30 de setembro de 2015

O Evangelho de João Comentado


O Evangelho de João Comentado é parte do projeto do “O Novo Testamento Comentado”, que é uma Bíblia de Estudos neotestamentária com meus comentários nas notas de rodapé dos versículos. Sempre quando termino de escrever um novo capítulo o publico em meu blog "O Cristianismo em Foco", e nos próximos dias disponibilizarei aqui um arquivo em pdf e uma versão impressa dos evangelhos já comentados.

Clique no capítulo desejado e boa leitura:


Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,
Lucas Banzoli (www.lucasbanzoli.com)


-Meus livros:

- Veja uma lista completa de livros meus clicando aqui.

- Acesse o meu canal no YouTube clicando aqui.


-Não deixe de acessar meus outros sites:

LucasBanzoli.Com (Um compêndio de todos os meus artigos já escritos)
Apologia Cristã (Artigos de apologética cristã sobre doutrina e moral)
O Cristianismo em Foco (Artigos devocionais e estudos bíblicos)
Desvendando a Lenda (Refutando a imortalidade da alma)
Ateísmo Refutado (Evidências da existência de Deus e veracidade da Bíblia)
Estudando Escatologia (Estudos sobre o Apocalipse)
Fim da Fraude (Refutando as mentiras dos apologistas católicos)

6 comentários:

  1. Muito bom. Deus te abençoe neste projeto

    ResponderExcluir
  2. Lucas pfv me envie o livro a verdade sobre o inferno por email

    ResponderExcluir
  3. Olá, Lucas. Antes de mais nada, parabéns pelo trabalho que voce vem desenvolvendo. Apesar de discordar de algumas posições assumidas por você, isso não me impede de lhe elogiar... rs...Não sei se vc está sabendo, mas ultimamente o Prof. Fábio Sabino tem afirmado muitas coisas estranhas no Facebook dele e tem levado muitas pessoas qur criam na Bíblia antes, agora se tornarem céticas. O mesmo afirmou que Paulo não era apóstolo, na realidade ele se intitulou apóstolo, dentre outras coisas. Assisti um debate dele contra um cara que afirmava ser Doutor em grego, e foi um massacre. Deu pena. O sabino passou com o trator em cima sem tomar conhecimento. Você tem algum artigo ou recomendação de livros que falem a respeito de manuscritos, o apostolado de Paulo, a formação do canon ou coisas semelhantes a isso? Pode ser em inglês tbm. Já pensou em escrever um artigo sobre as declarações de Sabino?
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jaime. O Sabino não se tornou assim agora, ele sempre foi assim. Ele não se considera cristão, não crê que Jesus é o Messias e inclusive já fez vídeos para dizer que Jesus é filho do diabo:

      https://www.youtube.com/watch?v=CEk4ceBn1aA

      O problema dele é que ele é um teólogo liberal, que segue o método histórico-crítico, que cada vez mais tende à falência. Este método basicamente consiste em inferir erros na Bíblia a priori. Na prática, o único trabalho do teólogo liberal é "destruir" a Bíblia. Ironicamente, quando ele confere outros documentos históricos da época, atribui-lhes a mesma infalibilidade que o cristão atribui às Escrituras.

      Não sei que relevância tem um debate sobre se Paulo era apóstolo ou não. Se ele escreveu que era apóstolo, e se isto está no cânon, então é apóstolo e pronto. Fim. Discutir isso só tem relevância para quem de antemão não crê na Bíblia, ou seja, para quem parte do pressuposto de que o que Paulo escrevia não era a verdade, mas uma mentira. Para quem crê que é a verdade, o simples fato de constar nas Escrituras que ele era apóstolo já basta. Colocar isso em xeque é entrar em um debate histórico-crítico, e é por isso que o oponente do Sabino também era um liberal, embora em menor grau do que o Sabino.

      Adicionalmente a isto, pode-se observar que Pedro reconheceu as cartas de Paulo como "Escritura" e inclusive o chamou de "irmão amado" (2Pe.3:15-16). Será que Pedro iria reconhecer como amado, como irmão e como Escritura os escritos de alguém que fosse um farsante, um fraudulento que se passava por "apóstolo"? É claro que não. Pedro conhecia as cartas de Paulo, sabia que ele se considerava apóstolo, e mesmo assim reconhece o ministério de Paulo. O oponente do Sabino sequer citou este verso em todo o debate. Ele mostrava não saber nada de Bíblia.

      Junto a isso, há o fato de que Paulo esteve presente em Atos 15 no Concílio de Jerusalém junto a todos os apóstolos, e em Gálatas 2:9 ele diz que Tiago, Pedro e João (as colunas da Igreja) lhe estenderam a destra de comunhão, que é o reconhecimento do ministério paulino. Diante de tudo isso, insistir na esdrúxula tese de que Paulo era um farsante se passando por "apóstolo", ainda mais com argumentos miseravelmente ridículos do tipo "por que Jesus não chamou Paulo para o grupo dos doze discípulos", é simplesmente absurdo.

      E para terminar, TODOS os Pais da Igreja reconheceram Paulo como apóstolo. Policarpo, que foi discípulo de João, citou um trecho de Paulo aos Efésios como sendo Escritura Sagrada. E Inácio, que viveu com os apóstolos, chamou Paulo explicitamente de apóstolo, assim como Pedro. Ninguém reconhecia Paulo como um farsante. Só o Sabino e sua mente deformada, fanatizada pelos ataques à Bíblia que só convencem a leigos desinformados e incautos.

      Quanto ao cânon, você pode ler o livro "Quebrando o Código da Vinci", que aborda bastante sobre isso também:

      http://www.livrosgospel.net/livevan/Quebrando%20o%20código%20Da%20vinci.pdf

      Eu tenho artigo sobre isso aqui:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2015/04/refutando-argumentos-contra-veracidade.html

      Eu não sou da área da Crítica Textual, mas tenho um artigo sobre isso aqui:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/a-autenticidade-do-novo-testamento.html

      Se quiser se aprofundar na Crítica Textual, lhe sugiro os artigos, livros e debates de Daniel Wallace.

      Abraços.

      Excluir
  4. Obrigado pelas indicações dos artigos e dos livros!

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após passar pela moderação. Ofensas, deboches, divulgação de páginas católicas (links) e manifestações de fanatismo não serão aceitos. Todos os tipos de perguntas educadas são bem-vindas e serão respondidas cordialmente. Caso o seu comentário ainda não tenha sido liberado dentro de 24h, é possível que ele não tenha chegado à moderação, e neste caso reenvie o comment.