9 de fevereiro de 2015

Refutando o comediante Paulo Leitão (I): Purgatório


Rafinha Bastos? Danilo Gentili? Fábio Porchat? Nada disso. O prêmio de melhor comediante do século vai para o humorista Paulo Leitão, que faz Stand Up Comedy na poderosa e influente “TV Potiguar”. É sério, fazia tempo que eu não dava tantas gargalhadas assim. Paulo Leitão fala de um jeito que parece que ele mesmo não acredita em nada do que está falando. Ele parece que faz força para não rir de suas próprias piadas. Chega a ser constrangedor. Claro, ele é pago para isso, e então se presta aos piores e mais escabrosos argumentos que eu já vi em toda a minha vida.

Tente assistir a este vídeo dele sobre o purgatório sem dar boas risadas:


Sim, o cara chega a dizer que o profeta Isaías cria no purgatório. O caso é sério. O tratamento é necessário.

Vamos abordar um pouco mais as piadas do Leitão. Logo no minuto 1 do seu vídeo, ele declara que “a Igreja Católica é a própria voz de Deus”. Sim, acredite. Foi a voz de Deus que mandou torturar, queimar e executar milhões de “hereges” e “bruxas” na Idade Média. Foi a voz de Deus que mandou queimar João Huss na fogueira, e estrangular e matar William Tyndale pelo mesmo modo. Foi a voz de Deus que amedrontou Galileu Galilei, que assassinou Giordano Bruno, que executou Joana D'Arc. É a voz de Deus, nem ouse contestar essas coisas!

Foi também a voz de Deus que mandou vender indulgências para o perdão dos pecados, vendendo a salvação em troca de dinheiro e posses materiais. Foi também a voz de Deus que mandou vender relíquias sagradas, inclusive os ossos mortais de catorze dos doze apóstolos, oito crânios de João Batista, onze pernas de André, nove braços de Estêvão, 17 fêmures do jumento onde Jesus montou, 700 pregos da cruz de Cristo e um navio de 22 pés de comprimento de tantos pedaços da cruz que foram vendidos. Foi a voz de Deus. Submeta-se!

Foi também a voz de Deus que fez com que a pedofilia se alastrasse na Igreja Romana a tal ponto em que o próprio Vaticano admitiu 4 mil casos de pedofilia, fora todos os outros milhares de casos acobertados pela Igreja. Que outra empresa é pega abusando de crianças e ainda mantém seus consumidores? Mas a Igreja Católica mantém, porque ela consegue convencer seus fieis de que a sua voz é... a voz de Cristo.

Ela se apropria criminosamente dos méritos e da moral de Jesus, tomando-o para si próprio, para então encobertar e minimizar todos os escândalos, crimes, abusos e heresias existentes em seu meio. E ela só consegue isso porque existem idiotas úteis, como Paulo Leitão, que continuam propagando a ideia de que a Igreja Romana só fala o que Cristo ensinou. Simplesmente patético. É isso o que dá considerar a Igreja de Cristo como uma instituição, o que mancha e denigre a imagem do próprio Cristo diante do mundo.

Depois ele diz que o purgatório é necessário para que aquelas pessoas que morreram “não tão santas assim” venham a habitar o Céu, depois de passar pelo purgatório. Ou seja, que o purgatório serve para fazer aquilo que o sangue de Jesus não foi suficiente para fazer na cruz: nos purificar de todo pecado (1Jo.1:7). O sangue de Jesus não consegue nos purificar de todo pecado mediante o arrependimento e a fé, mas o que o sangue de Jesus não é capaz de fazer, o purgatório faz! Fantástico! Na teologia papista, o homem expia os seus próprios pecados no purgatório, tornando-se salvador de si mesmo, ao invés de receber a salvação exclusiva da obra na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo. Sai a cruz, entra o purgatório. Sai Jesus, entra nós mesmos no pagamento da dívida pelo pecado. Como ninguém pensou nisso antes?

Mas calma. Isso é só o começo. Ainda há mais 28 minutos de tortura. No minuto 2 ele declara que “a doutrina do purgatório está bem alicerçada nas Escrituras”, contrariando o próprio Catecismo Católico que sustenta que “a Igreja formulou a doutrina da fé relativa ao purgatório sobretudo no Concílio de Florença e de Trento” (§1031). Então ele começa a disparar versos isolados com as interpretações mais grotescas e horripilantes que eu já vi na vida. No minuto 6 ele faz uso do texto de Mateus 12:32 em defesa do purgatório. O texto em questão assinala:

“Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem falar contra o Espírito Santo não será perdoado, nem nesta era nem na era que há de vir” (Mateus 12:32)

De onde foi que o comediante Leitão tirou o purgatório neste texto? Do focinho dele, de novo. Não há nada de “purgatório” neste texto, mas somente um hebraísmo comum que significa “nunca”, que está ali sumariado na expressão “nem nesta era nem na era que há de vir”, que era o equivalente em hebraico para algo semelhante ao nosso: “nem agora nem nunca”. O hebraísmo em si não deve ser interpretado literalmente, como se alguém pudesse ser perdoado na “era que há de vir”, da mesma forma que seria estúpido se pela expressão “nem agora nem nunca” alguém presumisse que pessoas serão perdoadas no “nunca”...

Além disso, Jesus não disse efetivamente que haverão pessoas perdoadas na “era que há de vir”. Ele simplesmente disse que elas não seriam perdoadas. Quem faz malabarismos eisegéticos para colocar no texto aquilo que não está nele é o humorista Leitão. E também não há nada no texto que sugira que esta “era que há de vir” é o purgatório. De que raios que ele tirou essa ideia? Podemos ter uma leve noção do quão perdido ele está em seus delírios quando o vemos dizendo isso aqui no minuto 8:

“É o mundo vindouro onde vai haver o perdão. Então, a pessoa vai passar por esse mundo vindouro para depois ser perdoada. Então, obviamente não é Céu nem inferno. Seria uma loucura dizer isso. Obviamente é o purgatório”

O cara-pálida não se contenta somente em dizer, sem nenhuma base, que o “mundo vindouro” é o purgatório. Ele também tem que dizer que isso é inferido “obviamente”. Fala sério! Será que o comediante não percebeu ainda que a expressão “mundo vindouro” diz respeito a algo que não existe neste presente momento? Se eu digo “a Copa vindoura”, eu estou falando de uma Copa que já aconteceu (como a de 2002, por exemplo), de uma que está acontecendo ou de uma que vai acontecer no futuro? É óbvio que do futuro. Jesus estava falando do mundo vindouro, não de um presente. O purgatório, para os católicos, já é presente. Não é um “mundo vindouro”. É impressionante a capacidade que o Leitão tem de distorcer os textos bíblicos!

A expressão “mundo vindouro” nada mais é senão a nova terra que João se refere no Apocalipse, que Jesus se refere em Mateus 5:5, que Pedro se refere em 2ª Pedro 3:13 e que o Antigo Testamento faz menções dezenas e dezenas de vezes. Essa nova terra não surgiu ainda, ela é pós-milenar (Ap.21:1). Por isso que esse mundo é “vindouro”. Veja se Pedro esperava o purgatório:

“Todavia, de acordo com a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, onde habita a justiça...” (2ª Pedro 3:13)

Em resumo, Jesus, ao falar que o pecador não receberá perdão nem nesta era nem na era (ou “mundo”) futura estava apenas fazendo uso de um hebraísmo comum para dizer que aquele pecador não seria perdoado nunca, ou seja, que ele não teria perdão nesta vida, da mesma forma que não teria perdão após a ressurreição.

Em seguida, Leitão afirma que a palavra “purgatório” não está na Bíblia, mas ele descobriu que isso não é um problema, é claro. Afinal, a palavra “trindade” e a palavra “onisciência” também não estão na Bíblia, então basta colocar nela qualquer coisa que a imaginação dê luz. O que o Leitão não percebe é que, na teologia católica, o purgatório trata-se de um lugar, e tratando-se de lugares a Bíblia sempre menciona: Céu, Geena, Hades, Sheol, Sepultura, etc. A Bíblia não omite nomes de lugares, pois fala dezenas e dezenas de vezes acerca de cada um deles. Mas, para o Leitão, embora a Bíblia fale dezenas de vezes o nome dos outros lugares e se silencie absolutamente sobre o lugar “purgatório”, isso não muda o fato de que é uma doutrina que “está bem alicerçada nas Escrituras”!

Então vem a maior pérola do vídeo, no minuto 9, quando o comediante Leitão cita Isaías 24:21-22 em defesa do purgatório!

“Naquele dia o Senhor castigará os poderes em cima nos céus e os reis em baixo na terra. Eles serão arrebanhados como prisioneiros numa masmorra, trancados numa prisão e castigados depois de muitos dias” (Isaías 24:21-22)

Sim, pasme, ele viu um purgatório ali! Qual é a idade mental do público que assiste à “TV Potiguar”, se é que tem algum?

O texto, para começo de conversa, está usando a expressão “naquele dia”. O Paulo Leitão fez de conta que não percebeu isso, como se Isaías estivesse falando de um dia qualquer. Se ele tivesse aberto a Bíblia alguma vez na vida, teria percebido que a expressão escatológica “naquele dia” sempre se referiu ao Dia do Senhor, no fim dos tempos. Não tem absolutamente nada a ver com o purgatório, que, na cabeça deste humorista, é algo que já está em andamento!

O primeiro versículo daquele capítulo já mostra de que contexto que Isaías estava descrevendo:

“Vejam! O Senhor vai arrasar a terra e devastá-la; arruinará sua superfície e espalhará seus habitantes...” (Isaías 24:1)

Na cabeça do Leitão, isso aqui é uma descrição do purgatório!

O texto está fazendo, obviamente, uma descrição do cenário escatológico dos últimos dias: no Dia do Senhor, Naquele Dia que os escritores bíblicos tanto falavam, o Senhor virá e destruirá os ímpios da terra. É só isso. Isaías usa ao longo de todo o capítulo uma linguagem alegórica, a não ser que o Leitão creia que literalmente “a terra cambaleia como um bêbado” (v.20) e que “a lua ficará humilhada, e o sol, envergonhado” (v.23).

Por fim, o texto está falando de pessoas ímpias que serão condenadas, e não de pessoas salvas que serão “purgadas” (limpas) em um purgatório. O problema é que na doutrina católica, que o Leitão desconhece, o purgatório é um local para pessoas já salvas que ainda precisam de um empurrãozinho, e não para ímpios que serão condenados, como ocorre no texto de Isaías citado por ele. Se Isaías está mesmo falando de um purgatório ali, segue-se que os papistas teriam que rever, consertar e voltar atrás em toda a concepção deles a respeito do purgatório, passando a dizer que ele é local para perdidos e não para salvos.

Mas Leitão não cansa de seus malabarismos bíblicos e passa a citar Mateus 18:34 no minuto 11:

“Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que pagasse tudo o que devia” (Mateus 18:34)

De onde que ele tirou o “purgatório” ali? Você já sabe. Da Bíblia é que não foi!

Mais uma vez, os devaneios do humorista Leitão vão longe e ele passa a ver purgatório onde não existe. É bom que ele agende logo um exame de retina, senão daqui a pouco estará vendo fantasmas e bicho papão também, ou pior, estará dizendo que “Pedro foi papa”. Para não deixar sem explicação este verso e também o de Mateus 5:26, que ele citou no minuto 13, cliquem aqui.

O comediante Leitão, persistente como ninguém, segue em sua cruzada contra os textos bíblicos e mutila também o texto de 1ª Pedro 3:18-20 no minuto 12. O texto em questão diz:

“Pois também Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus. Ele foi morto no corpo, mas vivificado pelo Espírito, no qual também foi e pregou aos espíritos em prisão que há muito tempo desobederam, quando Deus esperava pacientemente nos dias de Noé, enquanto a arca era construída. Nela apenas algumas pessoas, a saber, oito, foram salvas por meio da água” (1ª Pedro 3:18-20)

Certo. Cadê o purgatório aqui? Se alguém viu o purgatório neste texto, me ligue. Estarei esperando ansiosamente.

Se este texto de Pedro estava falando do purgatório, então, mais uma vez, os papistas vão ter que rever seus conceitos sobre o purgatório ser um lugar para pessoas salvas, que estão supostamente a caminho do Céu. O catecismo católico, que o Leitão não sabe nem o que é, diz isso:

Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida sua salvação eterna, passam, após sua morte, por uma purificação, a fim de obter a santidade necessária para entrar na alegria do Céu” (§1030)

O purgatório, portanto, não é um lugar para pessoas ímpias, mas sim para aqueles que morreram na GRAÇA e na AMIZADE de Deus. Só que o texto de Pedro fala daqueles que foram mortos no dilúvio pela desobediência, por causa disso aqui:

“O Senhor viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal. Então o Senhor arrependeu-se de ter feito o homem sobre a terra; e isso cortou-lhe o coração. Disse o Senhor: ‘Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, os homens e também os animais grandes, os animais pequenos e as aves do céu. Arrependo-me de havê-los feito’” (Gênesis 6:5-7)

A situação da época havia chegado a um ponto tão alarmante que todos os homens eram perversos e faziam somente o mal, exceto Noé e sua família, que alcançaram a graça divina. Mas então vem o Paulo Leitão e transforma essas pessoas perversas que só faziam o mal e diz que elas na verdade eram boazinhas e faziam parte do grupo daqueles que morreram na graça e na amizade de Deus! Eu imagino como deve estar a cabeça do papista agora. Ou ele segue o comediante Leitão e joga o catecismo católico na lata do lixo, ou ele segue o catecismo católico e joga na lata do lixo este argumento estúpido em torno da interpretação risível de 1ª Pedro 3:18-20. Façam as suas apostas.

Em seguida, o comediante Leitão deixa de amputar as palavras de Cristo e passa a fazer piada com as palavras de Paulo. Ele tem a audácia e a vergonha na cara de dizer, no minuto 17, que “o apóstolo Paulo deixa claro o purgatório... deixa totalmente claro”. Então ele tira o nariz de palhaço e tenta ser sério na interpretação de 1ª Coríntios 3:12-17, que diz:

“Se alguém constrói sobre esse alicerce, usando ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha, sua obra será mostrada, porque o Dia a trará à luz; pois será revelada pelo fogo, que provará a qualidade da obra de cada um. Se o que alguém construiu permanecer, esse receberá recompensa. Se o que alguém construiu se queimar, esse sofrerá prejuízo; contudo, será salvo como alguém que escapa através do fogo. Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; pois o santuário de Deus, que são vocês, é sagrado” (1ª Coríntios 3:12-17)

É claro que ele não citou todo o contexto, ele só isolou o verso 15 para depois dizer:

“Vai ser salva, mas vai ter que passar pelo fogo do purgatório antes. O fogo do purgatório vai lhe purgar!!!” (18 min)

Vejam o vídeo no minuto 18, onde ele ri de si mesmo, dizendo:

“No versículo 13 Paulo fala daqueles que vão direto pra glória. Mas no versículo 15 Paulo fala daqueles que vão ser salvos também, mas vão ter que passar pelo fogo antes!”

É engraçado demais!

O cara não consegue se segurar, de tão ridículas que são as coisas que ele sabe que está falando. Ele abre um sorriso no rosto e diz: “vai ter que passar pelo fogo antes”, como quem tem gosto pela coisa, lhe dá prazer saber que aquelas pessoas vão ser literalmente queimadas antes de chegarem ao Céu! Nem o diabo estaria rindo assim no inferno. Paulo Leitão supera todas as nossas expectativas!

Mais uma vez, o contexto não está falando nada de purgatório, mas do dia do Juízo, que ocorre posteriormente à ressurreição (para os que já morreram) e ao arrebatamento (para os que ainda estiverem vivos quando Jesus voltar). É por isso que o apóstolo Paulo diz que isso ocorrerá quando “o Dia a trará à luz”, i.e, o dia do juízo e não o do purgatório!

“Se alguém constrói sobre esse alicerce, usando ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha, sua obra será mostrada, porque o Dia a trará à luz; pois será revelada pelo fogo...” (v.13)

O contexto está falando dos salvos que ressuscitarão e se verão diante de Deus no Dia do juízo, quando, de acordo com a teologia católica, o purgatório nem existirá mais, já que ele é somente um estágio transitório, um estado intermediário e não final. Neste dia haverão salvos que receberão recompensa e outros salvos que não receberão recompensa, mas que serão salvos “por pouco”. É aí que entra a linguagem do “fogo”, quando Paulo diz que essas pessoas serão salvas “como que através do fogo”, que era um hebraísmo semelhante a dizer hoje que “serão salvas por um fio”. Da mesma forma que ninguém será insano de usar essa figura de linguagem para dizer que é o próprio “fio” que salva, ninguém deveria ser insano de dizer que é o próprio “fogo” que salva.

Mas o comediante Leitão sim. Ele desconsidera vergonhosamente todo o contexto, que fala do juízo final e não de um estado intermediário. Neste juízo final todos nós estaremos diante de Deus, e então receberemos o veredicto dele a nosso respeito. Os que se salvarão “por pouco” não terão que passar literalmente por um fogo para depois entrar no Céu, trata-se claramente de um hebraísmo, uma figura típica de linguagem utilizada por eles. O texto não diz que este alguém será salvo pelo fogo, mas sim como alguém que escapa através de fogo, ou seja, alguém que “se safa” por pouco, por um triz:

“Se o que alguém construiu se queimar, esse sofrerá prejuízo; contudo, será salvo como alguém que escapa através do fogo (v.15)

No minuto 19 o comediante Leitão passa a dizer que “o próprio apóstolo Paulo rezou pelos mortos”, citando o caso de Onesíforo:

“O Senhor conceda misericórdia à casa de Onesíforo, porque muitas vezes ele me reanimou e não se envergonhou por eu estar preso; pelo contrário, quando chegou a Roma procurou-me diligentemente até me encontrar. Conceda-lhe o Senhor que, naquele dia, encontre misericórdia da parte do Senhor! Você sabe muito bem quantos serviços ele me prestou em Éfeso” (2ª Timóteo 1:16-18)

De que raios o comediante Leitão concluiu deste texto que Onesíforo estava no purgatório? Deve ter sido do mesmo lugar que ele chegou à “conclusão” de que Isaías cria no purgatório. Uma imaginação fértil unida a um desespero em vender um produto que ele sabe que é falso.

Em primeiro lugar, Paulo não “rezou” por Onesíforo. Ele apenas expressou seu desejo de que Onesíforo fosse salvo “naquele dia”, i.e, no dia do juízo. É a mesma coisa que eu expressar meu desejo de que o meu avô paterno, já morto, alcance a misericórdia de Deus no dia do juízo. Eu estou orando por ele? Não. Estou apenas expressando meu desejo, somente. Mas Leitão insiste, no minuto 20, em dizer que “ele ora pela salvação de Onesíforo”! Para o Leitão, Paulo estava dizendo isso:

“Ave Maria, mãe de Deus, perdoe os pecados de Onesíforo para que ele possa sair mais rápido desde lugar chamado purgatório, de onde ele agora está queimando com fogo verdadeiro e literal, para que ele possa ser transferido logo pro Céu!”

É isso o que Paulo fez? Não. Ele simplesmente manifestou, por escrito, seu carinho por Onesíforo, a ajuda deste em favor do ministério e como Paulo deseja que, no dia do Senhor, Onesíforo esteja na parte dos salvos (pois ele não é Deus para saber quem se salvou ou não). A situação fica ainda mais insustentável para os católicos quando vemos Paulo orando a Deus para que Onesíforo encontrasse a misericórdia de Deus “naquele dia”, ou seja, em um momento futuro, no dia do juízo. Por que raios Paulo não pediu para que Onesíforo encontrasse a misericórdia de Deus naquele mesmo momento em que ele “orava”, já que Onesíforo supostamente já estaria no purgatório?

Ora, se Onesíforo estivesse já naquele momento no purgatório, como os romanistas nos asseguram de pés juntos, então Paulo não teria dito que esperava que Onesíforo encontrasse a misericórdia de Deus naquele dia(no futuro, no dia do juízo), mas sim naquele mesmo momento. Ele teria dito: “espero que Onesíforo encontre, agora mesmo, a misericórdia da parte do Senhor!”. Mas é claro que Paulo sabia que Onesíforo estava totalmente morto, e por isso só poderia alcançar a misericórdia de Deus em um momento futuro, ou seja, quando ressuscitasse. Onesíforo não era um “vivo-morto”, como Leitão diz no minuto 20, mas um morto, somente. O Paulo apóstolo não cria em zumbis, como o Paulo Leitão crê.

Mas a piada final, o gran finale que fechou o Stand Up Comedy de Leitão com chave de ouro, foi vê-lo citando 1ª Coríntios 11:30 na defesa de sua ficção científica ao maior estilo The Walking Dead, a doutrina dos zumbis mortos-vivos em nosso meio:

“Pois quem come e bebe sem discernir o corpo do Senhor, come e bebe para sua própria condenação. Por isso há entre vocês muitos fracos e doentes, e vários já dormiram (1ª Coríntios 11:29-30)

Sim, acredite: Leitão citou este texto aí para dizer que os mortos de Corinto estavam entre eles, junto com os vivos! Este é aquele momento para sentar, parar, refletir e pedir para Deus zerar o mundo outra vez e começar tudo de novo. Se continuar tão bom assim, Leitão pode cobiçar uma vaga na Globo no lugar do Didi, que já perdeu a graça há muito tempo. “A Turma do Leitão” então contaria com o próprio Paulo Leitão como personagem principal, vestido de zumbi junto a um cara bombado chamado Edmilson e outro cara irritadinho chamado Macabeus, arrumando altas confusões divertidas pra cachorro!

É triste decepcionar os fãs de zumbis, mas não, o apóstolo Paulo não estava falando de mortos presentes entre os coríntios vivos. Lamentavelmente, ele estava apenas falando que, como consequência do pecado de ceiar irresponsavelmente, como castigo muitos naquela igreja haviam ficado doentes e outros dali haviam até morrido. Mas se você quiser continuar aceitando a interpretação-zumbi dos mortos-vivos, continue, é mais legal, realmente. Pelo menos serve para garantir a audiência do público que está esperando boas risadas.

Eu até pensei em comentar alguma coisa sobre Êxodo 32:13 e Levítico 4:5, textos que ele cita depois, mas seria covardia demais. Deixe ele pensar que Moisés fazia missa, que Isaías cria no purgatório e que os coríntios viviam cercados de zumbis. Não quero cortar o barato. Leitão me diverte mais do que os outros católicos fanáticos, o que já é difícil, e eu não gostaria de perder essa diversão por nada. Continue pregando, Leitão. Vai nessa força.

Tragicamente, ninguém pode confirmar se realmente Paulo Leitão já foi evangélico um dia, ainda mais depois que o Elisson Freire desmascarou um menino que se dizia ex-evangélico e que na verdade era testemunha de Jeová (veja aqui). Mas eu torço que sim. Torço muito. Se o Paulo Leitão realmente já foi evangélico um dia, glória a Deus por ter virado católico. É menos joio para o nosso lado e mais entretenimento também. Já estava na hora de Deus separar o trigo daqueles que são pagos para vomitar asneiras – por mais divertidas que sejam.

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,
Lucas Banzoli (apologiacrista.com)


-Meus livros:

-Veja uma lista completa de livros meus clicando aqui.

- Acesse o meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros sites:
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Reflexões cristãs e estudos bíblicos)
Estudando Escatologia (Estudos sobre o Apocalipse)
Desvendando a Lenda (Refutando a Imortalidade da Alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)

43 comentários:

  1. Sabe, as vezes eu tenho a impressão de que existem duas igrejas dentro da igreja papista: Carismáticos e Tradicionalistas. E, esses tais apologistas, se formos verificar direito, são em sua maioria esmagadora Carismáticos. Não sei, mas eu tenho a ligeira impressão de que a igreja papista está totalmente perdida em seus conceitos. Me pergunto se os Carismáticos não seriam prenuncio de um novo cisma dentro deles. Diga-me, em seus estudos bíblicos já notou que em algumas cartas do apóstolo Paulo, parece que o Espírito Santo estava revelando o surgimento dessa igreja apóstata?

    Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;
    Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;
    Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças;

    1 Timóteo 4:1-3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gilberto. Já eu penso o contrário. Os carismáticos não vão causar um novo cisma na Igreja, eles foram criados precisamente para tentar reformar a igreja por dentro, modernizando-a, tentando dar uma sobrevida à Igreja Romana que já andava perdendo ondas de fieis em todas as partes do mundo. Eles viram que com a Igreja tradicional não iriam a lugar nenhum, apenas acentuariam ainda mais o número de fieis que se desligam cada vez mais da igreja deles, e então tiveram a brilhante ideia de criar um movimento "reformista" interno para pelo menos aparentemente passar uma noção mais "jovem" da igreja do que aquela coisa velha que tinha antes, e que já não atraía mais ninguém. O próprio papa Francisco disse isso há pouco tempo atrás.

      A RCC é um movimento criado pela própria Igreja Romana para conter o avanço do protestantismo, em especial do pentecostalismo, é por isso que eles são em tantas coisas parecidos com os pentecostais evangélicos. A Igreja Carismática é o futuro da Igreja Romana, com o tempo a Igreja Tradicional, da forma que conhecemos hoje, irá desaparecer, assim como foi com a missa no latim. A Igreja deles só vai continuar subsistindo através destes movimentos reformistas internos que atraem a atenção dos mais jovens, se dependesse só dos tradicionais o catolicismo já teria tido seu atestado de óbito.

      Quanto ao texto bíblico que você me passou, de fato a única igreja cristã que eu me recordo que proíbe pessoas de se casarem é a católica romana mesmo. Não há outra que se enquadre nesta profecia paulina. Há também o texto de 2Co.11:2-3 onde Paulo parece estar vislumbrando a Igreja Católica perfeitamente. E também as profecias de João, no Apocalipse (já escrevi alguns artigos sobre isso).

      Abraços.

      Excluir
    2. É verdade, você tem razão. A RCC está servindo mais como um desfibrilador para os papistas. O que é curioso é o fato de eles sempre copiarem o que ocorre em outras religiões ou movimentos para se adaptarem ao mundo e não perderem seus fiéis. Deveriam se chamar de: Igreja Copiadora Assimiladora Romana.
      Aproveitando a oportunidade, se o milagre de Atos 2.1-13 foi falar em idiomas terrestres, porque barreira nenhuma seguraria a pregação da Verdade, nem mesmo a barreira lingüística. Por quê o pessoal da RCC e os Pentecostais ou Neo-Pentecostais, insistem em falar em línguas estranhas que segundo eles não existem no planeta?

      Excluir
    3. Gostei do apelido de "Igreja Copiadora Assimiladora Romana" rsrs

      O problema é que existem entre eles muitos tradicionalistas e ultraconservadores, que se apegam aos ritos medievais e às missas tridentinas e por isso emperram a "modernização" da Igreja Católica. Alguns deles inclusive negam a validade do Concílio Vaticano II, como o falecido prof. Orlando Fedeli do site Montfort, que atacava o Concílio Vaticano II com a mesma garra com a qual atacava o protestantismo. De certa forma isso é bom para a gente, pois quanto mais atrasados eles estiverem, mais pessoas despertam para a verdade e migram para o nosso lado.

      Em relação ao dom de línguas, eu não sou cessacionista (creio na atualidade dos dons espirituais). De fato em Atos 2:1-13 a multidão ouviu em idiomas terrenos, mas o dom de línguas descrito em 1 Coríntios 14 parece ser de natureza diferente, pois Paulo fala de línguas como "mistérios" onde nós não falamos com os homens, mas somente a Deus. Eu escrevi sobre isso aqui:

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/index.php?pagina=1087411888

      De qualquer forma, há também o outro lado da moeda, que é quando os pentecostais exageram e passam a falar em línguas durante o culto ou dando uma ênfase excessiva aos dons, que é exatamente o que Paulo proibiu em 1Co.14.

      Excluir
  2. Lucas poderia me responder um email com alguns questionamentos que eu mandei hoje. Agradeço, Att Rafael!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já respondi. Vou aproveitar e usar algumas daquelas perguntas para fazer um artigo sobre isso nos próximos dias. Abraços.

      Excluir
    2. Como refutar os pronunciamentos de Paulo Leitão se são todos baseados em versículos bíblicos?

      Excluir
    3. Da mesma forma que refutarmos os pronunciamentos dos espíritas quando usam versículos bíblicos para dizer que reencarnação existe, da mesma forma que refutamos os pronunciamentos dos gnósticos satanistas que usam versículos bíblicos pra dizer que a “serpente” é deus, da mesma forma que refutamos também os pronunciamentos dos católicos quando usam versículos bíblicos para dizer que Maria é rainha dos céus, ou “mãe de Deus”, ou quando dizem que Jesus não teve meio-irmãos...!
      E da mesma forma que refutamos os milhares de pronunciamentos heréticos de milhões de doutrinas satânicas! Que blasfemam e torcem as Sagradas Escrituras!

      "Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição." 2 Pedro 3:16

      Excluir
  3. Lucas . Tem um católico que ta usando essa passagem contra mateus 1:25 , que diz que José deitou com Maria. 2 Samuel 6,23: “E Micol, filha de Saul, não teve filhos ATÉ o dia da sua morte.” Micol terá filhos depois de sua morte?!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um tiro no pé o católico usar essa passagem aí, que fala sobre Micol não ter filhos até o dia da sua MORTE. Com Maria é exatamente o contrário. A "virgindade" não é até a sua MORTE, mas até o NASCIMENTO DE JESUS. Se o autor bíblico tivesse dito que Maria também não teve filhos até sua MORTE, ele estaria deixando claro que ela não havia gerado filhos durante todo o seu período existencial (“até a sua morte”), pois a morte é o fim da vida.

      Contudo, no caso de Maria é diferente: ao invés de Mateus relatar que “não teve mais filhos até a sua morte”, afirma que José não a conheceu corporalmente “até que ela fez nascer ao filho dela”. Ou seja, essa restrição do relacionamento corporal não estava relacionada a TODO o seu período existencial, mas somente até o momento que Jesus nascesse (“até que lhe nascesse o primogênito”).

      Então a pergunta que fica é: por que com Micol é nos dito que ela não teve filhos até a MORTE, mas com Maria essa restrição não é até a morte, mas somente até o nascimento de Jesus? No primeiro caso estaria óbvio que Maria não teria tido outros filhos, pois qualquer anta sabe que não é possível ter filho depois de morto, então seria uma linguagem apropriada para alguém que quisesse dizer que Maria não teve filhos durante toda a vida. Mas o segundo caso é totalmente diferente, pois não é nada "óbvio" que alguém não tenha mais filhos depois de nascer o primeiro, não se aplicando, portanto, a ideia de virgindade perpétua.

      Excluir
    2. Já vi apologista católico usar a passagem "estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos" para provar a virgindade perpétua de Maria.

      É que eles não conseguem ver a diferença entre as frases: "estarei convosco todos os dias ATÉ a consumação dos séculos" e "NÃO a conheceu ATÉ que desse a luz o seu filho"

      Entendeu? eles entendem que Jesus estará conosco até a consumação dos séculos, mas não significa que não estará depois pela eternidade ,portanto, dizer que José NÃO A CONHECEU ATÉ que desse a luz seu filho primogênito não significa que posteriormente a isso ele a tenha conhecido.

      É por isso que somos um dos últimos países no ranking mundial de educação...

      Agora imagine como não deve ser difícil conversar com essas pessoas...

      "Luizinho, NÃO vá à escola ATÉ que eu volte para casa". Pronto, o Luiz entendeu que ele NUNCA deve ir à escola.

      Ou então se eu digo:

      "Eu NÃO fui à escola ATÉ completar 5 anos", aí eles entendem que eu NUNCA fui para a escola.

      Excluir
    3. Exato. Essas cambalhotas mentais da apologética católica são em grande parte responsável pelo nível trágico da educação nos países católicos em comparação aos países protestantes. Os caras são catequizados desde sempre a perverter a lógica e a gramática para explicar suas contradições e devaneios, e assim são ensinados desde cedo a serem burros.

      Excluir
  4. Errais por desconhecer as Escrituras e o poder de Deus. A igreja de Cristo é una, mas a diversidade são incontáveis. Se a igreja romana em si só fosse una, ainda assim não poderia se auto-intitular autêntica, quem valida uma igreja é a Bíblia, a diferença entre a Bíblia Protestante e Católica, os apócrifos, não da base pra tanta heresias. A reforma objetou esse propósito, ser una, mas Deus quis derramar o Espírito a todas as nações, a saber, os católicos nunca souberam evangelizar, pois o Espírito Santo não comunga com o pecado, e os povos eram forçados a confessar o catolicismo sob pena de tortura e morte. Fazendo justiça entre os católicos há alguns que se opuseram contra os métodos anti-cristão, poucos, mas houve, e como sempre, não era ouvido, por isso culminou a reforma, mas mesmo depois da reforma, insistiram no erro, até hoje

    ResponderExcluir
  5. Ah ....não poderia deixar desapercebido neste outro comentário....nos premie com novas pérolas em breve....

    ResponderExcluir
  6. O grande problema da doutrina do purgatório são as consequências que a mesma apresenta! O comodismo espiritual é o principal! As pessoas deixam de viver em santidade porque irão se purgar após a morte para ir para o céu e isso vai levar muita gente ao inferno, infelizmente!
    Essa doutrina que, como bem lembrou o Lucas,anula o sacrifício vicário de Cristo, deve ser combatida!
    Quanto ao vídeo e ao comediante do vídeo, com certeza não deve ter sido difícil pro lucas refutar tanta asneira e só digo que é lamentável e é uma pena que tenha tanta gente que acredite em tudo isso...

    ResponderExcluir
  7. AVISO IMPORTANTE:

    Já escrevi isso há algumas semanas atrás, mas como o problema ainda não foi resolvido, repito: algumas pessoas me escreveram recentemente dizendo que deixaram comentários aqui no blog que não foram publicados. Eles na verdade nem aparecem para a moderação, então eu só fico sabendo que alguém enviou o comentário quando esta pessoa me avisa por e-mail ou pelo facebook e precisa reenviar o mesmo comentário outra vez para que seja publicado. Caso isso tenha acontecido com você e seu comentário não tenha sido publicado aqui, não hesite em republicá-lo. Enquanto este problema continuar ocorrendo, eu terei que publicar notas periódicas sobre isso no blog. Por enquanto, o único jeito é reenviar o mesmo comentáiro uma vez que ele ainda não tenha sido publicado dentro de um ou dois dias.

    Atenciosamente,
    Lucas Banzoli.

    ResponderExcluir
  8. Lucas, excelente artigo. Parabéns

    Observa agora como o purgatório leva mais uma pancada forte. Observa essa passagem escrita por Paulo,

    “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor”, 1 Tess 4:16,17

    O catolicismo envia para o purgatório milhares de pessoas que, dizem, não teriam condições de entrar no céu sem antes purgar suas faltas. Porém, o que vai ser feito desses pecadores que deveriam passar pelo purgatório e que estarão vivos na Vinda de Jesus? Como vão encontrar o Senhor nos ares?

    Percebeu? Deixa eu explicar melhor: O Catolicismo apenas envia para o purgatório os que morrem rsrsrsrs… Eles sabem o que fazer com mortos! Garantem que estão num lugar seguro até chegar ao céu. O problema é que não garantem nada para os vivos. Aliás, tem purgatório pra vivo?! Imagina você que milhões de pecadores com faltas que devem ser purgados no tal purgatório, obviamente estarão vivos na ocasião da vinda de Jesus! Observa você que coisa mais séria temos aqui. O catolicismo garante o envio para o purgatório de quem morreu e afirmam que de lá sairão algum dia, mas o que podem dizer dos vivos - na vinda de Jesus - com faltas que ainda não foram purgadas?

    Um tremendo rabo de foguete para Roma resolver!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, a coisa é muito séria, Lucas. O catolicismo envia para o purgatório milhares de pessoas que morrem sem condições de ir direto pro céu, entende Lucas? O problema é que milhões de católicos vivos com pecados veniais, sem condições de ir para o céu na vinda de Jesus, não terão tempo de passar pelo purgatório e consequentemente não subirão para encontrar o Senhor nos ares. Imagina só, Lucas Banzoli, que problemão? O que vai ser feito desses pecadores que deveriam passar pelo purgatório, e que consequentemente não serão arrebatados? Eles não podem mais purgar suas faltas. O tempo não permite, pois eles não terão nem mais um dia para sumir com seus pecados. A não ser que o catolicismo comece a inventar imediatamente missas para purgar pecados de católicos vivos. Entende, Lucas? Ai o camarada já fica garantido.
      E o Paulo Leitão, ai no vídeo, diz no início: "Nada de impuro entra no céu."

      Excluir
    2. Veja a diferença, Alon:

      1) Para os evangélicos, nada de impuro pode entrar no Céu; logo, os salvos são purificados pelo sangue de Jesus.

      2) Para os católicos, nada de impuro pode entrar no Céu; logo, as pessoas expiam seus próprios pecados no purgatório!

      Tem algo suspeito aí...

      Excluir
    3. Louvado seja Deus pelo sangue do seu Filho que nos purifica de TODO pecado! Um sacrifício apenas!

      Excluir
    4. "O que podem dizer dos vivos - na vinda de Jesus - com faltas que ainda não foram purgadas?"
      Muito boa essa sua dúvida, rs Eles não são de pensar muito...

      Excluir
    5. To de volta! Tava com saudades de vocês! :D
      Na verdade ando ocupada, aí quase não tenho tempo, passo leio e vôo...
      Que é isso de Cunha irmão? hauhauah pq ninguém vê que o meu nome tem 2 L ;-;
      Meu nome todo é Lillian Chuéké...

      Excluir
  9. Ahhh então esse é o famoso Leitão ! Que tira os textos da fuça...
    "Paulo Leitão fala de um jeito que parece que ele mesmo não acredita em nada do que está falando."
    HAUAHUAH Gente! Essas pessoas... eu nem sei o que dizer... Eu esperando argumentos sólidos, quando ele cita Mateus 12:32 para provar o purgatório .... O_Ó Se ele não consegue ser santo o problema é dele...
    Será que eles já ouviram falar de Jesus, Filho de Deus? Parece que eles só conhecem “Jesus neném” e “Jesus crucificado”... Alguém diga a eles que o Senhor está assentado à direita de Deus Pai! Intercedendo por nós!

    Essa coisa do "não teve filhos ATÉ o dia da sua morte." é o básico do básico da interpretação!
    Até meu cachorro interpreta isso!

    ResponderExcluir
  10. Ah é, esqueci de dizer, mas aos 14 minutos meu cérebro estava começando a derreter... Esses vídeos assim são muito prejudiciais para sanidade mental... Faz lavagem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Lilian. O Paulo Leitão cursou teologia no mesmo lugar em que o Cris Macabeus aprendeu a língua portuguesa. Aí dá nisso.

      Excluir
  11. Perplexa!! Ate onde vai o malabarismo desse povo pra enganar as pessoas sem conhecimento da palavra de Deus? O pior que os leigos ficam tao felizes achando que suas crenças tem de fato fundamento. Lamentável...

    ResponderExcluir
  12. Muito bom o estudo Lucas, pois eu rir muito com este palhaço-falso profeta!!!

    ResponderExcluir
  13. Lucas,O que foi o concílio do vaticano ii ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja essa boa explicação aqui:

      http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-foi-o-concilio-vaticano-ii

      Excluir
  14. Voce e' um tipico demonio protestrante mentiroso porque o seu pai e' satanaz, o pai da mentira. Voces pode latir, grunhir relinchar, espernear, estribuchar, andar de quatro, se retorcer e abri ass bocas imundas de voces para atacar a UNICA igreja verdadeira. Esta escrito :Tu es Pedra e sobre esta pedra eu construo a minha igreja e as portas do inferno nao prevalecerao contra ela, palavras de Jesus. Voces estao indo in legioes para o inferno. Eu poderia refutar todas as mentiras mas nao tenho estomago para te tolerar demonio. Tenho nojo de ti. Voces seitas do inferno destruiram a sociedade brasileira e muitas no mundo. Tem masis pedofilos entre voces do em qualquer otra organizacao no planeta. Vai tomasr nesse cu fedorfento seu filho de uma puta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a moral católica, amigos...

      Obrigado por nos dar o exemplo prático. Deus lhe abençoe também =)

      Excluir
    2. kkkk, ui, ficou nervosa, kkkkk. Gostei dos argumentos. Os caras insistem no "sobre esta pedra". Ninguém aguenta mais ler isso.

      Excluir
  15. Lucas eu vejo Deus artigo e vir muitas coisas contrariar a de ROma. Vamos debáte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vê Deus? Que Deus? Deus artigo? Que Deus-Artigo é esse? Debáte com acento no "a"? Você quer debater sobre o Deus-Artigo? "Vir" pra onde? Que raios você tentou dizer com isso? Pensas que eu sou reptiliano para entender a sua linguagem?

      Se por acaso isso for algum tipo de "desafio a debate contra o Lucas", pode dizer a todo mundo que eu declinei. Não debato com quem não aprendeu a escrever. Além de refutar os argumentos, eu ainda teria que passar o maior tempo decifrando o que você quis dizer, não vale a pena. Volte pro seu povo, pro seu planeta, pro seu mundo. É melhor assim. Paz entre as espécies.

      Excluir
  16. Ele postou no facebook:

    "Os protestantes não creem em purgatório, sinal que não creem na bíblia.
    Se purgatório não existe, que MUNDO VINDOURO É ESSE comentado por Jesus? Se não é nem céu nem inferno o que é então?
    Mt 12,32: “Todo o que tiver falado contra o Filho do Homem será perdoado. Se, porém, falar contra o Espírito Santo, não alcançará perdão NEM NESTE MUNDO NEM NO MUNDO VINDOURO”.

    A frase “No mundo vindouro” (Vem do Grego “En to mellonti”- εν τω μελλοντι), se refere ao estado pós-vida. O perdão não é dado nos céus mas antes de entrarmos nele e no inferno não há mais perdão.
    ἐν τῷ μέλλοντι. Transliteração: en tȭ méllonti. Pronúncia: én tó mélonti.

    A misericórdia, porém, triunfa sobre o julgamento (Tiago 2,13). O purgatório é fruto da misericórdia de Deus.
    Se NADA DE IMPURO entra no céu (Ap 21,17) e SOMENTE OS SANTOS verão a Deus (Hb 12,14) o que seria dos bons cristãos que cometem pecados veniais aqui na terra se não fosse o purgatório?"

    Paulo Leitão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já foi respondido no próprio texto:

      Será que o comediante não percebeu ainda que a expressão “mundo vindouro” diz respeito a algo que não existe neste presente momento? Se eu digo “a Copa vindoura”, eu estou falando de uma Copa que já aconteceu (como a de 2002, por exemplo), de uma que está acontecendo ou de uma que vai acontecer no futuro? É óbvio que do futuro. Jesus estava falando do mundo vindouro, não de um presente. O purgatório, para os católicos, já é presente. Não é um “mundo vindouro”. É impressionante a capacidade que o Leitão tem de distorcer os textos bíblicos!

      A expressão “mundo vindouro” nada mais é senão a nova terra que João se refere no Apocalipse, que Jesus se refere em Mateus 5:5, que Pedro se refere em 2ª Pedro 3:13 e que o Antigo Testamento faz menções dezenas e dezenas de vezes. Essa nova terra não surgiu ainda, ela é pós-milenar (Ap.21:1). Por isso que esse mundo é “vindouro”. Veja se Pedro esperava o purgatório:

      “Todavia, de acordo com a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, onde habita a justiça...” (2ª Pedro 3:13)

      Em resumo, Jesus, ao falar que o pecador não receberá perdão nem nesta era nem na era (ou “mundo”) futura estava apenas fazendo uso de um hebraísmo comum para dizer que aquele pecador não seria perdoado nunca, ou seja, que ele não teria perdão nesta vida, da mesma forma que não teria perdão após a ressurreição.

      De fato, nada de impuro entrará no céu. É por isso que existe O SANGUE DE JESUS que nos purifica de TODO pecado (veja 1 João 1:7), e não o fantasioso purgatório, que só existe na cabeça dos papistas para substituir o sangue de Cristo, como se o mesmo fosse insuficiente para limpar os pecados e precisasse do purgatório para dar uma ajudinha.

      Excluir

Seu comentário será publicado após passar pela moderação. Ofensas, deboches, divulgação de páginas católicas (links), control c + control v e manifestações de fanatismo não serão aceitos. Todos os tipos de perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente. Caso o seu comentário ainda não tenha sido liberado dentro de 24h, é possível que ele não tenha chegado à moderação, e neste caso reenvie o comment.