar o corpo, mas algo moderado (por exemplo, uma vez por semana) não irá fazer isso. As drogas, por outro lado, são ruins em si mesmas e tem o potencial de viciar para levar a um mal pior ainda, e por isso muita gente morre em função das drogas, ou acaba sendo internado em alguma clínica de reabilitação, etc. Nunca vi alguém morrer por fast-food.

      O caso da bebida e do cigarro entram na mesma esfera das drogas, ainda que sejam menos ruins do que elas, mas porque tem o mesmo potencial de levar ao vício. Tudo aquilo que vicia deve ser evitado ao máximo. O homem é escravo daquilo que o domina (2Pe.2:19), e Cristo nos chamou para a liberdade (Gl.5:1).

      Excluir
    2. Olha, irmão, te conheci hoje e até agora não consegui dormir, tamanho meu estado de êxtase.
      Mas aqui você derrapou.
      Como você afirma que nunca viu alguém morrer por fast-food? Milhares de pessoas morrem por ano por complicações relacionadas diretamente ao consumo de fast-food, sendo mais específico, diabetes, ataques cardíacos.
      Carboidratos e açúcar também viciam e isto é comprovado cientificamente.
      A bebida alcoólica, especialmente o vinho tinto e a cerveja, consumida com moderação, faz bem para a saúde (aliás, o primeiro milagre de Cristo foi transformar água em vinho e Paulo recomendava que Timóteo tomasse um pouco de vinho por motivos de saúde).
      Quanto a drogas e cigarro nem vou questionar, acho que está totalmente correto, porque penso que o raciocínio está em ver se algo lhe faz bem se consumido da maneira adequada, uma vez que tudo o que é consumido de forma excessiva faz mal.

      Excluir
    3. Se alguém se vicia em fast-food, o fast-food é pecado para ela sim. Tudo o que domina a pessoa e a escraviza é pecado para ela. Mas o que eu disse é que o fast-food tem muito menos propensão de viciar alguém do que as drogas ou o álcool, por exemplo. Eu mesmo só como algo assim uma vez por semana e olhe lá. Mas repito: se alguém se vicia nisso, ou tem essa propensão, isso é pecado para ela. Da mesma forma que qualquer outra coisa que leve ao vício, e cuja forma viciosa é pecaminosa.

      Sobre o vinho transformado por Jesus, a Bíblia não esclarece se era fermentado ou não fermentado. Particularmente, não penso que Jesus tenha favorecido que pessoas já bêbadas ficassem mais bêbadas ainda. E o texto em que Paulo recomenda vinho a Timóteo era por questões de saúde, da mesma forma que existe a maconha medicinal. Isso não significa que seu consumo ao natural seja conveniente a um cristão.

      Provérbios 23:31 diz que não devemos nem sequer olhar para o “vinho quando se mostra vermelho” (v.31), pois ele, “no fim, picará como a cobra, e como o basilisco morderá” (v.32). Se Jesus transformasse a água em vinho alcoólico, ele estaria incorrendo na maldição de Hc.2:15, que diz: “ai daquele que dá de beber ao seu companheiro!”. O vinho que a Bíblia permite é o vinho não fermentado, o puro e fresco suco de uva, o fruto da vide (Gn.40:11; Dt.11:14; 2Cr.31:5; Ne.13:15; Pv.3:10; Is.16:10; 65:8; 1Tm.5:23). Embora a palavra vinho possa designar tanto o vinho fermentado como o não fermentado, quando a Bíblia se refere ao vinho fermentado ela faz clara acepção, distinguindo do vinho não fermentado, como quando diz: “não convém aos reis beber vinho, não convém aos governantes desejar bebida fermentada” (Pv.31:4). Logo após proibir os sacerdotes de beberem vinho (Lv.10:9), Deus diz que devemos “fazer separação entre o santo e o profano, entre o puro e o impuro” (v.10), claramente considerando o vinho fermentado entre as coisas profanas e impuras, das quais nós temos que nos manter afastados até da sua “aparência” (1Ts.5:22).

      Em síntese, o vinho permitido (e transformado por Cristo) biblicamente e o mais comumente referido nas Escrituras é o vinho não fermentado, ao passo em que o vinho fermentado é claramente proibido (Pv.23:31-33; 20:1; 31:4; Hc.2:15; Is.28:7-8; Lv.10:9-11) e é nos dito que não convém bebê-lo (Pv.31:4). Não é sem razão que Paulo disse que “tudo me é lícito, mas nem tudo convém” (1Co.10:23). Jesus, obviamente, não teria feito algo que não convém ao cristão fazer, e muito menos tornado pessoas “bêbadas” (Jo.2:10) mais bêbadas ainda.

      Este é o meu posicionamento a este respeito. Se você pensa diferente, tem todo o direito de pensar assim.

      Abs.

      Excluir
  15. É confiável?
    http://www.apologistascatolicos.com.br/obraspatristicas/

    ResponderExcluir
  16. Lucas, estou gostando de uma menina da minha igreja. Me dê dicas para conquistá-la!
    Obs: sei que você namora, não venha me dizer que não sabe. hauahuahau

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gosto de chavões. Me dê dicas de tópicos para conversar com ela.

      Excluir
    2. Kkkķkkk. Cada coisa: agora o Lucas virou conselheiro amoroso rsrsrsrs. Lucas, ajuda o moço aí ou melhor já deu o melhor dos conselhos: seja você mesmo. Grande Lucas.

      Excluir
    3. Não é tão simples assim, eu teria que conhecer ela pra saber o que ela gosta de conversar. Seria muito fácil eu dizer aqui "converse com ela sobre o título do Brasil de ontem nas Olimpíadas", mas pode ser que ela odeie futebol e deteste Olimpíadas e ache horrível a sua conversa, e eu não quero ser responsável por este fiasco. "Fiscalize" a vida dela (no bom sentido, não estou dizendo pra contratar um detetive particular), dê uma olhada no facebook dela (e adicione ela se já não tiver feito isso), se aproxime dos amigos dela (se tiver alguém legal), conheça ela melhor pra saber do que ela gosta e depois se aproxime.

      E não fique desesperado. Se ela for a pessoa de Deus pra você, você não precisará fazer nenhum grande esforço para ter ela, tudo acontecerá naturalmente, aos poucos, com o tempo. E se o tempo passar e nada acontecer, ou se der tudo errado, é porque não era ela a pessoa certa e você encontrará outra melhor. Então nada de desespero ou preocupação.

      Abs.

      Excluir
  17. Lucas existe algum site de apologista católico que preste?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O do Gledson Meireles é bom:

      http://heresiasrefutadas.blogspot.in

      Isso não significa que eu concorde com os argumentos dele, obviamente não concordo (senão já seria católico), mas sei reconhecer quando alguém tem honestidade intelectual e tem conhecimento real (e não um mero copiador, como 99% dos blogs católicos por aí). Infelizmente o blog dele é bem pouco acessado e não é conhecido, os católicos parecem que gostam daqueles sites lixo que só xingam e não argumentam nada além do básico já refutado, e blogs de nível mais alto como o do Gledson caem no esquecimento.

      Excluir
  18. toda vês que eu vou ler a Biblia e louvar a Deus Sinto sonp e apareçe que tem correntes me predendo, N sinto contate nem uma ler E estudar a palavra de Deus , O q fasso para resolver isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá a igreja e busque orientação do seu pastor ou líder espiritual, repreenda o maligno que coloca essas correntes para te prender espiritualmente, e subjulgue a sua carne mesmo contra a sua vontade, ou seja, ore, louve a Deus e leia a Bíblia mesmo quando não sentir a menor vontade de fazer isso, até que com o tempo você já esteja acostumado com a prática e ela se torne mais natural.

      Excluir
  19. Eu quero saber onde foi o palhaço filhote de ateu. Vai colocando na sua coleção sr Ateu Anônimo

    https://www.youtube.com/watch?v=kMYiTsk1VSY

    Deus não existiu, consequentemente algumas pessoas que tiveram um encontro com Deus, que não existiu, também não existiram não é assim que dizem?

    Essas pessoas que não existiram estão enterrados aqui. Túmulos de Abraão, Isaque, Sara e Rebeca:

    https://www.youtube.com/watch?v=ejA34ZWdwig

    Restos mortais e restos de carruagens egipcias encontrados exatamente próximo ao local da travessia do Mar Vermelho:

    https://www.youtube.com/watch?v=Xp882MSc6oI

    Olha que bonito!

    https://www.youtube.com/watch?v=JDvi2defQEM

    Responda se for capaz!

    https://www.youtube.com/watch?v=dWHjY7clDBM

    E se tiver paciência garanto que não vai perdeu seu tempo

    https://www.youtube.com/watch?v=DxkScs6ZFjc

    Vou terminar refutando um evolucionista que garantiu ser os dias da criação dias eras, ou seja, cada um deles levou 250 mil anos para existir. Aqui vai um exemplo de Deus gastando 250 mil anos para criar um destes dias:

    “E disse Deus: Haja luz; e houve luz.

    E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.

    E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.

    Tem mais umas coisas. Será que os Ateus creem nos outros deuses? Marte, Zeus, Amon, Baal, Isis, Afrodite, Apolo, Ares, Ártemis, Dionisio, Poseidon, Diana, Cupido, Ceres, Baco e etc etc etc. Eles creem? Nem se importasm né?

    Será que existem ateus espiritas ou macumbeiros? Possivelmente aos montes! Então eles não podem negar esses deuses: Oxala, Oxum, Iemanja, Xangô, Oxóssi e etc etc etc. Nesses eles não devem ser ateus!

    Só o Deus dos cristãos é que incomoda não é?


    ResponderExcluir
  20. Lucas,o pastor da Igreja que congrego caiu em adultério pela segunda vez (sendo essa uma consequência maior) o que VC acha:ele deve ser excluído???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que sim. Na primeira vez que ele caiu já deveria ter sido excluído, não sei por que deixaram ele lá. O pastor tem que ser o exemplo, o modelo para todos os demais, principalmente no que diz respeito à conduta moral (veja Tito 1:7, que diz que o presbítero deve ser IRREPREENSÍVEL). A partir do momento em que ele perde o exemplo e se torna repreensível, tem que ser imediatamente afastado até recuperar o exemplo e se consertar com Deus.

      Excluir
    2. Lucas, como pode-se julgar se ele voltou a ser um exemplo ou não?

      Excluir
    3. Ele foi afastado(disciplinado) a primeira vez,voltou a cometer adultério e foi afastado de novo(por mais tempo agora)eu tô percebendo que tá tendo um movimento de muitos pra que ele volte,diante dessa possibilidade que acredito que vai se concretizar,eu tô deixando de congregar lá.

      Excluir
    4. Para ganhar exemplo novamente é necessário reconquistar a confiança de todos os fieis da igreja novamente. Pela sua descrição, isso ainda não aconteceu. Ainda mais levando em conta que recaiu no pecado, seria necessário ficar afastado por bem mais tempo, pelo menos por um ano inteiro, e só depois disso pensar em recolocá-lo no cargo. Mas você fez bem em sair dessa igreja.

      Excluir
  21. Lucas, Paz do Senhor. E o casamento do seu amigo Álvaro que você disse que seria no dia 13/08. Como foi? Deu tudo certo? Deu pra cobrir as despesas? Tomara que tenha sido conforme eles desejassem. Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  22. Prezado Lucas , Deus te abençoe e te proteja contra Satanás e contra um dos seus filhos aqui na Terra , que é esse endemoniado do Cris Macabeus. Já tive contato com ele e já debati com ele e suas heresias.Fiquei horrorizado com todas suas heresias e maldades.O homem é um psicopata perigoso,é mau ,sem piedade, mentiroso , perverso. Esse homem deveria ser afastado das redes sociais. Deus nos proteja contra Satanás e seus soldados como esse demônio do Macabeus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Trata-se de um indivíduo visivelmente endemoniado. Impossível não perceber isso. Acho que até os católicos menos cegos se dão conta.

      Abs!

      Excluir

Seu comentário será publicado após passar pela moderação. Ofensas, deboches, divulgação de páginas católicas (links), control c + control v e manifestações de fanatismo não serão aceitos. Todos os tipos de perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente. Caso o seu comentário ainda não tenha sido liberado dentro de 24h, é possível que ele não tenha chegado à moderação, e neste caso reenvie o comment.