14 de abril de 2016

211 comentários:

  1. Poderia me mostrar onde está na Bíblia a palavra trindade ou santíssima trindade? Onde se encontra este mistério?

    https://www.youtube.com/watch?v=gbdQk0EVsmI

    Jesus era 100% humano!!!

    https://www.youtube.com/watch?v=Gw3HFsI_d_0&nohtml5=False

    Se não querem acompanhar o link basta escrever na busca do youtube:

    Miguel Servet: Queimado vivo por negar a santíssima trindade.

    e

    Super homem 100% deus x Jesus de Nazaré 100% homem.

    Num dos videos tem uma declaração do atual papa que é simplesmente inacreditável!

    Assista, pois o que tem aí é muito interessante. Interessante até demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já respondi isso no outro post

      Excluir
  2. Qual cristão neste vasto planeta não crê no Deus pai, no Filho de Deus e no Espírito Santo? Tem aqueles que também creem em três deuses: O Deus pai, Deus Filho e o Deus Espírito Santo. Isso soa rídiculo, apesar de muitos nem perceberem.
    .
    Eu creio em Deus Pai, em seu Filho Jesus Cristo e no Espírito Santo, mas não creio na trindade estabelecida pelo catolicismo romano no Concílio de Nicéia, que coloca Jesus como a segunda pessoa, o Deus filho, preexistente e em igualdade com o Pai em essência, sempre eterno, o que é altamente perigoso, pois destrói sua missão como nosso substituto, mascarando seu sacríficio por nossos pecados, sem contar nas trapalhadas geradas contra o nascimento virginal. E, vale lembrar que não encontramos nas Escrituras a expressão, Deus filho, mas sim Filho de Deus.
    .
    Outra coisa; quase todos os textos suspeitos de corrupção nas Escrituras envolvem a divindade de Jesus ou a trindade. Repito: toda contradição de versões e truques de manuscritos forçam a crença na trindade e divindade de Jesus destituida de humanidade total. Tudo foi feito para favorecer a doutrina da trindade através de interpretações engenhosamente arranjadas para fazer da doutrina algo real.
    .
    Por que?
    .
    Por que Mateus 28:19 traz a forma batismal trinitaria, como segue, “batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, se Jesus jamais disse tais palavras, mas sim, “Batizando-os em meu nome?”
    .
    https://nascidodemulher.wordpress.com/2014/03/01/toda-verdade-sobre-mateus-2819/
    .
    Por que algumas versões trazem em Atos 20.28, “Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue”, se o correto seria “com o sangue do seu próprio”, uma alusão ao filho?
    .
    Por que algumas traduções trazem em Tito 2:3 o seguinte: “aguardando o aparecimento da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus,” quando o texto original diz; “Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento do grande Deus e DO nosso Salvador Jesus Cristo?“
    .
    Por que motivo II Pedro 1.1, também, em traduções diversas, diz: “Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco alcançaram fé igualmente preciosa pela justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo”, se outras versões trazem o verso de maneira diferente. Por exemplo, a versão católica da Bíblia Sagrada da Editora Ave Maria traduziu: “Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, àqueles que, pela justiça do nosso Deus E DO Salvador Jesus Cristo...”.

    Continua...

    ResponderExcluir
  3. E o que dizer da armação protestante e católica nessa passagem?
    .
    “1 João 5.20 “E sabemos que já o Filho de Deus é vindo e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.”
    .
    Quer saber como desfazer esse enrolo? Garanto-te que a leitura é fascinante e interesssante:
    .
    https://nascidodemulher.wordpress.com/2014/03/22/este-e-o-deus-verdadeiro/
    .
    Já ouviu a expressão, parece mas não é?
    .
    Rm. 9.5: “de quem são os patriarcas; e de quem descende o Cristo segundo a carne, o qual é sobre todas as coisas, Deus bendito eternamente. Amém”
    .
    Não é o que muitos pensam. Aqui vai outra explicação mutíssimo interessante
    .
    https://nascidodemulher.wordpress.com/2014/12/27/deus-bendito-eternamente/
    .
    E Judas 4? Ali é dito “… que convertem em dissolução a graça de Deus e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.”
    .
    Um desastre de tradução, que por infelicidade foi eliminada pelas próprias traduções católicas. A “Bíblia do Pão” (Editoras católicas Vozes e Santuário) assim, verteram: “… que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam nosso único soberano e Senhor, Jesus Cristo”.
    .
    A CNBB verte assim o verso: “… pois abusam da graça de nosso Deus para a devassidão e negam o nosso único soberano e Senhor, Jesus Cristo.”
    .
    A BJ traduziu: “… que convertem a graça de nosso Deus num pretexto para licenciosidade e negam Jesus Cristo, nosso único mestre e Senhor”.
    .
    O padre Matos Soares, da vulgada latina, traduziu: “… os quais trocam a graça do nosso Deus em luxúria, e negam a Jesus Cristo, nosso único Dominador e Senhor.”

    ResponderExcluir
  4. Se Jesus é preexistente então nunca foi humano enquanto viveu aqui, e isso é um desastre para seu sacrifício como nosso substituto. Por incrível que possa parecer, milhares de cristãos acreditam que Jesus tinha poder por que ele participou de uma existência anterior com o Pai; que havia entre os dois um contrato secreto preparado de antemão, o qual delegava a Jesus um poder celestial oculto, somente conhecido entre os dois, Pai e Filho, sendo que a partir dele, seu pai, Jesus herdou tendências espirituais espaciais latentes que o fortaleceram para conquistar a carne e manifestar qualidades divinas superiores aos humanos. Assim, para muitos, Jesus passou a ser outro Deus, alguém gerado de forma diferente dos humanos mesmo que tenha sido concebido por mulher.

    Seu comentário é consequência dos grandes concílios eclesiásticos do passado que transformou Jesus num ser ontológico, um extraterrestre. Quem esteve por trás do grande Concílio de Nicéia, o qual decidiu que Jesus é preexistente, um Deus, que ficou parecendo um androide vindo de outra galaxia, foi o diabo!

    Nessa trindade eu não acredito mesmo, mas creio firmemente no Deus Pai, o Deus de Abraão, Isac e Jacó, em Jesus, filho de Deus (não deus filho) e no Espírito Santo.

    A origem de Jesus é terrena; os judeus esperavam um Messias. Este Messias era esperado para vir da tribo de Judá e da linhagem real do rei Davi. As genealogias de Mateus e Lucas, de fato, inclui Jesus entre os descendentes de Davi (Mt 1.1, 6; Lc 3,31).

    Jesus veio em carne, disse João: “Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus”, 1 João 4:2.

    Confessar que ele veio em carne significa confessar que ele é deste mundo, nascido de mulher. Sua origem é terrena. Por isso que a TLH traduzu dessa forma o versículo:

    “É assim que vocês poderão saber se, de fato, o espírito é de Deus: quem afirma que Jesus Cristo veio como um ser humano tem o Espírito que vem de Deus”.

    Por não acreditarem que ele veio em carne, mas que era Deus antes de vir a esse mundo, e tornou à condição de Deus após sua ressurreiçao, muitos ainda buscam mediadores terrenos. Esse movimento em cima de personalidades espirituais que são santificados, sejam vivos ou mortos, tem origem na rejeiçao de Cristo como verdadeiro substituto dos pecadores, um como nós. Se ele não foi um de nós, a ponte entre Deus e os homens ainda não foi criada, só na teoria. Por esse motivo a cristandade em geral se esforça para mostrar a Deus que entre eles tem muitos mediadores. Alguém aqui embaixo tem que transformar pedras em pães!

    Leia meu artigo na abertura do site: “Consequencias de um grave erro”, que vais entender melhor. Convido voce também para dar uma olhada nos artigos: “Nascido de Mulher”, “A Divindade do Messias” e “A semente da Mulher”.

    www.nascidodemulher.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Foi um homem quem resolveu a situação dos pecadores e não um ser do céu!

    1 Coríntios 15:21, diz “Porque, assim como por um homem veio a morte, por um homem veio também a ressurreição dentre os mortos“.

    Isso é uma comparação entre Jesus e Adão. Não seria realmente justo sendo Adão um homem simples e Jesus a encarnação da divindade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pq n seria justo?

      Excluir
    2. É, ele não tem resposta. Como também não tem resposta para as tantas citações puramente bíblicas do anônimo abaixo. Jesus é homem, então, a comparação é justa. Acontece que Jesus também é a encarnação da divindade. E daí?

      Excluir
    3. Encarnação da divindade comparada a Adão?

      1 Coríntios 15:45, Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.

      Sabe o que o texto está dizendo ai?

      O primeiro Adão e o segundo Adão! Matou a charada?

      Jesus é fruto do ventre de uma mulher e não da eternidade. Se é fruto do ventre não pode ser divino.

      A origem de Jesus pode ser rastreado entre os seres humanos. Vai aqui pra você três traduções muito significativas para Mateus 1:1

      “Esta é a lista dos antepassados de Jesus Cristo, descendente de Davi, que era descendente de Abraão”.

      “Livro da geração de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão”.

      “Livro da origem de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão”.

      Origem, do grego geneseos, de genesis. Essa é a palavra no original,
      “biblos geneseôs iêsou christou uiou ab=dauid ts=dabid uiou abraam”

      A mesma palavra foi usada na narrativa do seu nascimento em Mateus 1:18,

      “Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: estando Maria, sua mãe, desposada com José, sem que tivessem antes coabitado, achou-se grávida pelo Espírito Santo”.

      “tou de iêsou christou ê a=genesis tsb=gennêsis outôs ên mnêsteutheisês tsb=gar tês mêtros autou marias tô iôsêph prin ê sunelthein autous eurethê en gastri echousa ek pneumatos agiou”.

      No Léxicon Grego-Inglês de Bauer gênese é definido como: “Alguém que passa a existir em um momento específico”, ou seja, “estado de ser, vindo a existência”, de “ascendência como ponto de origem”.

      Sua verdadeira origem – sua gênese – implica o evento de sua entrada de como veio a existir, fazendo referência assim ao momento de sua concepção no útero de sua mãe, e não apenas para o caso de seu nascimento. Assim, o contexto passa a ficar mais claro se aplicamos o detalhe de como Jesus veio a existência – seu começo. Já observamos que o original grego aqui tem a palavra gênesis, o que permite traduzir o texto da seguinte forma: “… a origem de Jesus Cristo foi…”. E tenha certeza, Deus não fez isso por acaso!

      Excluir
    4. Mateus 1:1 também é mais bem traduzido como “O livro da origem de Jesus Cristo”. A expressão mostra que Jesus teve origem “pela linhagem de Abraão”. Portanto, o relato de Mateus no capítulo um apenas demonstra que Jesus não existiu em qualquer momento antes de sua procriação pelo Espírito Santo.

      Posso continuar? Tem muita gente que está lendo o que você não quer. O meu site está entupido de acessos apenas hoje.

      Mas vamos em frente. No evangelho de Mateus, a genealogia de Jesus volta até Davi chegando a Abraão. O registro genealógico dado por Lucas leva as coisas ainda mais para trás, até Adão (Lc 3:38). Tanto Mateus e Lucas tiveram ampla oportunidade para mencionar a preexistência, se tivessem acreditado nela, mas não há nada registrado em seus Evangelhos sobre isso. Intimamente ligada com a lista genealógica de Mateus é a afirmação de que Jesus entrou em existência no útero de Maria (Mateus 1:20). O tempo e o local da origem do Filho de Deus são feitas de forma transparente. Lucas também diz que o Filho de Deus veio à existência no ventre de sua mãe (Lucas 1:32, 35). Não é de admirar, pois se retornamos até Gênesis lembramos que Jesus foi prometido como a semente da mulher: “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”, Gên 3:15.

      Isso mostrou que o Messias seria um descendente da mulher e, por definição, deve ser aquele que vem a existir após a existência do seu ancestral. Além disso, a inimizade não existia entre o Messias e a semente da serpente, mas era para ser uma hostilidade futura.
      Isaías atesta claramente que a origem do Messias teve início no ventre de uma mulher,

      “E agora diz o Senhor, que me formou desde o ventre para ser seu servo…”, (Isaías 49:5).

      Desde o ventre e nao desde a eternidade! Se é desde o ventre, então é humano, e humanos não são divinos. Nunca vi divindade nenhuma usar o WC e muito menos ser circuncidada.

      Os sábios de nabucodonossor sabiam muito mais do que voces trinitarianos, que deuses não vivem, ou jamais viveram aqui na terra e nem habitam em corpos humanos:

      “Porque o assunto que o rei requer é difícil; e ninguém há que o possa declarar diante do rei, senão os deuses, cuja morada não é com a carne”, Daniel 2:11.



      Excluir
    5. Agora vejam a grande mentira do momento:

      Anônimo disse em 16 de abril de 2016 07:07

      “... Jesus também é a encarnação da divindade. E daí?”

      Excluir
    6. Acha que Moisés aqui fala de alguém cheio de divindade (que você confunde com entidade, achando que Jesus foi um espirito que baixou na terra – essa é a divindade que voces aplicam a Jesus) ou de um ser humano?

      “O Senhor teu Deus suscitará a ti um profeta do meio de ti, de TEUS IRMÃOS, semelhante a mim, a ele ouvireis” (Deuteronômio 18:5).

      E aqui, Natanael fala de um ser divino?

      “Filipe achou Natanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José”, João 1:45


      Excluir
    7. Alias, acho até que pode ser divindade mesmo a sua conclusão, mas divindade de divindade. Aquela coisa de pagão, que acredita que suas imagens tem um espírito. Vocês trinitarianos são assim - creem que Jesus tinha um espírito do alto dentro dele. Está aí o castigo dado pelo concílio de Niceia com a trindade. Viu onde veio parar a sua definição de divindade? Isso tá parecendo uma das mais descaradas blasfêmias contra o sacrifício do Senhor Jesus. Existe vestígio de espiritismo misturado com sua argumentação.

      Chega, vou dormir. Aqui já é 12:20 da noite.

      Excluir
    8. Cara pq vc da voltas e voltas e n responde minha pergunta? Caramba, parece q vc n lê oq escrevo.

      Excluir
  6. Anônimo escreveu em 10 de abril de 2016 16:33:
    .
    "Vi o vídeo "Super homem 100% deus x Jesus de Nazaré 100% homem." e notei alguns pontos:
1-No início está escrito que Deus n poderia sofrer e morrer, portanto se algum ser sofreu ou morreu n era divino. Logo Cristo n era divino, já que sofreu e morreu. Embora eu n seja um teólogo, a minha resposta a isso é que apenas a humanidade de Jesus que sofreu e morreu, nunca sua divindade".
    _______________________________________________________________________________________

    Essa ultima parte da sua conclusão é terrível!
    .
    "apenas a humanidade de Jesus que sofreu e morreu, nunca sua divindade"
    .
    Acredito que você ainda não tenha percebido os efeitos maléficos criados pelo concílio de Niceia com o estabelecimento da trindade.
    .
    Mas me diz, caro amigo: o que é a divindade de Jesus que não morreu? Seria outro Jesus que ficou vivo em algum lugar entre o céu e a terra?
    .
    Eu vou colocar aqui um trecho do meu artigo "Quem é o Alfa e o Ômega ?" para lhe responder melhor.
    .
    É longo o texto, mas muito esclarecedor e de boa leitura:
    .
    "Quando questionados sobre como o Eterno, que é de eternidade a eternidade, morreu, a ortodoxia cristã fica em apuros. Como poderia um ser eterno morrer? E é aqui que começam os tropeços nos argumentos, dando a luz àquela velha fábula trinitariana: “quem morreu foi a natureza humana de Jesus e não a divina”. Isto se torna um desastre para aqueles que não separam Jesus de Deus, afirmando serem eles uma só pessoa, literalmente, insinuando ter sido o Messias um ser eterno, que mesmo estando na sepultura, continuava vivo.
    .
    Observe aqui a realidade dos contextos: “… Eu sou o primeiro e o ultimo; e o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre”, Ap 1:18.
    .
    “… Isto diz o primeiro e o último, que foi morto, e reviveu”, Ap 2:8.
    .
    Obviamente, O Deus eterno, que é Espírito, nunca iria dizer: “Eu estava morto“. Deus é imortal e Ele não pode morrer; portanto, em Apocalipse 1:18 a referência aponta para o filho do homem glorificado: “Eu sou aquele que vive, e foi morto, e eis que estou vivo para sempre“.

    A proposta da maioria na cristologia convencional é irritante, pois sugere que Jesus morreu, mas uma parte dele ficou viva em outro lugar. No entanto, deve-se observar que há um contraste entre o seu ser morto com estar vivo para todo o sempre, como atesta o verso acima, o que esclarece que ele morreu mesmo. Quando Jesus diz que ele estava “morto” é traduzida da palavra grega, “Nekros”, que significa “um cadáver”. A nossa palavra “necrotério” é derivado de Nekros. Jesus diz em Apocalipse: “Eu era um cadáver”. Ele não diz apenas que estava morto, mas acrescenta ênfase à morte.
    .
    Deus é imortal, e, portanto, Jesus não pode ser chamado de Deus. As Escrituras que provam que Deus não pode morrer são as seguintes:
    .
    “Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém”, 1 Timóteo 1:17.

    “Aquele que é o bendito e único Soberano, o Rei dos reis e Senhor dos senhores; o único que possui a imortalidade e habita em luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver. A ele seja honra e poder eterno! Amém”, 1 Timóteo 6: 15-16.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem estou no aguardo da sua refutação da trindade, pq tudo vc ataca espantalhos

      Excluir
    2. pq tudo q vc faz é atacar espantalhos*

      Excluir
  7. Porém, lamentavelmente, a alegação de que Jesus foi 100% Deus Todo-Poderoso e ao mesmo tempo 100% ser humano, quando aqui andou, tornou-se uma constituição dentro da teologia protestante e católica romana. Muitos se referem a esta suposição como a “dupla natureza” ou “união hipostática” de Jesus. Ou seja, ele era humano, mas uma parte dele era eterna, a divina que nunca morreu. Assim, a fim de aplicar essa hipótese ao Apocalipse, o trinitário ou qualquer um que acredita nas alegadas “naturezas duais” de Cristo, tem de dividir a sentença em duas partes, de modo a aplicar a frase “o primeiro e o último” à ideia de Jesus como Deus. Em seguida, a última parte da frase, “que estava morto”, eles teriam que reclamar que se aplica apenas à “natureza” humana de Jesus, concluindo assim que somente esta natureza, a humana, foi que morreu. Isso tudo gera a tese absurda e cômica de que “o primeiro e o último” não morreu. Em outras palavras: Jesus morreu, mas uma parte dele, a divina, continuou viva em algum lugar entre o céu e a terra.
    .
    Está aí a proposta mais nociva e destruidora já apresentada contra o sacrifício do Senhor Jesus, que faz da sua morte no madeiro uma verdadeira farsa. E acreditem, pode até ser que a ortodoxia cristã, envenenada pelo trinitarismo e o catolicismo romano, nem tenha percebido o absurdo proposto.
    .
    E repito: em Apocalipse 2:8, Jesus disse: “O primeiro e o último, que foi morto”.
    Ele declara que “o primeiro e o último” esteve morto. Ele não disse, como a ortodoxia cristã parece ter dito: “Eu sou o primeiro e o último que não morreu, mas que como um ser humano, fui morto”. Portanto, qualquer que tenha uma visão dualista para este versículo, na verdade, acaba negando o que Jesus disse, que o “primeiro e ultimo esteve morto”.
    .
    Vou lhe dizer uma coisa, Anônimo: o Jesus do concílio de Niceia é um perigo!

    ResponderExcluir
  8. Saudações, desculpe me intrometer na conversa de vocês, mas poderiam responder uma coisa: Alguém vai perder a salvação se acreditar ou não que Jesus é Deus, ou que teve ou não uma preexistência? Obrigado

    Ricardo Soares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia esse artigo

      http://www.slideshare.net/pioneirosadventistas/quem-crer-na-trindade-crer-na-imortalidade-da-alma

      Não sou adventista, mas o artigo é bom de ler

      Respondendo sua pergunta: A vida eterna consiste em conhecer somente a um Deus e a Seu Filho: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”.(João 17:3)

      Um Deus, e não dois! Você não acha grave admitir a existência de dois Elohim? Voces fazem de Jesus a segunda pessoa da trindade porque entendem que ele foi preexistente, mas está errado: Sua origem é deste mundo – Ele é fruto do ventre! Ele veio em carne!

      Outra coisa, você sabe que nas Escrituras existem várias passagens onde podemos ver Jesus chamado o Pai de, Meu Deus. Apoc. 3:12 demonstra que mesmo depois de 60 anos após Jesus subir ao céus ainda havia “um só Deus” - Jesus estava subordinado a ele. De fato Paulo afirmou que “o cabeça de Cristo é Deus”. (Paulo disse isso vários anos depois da ascensão).

      Veja a passagem em Apocalipse: “Aquele que vencer — eu o farei coluna no templo do meu Deus, e ele, de modo algum, jamais sairá [dele], e escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu da parte do meu Deus, e aquele meu novo nome”, 3:12

      Tem algum lugar nas Esxrituras onde Deus chama o Filho de Meu Deus?

      Excluir
    2. Veja alguns takes do artigo:

      “Deus é uma só pessoa, um só Ser Pessoal. De acordo com o conceito da Trindade, Deus é composto por 3 Pessoas ou 3 Deuses. Nesse caso Deus deixa de ser ALGUÉM para ser ALGO. Deus seria, por exemplo, um “título”, que foi dado a 3 Pessoas. No entanto a bíblia nos ensina que Deus realmente é um só, é único, é somente o Pai”. (I Cor 8:6; I Tim 2:5)

      “Segundo a doutrina da trindade, as expressões PAI e FILHO são apenas funções para Deus. Um Deus ocupa uma função de Pai e o outro Deus a função de Filho. Desta forma negam o Pai e o Filho (I João 2:22). Porém a bíblia nos ensina que Jesus é literalmente o Filho de Deus (I João 4:15; João 3:16)”.

      “Que Jesus não morreu por completo na cruz, porque sendo Ele um Deus, e Deus não pode morrer, então explicam que só morreu uma parte, a humana, a outra parte ficou viva, a divina. (Percebe-se aí que há uma aproximação ao Espiritismo). A doutrina da Trindade, afirma que o Filho quando estava aqui entre nós era Deus e homem ao mesmo tempo, possuía 2 naturezas (divina e humana).”

      Até aí eu concordo com ele

      Excluir
  9. Assim como todo cristão, eu também cria na trindade e fui ensinado assim mas atualmente não creio! Muitos dizem que quem não crer na trindade está sendo herege mas se assim for, é inevitável a conclusão: Os apóstolos era hereges! De fato, o dogma trinitário não é bíblico e não era apostólico! Como pode um dogma que foi estabelecido séculos depois ser bíblico e apostólico? A coisa não passa de um arranjo teológico criado em consequência do distanciamento da mentalidade judaica do novo testamento!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ler as citações do anônimo abaixo, não vai deixar de ter a conclusão de que, para os judeus, sim, os cristãos eram hereges.

      Excluir
    2. E dai? Qual a novidade de muitos judeus terem considerado o Homem de Nazaré e seus seguidores hereges e blasfemadores? Quem negou isso? A questão aqui é se alguém que considera o não crer na trindade uma heresia, acharia os apóstolos hereges! O meu questionamento não girou em torno dos que não acreditavam em Jesus como messias mas sim em nós que o consideramos!

      Excluir
  10. Me perdoem, mas, se houver um erro na Bíblia, fica difícil de acreditar! Sim, fica difícil. No entanto, eu não penso que há erros ou inserções maldosas com o intuito de provar uma doutrina ou outra. Creio piamente que o Deus de Abraão, Isaque e Jacó, conservou sua mensagem tal qual a recebemos hoje e o fará até o dia do Senhor. Portanto, a doutrina de que o Pai, o Filho e o Espírito Santo é a doutrina pregada, não só pelo próprio Cristo Jesus, mas, também pelos seus apóstolos. O que está na Bíblia é fato, não há erros e crer que houve inserções maldosas, é não crer no poder do Deus de abraão, Isaque e Jaco. Ele mantém a palavra fiel e verdadeira desde Gênesis a Apocalipse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem inserções sim, isso pode ser escandaloso, mas existe! Claro que isso não desqualifica a obra como um todo mas adulterações e controvérsias existem!Claro que a essência da mensagem original está lá ! Ps: Judeu nenhum pregaria uma suposta trindade.

      Excluir
    2. E como provar o que é inserção e o que não é? Se existem inserções, toda a obra está desqualificada, deturpada, e não pode ser confiada. Claro que judeu nenhum pregaria a trindade. Mas nós não somos judeus.

      Excluir
    3. Por que que o fato de existir inserções desqualifica toda a obra? Você não consegue entender que por mais que existam inserções, textos originais estão ali contidos? A parte original deve ser ignorada por causa da inserção ou é a inserção que deve ser ignorada? Exato, não somos judeus! Mas de onde vem nossa fé? O messias das escrituras é o messias de quem? De Israel! Os gentios que foram enxertados em Israel e não o contrário! Compare textos, textos e mais textos, verifique a história, traduções e etc e etc e começará a perceber as supostas inserções.

      Excluir
    4. Se houve "inserções", você é capaz de dizer qual é o original, e mostrar para nós?

      Excluir
    5. Estamos acostumados a ler em nossas bíblias:

      E Jacó gerou a José, marido de Maria, da qual nasceu JESUS, que se chama o Cristo.
      Mateus 1:16

      No entanto, o mais velho testemunho ou versão semita de Mateus encontrado no Monte Sinai diz: José, a quem estava prometida a virgem Maria, gerou Jesus.

      E ai? Em qual Mateus acreditar? Creio que a versão mais antiga seja a mais original que a versão a qual estamos acostumados e que apoia claramente os interesses de Nicéia! Isso é so um exemplo que mostra como a coisa da trindade é questionável! QUer mais? Deixe de preguiça e comece a escavar.

      Excluir
  11. Sinceramente,creio absolutamente sem dúvida ALGUMA que Jesus é o próprio Deus, porém veio como filho, e tenho "apoio" biblico pra isso. Não creio que Cristo é um ser criado, como afirmam os TJ ou mornons. Mas quem assim não crer, respeito.
    Creio também, que mesmo não havendo o termo "trindade" nas Escrituras, seu conceito está alí. E não nos esqueçamos que muita coisa sobre Deus nossa mente pequena não pode entender completamente.
    Como Paulo mesmo diz que algumas coisas são discernisses espiritualmente, às vezes, quebrar a cabeça tentando por nós mesmos entendê-las , é algo em vão.
    E é assim que creio acontecer com a trindade. Como dito acima, concordo plenamente no extremo poder de Deus para com sua Palavra. Não acho que o Senhor deixaria essa Palavra tão preciosa "ao deus dará".
    A paz a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais uma consequência da confusão doutrinária trinitariana em suas palavras:

      "Sinceramente,creio absolutamente sem dúvida ALGUMA que Jesus é o próprio Deus, porém veio como filho, e tenho "apoio" biblico pra isso".

      Ou seja, ela talvez acredite que o Pai se transformou no filho e veio a terra. Consequentemente Pai e o filho são os mesmos.

      Não podia ter sido pior a conclusao. E olhe que tem milhões nesse mundo evangélico que crê como você.

      Jesus na cruz orou a ele mesmo; no getsemani pediu a ele mesmo que o cálice fosse passado; em João 17 orou pelos discípulos a ele mesmo e etc

      Viu que aberração?

      Alguém disse:

      “A trindade é um dogma confuso, pois o Pai não é o Filho, que não é o Espírito Santo, que não é o Pai. Mas todos eles são Deus. Eles não se fundem em uma coisa só, são três coisas em separado, mas formando uma única unidade. Isso é tão confuso que o próprio Santo Agostinho não entendeu nada, mas resolveu ser mais rei que a realeza saindo pela tangente, dizendo que somos pequenos demais para compreender isso. São Patrício usava o trevo para ensinar o conceito da Santíssima trindade (quando não estava ajudando a perseguir os pagãos da Irlanda).

      A Santíssima Trindade é um Mistério para ser aceito, não para ser compreendido", foi a voz de muitos sacerdotes ao longo da Idade Média e que continua ressoando no século XXI.”

      Esse é o lema, não é Nataly: Aceita sem saber o que é.

      É um mistério, por isso ninguém entende!

      Excluir
  12. João 1:1: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus."
    Então: Verbo = Deus.
    Se verbo = Deus, e se "o Verbo se fez carne e habitou entre nós" (v. 14), Então Verbo/Deus "se fez carne" (encarnou), nasceu e "habitou entre nós". Se ele "se fez carne", ele se fez homem. Quem é esse homem? Jesus. Ou você acha que é outro? Portanto, se o verbo é Deus, e se Deus se encarnou, Jesus é Deus.

    ===

    "Por esta razão os judeus, com maior ardor, procuravam tirar-lhe a vida, porque não somente violava o repouso do sábado, mas afirmava ainda que Deus era seu Pai e se fazia igual a Deus." João, 5:18

    Ora, se Jesus "se fazia igual a Deus" e, segundo você, não era Deus, então Jesus era um mentiroso. Pois quem se faz igual a Deus, sem ser Deus, só pode ser mentiroso.

    João 8: 58: "Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: antes que Abraão fosse, eu sou.
    59. A essas palavras, pegaram então em pedras para lhas atirar."

    Como Jesus pode ser mais velho que Abraão se for só um homem?

    João 10 "30. Eu e o Pai somos um. 31.Os judeus pegaram pela segunda vez em pedras para o apedejar."
    Alguém aqui falou que a doutrina da trindade é rejeitada pelos judeus. De fato, consta dos Evangelhos que os judeus rejeitavam Jesus porque ele se igualava a Deus.

    João 20: "27. Depois disse a Tomé: Introduz aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos. Põe a tua mão no meu lado. Não sejas incrédulo, mas homem de fé.
    28. Respondeu-lhe Tomé: Meu Senhor e meu Deus!"

    Então, Jesus não é Deus, se o próprio Tomé o disse?

    Mateus 1:23: "Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará Emanuel (Is 7, 14), que significa: Deus conosco." Por que é que alguém se chama "Deus conosco", se não é Deus mesmo? E se Emanuel é um nome "qualquer", por que então Jesus não se chamou Emanuel?

    Rom. 9, 4-5: "4. Eles são os israelitas; a eles foram dadas a adoção, a glória, as alianças, a lei, o culto, as promessas
    5.e os patriarcas; deles descende Cristo, segundo a carne, o qual é, sobre todas as coisas, Deus bendito para sempre. Amém."
    Ora, Cristo é "sobre todas as coisas, Deus bendito para sempre"!

    ResponderExcluir
  13. Continuando::::


    Colossenses 1, "13.Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado,
    14.no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.
    15. Ele é a imagem de Deus invisível, o Primogênito de toda a criação.
    16. Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por ele e para ele.
    17. Ele existe antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem nele."

    Como alguém pode ser a "imagem de Deus", se não é Deus? Como é que "tudo foi criado por ele e para ele."? "Ele existe antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem nele". A única coisa que existe antes de tudo é Deus, e se Jesus existe antes de tudo, ele é Deus.

    E se você inventar que "ele" aqui refere-se a "Deus Pai", troque a palavra "ele" por "Deus Pai" e veja se faz algum sentido. Mas Paulo continua:

    "18.Ele é a Cabeça do corpo, da Igreja. Ele é o Princípio, o primogênito dentre os mortos e por isso tem o primeiro lugar em todas as coisas."

    Mas a coisa piora para quem quer negar o óbvio:
    "na expectativa da nossa esperança feliz, a aparição gloriosa de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo" (Tito, 2:13).
    Como é que é? Vamos repetir: "nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo".

    Hebreus 1: "Ultimamente nos falou por seu Filho, que constituiu herdeiro universal, pelo qual criou todas as coisas."
    Como é que Deus pode ter criado todas as coisas "por (através de) seu Filho", se este não houvesse sido gerado antes de todos os séculos?

    E continuando: "Hebreus 1:6. E novamente, ao introduzir o seu Primogênito na terra, diz: Todos os anjos de Deus o adorem (Sl 96,7)."
    E quem pode ser adorado, senão Deus? Se Jesus não é Deus, mas é adorado, então seus adoradores são politeístas.

    E se ele não é Deus, ele não passa de um salafrário sem-vergonha, um profetinha inventado por gente como vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toda a suposta "teologia" do Franco baseia-se em argumentar: "Todas essas citações são traduções erradas." Eu acho que Franco realmente deveria apresentar seu diploma em grego antigo, e possivelmente teologia, para sustentar sua autoridade bíblica -- mas ele não tem nenhuma das três coisas.

      Excluir
    2. Anônimo disse: “João 1:1: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus."

      Então: Verbo = Deus. Se verbo = Deus, e se "o Verbo se fez carne e habitou entre nós" (v. 14), Então Verbo/Deus "se fez carne" (encarnou), nasceu e "habitou entre nós". Se ele "se fez carne", ele se fez homem. Quem é esse homem? Jesus. Ou você acha que é outro? Portanto, se o verbo é Deus, e se Deus se encarnou, Jesus é Deus.

      ____________

      Uma aberração sua proposta: Deus, o Pai, se tornou o Filho é o que você quer dizer. Isso é medonho - vindo de um evangélico comum fica pior ainda. Parece coisa de seita temperada com as trindades do mundo antigo que um deus virava o outro, só mudava de nome.

      Eu ainda estou desenvolvendo um trabalho sobre João 1:1-14 e vou postar no meu site logo que estiver pronto. Por agora, vou apenas lhe dar algo bem resumido. É a unica coisa que faz sentido com outros contextos das Escrituras.

      Joao 1:1,2 na intepretação trinitariana é uma falsificação quase perfeita, fique sabendo disso. Nunca existiu uma passagem em toda escritura tao mal traduzida.

      Por incrível que possa parecer, João 1:1-14 pode estar fazendo alusão ao PRINCIPIO do ministério de Jesus e não ao princípio de Gênesis. Observe um paralelo quase idêntico do próprio João em 1 João 1:1-3, que parece uma réplica de João 1:1-3

      “O QUE era desde o PRINCÍPIO, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da PALAVRA da vida. (Porque a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada). O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo.

      Se é Marcos nem deu muita conversa, simplificou as coisas mais ainda. Veja:

      “PRINCÍPIO do Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus”, Marcos 1:1.
      Ou seja: PRINCÍPIO das boas novas”. Como em João: “No princío era a palavra”. O que é nada menos do que “a Palavra DE DEUS que começou a ser anunciada em todos os lugares”, o que deveria ser a tradução aproximada do verso 1.

      Continua...

      Excluir
    3. Em seguida vem exatamente o contexto sobre João Batista, como em João 1.

      Agora veja Lucas 1:1-3

      TENDO, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram, segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o PRINCÍPIO, e foram ministros da PALAVRA, Pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelente Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o PRINCÍPIO.

      Agora veja que interessante:

      “No princípio era a Palavra”, João
      “Princípio das boas novas”, Marcos
      “A Palavra... desde o PRINCÍPIO”, Lucas
      “No PRINCÍPIO... a Palavra da Vida”, João, em 1 João 1

      Quando o artigo estiver pronto eu vou disponibilizar no site

      Excluir
    4. Anônimo disse: “"Por esta razão os judeus, com maior ardor, procuravam tirar-lhe a vida, porque não somente violava o repouso do sábado, mas afirmava ainda que Deus era seu Pai e se fazia igual a Deus." João, 5:18

      Ora, se Jesus "se fazia igual a Deus" e, segundo você, não era Deus, então Jesus era um mentiroso. Pois quem se faz igual a Deus, sem ser Deus, só pode ser mentiroso.”

      _________________


      Quem disse a Jesus que ele se fazia igual a Deus, ele ou os judeus? Os judeus, lógico:

      “Respondeu-lhes Jesus: Tenho-vos mostrado muitas obras boas procedentes de meu Pai; por qual destas obras me apedrejais? Os judeus responderam, dizendo-lhe: Não te apedrejamos por alguma obra boa, mas pela blasfêmia; porque, sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo”, João 10;32,33.

      No verso citado por você, João 5:18, João diz que Jesus se dizia filho de Deus, não o próprio Deus:

      “Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus.”

      O fazendo-se igual a Deus ficou por conta dos judeus, e nao de Jesus:

      “... Não te apedrejamos por alguma obra boa, mas pela blasfêmia; porque, sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo”. Essa era a opinião deles desde cedo. Estes são os mesmos que disseram que Jesus fazia seus milagres por belzebu, que ele era beberrão e blasfemador. Isso é verdade?

      Absolutamente não!

      Jesus, logo depois esclarece que não disse coisa alguma sobre ele ser Deus. Observem que depois de tudo ele responde aos judeus quem era: O Filho de Deus e não o próprio Deus,

      “Àquele a quem o Pai santificou, e enviou ao mundo, vós dizeis: Blasfemas, porque disse: Sou Filho de Deus?” João 10:36

      Olha o contexto, Anônimo, o contexto. Em João 10:31, vemos que os judeus interpretaram mal o que Jesus queria dizer com “Eu e meu Pai somos um”. (João 10:30). E em João 10:33 o acusavam de blasfêmia. Agora, se Jesus tivesse sido Deus, ou que ele e Deus foram um em um sentido literal, então ele mesmo não teria hesitado em esclarecer o assunto naquele momento. Jesus naquele momento, disse, “Não está escrito na vossa lei: Eu disse: Vós sois deuses?” O que ele estava tentando dizer era que se os judeus reclamavam de blasfêmia por ele ter dito “Eu e o Pai somos um”, então eles devem chamar o que estava escrito na sua lei : “Vós sois deuses“de blasfêmia também.

      Excluir
    5. O raciocínio por trás disso, “Vós sois deuses”, não significa que os judeus são Deuses; a expressão indica o povo exclusivo de Deus, os mensageiros primários da mensagem de Deus. Este conceito pode ser baseado em Deus chamando a nação de Israel “Meu filho” (Ex 4:22-23; Os 11:1). Isto não se destina a indicar que eles eram Deus, mas que pertenciam a Deus. Êxodo 7:1 pode explicar melhor o que quero dizer. Observe que na passagem Deus diz a Moisés que faria dele Deus diante de faraó,

      “Então, disse o Senhor a Moisés: Vê que te constituí como Deus sobre Faraó, e Arão, teu irmão, será teu profeta”.

      Moisés foi chamado de Elohim!

      vayyo’mer Adonay ‘el-mosheh re’êh nethattiykha ‘elohiymlephar`oh ve’aharon ‘âchiykha yihyeh nebhiy’ekha

      … e novamente em Êxodo 4:16

      “É ele [Arão] quem falará ao povo em teu lugar: ele te servirá de boca e tu lhe servirás de Deus”.

      vedhibber-hu’ lekha ‘el-hâ`âmvehâyâh hu’ yihyeh-lekha lepheh ve’attâh tihyeh-lo lê’lohiym

      Dê uma olhada no meu artigo “Eu e o Pai somos Um” no meu site. Está muito claro.

      Excluir
    6. Anônimo disse: “João 8: 58: "Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: antes que Abraão fosse, eu sou. 59. A essas palavras, pegaram então em pedras para lhas atirar."

      Como Jesus pode ser mais velho que Abraão se for só um homem?

      ______________


      Veja aqui por enquanto. Depois lhe envio mais

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2013/09/22/antes-que-abraao-existisse-eu-sou/

      Excluir
    7. Anônimo disse: “Rom. 9, 4-5: "4. Eles são os israelitas; a eles foram dadas a adoção, a glória, as alianças, a lei, o culto, as promessas 5.e os patriarcas; deles descende Cristo, segundo a carne, o qual é, sobre todas as coisas, Deus bendito para sempre. Amém."

      Ora, Cristo é "sobre todas as coisas, Deus bendito para sempre"!

      ________________

      Este também está entre os versículos mais mau interpretados de toda a Bíblia. É um dos que parece mas não é.

      Aqui você vai ter uma resposta muitíssimo clara. A leitura vai deixa-lo tonto!

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2014/12/27/deus-bendito-eternamente/

      Excluir
    8. Eu esperava era por essa

      Anônimo disse: “Colossenses 1, "13.Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado, 14.no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.

      15. Ele é a imagem de Deus invisível, o Primogênito de toda a criação. 16. Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por ele e para ele.

      17. Ele existe antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem nele."

      Como alguém pode ser a "imagem de Deus", se não é Deus? Como é que "tudo foi criado por ele e para ele."? "Ele existe antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem nele". A única coisa que existe antes de tudo é Deus, e se Jesus existe antes de tudo, ele é Deus.

      E se você inventar que "ele" aqui refere-se a "Deus Pai", troque a palavra "ele" por "Deus Pai" e veja se faz algum sentido. Mas Paulo continua:

      "18.Ele é a Cabeça do corpo, da Igreja. Ele é o Princípio, o primogênito dentre os mortos e por isso tem o primeiro lugar em todas as coisas."

      _____________________

      Outra interpretação enganosa. Esse contexto está descaradamente mau interpretado. Nunca vi um engano maior que esse a não ser em João 1:1,2

      Leia com atenção, meu caro. Isso aqui é Bíblia pura, sem fermento farisaico católico romano

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2013/09/22/tudo-foi-criado-por-ele/

      Excluir
    9. Anônimo disse: “Mas a coisa piora para quem quer negar o óbvio:

      "na expectativa da nossa esperança feliz, a aparição gloriosa de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo" (Tito, 2:13).

      Como é que é? Vamos repetir: "nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo".

      ___________________

      Errado de novo!

      Observem até agora como tudo foi feito para preservar a trindade e a preexistência de Jesus, mas sem suporte bíblico.

      Essa é a tradução correta: “Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento do grande Deus e DO nosso Salvador Jesus Cristo“.

      A própria versão católica (religião berço da formulação do trinitarismo cristão), conhecida como a Bíblia Pão Nosso, da Editora Vozes em conjunto com a Editora Santuário, verteu assim o verso de Tt. 2.13:

      “Aguardando nossa esperança feliz e a vinda gloriosa do grande Deus e do Salvador nosso, Jesus Cristo.”

      Não foi a única tradução a fazer a distinção, a Bíblia do Peregrino, também católica, verteu: “Esperando a promessa feliz e a manifestação da glória do nosso grande Deus e do nosso Salvador Jesus Cristo.”

      O criador do artigo está aqui:

      http://www.unitarismobiblico.com/1/?p=138

      Adiantando pra você: Até onde sei ele é unitariano por que não crê em tres deuses, mas em um só, e num só Senhor, que é Jesus. Entendeu?


      Excluir
    10. Anônimo disse: “Hebreus 1: "Ultimamente nos falou por seu Filho, que constituiu herdeiro universal, pelo qual criou todas as coisas."

      Como é que Deus pode ter criado todas as coisas "por (através de) seu Filho", se este não houvesse sido gerado antes de todos os séculos?

      E continuando: "Hebreus 1:6. E novamente, ao introduzir o seu Primogênito na terra, diz: Todos os anjos de Deus o adorem (Sl 96,7)."

      E quem pode ser adorado, senão Deus? Se Jesus não é Deus, mas é adorado, então seus adoradores são politeístas.

      ________________________

      Mais um que parece, mas não é!

      Se ultimamente ele nos falou pelo Filho, foi por que não falou antes – ele não existia!

      Quando o verso diz que ele criou todos as coisas, esta falando sobre a nova criação em Cristo, o mundo vindouro. Já pensou no fato de os cristãos serem chamados de novas criaturas e por que? Jesus mudou a ordem das coisas, meu caro.

      A palavra que é traduzida como “mundo” é a palavra grega aion. Significa as idades, como no presente século mau, e a era messiânica por vir. Essa palavra tem sido traduzida como eterno, mundo e universo. Quando esta palavra é traduzida como “eterno”, tais como “você terá a vida eterna”, deve significar que “você terá a vida na idade por vir”.

      Hebreus 1:2 está falando do mundo (idade) por vir, a Nova Terra e Novos céus. Veja meu artigo “tudo foi criado por ele”

      (https://nascidodemulher.wordpress.com/2013/09/22/tudo-foi-criado-por-ele.

      Vais apreender o que significa a criação em Colossenses e descobrira quanto engano foi adicionado à nossa fé durante muitos séculos com essa interpretação medonha de que os termos usados em vários contextos se referem a criação em Gênesis.

      A ordem das novas coisas foram criadas através de Jesus. Observe que a idade por vir foi criada por meio dele (sua morte e ressurreição). É sobre essa nova criação que o escritor aos Hebreus fala, o que ele confirma em 2:5:

      “Não foi tampouco aos anjos que Deus submeteu o mundo vindouro, SOBRE O QUAL estamos falando.”

      Quando você colocou aqui seu versículo, dizendo que "Ultimamente nos falou por seu Filho, que constituiu herdeiro universal, pelo qual criou todas as coisas", significa todas as coisas do mundo vindouro. O escritor ao hebreus confirma de forma clara SOBRE O QUE ESTÁ FALANDO: Novos céus e nova terra, nova criação para novas criaturas, o que foi confirmado antecipadamente por João em visões Jesus já venceu, meu caro. Nós apenas estamos aguardamdo a redenção do nosso corpo, diz Paulo. isso é graça de Deus!

      Ele não está falando da criação em Gênesis!

      Depois eu te envio algo sobre o porque Jesus foi adorado.





      Excluir
    11. Anônimo disse: “João 20: "27. Depois disse a Tomé: Introduz aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos. Põe a tua mão no meu lado. Não sejas incrédulo, mas homem de fé. 28. Respondeu-lhe Tomé: Meu Senhor e meu Deus!"

      Então, Jesus não é Deus, se o próprio Tomé o disse?
      _________________________________

      Errado! Mas bota errado nisso!

      Te respondo aqui:

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2014/03/23/meu-senhor-e-meu-deus/

      Excluir
    12. Anônimo disse: “Mateus 1:23: "Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará Emanuel (Is 7, 14), que significa: Deus conosco."
      Por que é que alguém se chama "Deus conosco", se não é Deus mesmo? E se Emanuel é um nome "qualquer", por que então Jesus não se chamou Emanuel?

      ________________

      Outro erro terrível! Resposta aqui. Te garanto que a leitura é muito interesante

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2014/12/14/emanuel-deus-conosco/

      Excluir
  14. Bem, sua opinião. E continuo com minha crença. Perca de tempo tentando debater trindade comigo ou com quem crê nela ferrenhamente.
    "A Jesus então falava com ele mesmo, bla bla bla?".......
    Isso ja é muito de ateu por aí. E perdi meu tempo tentando explicar a eles meu ponto de vista, nao pretendo gastar ele novamente aqui agora. Prefiro esmagar argumento católico, já que né , esse blog é pra isso. Enfim.
    Continue achando que Jesus não é Deus e continuarei crendo, já provada nisso caro amigo, que Ele é sim Deus!
    Até porque limitado aqui é você e eu, nao o criador de todas as coisas :


    "Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro."
    Apoc. 22:13

    “Eu e o Pai somos um."
    João 10:30

    ".... O verbo era Deus" 1 João 1
    "O verbo se fez carne" João 1:14

    Poderia dar outros VÁRIOS versículos aqui, mas basta já né?
    Desculpa amado, pra minha pessoa, sua conclusao de Jesus nao é Deus e que trindade nao existe,é a mais pura HERESIA.
    Agora fica aí, tentando provar alguma coisa......
    Falou.......




    Não é a toda que os catoleigo nos acusam de ser divididos.... ��

    ResponderExcluir
  15. Nataly, leia o artigo indicado no link abaixo para se aprofundar no tema trataado em João 10.30 (Eu e o Pai somos um ) e veja que a coisa não é tão simples assim...

    http://www.unitarismobiblico.com/1/?p=71

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a geração cristã facebook - tem que dar o remedio e ler a bula pra eles, pois não acham tempo para pesquisar e tirar as dúvidas!

      Acompanhe este link do meu site também. A explicação sobre João 10:30 está muito boa e compreensível:

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2013/01/28/eu-e-o-pai-somos-um/

      Anônimo, sua resposta está saindo, aguarde.........

      Excluir
    2. Veja esse artigo aqui do mesmo site: "Jesus não era o Pai"

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2015/06/21/jesus-nao-era-o-pai/

      Excluir
    3. Muito bom seu site! Já tinha dado uma olhada nele essa semana e estou amando ler os artigos! Realmente o pessoal se escandaliza quando se depara com essas questões, devido a superficialidade bíblica a qual estamos acostumados! É triste...

      Excluir
    4. Desculpe, meu presado, não tinha visto seu comentário. Muito grato pela visita.

      Sua palavra é bastante oportuna nesse momento. Esse povo se escandaliza a toa. Basta dizer que Jesus era um homem que eles te chamam de possesso!

      Estão acostumados com deuses. Espiritualizam tudo. Se você conseguisse provar que Jesus tinha cabelos debaixo do braço eles mandam te exorcizar.

      Dê um pulo la no meu site e me deixe seu email. Se for possível

      Abraços

      Excluir
  16. Nataly, o ensino católico sobre a Trindade é o correto. Primeiro: Nessa doutrina você está de acordo com os católicos? Segundo: é difícil "destruir" argumento católico. O Lucas faz um trabalho colossal. Ele não deve achar tão fácil assim, ou não "deveria".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vemos mais uma vez que Alon Franco está correndo atrás do próprio rabo, perseguindo quimeras e fantasmas, e arvorando-se em exegeta incontestável. Só apresentei versículos, e ele quis dizer que os interpreta melhor que 99% dos cristãos em quase 2000 anos. É uma arrogância de dar dó. Vejamos.

      "Quem disse a Jesus que ele se fazia igual a Deus, ele ou os judeus? Os judeus, lógico:"
      Não, Jesus não "dizia", ele "fazia", como se fosse Deus. Qual é pior?

      "O fazendo-se igual a Deus ficou por conta dos judeus, e nao de Jesus:"
      Não, o "fazendo-se igual a Deus" ficou pelo que Jesus dizia e fazia.

      "vemos que os judeus interpretaram mal o que Jesus queria dizer com “Eu e meu Pai somos um”."
      Os judeus e todos os cristãos. Os judeus por mal motivo, os cristãos, porque acreditavam e Jesus. Todos nós acreditamos mal, os judeus e cristãos, e só você acredita correto, certo?

      "Veja aqui por enquanto. Depois lhe envio mais

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2013/09/22/antes-que-abraao-existisse-eu-sou/"

      As suas contorções são banais e circumambulantes. O que está escrito, está escrito, ou como disse Pilatos: "Quod scripsi, scripsi."

      Excluir
    2. ===

      Anônimo disse: “Rom. 9, 4-5: "Cristo, segundo a carne, o qual é, sobre todas as coisas, Deus bendito para sempre. Amém."

      Ora, Cristo é "sobre todas as coisas, Deus bendito para sempre"!

      ________________

      "Este também está entre os versículos mais mau interpretados de toda a Bíblia. É um dos que parece mas não é.

      Aqui você vai ter uma resposta muitíssimo clara. A leitura vai deixa-lo tonto!"

      "Romanos 9: 5 deve ser interpretado como tendo duas declarações diferentes sobre dois assuntos diferentes (1 – Jesus veio à terra como um israelita, e, 2 – Bendito seja Deus que está acima de tudo), que é certamente o significado pretendido por Paulo."
      Ah é? Quem acha que eram assuntos completamente diferentes? Que interpretação gramática grega me autoriza a tanto?

      "deles descende Cristo, segundo a carne, o qual é, sobre todas as coisas, Deus bendito para sempre. Amém." (Bíblia Ave Maria)


      "theirs the patriarchs, and from them, according to the flesh, is the Messiah. God who is over all be blessed forever. Amen. (New American Bible)"

      "Whose [are] the fathers, and of whom as concerning the flesh Christ [came], who is over all, God blessed for ever. Amen." (King James)

      "to them belong the patriarchs, and of their race, according to the flesh, is the Christ. God who is over all be blessed for ever. Amen." (RSE)

      "To them belong the fathers and out of them, so far as physical descent is concerned, came Christ who is above all, God, blessed for ever. Amen." (Jerusalem Bible)

      "quorum sunt patres, et ex quibus Christus secundum carnem: qui est super omnia Deus benedictus in saecula. Amen." (Neo Vulgata)

      Vamos lá, tradutor juramentado:

      "ὧν οἱ πατέρες, καὶ ἐξ ὧν ὁ χριστὸς τὸ κατὰ σάρκα· ὁ ὢν ἐπὶ πάντων θεὸς εὐλογητὸς εἰς τοὺς αἰῶνας, ἀμήν."

      "sie haben die Väter und dem Fleisch nach entstammt ihnen der Christus, der über allem als Gott steht, er ist gepriesen in Ewigkeit. Amen."

      "Do nich należą praojcowie, z nich również jest Chrystus według ciała, który jest ponad wszystkim, Bóg błogosławiony na wieki. Amen."

      "5 Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém."

      E todas as outras: http://biblehub.com/romans/9-5.htm

      ===

      Sim, eu acho que chegou a hora de Franco nos apresentar seu diploma de grego.

      Excluir
    3. “Colossenses 1, "13

      "Outra interpretação enganosa. Esse contexto está descaradamente mau interpretado. Nunca vi um engano maior que esse a não ser em João 1:1,2

      Leia com atenção, meu caro. Isso aqui é Bíblia pura, sem fermento farisaico católico romano"

      Puro ad hominem. Nem sou romano.

      "a palavra sobre Jesus, atestando que ele é antes de todas as coisas, significa que ele é superior a todas as coisas, que ele tem autoridade e primazia, e não que ele é “antes de todas as coisas” criadas no Gênesis. O contexto aqui não trata da criação original dos céus e da terra."
      Só na sua imaginação.

      ===

      "Para resumir, Colossenses 1:16 não ensina a criação literal dos céus e da terra por Jesus, porque:

      Entra em conflito com o testemunho do Antigo Testamento, que ensina que foi Deus que criou.
      Os céus, e tudo criado por ele, em questão aqui em Colossensses, só podem ser entendidos quando aplicados para as coisas espirituais.
      Outras expressões do Apóstolo alinham os “céus” para posições de privilégio em Cristo."

      Se Deus= Jesus, no problem. Céus = só coisas espirituais? Sem cabimento.

      ===

      "Errado de novo!

      Observem até agora como tudo foi feito para preservar a trindade e a preexistência de Jesus, mas sem suporte bíblico."

      Sem suporte na sua imaginação, eu estou citando verso óbvio após verso óbvio, e tudo o que você faz é apresentar links que não provam nada, querendo distorcer e dar uma de exegeta e professor de grego.

      "Essa é a tradução correta: “Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento do grande Deus e DO nosso Salvador Jesus Cristo“. "

      "προσδεχόμενοι τὴν μακαρίαν ἐλπίδα καὶ ἐπιφάνειαν τῆς δόξης τοῦ μεγάλου θεοῦ καὶ σωτῆρος ἡμῶν ἰησοῦ χριστοῦ,"
      Realmente, me mostre seu diploma de grego. Só isso. Sua tradução não condiz com o original.

      ===

      “João 20: "27."Meu Senhor e meu Deus!"

      "Errado! Mas bota errado nisso!

      Te respondo aqui:

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2014/03/23/meu-senhor-e-meu-deus/
      "


      Interessante que o óbvio é distorcido por você, mas não por 99,99% dos cristãos no mundo. Parabéns. Prefiro ficar com o óbvio, obrigado.

      =====

      Excluir
    4. Forçou a barra e só respondeu lixo!

      Fez muito barulho pra nada!

      Excluir
    5. Se quer realmente debater, peço por favor postar uma argumentação de cada vez e aguardar a resposta. Não confunda o leitor e nem tente ganhar no grito. Você esta fazendo muito barulho, apenas barulho.

      Excluir
    6. "Forçou a barra e só respondeu lixo!
      Fez muito barulho pra nada!"
      Ad hominem. Devidamente ignorado.

      "Se quer realmente debater, peço por favor postar uma argumentação de cada vez e aguardar a resposta. Não confunda o leitor e nem tente ganhar no grito. Você esta fazendo muito barulho, apenas barulho."

      Acho que essa descrição serve apenas a ti. Mais um "ad hominem" ignorado.

      E quando quiser apresentar seu diploma de grego, pode pôr o link aqui.

      Excluir
  17. Como disse o Arquivo Bíblico mais acima: As coisas não são tão simples assim.

    Veja o testemunho de autoridades trinitarianas sobre a trindade, que mesmo defendendo o dogma em seus escritos, reconhecem o que muitos não desejam:

    Trinitários como Roger Olson e Christopher Hall dizem da doutrina em seu livro, “A Trindade:”

    “É compreensível que a importância dada à esta doutrina seja desconcertante para muitos cristãos leigos e estudantes. Em nenhum lugar é clara e inequivocamente declarada nas Escrituras. Como pode ser tão importante, se não é explicitamente indicada nas Escrituras? ” (P. 1). “A doutrina da Trindade desenvolveu-se gradualmente após a conclusão do NT no calor da controvérsia. A doutrina desenvolvida da Trindade foi explicitada no século IV em dois grandes concílios ecumênicos: Nicéia (325 dC) e Constantinopla (381 UM D). ” (P. 1-2)


    ResponderExcluir
  18. O trinitário Douglas McCready em sua obra “Ele desceu do céu” afirma:

    “Estudiosos do Novo Testamento discordam se o NT diretamente chama Jesus de Deus. Em termos de Judaísmo do primeiro século, seria compreensível se nenhum escritor do NT descrevesse Jesus como Deus por causa da dificuldade que tal linguagem criaria para os primeiros cristãos com um fundo judaico … É importante notar que cada passagem que identifica Jesus como “theos” pode ser traduzida de outras formas variantes ou ler-se de maneira diferente” (p. 51). “No judaísmo bíblico o termo ‘Messias’ não necessariamente carrega qualquer conotação de status divino, e os judeus do tempo de Jesus não estavam esperando seu Messias como algo diferente de humano.” (P. 55). “Enquanto alguns têm usado o título (“Filho de Deus”) para designar Jesus como divindade, nem o judaísmo de Jesus, nem o paganismo um dia compreendeu o título desta maneira. Nem a igreja primitiva “(p. 56).

    ResponderExcluir
  19. Escrevendo como um trinitário em seu livro best-seller “Doutrina Cristã”, o Prof. Shirley C. Guthrie Jr., faz essas fortes admissões:

    “A Bíblia não ensina a doutrina da Trindade. Nem a palavra “trindade” em si, nem o tipo de linguagem como “um-em-três”, “três-em-um”, uma “essência” (ou “substância”), nem três “pessoas” é linguagem bíblica. A linguagem da doutrina é a língua da igreja antiga tirada de filosofia grega clássica “(p. 76-77). “Mas há um problema óbvio aqui (chamando Jesus Senhor e Salvador) . Há um só Deus, o Criador do céu e da terra, o Senhor e Salvador de Israel. Se dizemos que Deus está realmente presente e no trabalho em Jesus [como Deus], como podemos evitar dizer que não há, de facto, dois de Deuses? – um ‘em cima no céu “e um que apareceu aqui embaixo na terra, O NT não resolve este problema” (p 78-79.). “A doutrina da Trindade não é encontrada na Bíblia “ (p. 80).

    ResponderExcluir
  20. O trinitário G. W Bromiley é citado em “The Evangelical Dict de Teologia.” livro editado por Walter Elwell, dizendo:

    “No Novo Testamento, não há nenhuma declaração explícita da doutrina …” (p.1112)

    O respeitado estudioso Trinitário Evangélico Bíblico Prof. Charles C. Ryrie, escrevendo em sua conhecida obra “Teologia Basic” admite:

    “O NT não contém nenhuma declaração explícita da doutrina da trindade de Deus (uma vez que “estes três são um” em I João 5: 7 não é, aparentemente, uma parte do texto genuíno das Escrituras ) “(p 60).. “A definição da Trindade não é fácil de construir. Alguns são feitos por afirmar várias proposições. Outros erram do lado da unicidade ou trindade “(p. 61). “Mesmo com toda a discussão e delimitação que tentamos em relação à Trindade, temos de reconhecer que é em última análise um mistério” (p. 61). “Na segunda metade do século IV , três teólogos da província da Capadócia, no leste da Ásia Menor deu forma definitiva para a doutrina da Trindade “(p. 65). “Mas muitas doutrinas são aceitos pelos evangélicos como sendo claramente ensinado nas Escrituras para os quais não existem textos de prova. A doutrina da Trindade fornece o melhor exemplo disso. É justo dizer que a Bíblia não ensina claramente a doutrina da Trindade . Na verdade, não há sequer um texto de prova , por um texto prova queremos dizer um verso ou passagem que ‘claramente’ afirma que há um Deus que existe em três pessoas “(p. 89).

    Quanto ao nome para Deus, no A.T, “Elohim”, Ryrie diz:

    “Para concluir pluralidade de pessoas a partir do próprio nome é duvidoso “ (p. 58).

    ResponderExcluir
  21. O trinitário Millard J. Erickson, professor de teologia na pesquisa SW Seminário Teológico Batista (Batista do Sul), em seu livro sobre a Trindade, “Deus em três pessoas,” é compelido pela evidência bíblica a fazer algumas declarações fortes:

    “Esta doutrina de muitas maneiras apresenta paradoxos estranhos … É uma doutrina amplamente contestada, o que tem provocado a discussão ao longo de todos os séculos de existência da igreja. Ela é defendida por muitos com grande veemência e vigor. Esses defensores tem certeza do que acreditam da doutrina, e consideram-na fundamental para a fé cristã. No entanto, muitos não tem certeza do exato significado de sua crença. Foi a primeira doutrina tratada sistematicamente pela igreja, mas ainda é uma das doutrinas mais incompreendida e disputada. Além disso, não está claramente ou explicitamente ensinada em toda a Escritura , no entanto, é amplamente considerada como uma doutrina central, indispensável para a fé cristã. A este respeito, ela vai ao contrário do que é praticamente um axioma (a auto verdade evidente) da doutrina bíblica, ou seja, que não há uma correlação direta entre a clareza de uma doutrina bíblica e sua crucialidade à fé e à vida da Igreja “(p. 11-12).

    Erickson continua a dizer a causa de alguns se oporem à doutrina da Trindade:

    “…. Há aparente silêncio da Bíblia sobre este importante assunto. Esse argumento observa que não há realmente nenhuma declaração explícita da doutrina da Trindade na Bíblia , particularmente desde a revelação pela crítica textual da natureza espúria de I John 5: 7. Outras passagens foram vistos no estudo mais de perto ser aplicável apenas sob a maior tensão. A questão, porém, é esta: Alega-se que a doutrina da Trindade é uma doutrina muito importante, é crucial, e até mesmo base. Se… este é realmente o caso, por que não deveria ser em algum lugar [dita] de forma mais clara, direta e explicitamente na Bíblia? Se esta é a doutrina que constitui especialmente a exclusividade do Cristianismo, como pode ser apenas implícita na revelação bíblica? Em resposta à reclamação que uma série de trechos da Bíblia são ambíguas ou pouco claras, muitas vezes ouvimos uma declaração de algo como, ‘são as questões periféricas que são nebulosos ou em que parece haver materiais bíblicos em conflito. As crenças centrais são revelados de forma clara e inequívoca.’ Este argumento parece-nos falhar com relação à doutrina da Trindade, no entanto. Pois aqui é uma questão aparentemente crucial em que as Escrituras não falam alto ou claramente. resposta direta. Pouco pode ser feito para esta carga. É improvável que qualquer texto da Escritura pode ser mostrado para ensinar a doutrina da Trindade, de forma clara, direta e inequívoca . ” (Como pode Erickson continuar afirmando a crença na doutrina da Trindade, após fazer tais declarações?). Ele vai mais longe , “Há uma consideração final e muito séria a respeito do status bíblico sobre a doutrina da Trindade. Isso diz respeito aos textos que parecem argumentar contra ela.

    O primeiro grupo de textos são aqueles que parecem dizer que o Filho era uma criatura. “(Ele cita Provérbios 8: 22-26; Atos 02:36; Romanos 8:29; Colossenses 1:15; e Hebreus 3: 2. Ele deveria ter incluído Apocalipse 03:14, onde Jesus declarou que ele é “o princípio da criação de Deus”).

    “A segunda classificação de passagens é aqueles em que Deus, o Pai é representado como o único Deus verdadeiro, especialmente quando estes são proferidas pelo próprio Jesus“(Ele cita João 17: 3; Marcos 10:18; Lucas 18:19).

    “Um terceiro grupo de textos inclui aqueles que parecem sugerir que Jesus é inferior ou subordinado ao Pai“(Ele cita João 14:28; e Mateus 26:39).

    “O último grupo de textos …. é toda a coleção de declarações sobre as limitações sobre o Filho, se envolvendo ignorância, fraqueza, sofrimento ou desenvolvimento “(Ele cita Mateus 24:36; Marcos 09:21; Lucas 02:52 e Hebreus 5: 8). Erickson, em seguida, faz esta declaração reveladora, ” Nem todos esses textos podem ser facilmente eliminados . “

    ResponderExcluir
  22. O estudioso católico Graham Greene foi citado na revista Vida alguns anos atrás, dizendo:

    “Nossos oponentes às vezes alegam que nenhuma crença deve ser realizada dogmaticamente que não é explicitamente indicado nas Escrituras … mas nas igrejas protestantes têm-se aceitado tais dogmas como a Trindade , para os quais existe nenhuma autoridade tão precisa nos Evangelhos. ” E ele , claro, é certo!

    Adam Clarke, um metodista trinitário em seu “Comentário de Adam Clarke sobre a Bíblia” faz esta declaração forte:

    “Aqui eu confio, me é permitido dizer, com todo o respeito por aqueles que divergem de mim, que a doutrina da filiação eterna de Cristo na minha opinião é anti-bíblica e altamente perigoso “(p. 854).

    ResponderExcluir
  23. O escritor Lee Strobel, em seu livro “The Case For Christ” (“2 milhões de cópias vendidas”), relata uma conversa com o professor trinitário Ben Witherington do Seminário Teológico Asbury, em relação à pessoa de Jesus. Witherington faz esta declaração interessante, “Se ele tivesse simplesmente anunciado:” Oi, gente ‘Eu sou Deus “, que teria sido entendido como” Eu sou o Senhor [Yahweh],” porque os judeus de sua época não tinha nenhum conceito de Trindade, eles só sabiam de Deus Pai – a quem chamavam de Senhor [Yahweh] -. e não o Filho de Deus ou Deus, o Espírito Santo. Então, se alguém dissesse que ele era Deus , não teria feito qualquer sentido para eles e teria sido visto como blasfêmia clara “(133 p.).

    ResponderExcluir
  24. O Teólogo James Hastings, um trinitário, em sua famosa obra ” Hastings ‘Dict de A Bíblia” faz afirmação semelhante:

    “Temos de evitar todo o tipo de linguagem que sugere que para São Paulo a ascensão de Cristo foi uma deificação. Para um judeu a idéia de que um homem pode vir a ser Deus teria sido uma blasfêmia intolerável “(p. 707).

    Hastings diz também:

    “Pode ser que St. Paul em algum lugar nomeie Cristo ‘Deus’ “, e os versos parecem inferir a ele (Hastings) que, ” todos devem ser explicados de outra forma. “Hastings chama isso de “um dos mais desconcertantes problemas da teologia NT . “ Ele afirma que “Nenhum cândido exegeta (um especialista em explicar Escrituras) vai negar que vez após vez que a Cristo é de alguma forma dado um lugar inferior [em relação] a Deus. Toda a Sua obra redentora e posição é rastreada diretamente ao Pai. Nós temos tais expressões como “Deus enviou o seu Filho” (Gal. 4: 4), “Aquele que não poupou seu próprio Filho” (Rom. 8:32), “Deus o exaltou soberanamente” (Fp 2: 9.) em que ou o dom de Cristo para o mundo, ou a outorga de glória exaltado no próprio Cristo, é declarado ser um ato de Deus. Tudo é aceito, suportou, alcançada “para a glória de Deus Pai. ” “ Hastings continua, “Ainda mais explícito é I Cor 11: 3” a cabeça da mulher é. o homem, e a cabeça de Cristo é Deus “, e em I Coríntios 15:28 Cristo é retratado como entregando o Reino a Deus , e como, finalmente, a apresentação, mesmo a Si mesmo para um maior “, para que Deus seja tudo em todos”. São Paulo não nos dá muita ajuda, talvez na resolução desta antinomia “ (inconsistência) (p. 708) . Paul não é inconsistente , nós é que têm sido inconsistentes em nossa interpretação de Paul, em nosso esforço para fazer de Jesus “Deus”.

    Revelando declarações de outras fontes credíveis.

    Existem outras fontes confiáveis, tais como enciclopédias, dicionários e obras seculares que fazem declarações reveladoras a respeito da doutrina da Trindade não ser encontrada na Bíblia. Eles não têm “machado para moer” aparente em conta a sua verdade ou o erro, mas fazem essas declarações com base em história e estudiosos. Aqui estão alguns exemplos:

    “A doutrina da Trindade; a fé católica é esta: Nós adoramos um em trindade, mas uma é a pessoa do Pai, outra a do Filho e outra do Espírito Santo – a Glória igual; a coeternal Majestade A doutrina não é encontrado. na sua forma plenamente desenvolvida nas Escrituras. A teologia moderna não pretende encontrá-lo na OT. Na época da Reforma da Igreja Protestante assumiu a doutrina da Trindade, sem um exame sério . ” (. New Intl Ency .; 1916 Ed .; Vol 23;.. P 47, 477).

    “Nenhum registro da fórmula trinitária pode ser descoberto nos atos ou as Epístolas dos Apóstolos.” (. Intl Padrão Bíblia Ency .; Vol 1;. 396 p.).

    “A doutrina da Trindade não fazia parte da pregação dos apóstolos”(Ency Intl .; U. Of Glasgow;. 1982 ed .; Vol 18;. 226 p.).

    ResponderExcluir
  25. “É uma interpretação errada comum, mas de patente da abertura do Evangelho de João para lê-lo como se ele disse:” No princípio era o Filho e o Filho estava com Deus eo Filho era Deus’. O que aconteceu aqui é a substituição do Filho por Palavra, e, assim, o Filho é feito um membro da Trindade, que existia desde o princípio “. (Dr. Colin Brown, “Trindade e Encarnação: In Search of Contemporary Ortodoxia;” Ex auditu; (7); 1991; p 88-89.).

    Os crentes em Deus como uma única pessoa (Deus Pai), eram “no início do terceiro século ainda era formada pela grande maioria . ” (Ency Britannica;.. 11ª ed .; Vol 23;. P 963).

    “Hoje, os estudiosos em geral concordam que não há nenhuma doutrina da Trindade, como tal, tanto no OT ou o NT. Seria vão muito além das formas de pensamento de intenção e da OT supor que um quarto do final do século,, ou cristão do século XIII , a doutrina pudesse ser encontrados lá. Da mesma forma, o NT não contém uma doutrina explícita da Trindade “. (Harper Collins Ency do catolicismo;.. P 564-565).

    “A Trindade é um ‘mistério’, uma fórmula ou concepção que realmente transcende a compreensão humana. Afirma-se que, embora a doutrina esteja além do alcance da razão humana que … pode ser apreendido (embora possa não ser compreendido) pelo mente humana. O pleno desenvolvimento do trinitarismo ocorreu no Ocidente , na Escolástica dos Idade Média , quando uma explicação foi realizado em termos de filosofia e psicologia , especialmente recuperada pelo aristotelismo da 13 th Century “. (Ency Americana;. Vol. 27;. P 27-28).

    ” O NT não contém a doutrina desenvolvida da Trindade . A Bíblia não tem a declaração expressa de que o Pai, o Filho eo Espírito Santo são de igual essência e, portanto, em um sentido igual a si mesmo a Deus. E a outra declaração expressa também falta, que Deus é Deus, assim, e só assim, ou seja, como o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Estas duas declarações expressas, que vão para além do testemunho da Bíblia , são o duplo conteúdo da doutrina da Igreja da Santíssima Trindade. ” (New Intl Dict de NT Teologia;… Colin Brown, Gen. Ed .; Vol 2;. P 84).

    ResponderExcluir
  26. “Doutrina trinitária, como tal, surgiu no século IV , em grande parte devido aos esforços de Atanásio e os Capadocianos … A doutrina da Trindade formulada no final do século IV , portanto, afirma que o único Deus aparece em três Pessoas. O objetivo deste formulação foi a de professar que Deus, Cristo e Espírito são igualmente responsáveis pela nossa salvação, portanto, cada um deve ser divino . ” (Harper-Collins Ency do catolicismo;. Richard P. McBrein, Ed .; p 1,271.).

    “A doutrina da Trindade é uma tentativa de pós-bíblico para trazer a expressão coerente diversas afirmações sobre Deus … Para os cristãos, o único Deus apareceu no que se chamou de uma tripla “economia”, por assim dizer, três formas ou modos . As dificuldades surgiram logo na formulação e compreensão da tríplice ‘economia.’ Teólogos católicos e protestantes tem procurado de várias maneiras tornar a doutrina, afirmada em Nicéia, compreensível . No pensamento religioso do Iluminismo (17ª e 18ª séculos), houve uma forte reação contra Trinitarianismo como um mistério “ortodoxo” sem base em qualquer experiência ou razão . ” (Academic Intl. Ency .; Lexicon Pub .; 1992 ed .; p. 300-301).

    Com estas declarações em mente que eu concordo plenamente com o que o meu velho amigo, o falecido Bispo D.L Welch quando disse: “A doutrina da Trindade é tão fraco como o caldo da sombra de um peru.” Não admira que o falecido Dr. Adrian Rogers, ex- . pastor de Bellevue Igreja Batista de Memphis, TN, começou um sermão sobre a doutrina da Trindade com esta declaração: “Senhoras e senhores, eu vou confessar-vos no início desta mensagem que eu não entendo isso” ( Trindade) . Não é de admirar um autor famoso, a quem o Dr. Billy Graham chama um de seu escritor favorito Evangélica de, disse em uma carta para me recentemente: “Como vocês sabem, a Trindade foi um dos temas mais debatidos da primeira 5 séculos, e ainda nos coçando a cabeça . “

    A teologia deve ser inteligível .

    Concordo com o Prof. Ryrie quando ele começa seu livro “Teologia Basic” com estas declarações relativas a teologia cristã:

    “A palavra ‘teologia,’ de ‘theos’, que significa Deus e” logos “que significa a expressão racional, significa que a interpretação racional da fé religiosa. Teologia cristã significa, portanto, a interpretação racional da fé cristã. A teologia é inteligível . Ele pode ser compreendida por a mente humana em uma ordem, racional “(p. 13). Ryrie continua, “Deus se comunica em um normal, simples ou literal maneira. Ignorando isso irá resultar no mesmo tipo de exegese confusa que caracterizou a patrística e intérpretes medievais ” (p. 17).Infelizmente, o irmão Ryrie quebra sua própria regra quando ele vem para a doutrina da Trindade.

    ResponderExcluir
  27. Postado originalmente em http://www.unitarismobiblico.com/1/?p=803

    ResponderExcluir
  28. Depois de não nos apresentar seu diploma de grego, nem interpretações de autoridades acadêmicas em grego (como devia, já que todas as interpretações dele se baseiam em interpretações calcadas no argumento de "traduções mal traduzidas") Alon Franco, auto-intitulado a personificação internética de Miguel de Servet, parte para outros argumentos ainda mais fracos.

    "Infelizmente, o irmão Ryrie quebra sua própria regra quando ele vem para a doutrina da Trindade".

    Só por que você não entende, ou não aceita, não quer dizer que não seja racional ou inteligível. Essa doutrina pode ser mais difícil de entender, mas é tão irracional quanto pensar que Jesus é Filho de Deus, ou que ele ressuscitou (provas? alguém? ZERO! só um testemunho de um punhado de judeus num canto política e economicamente irrelevante do Império Romano.), ou pensar que ele morreu e ressuscitou pelos pecados da humanidade (faz algum sentido, racionalmente? a ideia de pecado faz sentido racionalmente? e a ideia de "alguém" pagar pelos pecados do outro faz tanto sentido quanto Deus ter um filho humano: numa base puramente racional, é incompreensível). Todas essas doutrinas da fé foram racionalizadas e explicadas. A Trindade foi perfeitamente inteligível para os mais variados pensadores cristãos -- gregos, coptas, nestorianos, siríacos, armênios, latinos, russos etc. e posteriormente todos os grandes pensadores e teólogos protestantes de vulto -- Lutero, Zwingli, Calvino, Armínio etc até gente como Alister McGrath. Acho que nem Ário tem uma teologia tão antitinitariana como a sua.

    A sua fé cega na sua interpretação pessoal da Bíblia leva a rotular de hereges seus irmãos protestantes, e eles com certeza o rotulam da mesma forma. E se não o rotulam de herege, são pusilânimes pós-modernos para quem tudo vale, o oba-oba teológico (desprezando a teologia, no fundo) e cúltico de gente como o bispo Macedo e congêneres.

    Se for para não acreditar em nada mais após o século I, então você está perdido: nem nos seus cinco "sola" você pode acreditar.

    ResponderExcluir
  29. Você está precipitadíssimo em suas palavras. Devo lembrar também, que quem faz referência ao “irmão Rirye” nao sou eu. Apenas reproduzi aqui um artigo (excelente por sinal) onde várias autoridades trinitarianas confessam coisas de arrepaiar os cabelos até dos ateus. Aliás, quando tiver tempo eu vou resumir apenas os detalhes.

    A trindade transformou Jesus numa divindade entidade. Essa é a melhor definição que podemos arrumar para as insinuações de divindade aplicada a Jesus por voces: divindade de divindade. Sabe o que é isso? Aquela coisa de pagão, que acredita que suas imagens divindades tem um espírito. Vocês trinitarianos são assim - creem que Jesus tinha um espírito do alto dentro dele.

    Sr Anônimo, Jesus era deste planeta. Foi um trabalhador na profissão de carpinteiro, morador de alguma rua na cidade de Nazaré na Galiléia. Começou seu ministério aos 30 anos, foi rejeitado até ser condenado a morte por crucificação. Essa coisa de que ele morreu na parte humana, mas a divina ficoiu viva não tem apoio bíblico. Antes de Sua ressurreição, Jesus tinha um corpo capaz de sofrimento, morte e decadência, mas, na Sua ressurreição Seu corpo foi alterado para ser incorruptível (incapaz de decadência) e imortal (incapaz de morte):

    “Sabendo que, tendo Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre mais, a morte NÃO MAIS tem domínio sobre ele” (Romanos 6:9).

    Se a morte não passou a ter mais domínio sobre ele, significa que antes tinha. Aqui fala do Jesus total, e não de uma parte humana que morreu e a divina que não morreu. Agora ele esta nas alturas. Enfim, um homem glorificado, como diz o Sr Bergolio (papa).

    Em outros tempos ele seria queimado numa fogueira pelas declarações que fez nesse vídeo.

    Veja ai no minuto 5:00

    https://www.youtube.com/watch?v=gbdQk0EVsmI

    Assim acontece também com milhares de autoridades renomadas protestantes por esse mundo afora. Eles não acreditam na trindade, porém, muitos não assumem abertamente. Basta ler o que trinitarianos disseram nos textos que postei acima da sua cabeça. Isso é gravíssimo. É um testemunho fortíssimo a favor dos anti-trinitarianos.

    Agora, o que vocês devem entender é que essa definição de divindade que vocês aplicam a Jesus faz dele uma entidade que baixou na terra. Vocês transformaram descaradamente o significado de divindade em entidade.

    Continua...


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. " onde várias autoridades trinitarianas confessam coisas de arrepaiar os cabelos até dos ateus. "

      Sei não, li e não senti nada. Você não descobriu a roda, nem é mestre ou doutor em história, aliás. Tudo que citou é tão óbvio, mas do ponto de vista doutrinário seu, é errado. Ninguém está escondendo nada do mundo, está aí para todo mundo ver.

      Excluir
    2. Infelizmente, você não respondeu aos questionamentos (vários) acima:

      "Essa doutrina pode ser mais difícil de entender, mas é tão irracional quanto pensar que Jesus é Filho de Deus, ou que ele ressuscitou (provas? alguém? ZERO! só um testemunho de um punhado de judeus num canto política e economicamente irrelevante do Império Romano.), ou pensar que ele morreu e ressuscitou pelos pecados da humanidade (faz algum sentido, racionalmente? a ideia de pecado faz sentido racionalmente? e a ideia de "alguém" pagar pelos pecados do outro faz tanto sentido quanto Deus ter um filho humano: numa base puramente racional, é incompreensível)."

      Nada disso nesse sentido. Primeiro se esgueirou de argumentos filológicos e gramaticais; depois, quando se vê acuado, passa para afirmações óbvias sobre o desenvolvimento da doutrina até descambar para apelações espíritas.

      Vamos, estou esperando você mudar de tática. Só que a tática Bíblica, que parece ser a única coisa que muita gente aceita por aqui, você se desqualificou. Ou ainda vai apresentar seu diploma de grego -- ou agora de história?

      Excluir
  30. Uma verdadeira aberração! Qualquer um crê nisso. Milhões de pessoas adoram transformar Jesus de Nazaré num fantasma. Qualquer um: seja ele espirita, catolicos romanos e protestantes e ate pessoas comuns sem religião e, quiça, até muitíssimos incrédulos, entendem que a melhor definição para o Jesus da trindade é que ele é uma coisa do outro mundo – TODOS CREEM NA TRINDADE! Até os mais ignorantes definem Jesus como um homem com um corpo divino, o que seria dizer: homem com carne divina. Isto não está de acordo com a divindade de Cristo. A divindade de Jesus esta ligada a sua autoridade espiritual, que o envolve na missão para a qual, só Ele, foi o escolhido: salvar a humanidade – ele é a Pedra principal nos propósitos de Deus, mas um homem e não um Deus, ou o próprio Deus, literalmente.

    A interpretação de divindade herdada da ortodoxia cristã sobre a pessoa de Jesus parece estar ligada a divindade da carne, o que não passa de heresia, pois transforma o cristão numa pessoa que tem uma fé baseada em conhecimento místico e experimental do divino nos objetos e corpos mortos e pessoas vivas, o que é mais parecido com um gnosticismo misturado com misticismo do que o Cristianismo do Novo Testamento, e é uma característica de todas as religiões místicas.

    A divindade que eles exigem esta ligada para além deste mundo, uma definição de divindade que ultrapassa as mais altas nuvens, cheia de espiritualismo, que acabou criando uma onda de misticismo envolvendo a pessoa de Jesus de Nazaré. Ou seja, diante da exigência espiritual temporal, que transformaram Jesus em um ser, que é uma herança da interpretação católica, descobre-se que o Jesus histórico desapareceu por completo, dando lugar a figura de um fantasma que se manifestou entre os homens – transformaram Jesus numa entidade que baixou na terra entrando dentro do corpo de um bebe. Aliás, quando foi que se deu a mutação, a transferência do Jesus espirito eterno adulto para o corpo gerado no ventre de Maria? Antes de nascer? Quando era criança ou já na fase adulta antes de começar o ministério?

    Isso tudo nos impulsiona inevitavelmente para os criadores de divindades: o catolicismo romano. O romanismo, quando menciona a divindade de Jesus, logo posiciona a mãe na frente do filho que ela gerou. Assim, transformaram Maria numa figura esplendidamente embelezada e revestida com roupagem divina, emprestada da trindade; não a Maria bíblica, a judia e mãe, mas sim a divindade que tomou impulso por causa da suposta virgindade, o que explicaria o título de santíssima, pois é esse o único motivo que reforça seu título: a sua virgindade que a transformou em divindade. Isso pode ser notado pela ênfase dada a pessoa de Maria, considerando-a não humana, o que, provavelmente os levem a pensar que a natureza dos deuses tenha criado nela o desinteresse pelo o que é terreno e carnal, dando a Maria o poder da abstinência, da pureza sexual, que por fim fez dela a milagrosa, divina, pura e imaculada.

    O catolicismo visualiza Maria como alguém que não foi gerado como foram os outros seres humanos, o que supostamente criou nela uma blindagem que a protegia do lado impuro humano. Associaram a figura de Jesus à figura da mãe, transformando-o numa coisa, onde numa metade dele morava Deus mesmo e na outra metade um homem diferente dos humanos. Por isso uma não pequena parte de cristãos acredita que Deus movia e animava o corpo de Jesus. Um engano, pois a divindade de Jesus esta ligada a sua missão que gerou sua obediência, fazendo dele um homem casto não por exigência religiosa de deuses internos e externos, mas sim por amor a Deus, dedicação e posição – bem diferente da divindade exigida pelo catolicismo e pela ortodoxia protestante. Ao contrário de que muitos pensam, Jesus e Maria não são duas criaturas de outro mundo disfarçadas de seres humanos.

    Continua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca vi distorção tão grande. Você coloca palavras nas bocas dos outros que eles nunca profeririam.

      Excluir
  31. Por fim, e resumindo em poucas palavras o que registro até aqui, quero dizer que o catolicismo romano e a ortodoxia protestante geraram o suficiente para que suspeitemos de seu ensino sobre divindade de Jesus. Quando tentam definir o que é divindade, em se tratando da pessoa de Jesus e sua mãe, estão simplesmente interpretando como se eles fossem duas entidades. Eles transformaram o Salvador e a virgem em entidades que desceram a terra. Isso faz com que eles adentrem aos porões do diviníssimo misterioso oculto, o que é um perigo – isso é espiritismo. Jesus não foi um espírito que baixou na terra! E mesmo que Ele tenha sido gerado de uma maneira totalmente incrível, ele foi, sem duvida, 100% homem, nascido de mulher (Gal 4:4).

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eles transformaram o Salvador e a virgem em entidades que desceram a terra."
      Essa realmente uma distorção da doutrina católica, ortodoxa e protestante. A virgem nunca foi "entidade", em hipótese alguma; e Jesus nunca foi "entidade". Suas metáforas espíritas só denunciam sua origem brasileira.

      Excluir
    2. Olha, vou lhe dizer uma coisa: a explanação feita acima, que gerou essa resposta sua, foi muito bem feita por sinal. A visão de Jesus oriunda da crença tradicional é extamente essa que pintei acima: UM Fantasma! Um espírito que baixou na terra dentro de um corpo. É tudo herança do Catolicismo. Quer um exemplo terrível? Veja o que uma tradução trinitariana fez com o Espírito Santo:


      John 14:26 - But the Comforter, [which is] the HOLY GHOST, whom the Father will send in my name, he shall teach you all things, and bring all things to your remembrance, whatsoever I have said unto you.

      Acts 2:38 - Then Peter said unto them, Repent, and be baptized every one of you in the name of Jesus Christ for the remission of sins, and ye shall receive the gift of the HOLY GHOST.

      Titus 3:5 - Not by works of righteousness which we have done, but according to his mercy he saved us, by the washing of regeneration, and renewing of the HOLY GHOST;

      Acts 1:8 - But ye shall receive power, after that the HOLY GHOST is come upon you: and ye shall be witnesses unto me both in Jerusalem, and in all Judaea, and in Samaria, and unto the uttermost part of the earth.


      Holy Ghost!!!

      Excluir
    3. Tem mais aqui

      Luke 1:35 And the angel answered and said unto her, The HOLY GHOST shall come upon thee, and the power of the Highest shall overshadow thee: therefore also that holy thing which shall be born of thee shall be called the Son of God.

      Olha essa aqui:

      Acts 8:15 Who, when they were come down, prayed for them, that they might receive the Holy Ghost.

      Receber o que? Traduz para nossa língua. Tens coragem?

      Acts 13:52 And the disciples were filled with joy, and with the Holy Ghost.

      Os discípulos ficaram cheios de que?

      1 Corinthians 6:19 What? know ye not that your body is the temple of the Holy Ghost which is in you, which ye have of God, and ye are not your own?

      Quem está nos Corintios? The Holy Ghost?

      Olha essa aqui

      Matthew 28:19 Go ye therefore, and teach all nations, baptizing them in the name of the Father, and of the Son, and of the Holy Ghost.
      Batizar em nome do Holy Ghost?

      A influência católica romana nas Escrituras foi terrivel!

      Excluir
  32. Alon Frango não tem a mínima condição de defender suas heresias.

    Eu curtia suas postagens na época do Orkut, mas você se desviou, irmão.
    Está cego de soberba e ódio.

    ResponderExcluir
  33. Respostas
    1. Só uma nota: o Anônimo que disse coisas sobre o Orkut não é o Anônimo (eu) que apresenta argumentos.

      Excluir
  34. Veja que maravilha sem tamanho. É disso que vocês gostam. Nem uma crítica para essa aberração, consequência da irresponsabilidade trinitariana. Apreciem:

    nataly (fake) 15 de abril de 2016 16:15

    "Sinceramente,creio absolutamente sem dúvida ALGUMA que Jesus é o próprio Deus, porém veio como filho".

    Da-lhe trindade!

    Ninguém percebeu a aberração. Aceita-se fácil um disparate desses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aberração -- julgamento de valor.
      irresponsabilidade -- julgamento de valor
      "apreciar" -- ironia
      "da-lhe" == correto é "dá-lhe".
      disparate == julgamento de valor

      Ou seja, pingue-pongue de palavras sem substância.

      Excluir
  35. Anônimo disse:

    “Só por que você não entende, ou não aceita, não quer dizer que não seja racional ou inteligível. Essa doutrina pode ser mais difícil de entender, mas é tão irracional quanto pensar que Jesus é Filho de Deus, ou que ele ressuscitou (provas? alguém? ZERO! só um testemunho de um punhado de judeus num canto política e economicamente irrelevante do Império Romano.)”
    _____________________________________________________________________

    Você é o que, ateu humanista?

    Zero de provas sobre a ressurreição?

    Tudo o que temos é palpável, começando pelo testemunnho das Escrituras que sem dúvida alguma nos leva de volta ao Jesus histórico, sem contar nos muitos outros escritos de autoridades que viveram na época dos apóstolos e imediatamente após. Tudo que você tem hoje como provas da ressurreição são baseadas nas Escrituras, Velho e Novo Testamentos.

    Eu creio por que está escrito, e o que está escrito sobre Jesus também registra outros fatos, fala de locais, personalidades, épocas, autoridades religiosas e etc. A maioria dos textos testificam da história e nem tem necessidade de interpretação, basta ler para entender. Com um detalhe: Não havia trindade. Havia sim, muito trabalho, religiao e poeira nas estradas. Coisa de humanos.
    _________________________________________________________________________

    Anônimo continua:

    “... ou pensar que ele morreu e ressuscitou pelos pecados da humanidade (faz algum sentido, racionalmente? a ideia de pecado faz sentido racionalmente? e a ideia de "alguém" pagar pelos pecados do outro faz tanto sentido quanto Deus ter um filho humano: numa base puramente racional, é incompreensível).”
    _____________________________________

    O problema para muitos é que ficam apalpando na escuridão se perguntando por que. A maioria confunde coisas sobre salvação e substituição, cordeiro de Deus que tira pecados e semelhantes. Basta entender que satanás danificou o homem original, ou seja, o primeiro Adão. Ele conseguiu colocar sua própria natureza dentro dele.

    Meu caro Anônimo, Jesus veio e matou esse homem. Ele foi o sustituto perfeito até a hora de derramar seu sangue. O diabo queria que ele descesse da cruz e acabasse com tudo ao redor. Um efeito especial dos deuses divinos resolveria o problema do bicho, era isso que ele queria. Porém, quando o sangue foi derramado, o corpo rasgado e a último suspiro humano foi dado, satanás e seus anjos provavelmente ficaram uma fúria, pois viram que o velho homem com sua natureza havia acabado de morrer.

    Jesus ressuscitou como um novo homem. Não pertencemos mais ao Jesus judeu, mas a outro:

    “... ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo” 2 Coríntios 5:16.

    “Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus”, Rom 7:5

    Jesus veio na qualidade de velho homem! Ele não era divino. Se fosse, o sacrifício não seria válido. Se nosso velho homem morreu com ele, então ele vaio como tal:

    “Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado”, Rom 6:6.

    Jesus era gente, mas agora me aparecem vocês dizendo que ele era divino, preexistente e endeusado!

    Era isso que o diabo queria ao pé da cruz quando mandou que ele descesse e salvasse todo mundo. Queria que Jesus se transformasse no Thor, filho de Odin!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Repetindo, para quem não leu:

      "só um testemunho de um punhado de judeus num canto política e economicamente irrelevante do Império Romano."

      Mas para você, não:

      "Tudo o que temos é palpável, começando pelo testemunnho das Escrituras que sem dúvida alguma nos leva de volta ao Jesus histórico, sem contar nos muitos outros escritos de autoridades que viveram na época dos apóstolos e imediatamente após. Tudo que você tem hoje como provas da ressurreição são baseadas nas Escrituras, Velho e Novo Testamentos."
      Então, temos como "provas da ressurreição" de Jesus o Antigo Testamento? Você é realmente um gênio da cronologia.

      Sim, o NT é justamente isto: "só um testemunho de um punhado de judeus num canto política e economicamente irrelevante do Império Romano." Gentinha sem credibilidade -- boa comum, mas plebeia, irrelevante política e filosoficamente, portanto, sem credibilidade. Só com fé mesmo para acreditar na palavra deles... e o absurdo do filho de Deus morrendo na cruz (como ser filho de Deus sem ser divino, não sei...) e depois ressuscitando não é mais nem menos absurdo que o desenvolvimento teológico sobre sua natureza.

      Excluir
  36. Anônimo continua:

    “Todas essas doutrinas da fé foram racionalizadas e explicadas. A Trindade foi perfeitamente inteligível para os mais variados pensadores cristãos -- gregos, coptas, nestorianos, siríacos, armênios, latinos, russos etc. e posteriormente todos os grandes pensadores e teólogos protestantes de vulto -- Lutero, Zwingli, Calvino, Armínio etc até gente como Alister McGrath. Acho que nem Ário tem uma teologia tão antitinitariana como a sua.”

    Ser antitrinitariano significa confessar que Jesus veio em carne. Que ele veio como ser humano - que sua origem é deste planeta, foi o que João testificou em 1 João 4:2,3:

    “Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus.”

    A tradução da NTLH é um calo terrível no sapato trinitariano

    “É assim que vocês poderão saber se, de fato, o espírito é de Deus: quem afirma que Jesus Cristo veio como um ser humano tem o Espírito que vem de Deus.”

    A doutrina da trindade nunca foi perfeitamente inteligível nem para pensadores cristãos, não é bíblica e destrói a humanidade de Jesus e seu sacrifício na cruz. Aliás, o sacrifício foi feito por um homem. Provavelmente você não sabia disso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Ser antitrinitariano significa confessar que Jesus veio em carne."
      Ser trinitariano, também -- todos os trinitarianos, ou seja, 99,99% dos cristãos do mundo, acreditam nessa frase.

      Excluir
    2. "A Nova Tradução na Linguagem de Hoje, abreviadamente chamada NTLH, é uma tradução da Bíblia em linguagem moderna e entendível em Língua Portuguesa. Lançada no ano 2000 pela Sociedade Bíblica do Brasil, essa tradução da Bíblia adota uma estrutura gramatical e linguagem mais próximas da utilizada por pessoas de baixa escolaridade no Brasil."

      Pessoas de baixa escolaridade... não é preciso dizer mais nada.

      De novo seu grego não lhe serve de nada:

      ἐν τούτῳ γινώσκετε τὸ πνεῦμα τοῦ θεοῦ· πᾶν πνεῦμα ὃ ὁμολογεῖ ἰησοῦν χριστὸν ἐν σαρκὶ ἐληλυθότα ἐκ τοῦ θεοῦ ἐστιν,

      By this you know the Spirit of God: every spirit which confesses that Jesus Christ has come in the flesh is of God. (NRSV)

      Provavelmente essa passagem se refere às heresias do cerintianismo e do docetismo. E daí? Todos os seus argumentos de que Cristo é 100% são furados: todos os "trinitarianos" concordam que Ele é 100% homem. Mude de tática.

      "A doutrina da trindade nunca foi perfeitamente inteligível nem para pensadores cristãos"
      Cite aí os grandes pensadores para os quais a doutrina não era inteligível. Eu já citei vários para os quais era perfeitamente inteligível. Sua vez.

      "não é bíblica e destrói a humanidade de Jesus e seu sacrifício na cruz."
      Errado novamente. 99,99% dos cristãos acreditam que é bíblica, e não destrói nem sua humanidade nem seu sacrifício. Só na sua imaginação. Ou: "Provavelmente você não sabia disso!"

      Excluir
    3. "Era isso que o diabo queria ao pé da cruz quando mandou que ele descesse e salvasse todo mundo. Queria que Jesus se transformasse no Thor, filho de Odin!"
      Nada disso faz sentido. Mas eu curto Thor, filho de Odin, irmão de Loki &tc, o Magnânimo.

      Excluir
    4. "O problema para muitos é que ficam apalpando na escuridão se perguntando por que. A maioria confunde coisas sobre salvação e substituição, cordeiro de Deus que tira pecados e semelhantes."

      Você que está confundindo, eu nem mencionei isso. Quando o "por que" não funciona, é a fé que entra em cena. Isso você não entendeu.

      "Basta entender que satanás danificou o homem original, ou seja, o primeiro Adão. Ele conseguiu colocar sua própria natureza dentro dele."
      Evidências bíblicas? Históricas? Interpretações (judaicas ou cristãs) tradicionais? "Danificou?" "Colocou sua própria natureza?" Então a culpa toda é "do diabo"? Que teoria mais estapafúrdia. Não, não basta entender isso não. E essa é uma discussão que não tem nada a ver com o assunto em pauta.


      "Você é o que, ateu humanista?"
      Ad hominem. Devidamente ignorado.

      "Zero de provas sobre a ressurreição?" Sim, esses testemunhos não são provas. É preciso ter fé na ressurreição, senão, nada feito.

      "Tudo o que temos é palpável, começando pelo testemunnho das Escrituras que sem dúvida alguma nos leva de volta ao Jesus histórico, sem contar nos muitos outros escritos de autoridades que viveram na época dos apóstolos e imediatamente após."
      Esses escritos de autoridades, você pode citar uma que não seja cristã? Como se você cresse nessas autoridades, em primeiro lugar: você não crê nelas, pra início de conversa.

      Excluir
    5. Já faz 3 dias que o Franco não responde a esses argumentos acima. Acho que ele está cansado.

      Excluir
    6. Al Franco está correndo igual diabo da cruz, atirando pra tudo quanto é lado, e atacando o elo mais fraco.

      Ainda espero:

      1) Diploma de grego;
      2) Argumentos bíblicos;
      3) Diploma de história.

      Quatro dias e contando.

      Excluir
  37. Lucas, saudações
    Só por curiosidade: Você vai dar seu parecer sobre esse assunto, ou só vai ficar só vendo o debate.

    Ricardo Soares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já dei meu parecer muitas vezes, já disse que sou trinitariano, mas não vou me envolver neste debate porque a ideia era ser uma discussão exclusivamente entre o Alon e o Anônimo, uma espécie de debate fechado que nunca houve no blog até então. Abs!

      Excluir
  38. E você ainda tem a coragem de incluir a trindade entre as coisas que foram explicadas de forma racionalizada. Por quase um milênio e meio essa doutrina ainda é declarada como sendo um mistério.

    E se não fosse a dogmática protestante, o resto também ficaria na área do mistério - tudo oculto, que é o que o Catolicismo, inventor da trindade, gostaria de fazer.

    Outra coisa, sr Anônimo. Estou de acordo com os protestantes e sou um deles, e caminho com eles, mas me separo de alguns quando a questão é sobre humanidade de Jesus, sua preexistência e a doutrina da trindade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "E você ainda tem a coragem de incluir a trindade entre as coisas que foram explicadas de forma racionalizada. Por quase um milênio e meio essa doutrina ainda é declarada como sendo um mistério."
      Claro, como todos os outros mistérios em que os cristãos acreditam. Vai falar que a encarnação, a ressurreição e a própria existência de Deus não são mistérios? Conta outra.

      "me separo de alguns quando a questão é sobre humanidade de Jesus, sua preexistência e a doutrina da trindade."
      Não, você se separa de 90% (no mínimo) de nós.
      E nós te chamamos, devidamente, de herético.


      Excluir
    2. Sr Servet, eu sou tão anônimo quanto você, eu poderia me chamar João Calvino. Por que você é tão anônimo quanto eu.

      Excluir
  39. Alon, Jesus é Deus?

    Ele foi criado?
    1iem é Jesus?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lhe respondo por aqui também

      https://nascidodemulher.wordpress.com/um-homem-na-cruz/

      https://nascidodemulher.wordpress.com/a-semente-da-mulher/

      https://nascidodemulher.wordpress.com/2015/06/21/jesus-nao-era-o-pai/

      Excluir
    2. Que pergunta? Quem é você?

      Excluir
  40. Vou responder aos dois aqui.

    Anônimo, não me venha com esse de que os trinitarianos confessam que Jesus era 100% humano. Isso não cola!

    Camarada, no registro oficial, que é representado pela teologia católica e protestante pode-se ver uma ênfase mistica no Jesus histórico. Desde seu nascimento até sua morte e ressurreição, Jesus foi visto como um ser místico, trascendental e ontológico. Sempre negaram a ele uma mente humana. Vocês as vezes até camuflam pra não ficar descarado demais, mas quem está atento percebe. Fizeram da deidade de Cristo uma crença emocional.

    Alguém disse com muita sabedoria:

    “A Deidade de Cristo, segundo o viés dos cristoteístas-trinicistas no fundo se mostra ser algo incrivelmente emocional e prático. Facilita a missão de identificar, louvar e simpatizar com Deus, quando você o antropologiza ao máximo dos máximos, isto é, é a encarnação humana e o auto-sacrifício de deicídio. Outros costumes religiosos muito emocionais são o uso de imagens e a veneração dos mortos, ora, ver e tocar no que está adorando, expressar seu afeto aos entes queridos que morreram, conversar com eles, tudo isso agrada aos sentidos, as emoções, facilita o culto e a aceitação da morte."

    Se for santo e morre tem que estar vivo em outro lugar. Se for com Jesus, embora tenha nascido de mulher, tem que ter vivivo antes. Sentiu cheiro de misticismo? Religiosos de todas as religiões não se contentam com a fé, eles precisam inventar alguma coisa para se segurar. O que é isso? Resultado do misticismo desenvolvido pela doutrina da trindade. É Lamentável que o Jesus da trindade e preexistente, inventado por Tertuliano, desenvolvido por Atanásio e decretado por Constantino, tenha bloqueado a fé de milhões de evangélicos também – os cristãos não precisam de fé para se comunicar com ele, basta virar os olhos e desmaiar. Apenas respire fundo, Anônimo, e você poderá ter comunhão com ele. Se não, pegue uma rosa ungida, um copo de água do Rio Jordão ou qualquer coisa similar.

    Milhares sentem a necessidade de viver nas alturas. Querem mostrar a Deus que aqui na terra tem deuses, gente divina: desmaiam nos cultos, suspiram, gemem, tremem, balbuciam como nas religiões orientais, viram os olhos. Não se contentam enquanto não agirem como deuses. Não sabem ouvir, ou ler, estudar e guardar com fé para resistir ao mundo mau. Tem que ser na base da mágica, do sopro divino ou do paletó cheio de divindade. Elas só ficam satisfeitas com o culto místico, não o racional. Fazer o que, né? São sequelas da trindade que apresenta Jesus como um Deus, então precisam seguir seus passos.

    É aquilo que eu disse antes. A cristandade convencional faz questão de ver sua fé baseada em conhecimento místico e experimental do divino nos objetos e corpos mortos ou pessoas vivas, o que é mais parecido com um gnosticismo misturado com misticismo do que o Cristianismo do Novo Testamento, e é uma característica de todas as religiões místicas. Aliás, é característica de Babilônia com suas feitiçarias – isso é feitaçaria pura (Ap 18:23).


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Anônimo, não me venha com esse de que os trinitarianos confessam que Jesus era 100% humano. Isso não cola!"
      Isso é o que todos acreditam. Se você não acredita que eles acreditam nisso, você é patentemente um analfabeto funcional, e já que não apresenta seu diploma de grego, acredito que também não tenha de história nem de teologia. Aliás, nem sei se seu nome verdadeiro é Alon Franco.

      Excluir
    2. "É aquilo que eu disse antes. A cristandade convencional faz questão de ver sua fé baseada em conhecimento místico e experimental do divino nos objetos e corpos mortos ou pessoas vivas, o que é mais parecido com um gnosticismo misturado com misticismo do que o Cristianismo do Novo Testamento, e é uma característica de todas as religiões místicas. Aliás, é característica de Babilônia com suas feitiçarias – isso é feitaçaria pura (Ap 18:23)."

      Palavras jogadas ao vento... seu argumento é cada vez mais confuso... como diria o Banzoli: "Você bebeu?"

      Excluir
    3. "Anônimo, não me venha com esse de que os trinitarianos confessam que Jesus era 100% humano. Isso não cola!"
      Isso demonstra o seu total desconhecimento e descaso pela história. Quer recomendações de leitura para desanimar sua animosidade?

      Excluir
  41. Percebeu o que pode ser causado pela crença numa divindade que viveu como um espírito antes de vir a terra? O que é isso se não espiritismo? Qual foi o resultado? Isso fez com que o amor das pessoas pela personalidade de Jesus chegasse a extremos tão elevados que elas não veem outro caminho senão adora-lo como um Deus. Por quê? Por não conhecer outro Deus, elas fazem confusão entre o papel do Pai e Filho, como se fossem duas faces do mesmo ser ,em diferentes funções ou ministérios, ou atuando em diferentes papeis. Junto com a misteriosa figura do espírito santo, isto gera como resultado ao que chamo de Deus-Trinicista. Dentro do Deus Trino-Uno deste trinicismo Jesus é a sua face humana, e com a despersonalização do anônimo Pai, se torna a parte mais pessoal e palpável do Deus-Trinicista, o anônimo Pai é muito distante e o anônimo espírito é muito abstrato.

    A Trindade foi colocada ao lado do Jesus histórico para destruí-lo. Veja você, que mesmo que o compromisso da ortodoxia cristã do Cristianismo - uma religião histórica - seja com a existência da criação divina e os milagres evangélicos, ministério dos apóstolos incluindo a ressurreição dos mortos e o juízo final, ela erra quando define a divindade de Jesus. Quando se questiona a pessoa de Jesus, fazendo dele um ser, uma criatura preexistente, não um homem, 100% homem, é como se você estivesse atacando pessoalmente a pessoa dele, a autenticidade de Jesus e sua história. A pessoa ofende o próprio Cristo!

    E sabe qual é o maior perigo em tudo isso? Se Jesus foi Deus e homem enquanto aqui andou, obviamente resistiu as tentações porque era Deus e homem. Suportou sofrimento e vergonha porque era Deus e homem, e, por ser Deus e homem, viveu uma vida sem pecado. Afinal, Deus é perfeito, não pode ser tentado, e, portanto, não pode pecar (cf. Mt 5,48; Tg 1,13). Por causa dessa visão equivocada é que muitos cristãos acham difícil se relacionar com este Jesus. Em resposta ao desafio de segui-Lo, eles dizem, “Como você pode seguir a Deus, afinal de contas Ele é perfeito!”

    Está aí o dano causado pela trindade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Como você pode seguir a Deus, afinal de contas Ele é perfeito!”
      Como você pode seguir a um homem, afinal de contas ele é só um homem... palavras sem sentido... Estude a doutrina e apresente-a histórica, filosófica e teologicamente. Depois, conversamos.

      Excluir
    2. Dano nenhum. Esse dano é um dano imaginário seu. Ignora e deturpa completamente quase 2000 anos de pensamento cristão.

      Excluir
  42. Não! São quase 2000 mil anos de pensamento católico romano. Se não fosse a reforma protestante estaria pior!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que engraçado, segundo seu amigo íntimo Banzoli, a Igreja Católica Apostólica Romana não tem nem 1000 anos... Errado de novo. Quase 2000 anos de pensamento nestoriano, copta, armênio, etíope, bizantino, eslavo, siríaco, caldeu... nenhum deles latino ou romano. Estude história! Beijos!

      Excluir
    2. 2000 anos de pensamento de gentios carregados de antissemitismo, distanciando a igreja do contexto original das escrituras e desprezando o judaísmo.

      Excluir
    3. Eu sabia que esse negócio era mulher. Agora tá mandando até beijo. Achei que era um conde, mas é uma condessa!

      Excluir
    4. "a igreja do contexto original"
      Anônimo 2 -- como se você conhecesse o "contexto original". Afinal, você estava lá!

      Excluir
    5. E é preciso ter estado lá para se saber o contexto histórico, teológico, cultural, político e social vossa inteligência? Você nunca leu um livro de História? Você nunca ouviu falar que existem historiadores? Você não sabe que existe arqueologia? Você nunca ouviu falar sobre documentos antigos? Você nunca leu a Bíblia? Que cabeça essa sua hein...

      Excluir
    6. Arqueologia não define esse "contexto original". Os livros de "história" esclarecem pouco também. Os documentos do século I, muito menos. O que você tem são fontes históricas a partir principalmente do século II, fontes históricas que se baseiam em... adivinhe... história oral! Documentos que gente como você, o Banzoli e o Al Franco não acreditam porque se baseia em história oral! Pimba! Que coisa, não? Vocês não acreditam em história oral, embora as "fontes históricas" acreditem... Diga aí então qual é o contexto original, pois os primeiros documentos sobre esse "contexto" que temos são certamente diferentes dos que você imagina existir, caro sábio.

      Excluir
    7. Pimba? Hahahahah! Ninguém aqui disse que se pode saber 100% do que aconteceu, vossa inteligência! Mas a melhor forma de se saber o contexto original é conhecendo a história, documentos antigos e a própria bíblia e uma boa exegese meu caro! Compare a igreja e suas teologias e costumes e veja se ela parece com a igreja antiga, dai você vai começar a ter idéia de como a coisa era! Quem disse que eu não acredito em história oral? Até onde eu sei o Banzoli e nem o AL Franco negam que não possa existir tradições orais meu amigo, o que se deve ter cuidado é em saber que tradições são essas e se as mesmas condizem com as escrituras! Infelizmente você está praticando o velho espantalho Romanista de distorcer o que é Sola Scriptura! Sério mesmo que você acha que não se pode saber o contexto da época através da Históra, Arqueologia e de documentos antigos? HAHAHA, até concordo que não se pode saber 100% mas ai desprezar essas coisas, caro "sábio"...

      Excluir
    8. Vai me dizer que o contexto da época não era Judaico e de um Israel que estava dominado pelo Império Romano somente pelo fato de que não estávamos lá e que a Arqueologia e a História pode esclarecer pouco? Se o contexto original das escrituras é Judaico, por acaso o judaísmo não existe até hoje e esse mesmo judaísmo mesmo que tenha tido modificações não pode nos ajudar a conhecer os Judeus dos tempos de Jesus meu caro "sábio"?

      Excluir
  43. Esse anonimo é um saco de antipatia e auto suficiencia affff ninguem merece

    (((A Nova Tradução na Linguagem de Hoje, abreviadamente chamada NTLH, é uma tradução da Bíblia em linguagem moderna e entendível em Língua Portuguesa. Lançada no ano 2000 pela Sociedade Bíblica do Brasil, essa tradução da Bíblia adota uma estrutura gramatical e linguagem mais próximas da utilizada por pessoas de baixa escolaridade no Brasil."

    Pessoas de baixa escolaridade... não é preciso dizer mais nada.)))

    (((Sim, o NT é justamente isto: "só um testemunho de um punhado de judeus num canto política e economicamente irrelevante do Império Romano." Gentinha sem credibilidade -- boa comum, mas plebeia, irrelevante política e filosoficamente, portanto, sem credibilidade. Só com fé mesmo para acreditar na palavra deles)))

    ai que noooooojjjjooooooooooo

    eu pesquisei no google sobre trindade e o debate de voces esta na segunda pagina, entrei aqui e o que li me deixou em duvida alguem pode ajudar? eu sou trinitariana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "eu pesquisei no google sobre trindade e o debate de voces esta na segunda pagina"
      uma pena, não deveria estar. e não deveria sentir nojinho. procure uma fonte confiável, uma enciclopédia, um teólogo, um padre ou pastor, sei lá.

      Excluir
    2. Esse Anônimo é um saco de antipatia mesmo, e olha que eu sou trinitariano também, mas não dá pra ser defendido por um troço desses, eu sinto vergonha alheia. Parece um velho birrento e rabugento, de mal com a vida pelo fracasso de pessoa que é, que decide vomitar todo o seu desgosto pela vida aqui no meu blog. Mas paciência, isso é tudo o que tem pra hoje...

      Excluir
    3. Anônima, você acertou em cheio!

      Excluir
    4. "Anônima, você acertou em cheio!"
      Que comentário profundo, Sr. Anônimo alcunha AL Franco alcunha Servet. Depois de basear seus argumentos em interpretações bíblicas de grego que não se sustentaram, e interpretações históricas e místicas, agora se chafurda em mimimis de torcida de rede social.

      Excluir
  44. "ai que noooooojjjjooooooooooo"
    Estude história. E sinta mais nojo ainda.

    "e o que li me deixou em duvida alguem pode ajudar? eu sou trinitariana"
    99,99% dos cristãos do mundo acreditam na trindade. o Anônimo, do qual você sente nojo, acredita na Trindade. E o Banzoli também. Escolha seu guia.

    ResponderExcluir
  45. Se posso opinar, o anônimo se saiu melhor,mesmo não precisando tecer longos textos
    "Isso fez o amor das pessoas a personalidade de Jesus chegar a extremos tão elevados que elas não vêem outra opção se não adora lo como um Deus" Eu poderia ser direto e dizer que ele é mesmo Deus e por isso é adorado. Mas pensando no seu argumento de que seguimos um erro romano ao crer na trindade,então porque quando oramos a Jesus como o próprio Deus podemos ver o seu agir e seus frutos na vida daqueles que o fazem?(Que aliás fazem a muito tempo.) Se Deus desaprova tal idolatria,então, mesmo igrejas que estão de acordo com a doutrina bíblica serião claramente hereticas por causa disso.
    A igreja católica sim criou uma nova deusa no cristianismo. E por causa dessa e de outras práticas anti-bíblicas que não agradam a Deus temos visto a heresia dela dar seus frutos tanto na idade média quanto nos dias de hoje.
    Boa parte da sua argumentação se apóia nessa idéia que não faz sentido se fizermos uma comparação.

    Parabéns pela idéia Lucas,seu site continua muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simplesmente porque Deus não depende e nem espera de que saibamos tudo e que da noite para o dia estejamos 100% corretos em doutrina para poder agir na vida dos seus crentes! Se fosse assim, Deus nunca teria agido na vida de ninguém, nem de Judeu, nem de Protestante, Nem de Católico e etc. Conheço Evangélicos e Católicos que são sinceros em suas crenças e que Deus agiu em suas vidas mas isso é muito diferente de achar que por isso suas crenças são válidas e biblicamente corretas! Nem sempre a maioria está correta, a ICAR talvez seja a maioria ainda no mundo e possui muitos séculos de existência e o protestantismo já possui alguns séculos e o resto você já deve saber... Ainda bem que o maior interesse de Deus são as vidas e não as religiões, se não já estaríamos perdidos devido as invenções romanas!

      Excluir
  46. Eu não vou lhe responder de qualquer jeito. Amanhã ou depois eu preparo algo e posto aqui

    ResponderExcluir
  47. "A igreja católica sim criou uma nova deusa no cristianismo. E por causa dessa e de outras práticas anti-bíblicas que não agradam a Deus temos visto a heresia dela dar seus frutos tanto na idade média quanto nos dias de hoje."
    Com todo respeito, os católicos reagem com espanto a essas afirmações. Nunca os católicos, ortodoxos etc. a consideraram deusa. Pode até discordar deles, mas não distorça os pensamentos deles. E, para começo de conversa, não sou católico. Da mesma forma como os católicos não consideram suas próprias práticas antibíblicas. A interpretação deles da bíblia difere da nossa. Comece sua argumentação por aí (mas isso não tem nada a ver com o tema deste post).

    ResponderExcluir
  48. Fernando Costa, disse:

    “Eu poderia ser direto e dizer que ele é mesmo Deus e por isso é adorado...”
    _______________________________________________________________________

    Jesus é Deus? Tens certeza? Quantos pais você tem no céu, dois?

    1 Cor 8:6, diz que “…há um só Deus [QUEM?] , o Pai !!!

    E outro, não tem mais? SÓ esse?

    Tem mais de um Deus? Jesus disse que não: Alguém lhe perguntou: “... Qual é o primeiro de todos os mandamentos?... E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor”.

    Quem fez a pergunta, disse pra Jesus: “... Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus, e que não há outro além dele”, Marcos 28:32.

    Jesus por acaso falou que o judeu estava enganado, pois ele também era Deus? Não! Ele elogiou a pessoa com as seguintes palavras: “E Jesus, vendo que havia respondido sabiamente, disse-lhe: Não estás longe do reino de Deus”, v.34.

    Jesus garante que ele não era Deus em Mateus 19:17. Depois que alguém se aproxima dele e o chama de “bom mestre”, ele diz: “Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus!”.

    Por que Paulo disse que havia um só Deus mesmo quando Jesus estava no céu?

    1 Coríntios 8:6, “Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele.

    Efésios 4:6, “Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós”.

    É um Deus ou dois?

    Tiago disse que quem acredita que há apenas um Deus está certo: “Tu crês que há um só Deus; fazes bem”, Tiago 2:19.

    E agora, são dois ou um?

    ResponderExcluir
  49. Fernando Costa disse:

    “Mas pensando no seu argumento de que seguimos um erro romano ao crer na trindade,então porque quando oramos a Jesus como o próprio Deus podemos ver o seu agir e seus frutos na vida daqueles que o fazem? (Que aliás fazem a muito tempo.)

    É assim que você vê a cristandade dos últimos tempos? Estamos afundados até o pescoço por uma apostasia infernal e vens me dizer que há frutos em todo mundo cristão? Paulo fala que os últimos tempos seriam tempos dificeis e você vem facilitar as coisas? Jesus diz que muitos se odiariam abandonando a fé, interrogando que em sua volta poderia não achar fé na terra e você acha que tá tudo bacana?

    Por que essa deficiência? Por causa de heresias!!!

    Paulo escreveu várias cartas para corrigir erros nas Igreja do seu tempo.Apocalipse foi um alerta para Igrejas que estavam se apostatando... Por que não deixou como estava né? As pessoas oravam e Deus respondia!!!

    ResponderExcluir
  50. Fernando Costa, disse:

    “Se Deus desaprova tal idolatria,então, mesmo igrejas que estão de acordo com a doutrina bíblica seriam claramente hereticas por causa disso”

    ____________________________________________________________________

    Meu presado. A Igreja atual serve pão com fermento católico romano! E não é pouco! A massa está toda estragada e faz mal para quem come. Muitos erros e desvios são cometidos por causa de heresias advinda da Igreja católica que contaminou o cristianismo todo.

    Na Igreja mãe existe os panos e mantos sagrados, na Igreja filha existe a rosa ungida. Na Igreja mãe existe as lascas sagradas divinas da cruz de Cristo, nas igrejas filhas, existe a pequena cruz ungida que se coloca dentro de casa pra trazer benção. Na Igreja mãe existe a água benta, nas filhas existe a agua abençoada do Jordão. Na Igreja mãe existe os mortos santos, intercesssores no céu, na Igreja filha existem os intercessores vivos, pastores e diaconos, que são recrutados para orar e representar o povo diante de Deus. Eles são o que, sacerdotes do Velho Testamento que ofereciam sacrificios pelo povo? E Jesus, nosso sumo sacerdote, fica onde nisso tudo?

    Pessoas confessam seus pecados aos padres, enquanto pessoas confessam suas faltas aos pastores e representantes “habeis”. Paga-se por um lugar no céu na Igreja católica, enquanto nas outras paga-se uma parcela mensal por um lugar no céu também.

    Na Igreja católica as pessoas fequentam para ficar perto da divindade, nas evangélicas, não todos, frequentam para buscar contato com o divino, que somente pode ser achado no local sagrado.

    Milhões buscam o contato com a divindade, mas divindade que baixa no culto. Lamentávelmente entendem as coisas de forma errada. Qual é a origem desse engano?

    Milhares aprenderam que Jesus, Deus e o Espírito Santo descem no templo depois das 7:30 da noite nas quartas, sabados e domingos, indo embora pro céu as 10:00 horas da noite. Eles vão pra casa e ainda não entendem que são templo e morada de Deus. Que Deus habita com cada um 24 horas por dia. Que o lugar de adoração e culto não é mais no templo, mas que a Igreja são as pessoas. Isso tudo gera um prejuizo imenso na fé dos fieis. Quer um exemplo? Uma multidão incontável espera a hora da reunião para fazer um concerto com Deus pelos seus pecados, pois aprenderam que no templo é o lugar onde tudo deve acontecer. O templo se tornou o lugar de sacrifício continuo até hoje. O fluxo do sacrifíco não para...

    Sabe onde está a origem desse engano todo?

    Infelizmente existem muitas Igrejas apostatas dentro do cristianismo que são a cara da mãe!

    “E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande Babilônia, a mãe das Meretrizes”, Ap 17:5.

    ResponderExcluir
  51. Basta citar a Palavra e os caras somem. Parece o diabo e Jesus na tentação do deserto.

    Quantos Deus são, um ou dois? Isso aqui não é tradição, são versículos bíblicos:

    Mc. 12:32 “... há UM SÓ Deus, e que não há outro além dele”

    Jo. 17.3 Orando ao Pai, Jesus disse: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o ÚNICO Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.”

    Como? Unico Deus verdadeiro? Cadê o outro Deus?

    Rm. 3.30 “Visto que Deus é UM SÓ, que justifica pela fé a circuncisão, e por meio da fé a incircuncisão”

    Rm. 16.27 “ao ÚNICO Deus sábio seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém.”

    I Co. 8. 4 “... não há outro Deus, senão UM SÓ.”

    I Co. 8.6 “... para nós há UM SÓ Deus, o Pai...”

    Só o Pai é Deus? E Jesus é o que, um homem glorificado, o mediador, a pedra principal, ou ele também é Deus? Veja abaixo:

    Gl 3.20 “Ora, o medianeiro não o é de um só, mas Deus é UM.”

    Ef. 4.6 “UM SÓ Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.”

    I Tm. 1.17 “Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao ÚNICO Deus, seja honra e glória para todo o sempre. Amém.”

    Unico Deus? Não tem outro?

    I Tm 2.5 “... há UM SÓ Deus...”

    Tem um Deus Filho ou um Filho de Deus?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos concordamos que só há um Deus. Essa história não cola.

      Excluir
    2. Acho que fiz bem em dar print nas delarações feitas por você onde afirmas categoricamente que Jesus é Deus.

      Excluir
  52. Volta aqui, Anônimo, ainda não acabei...

    Por que Natanael, depois de ouvir de Jesus que este o viu debaixo da figueira, não confessou que estava diante de Deus? É o que deveria acontecer para uma ocasião desse tipo. Porém, Dr Anônimo, o que ele disse em João 1:49, foi: “Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és rei de Israel”.

    Filho de Deus? Mestre? Rabi? Nada mais?

    Se Jesus era em pessoa aquele Deus que libertou Israel e fez grandes prodígios na antiguidade deve-se considerar melhor as palavras de Natanael, este mesmo Natanael que teve Jesus anunciado por Felipe nos seguintes termos:

    “Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré” (Jo. 1.45). Moisés escreveu sobre Deus ou sobre um profeta semelhante a ele? Quando Moisés diz nesse texto de um profeta levantado entre os israleitas, ele fazia referência a Deus mesmo em pessoa, encarnado num ser humano?

    Deuteronômio 18:15

    “O Senhor teu Deus te levantará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis... Eis lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos, como tu, e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar”, Deut 18:15,18.

    Moisés falou aí no tempo futuro, quando escrevia: "levantará um profeta", mas voces ainda acreditam que ele estava vivo em espírito na eternidade. O Jesus preexistente esperou o tempo para pular dentro de um corpo humano não foi? Você é espirita?

    Moisés falou de um Profeta semelhante a ele - Agora a coisa ficou difícil! Pode chamar Jesus de profeta? Fica parecendo humano! Parece um Messias! Aliás, você faz parte da turma que pensa que Cristo é um sobrenome para Jesus ou que Cristo significa Ungido? Agora danou de vez, ficou parecendo coisa de seita.


    Vou mais longe então: Como era o nome dele, Joshua? Sabia que seu nome é o mesmo do de Josué do Velho Testamento? Já pensou chamar Jesus de: Josué, o ungido? Isso é inconcebível! Uma afronta ao Jesus divino católico.

    Vamos deixar pra lá então. Isso estraga tudo!

    Lembra das três coisas ditas por Natanael: “Rabi”, “Filho de Deus” e “rei de Israel”. Apenas isso! Por que não chamou ele de Deus?

    João Batista, em Jo. 1.34, disse : “Eu mesmo vi e já vos dei testemunho de que este é o Filho de Deus”. Não é Deus filho!

    Esse povo esperava o Messias, o que viria para remir Israel da mão de seus inimigos, da descendência de Davi e Abraão para se assentar em seu trono. Aliás, veja só que coisa mais ridícula vai ficar o versículo se eu trocar o nome de Jesus pelo nome de Deus:

    “LIVRO da geração de Deus, filho de Davi, filho de Abraão”, Mat 1:1

    Ficou bom? Vai la pregar esse Jesus católico para os ateus e para aquela multidão de gente que ta de saco cheio de ouvir abobrinha vai?

    O povo de Israel não esperava uma “encarnação de Deus” que iria sair do trono da majestade celeste para reinar em Israel, mas o Filho de Davi. Essa ideia de “Deus encarnado” não era e nem é a promessa contida nas Escrituras. E pior ainda é admitir que Deus mesmo se transformou no Filho. Ou seja: Ele ficou no céu como Pai, mas veio a terra – ELE MESMO – como o filho.

    Isso é coisa de doido!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. " E pior ainda é admitir que Deus mesmo se transformou no Filho. "
      Essa é uma distorção grotesca do pensamento teológico Cristão. Onde você estudou teologia? E filosofia? E história?

      Excluir
  53. Sei que voces são apaixonados pela Patristica. Conhecem bem Agostinho?

    Agostinho passou aproximadamente quase vinte anos de sua vida pesquisando sobre a trindade. Depois de terminada sua obra, ele declara: “Todavia, na Escritura não encontramos também qualquer referência a três pessoas”
    Foi citado em “A trindade”, Paulus Editora, 2ª Edição – 1994, pág. 54

    Até amanhã

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, ninguém também está negando isso. Até amanhã.

      Excluir

  54. Anônimo, disse:

    "Al Franco está correndo igual diabo da cruz, atirando pra tudo quanto é lado, e atacando o elo mais fraco"

    --------------------------

    Exatamente, para todos os lados - disseste bem.

    Por todos os lados da fé cristã se percebe os efeitos de heresias advindas da má compreensão da pessoa de Jesus, Deus e o Espírito Santo. Heresias consequências do Jesus trintário, o preexistente e cheio de divindade quando aqui andou. Daquele que vocês dizem ter morrido somente na parte humana, mas não a divina - que ficou bem vivinha enquanto ele estava no túmulo.

    Uma verdadeira aberração que criou muitas outras aberrações que aparecem por todos os lados, que você chama de elo mais fraco. Os pentecostais, o povo que trouxe de volta a crença nos dons espirituais foi o povo mais atingido por causa dos erros perpetrados pela doutrina trinitariana. Aliás, por todo o Cristianismo encontramos erros que são consequências da "santíssima trindade".

    Quanto mais você escreve, pior fica a situação dos trinitarianos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Daquele que vocês dizem ter morrido somente na parte humana, mas não a divina".
      Independentemente do que você ou o Lucas entendam, almas não morrem. Nem dormem.

      "Quanto mais você escreve, pior fica a situação dos trinitarianos."
      Uma afirmação sem substância. Eu escrevi pouco. Basicamente, citações das escrituras, que de tão óbvias você conseguiu interpretar segundo suas ideias pré-concebidas. Você forneceu interpretações fúteis de grego e de história. Não apresentou seu diploma de nenhum dos dois, nem tampouco autoridades que corroborem suas interpretações.

      Acho que você deveria criar sua própria seita ou Igreja, e coroar-se fundador ou "apóstolo", como tantos outros, já que reivindica para si próprio o título de exegeta-mor virtual.

      Dou este diálogo por encerrado.

      Excluir
    2. Mas eu não!

      Vem mais por aí...

      Excluir
    3. Onde? Onde? Ainda está procurando seu diploma de grego, de história ou de teologia? Ou vai apresentar argumentos além de "minha interpretação é melhor e ponto final?"

      Excluir
    4. Anônimo, conhece essa palavra? Pneuma to hagion (Πνεῦμα τὸ Ἅγιον), esse é o nome do Espirito Santo em grego. Alias, um dos melhores manuscritos não trás “to Hagion”, mas apenas Pneuma, que tragicamente foi traduzido para nossa língua como Espírito, o que facilitou a crença num espírito, uma entidade incorpórea – católico adora isso, ainda mais se for espírita. Pior que 99% dos evangélicos foram atrás!

      Então, a trindade fica composta de três deuses

      O Pai, o Filho e o Pneuma to hagion

      Pneuma to Hagion é outro Deus também!

      Mas o, Anônimo, por que você não enche a boca e fala “santíssima Trindade”, mas apenas trindade?

      Ta com vergonha por que parece expressão católica, né?




      Excluir
    5. "Ta com vergonha por que parece expressão católica, né?"
      Depois do "trás" e do "ta", dá para ver de onde vem sua educação. Continuo esperando seu diploma de grego e de história. Dá vontade de rir quando cita "um dos manuscritos"... nossa, que medo! Sou feliz parte dos 99,999% dos cristãos.

      Excluir
  55. Anônimo, não corre não, pois a partir de agora a coisa vai ficar mais interessante ainda. Veja os videos por enquanto...

    Mesmo que o judeu não seja messiânico, ele deixa a puga atrás da orelha dos trinitarianos no primeiro video. No segundo, quando a coisa ia ficar preta, os dois trinitários ficam agitados, partem pra cima do judeu e acabam o video.

    A Trindade faz sentido? - William Lane Craig x Tovia Singer – Legendado em Português

    https://www.youtube.com/watch?v=HMJY6BynP1c
    https://www.youtube.com/watch?v=Y0qwulvq-7Q

    Aqui nesse video o antitrinitariano fez o trinitariano James White gaguejar

    https://www.youtube.com/watch?v=legDF607t0w

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os caras ficaram aperreados mesmo, rsrs! Interessante que o Novo Testamento mostra Jesus dizendo que aquilo que ele é e fez está de acordo com o Velho Testamento mas o Velho Testamento não fala em momento algum sobre trindade e o próprio William Lane Craig admite isso no debate.

      Excluir
    2. Arquívo (com acento! onde estudaste?), e daí?

      Excluir
    3. Olá caro anônimo, desculpe pelo erro na escrita! Você nunca cometeu nenhum? Irei corrigir, passou despercebido mas o debate não gira em torno disso. Cade os argumentos? Você vai validar algo baseado onde alguém estudou ou na lógica do argumento? Já vi muita gente que nunca foi ao colégio e mesmo assim dão uma aula de bom senso e inteligência mesmo falando errado de acordo com os padrões gramaticais! Você diz: e daí?
      Como assim e daí? Jesus diz o que ele é baseado no velho testamento! Você vai querer dizer que o velho testamento confirma uma trindade? O trinitariano que me refiro no comentário acima confirma que o velho testamento não diz nada sobre trindade e você ainda vem com essa? Você se faz de doido ou o que?

      Excluir
  56. Anônimo, tem até apologista feminina correndo na sua frente. E essa aí é das inteligentes, meu caro. E olha que não é pouco não:

    http://www.evangelhoperdido.com.br/category/trindade-doutrina-paga-ou-biblica/

    ResponderExcluir
  57. É a isso aqui que você presta obediência, Anônimo, ao credo de Atanasio - que por sinal atasana a vida de qualquer um. Parece coisa de doido!

    “ ... Mas a fé universal é esta, que adoremos um único Deus em Trindade, e a Trindade em unidade. Não confundindo as pessoas, nem dividindo a substância. Porque a pessoa do Pai é uma, a do Filho é outra, e a do Espírito Santo outra. Mas no Pai, no Filho e no Espírito Santo há uma mesma divindade, igual em glória e co-eterna majestade. O que o Pai é, o mesmo é o Filho, e o Espírito Santo. O Pai é não criado, o Filho é não criado, o Espírito Santo é não criado. O Pai é ilimitado, o Filho é ilimitado, o Espírito Santo é ilimitado.

    O Pai é eterno, o Filho é eterno, o Espírito Santo é eterno. Contudo, não há três eternos, mas um eterno. Portanto não há três (seres) não criados, nem três ilimitados, mas um não criado e um ilimitado.Do mesmo modo, o Pai é onipotente, o Filho é onipotente, o Espírito Santo é onipotente. Contudo, não há três onipotentes, mas um só onipotente. Assim, o Pai é Deus, o Filho é Deus, o Espírito Santo é Deus. Contudo, não há três Deuses, mas um só Deus. Portanto o Pai é Senhor, o Filho é Senhor, e o Espírito Santo é Senhor. Contudo, não há três Senhores, mas um só Senhor. Porque, assim como compelidos pela verdade cristã a confessar cada pessoa separadamente como Deus e Senhor; assim também somos proibidos pela religião universal de dizer que há três Deuses ou Senhores. O Pai não foi feito de ninguém, nem criado, nem gerado. O Filho procede do Pai somente, nem feito, nem criado, mas gerado.

    O Espírito Santo procede do Pai e do Filho, não feito, nem criado, nem gerado, mas procedente. Portanto, há um só Pai, não três Pais, um Filho, não três Filhos, um Espírito Santo, não três Espíritos Santos. E nessa Trindade nenhum é primeiro ou último, nenhum é maior ou menor. Mas todas as três pessoas co-eternas são co-iguais entre si; de modo que em tudo o que foi dito acima, tanto a unidade em trindade, como a trindade em unidade deve ser cultuada. Logo, todo aquele que quiser ser salvo deve pensar desse modo com relação à Trindade. Mas também é necessário para a salvação eterna, que se creia fielmente na encarnação do nosso Senhor Jesus Cristo. É, portanto, fé verdadeira, que creiamos e confessemos que nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo é tanto Deus como homem. Ele é Deus eternamente gerado da substância do Pai; homem nascido no tempo da substância da sua mãe. Perfeito Deus, perfeito homem, subsistindo de uma alma racional e carne humana. Igual ao Pai com relação à sua divindade, menor do que o Pai com relação à sua humanidade. O qual, embora seja Deus e homem, não é dois mas um só Cristo. Mas um, não pela conversão da sua divindade em carne, mas por sua divindade haver assumido sua humanidade. Um, não, de modo algum, pela confusão de substância, mas pela unidade de pessoa. Pois assim como uma alma racional e carne constituem um só homem, assim Deus e homem constituem um só Cristo... Esta é a fé Universal, a qual a não ser que um homem creia firmemente nela, não pode ser salvo”

    A. Hodge, Outlines of Theology ( Edinburgh, & Pennsylvania: The Banner of Truth Trust, 1991), 117-118.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coisa de doido é você crer num bando de judeus esfarrapados que acreditam que outro judeu ressuscitou dos mortos. Como eu disse, nossas coisas de doido se complementam. Crer na trindade não é menos irracional do que crer em Jesus Cristo. Sinceramente, se Jesus não é Deus, pode ficar com ele.

      Excluir
    2. Deus é o pai, não o filho. Para ser filho de Deus tem que ser alguém que não seja ele mesmo.

      Jesus muitas vezes chamou o pai de Meu Deus, mas Deus jamais chamou o filho de Meu Deus.

      Você está insinuando que Jesus era/é ELOHIM/El SHADDAI/YHWH / YAHWEH / JEOVÁ/ADONAI?

      Jesus de Nazaré, circuncidado ao oitavo dia de nascido e apresentado no Templo logo depois era o próprio ELOHIM que estava em dois lugares ao mesmo tempo? Ele estava na terra como gente e no céu como espírito? Você é o que, louco?

      Um sacrifício de sangue foi oferecido com aves na sua consagração e você ainda garante, literalmente, que O MESSIAS era o próprio
      ELOHIM/El SHADDAI/YHWH / YAHWEH / JEOVÁ/ADONAI em pessoa?



      Excluir
  58. Veja quem protege sua crença, Anônimo:

    “Mas os que dizem que houve tempo em que não existia; ou que não existia antes de ser gerado; ou que foi feito daquilo que não teve princípio; ou que afirmam que o Filho de Deus é de qualquer outra substância ou essência, ou criado, ou variável, ou mutável, estes são anatemizados [amaldiçoados] pela Igreja Católica e Apostólica.”

    Cyclopedia de M'Clintock & Strong, Volume 2, páginas 559-563.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi. E daí? Não tem mais argumentos?

      Excluir
  59. Anônimo, conhece o Manual Católico Esencial? Na página 16 do Manual, podemos ler sobre a Doutrina da Trindade, veja:

    "O mistério da Trindade é a doutrina central da fé católica. Sobre ele estão baseados todos os outros ensinamentos da Igreja. No Novo Testamento há freqüente menção do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Uma leitura atenta destas passagens escriturísticas leva-nos a uma inconfundível conclusão: cada uma destas Pessoas é apresentada como tendo qualidades que só a Deus podem pertencer. Mas se há apenas um só Deus, como pode ser isso?

    A IGREJA (Romana) estudou este mistério com grande solicitude e, DEPOIS DE QUATRO séculos de investigações, decidiu expressar a doutrina deste modo: Na unidade da divindade há três Pessoas - o Pai, o Filho e o Espírito Santo - realmente distintas uma da outra. Assim, nas palavras do Credo de Atanásio: "O Pai é Deus, o Filho é Deus, e o Espírito Santo é Deus, e, no entanto não são três deuses, mas um só Deus".

    Abaixo Sites Católicos onde você pode ler o “Manual Católico”:

    http://www.grupo.maranatha.nom.br/manual_catolico.htm

    http://www.mundocatolico.org.br/doutrina.htm

    ResponderExcluir
  60. Tem mais aí pra desgosto de voces

    http://www.adventistas-bereanos.com.br/2006agosto/desmascarandoasfarsasdocristianismo8.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Miguel, Franco ou qualquer outro pseudônimo: aprenda a redigir em português formal. Ou apresente pelo menos o diploma do ensino médio, o que no Brasil não é grande coisa. Se tiver um diploma superior, já não é grande coisa também, mas acho que nem isso você tem.

      Excluir
    2. Que "ótimo" argumento! Tem muita gente péssima no português e até sem diploma de ensino médio ou superior escrevendo a favor da trindade e aposto que você concorda com eles sem exigir o tal diploma.

      Excluir
  61. Jesus nunca foi e jamais será Deus, mas um homem em Glória!

    Ele não existia como Deus e nem existe como Deus

    “... antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá”, Isaias 43:10

    Depos que ele foi glorificado Paulo continua chamando-o de homem,

    “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

    Observe: “há um só Deus, e [há] um só mediador... Jesus Cristo homem”

    Há apenas um Deus, foi o que Paulo disse. Aqui ele coloca Jesus não como outro Deus,

    “... para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele”, I Cor 8:6.

    No céu está Jesus, mas ainda há apenas um Pai. Nós não temos dois pais no céu!

    Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós”, I Timóteo 2:5




    ResponderExcluir
  62. Outra coisa. Os judeus preservavam demais suas tradições, e uma delas era aquela que fala de duas ou tres testemunhas para esclarecer uma questão dificil ou importante:

    “Por boca de duas testemunhas, ou três testemunhas, será morto o que houver de morrer; por boca de uma só testemunha não morrerá”, Dt 17:6

    “Uma só testemunha contra alguém não se levantará por qualquer iniqüidade, ou por qualquer pecado, seja qual for o pecado que cometeu; pela boca de duas testemunhas, ou pela boca de três testemunhas, se estabelecerá o fato”, Deuteronômio 19:15

    Jesus lembrou da tradição dentro do mandamento,

    “Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada”, Mateus 18:6

    Agora me diga, se o Espírito Santo é uma terceira pessoa, por que Jesus não invocou o testemunho desse a seu favor, mas falou apenas do Pai?

    “Disseram-lhe, pois, os fariseus: Tu testificas de ti mesmo; o teu testemunho não é verdadeiro. Respondeu Jesus, e disse-lhes: Ainda que eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho é verdadeiro, porque sei de onde vim, e para onde vou; mas vós não sabeis de onde venho, nem para onde vou. Vós julgais segundo a carne; eu a ninguém julgo. E, se na verdade julgo, o meu juízo é verdadeiro, porque não sou eu só, mas eu e o Pai que me enviou. E na vossa lei está também escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro. Eu sou o que testifico de mim mesmo, e de mim testifica também o Pai que me enviou”, João 8:13-18

    Quando Estevão expirava e viu o céu aberto ele garante que viu apenas dois, Jesus e o Pai. Onde estava o Espírito Santo se ele é uma terceira pessoa?

    Por que João viu apenas dois tronos nas suas visões de Apocalipse, de Deus e do Cordeiro, se o Espírito Santo é também uma terceira pessoa?

    Hun?

    ResponderExcluir
  63. Mais uma coisinha apenas, caros Anônimos. Prestem atenção quando vocês insistem dizer que Jesus de Nazaré era Deus encarnado. Essa descrição abaixo jamais poderia ser aplicada a qualquer criatura divina:

    “E, cumprindo-se os dias da purificação dela, segundo a lei de Moisés, o levaram [Jesus] a Jerusalém, para o apresentarem ao Senhor

    (Segundo o que está escrito na lei do Senhor: Todo o MACHO PRIMOGÊNITO será consagrado ao Senhor);

    E para darem a oferta segundo o disposto na lei do Senhor: Um par de rolas ou dois pombinhos”, Lucas 2:22-24

    Como? Consagrado ao Senhor como eram consagrados todos os outros israelitas ???

    Quem se atreve a consagrar Deus oferencendo um sacrifício? Para que consagrar o divino?

    Foi feito um sacrifício para o menino !!!???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Franco, você é realmente um boçal. Quando te convém, você diz que acreditamos que Jesus é Deus. Acontece que também acreditamos que Jesus é homem. Então, pronto: já tem sua resposta.

      Excluir
    2. "...Todo o MACHO PRIMOGÊNITO será consagrado ao Senhor"

      Qual foi a parte do Macho [Jesus] Primogênito consagrada ao Senhor, a divina ou a humana?

      Excluir
    3. Vide resposta acima e tire suas próprias conclusões. Jesus não tinha "uma parte humana e outra divina".

      Excluir
  64. Não podia ter sido pior!

    https://m.youtube.com/watch?v=88Aq02pmFLc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Não podia ter sido pior!"
      Que comentário genial! Podia ter sido pior sim, poderia ter sido o AL Franco criando sua própria seita e sua própria faculdade teológica. E contratando gente.

      Excluir
    2. "Se embolou todo!"
      Onde aprendeu português? Afinal de contas, já que você não tem diploma de grego nem de história, e quem sabe nem curso superior, por que não cria sua própria seita-igreja? Assim alguém o escuta.

      Excluir
  65. Anônimo, o desaparecido, se desejas mais argumentos daqueles bom de ler, vais encontrar aqui nos comentários que deixei neste post

    http://heresiascatolicas.blogspot.co.uk/2012/09/maria-e-mae-de-deus-theotokos.html?m=1

    Vais chorar e rir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eu vou chorar... lágrimas de crocodilo..." Do seu amigo adorador de Hórus e Sobek, o Ancião do Templo de Maat.

      Excluir
  66. Olá a todos e a todas

    Boa noite

    Jesus quando esteve na terra foi Plenamente Humano e Plenamente Divino. Em Mateus 16:18 a Rocha considerando que é Jesus então temos que reconhecer que obrigatoriamente para Jesus ser a Rocha então Ele tem que ser Deus a Santissíma Rocha da Santa Igreja não pode ser um ser só 100% humano pois se fosse só 100% humano não seria um base ficaria um raciocínio parecido com os dos católicos apostólicos romanos a Rocha tem que ser Deus logo Jesus=Deus.

    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "pois se fosse só 100% humano não seria um base ficaria um raciocínio parecido com os dos católicos apostólicos romanos"

      realmente, isso não tem nem pé nem cabeça.

      Excluir
  67. Olá a todos e a todas

    O Cristianismo Evangélico e a Santa Igreja Cristã Evangélica cre na Sacratíssima Santíssima Trindade que é sempre,sempre Santa e Transcedental !!! Glórias e louvores a Bendita e totalmente Santa Trindade Gloriosa sempre !!! Não são 3 deuses mas Três Sacratíssimas Pessoas com Santas Naturezas Divinas.

    Luiz

    ResponderExcluir
  68. Olá a todo e a todas

    Boa tarde

    A Santa Igreja Católica Cristã Evangélica por meio da Santa Tradição e Santo Magistério fundada por Jesus o Ser 100% Humano e 100% Divino assim cre:

    Que Se Jesus quando esteve na terra não tivesse sido 100% Deus também então não haveria a redenção pois vejam Deus Pai e Deus Espírito Santo não se fizeram carne para a Santa Missão foi presciso Jesus(Deus) se fazer carne uma Santa Providência Divina. As 3 Pessoas da Santíssima Trindade agem em concordância cada uma tem uma função.

    Apocalipse 3:12 - Jesus estava no Santo Céu como 100% Humano e 100% Divino, então repare que o aspecto Humano dEle estava presente e por isso se usou a expressão " meu Deus" 4 vezes ou seja 3 vezes para lembrar a Sacratíssima Santíssima Trindade e uma vez para indicar que nas 3 Santíssimas Pessoas tem a Natureza Divina em cada uma delas.

    Observemos as 3 ações de Jesus 1ª santa ação fazer coluna, 2ª santa ação escrever o nome de Deus e a 3 ª Santa ação escrever o nome da cidade de Deus indicando ações da humanidade dEle em perfeita harmonia com o lado Divino de Jesus e em Apocalipse 21:2 fala que a Santa Cidade descia por parte de Deus ou seja vejam a ação de Deus. Observemos as ações, 3 ações de Jesus uma ação de Deus isso e o raciocínio de 4 vezes a expressão " meu Deus" se completam.

    Prosseguindo: Apocalipse 12:6 Jesus é o Alfa & Ômega isso significa que Jesus=Deus e sendo Deus sempre foi, é e será Deus então nunca, jamais O mui Bendito Jesus quando esteve na terra poderia ter sido só e somente 100% humano.


    Um grande abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
  69. Olá a todo e a todas

    Boa tarde

    Jesus foi e é sempre diferente de Adão. Adão antes da queda era 100% humano e não tinha pecado mas em um determinado momento pecou, Jesus não era só 100% homem mas sim 100% Humano e 100% Divino era Jesus formou e forma o ser Jesus como um todo, como ser completo bem diferente de Adão sendo que Jesus nunca poderia ter pecado ao contrário de Adão que pecou. No Céu em algum momento um determinado número de anjos pecou e outros não pecaram então o pecado não está limitado à terra pois se tivesse só confinado na terra os anjos nunca teriam pecado.

    Para salvar a humanidade só Deus mesmo, um homem não tem capacidade de salvar a humanidade. Por que Deus Pai não se fez carne? Provavelmente os humanizantes vão argumentar que Deus Pai é Todo Poderoso e por isso mandou Jesus, mas se é Todo-Poderoso porque Ele mesmo não se fez carne? Deus Pai poderia vir em carne? A Sacratíssima Trindade entrou em santa concordância e Jesus assumiu essa missão de se fazer carne e se Jesus não tivesse concordado e aceitado essa missão?

    Em relação ao batismo :

    em Atos 2:38-39 fala de Jesus,Deus Pai e Deus Espirito Santo;
    Atos 8 : 14- 17 também fala das 3 Santas Pessoas;
    Atos 19:1-8 também fala das 3 Santas Pessoas.

    Então reparem que a Bíblia faz questão de citar não só Jesus mas as outras Duas Santas Pessoas isso lembra o batismo de Jesus onde a Santíssima Trindade estava e ainda tem em Lucas 1:35 onde a Santíssima Trindade aparece.

    Luiz

    ResponderExcluir
  70. Luiz com "z", o senhor é parente do Azenilto Bruto?

    ResponderExcluir
  71. Olá AL Franco e todos os leitores e leitoras

    Bom dia

    Não, eu não sou parente dele não.

    Para salvar a humanidade somente Deus um ser só e somente 100% Humano jamais poderia realizar isso.

    Os humanizantes podem argumentar que Deus Pai enviou Jesus ao mundo para salvar a humanidade e que isso seria então uma ação de Deus. Porém devemos ter em mente que a Sacratíssima e Santíssima Trindade sempre Santa e Gloriosa está sempre em harmonia e cooperação então se Jesus veio e Ele mesmo teve a ação de concordar com Deus Pai. Lembrando sempre que Deus Pai não se fez carne. Deus Pai sendo Todo Poderosos não poderia se fazer carne? Prescisou Jesus se fazer carne. Uma outra coisa se Jesus tivesse sido só humano não seria necessário se escrever que Ele se fez carne pois todo ser humano é feito de carne.

    Uma outra questão Deus está acima da criação, Deus pode vir na criação e veio e isso mostra o poder dEle se Deus não pode vir na criação então que poder seria esse ? A criação impediria Ele de se fazer carne? Deus > criação e não o contrário.

    Um abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
  72. Veja como fica o mandamento na lingua trinitariana:

    Êxodo 20: 3 Não terás outros Deuses diante de nós"

    É pra rir de chorar!

    ResponderExcluir
  73. Em Exôdo 20:3 você fez uma observação muito interessante porém ficou faltando uma compreensão mais profunda sobre a referida passagem. Quando a Bíblia fala "de mim" está indicando uma ação Divina de Deus Pai lembrando sempre que as 3 Sacratíssimas Santíssima Pessoas da Gloriosa Trindade cada uma tem uma função e ação específica. Então quando se percebe que cada Santa Pessoa tem uma ação nós vemos nessa passagem a Santíssima Trindade.

    Não está escrito de forma explícita a Santíssima Trindade mas está compreendido que passagem nos leva a profunda compreensão dEla.

    Os cristãos e cristãs riem e um santo no Senhor falou para os crentes no Senhor serem imitadores de Cristo em I Corínthios 11:1 onde está escrito que Jesus sorriu?

    Luiz

    ResponderExcluir
  74. Tem alguém visistando meu site atrás de Hebreus 1:8 e esse alguém está aqui. Tenho certeza!

    O artigo estará pronto em umas duas semanas. Por enquanto vai chorando com esses versiculos, Anônimo:

    A origem de Hebreus 1:8,9 está no Salmo 45:6,7, onde descreve o casamento de um rei israelita com uma princesa de Tiro. A Edição Pastoral verteu os versículos no Salmo da seguinte forma:

    “Seu trono é de Deus, e permanece para sempre! O cetro do seu reino é cetro de retidão! Você ama a justiça e odeia a injustiça: por isso o Senhor seu Deus o ungiu com perfume de festa, entre todos os seus companheiros”.

    Essa doeu!

    A versão Ave Maria apresenta Hebreus 1:9 desse jeito:

    “...Amais a justiça e detestais o mal, pelo que o Senhor, vosso Deus, vos ungiu com óleo de alegria, preferindo-vos aos vossos iguais”.

    A NTLH foi a que mais se aproximou do real significado da passagem: “O reino que Deus lhe deu vai durar para sempre. Ó rei, o senhor governa o seu povo com justiça, ama o bem e odeia o mal. Foi por isso que Deus, o seu Deus, o escolheu e deu mais felicidade ao senhor do que a qualquer outro rei”.

    Agora veja aqui anônimos como ficou Hebreus 1:8 em outras várias versões. Não precisa chorar. Tem gente de olho nas falsificaçõers das Escrituras, meu caro.

    Traducción en lenguaje actual (em espanhol): “Su reinado, como el de Dios, durará para siempre”. (Português: “Seu reinado, como o de Deus, durará para sempre”).

    El Libro del Pueblo de Dios, La Biblia (em espanhol): “Tu trono, como el de Dios, permanece para siempre”. (Português: “Teu trono, como o de Deus, permanece para sempre”)

    Nueva Biblia Española (em espanhol): “Tu trono, como el de un dios, permanece para siempre”. (Português: “Teu trono, como o de um deus, permanece para sempre”)

    Biblia del Peregrino (em espanhol): “Tu trono, como el de un Dios, permanece para siempre”. (Português: “Teu trono, como o de um Deus, permanece para sempre”)

    La Biblia, Serafín de Ausejo y equipo interconfesional (em espanhol): “Tu trono, cual de Dios, es eterno, para siempre”.(Português: “Teu trono, como o de Deus, é eterno, para sempre”)

    La Biblia, Editorial La Casa de la Biblia (em espanhol): “Tu trono, como el de Dios, es eterno”. (Português: “Teu trono, como o de Deus, é eterno”)

    The New English Bible, Oxford/Cambridge (em inglês): “Your throne is like God’s throne, eternal”. (Português: “Teu trono é como o trono de Deus, eterno”).

    Revised Standard Version, 1952 (em inglês): “Your divine throne endures for ever and ever”. (Português: “Teu trono divino dura sempre e para sempre”).

    A New Translation of The Bible, James Moffatt, 1950 (em inglês): “Your throne shall stand for evermore”. (Português: “Seu trono permanecerá para sempre”).

    The Holy Scriptures According to the Masoretic Text (em inglês): “Thy throne given of God is for ever and ever”.(Português: “Teu trono dado por Deus é para sempre”).

    La Biblia traducida por Moses Katznelson (em espanhol): “El trono que te dio Dios es por siempre y para siempre”.(Português: “O trono que Deus te deu é por sempre e para sempre”)

    Sagrada Biblia, Nácar-Colunga (em espanhol): “Tu trono subsistirá por siempre jamás”. (Português: “Teu trono subsistirá para sempre”)

    Bíblia de Jerusalém: “Teu trono é eterno, como o de Deus”.






    ResponderExcluir
  75. No final Hebreus 1:8,9 vai ficar desse jeito:

    “O Seu trono é o trono de Deus, e permanece para sempre. O cetro do seu reino é cetro de retidão. Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por [causa] disso, Deus, [que é] o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.

    ResponderExcluir
  76. Olá AL Franco

    Boa noite

    Se o trono de Jesus é como o trono de Deus e ambos são eternos logo temos tronos atrelados a questão da eternidade e está ligado a Divindade então os dois Seres são Divinos e veja está se falando de Seres com uma eternidade em si e se o trono de Jesus é dado por Deus isso nos dá o entendimento que mostra que o trono dado por Deus a Jesus isso na verdade não exclui o fato de Jesus ser Deus mas evidencia uma ação de Deus Pai e a recepção dessa ação por Deus Filho o que não deixa de ser uma ação também. Lembrando sempre que as 3 Santíssimas Pessoas da Trindade cada uma tem ações diferentes e sempre santas e importantes é só lembrar de Apocalipse 3:12.

    Quem se assenta no trono só pode ter uma Natureza Divina 100%. Repare que um ser pessoal que não tenha uma Natureza Divina não pode se assentar nesse trono.

    Agora se o entendimento é que o trono de Jesus é o trono de Deus então seria um trono só ? Se for assim isso também aponta para que só um Ser com natureza Divina pode se assentar nesse trono.

    AL Franco qual o correto entendimento na sua crença? O trono de Jesus é o trono de Deus ou são tronos diferentes?

    Luiz

    ResponderExcluir
  77. Alguns anos atrás você defendia a interpretação convencional adulterada de Hebreus 1:8,9, que diz:
    .
    "Mas, do Filho, diz: O Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino.
    .
    Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros".
    .
    Veja que maravilha: "O Deus".
    .
    Já pensou rapaz alguém chegar pra Deus e falar bem assim: "O Deus tudo joia ae?"
    .
    "O Deus, beleza?"
    .
    "O Deus, tudo na santa paz?"
    .
    Ficou bom?
    .
    Outra coisa: você acha que Deus poderia ser recompensado por amar a justiça e odiar a iniquidade?  

    Agora veja como vocês querem que fique o verso 9 de Hebreus:
    .
    "Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso [eu te digo], Deus [filho], o teu Deus [o Pai] te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros".
    .
    Um Deus ungiu o outro para que esse Deus esteja acima de um monte de outros Deuses que são os companheiros dele!!!
    .
    E no salmo, o rei também é Deus?
    .
    "As tuas flechas são agudas no coração dos inimigos do rei, e por elas os povos caíram debaixo de ti
    .
    O teu trono, ó Deus, é eterno e perpétuo; o cetro do teu reino é um cetro de eqüidade.
    .
    Tu amas a justiça e odeias a impiedade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.
    .
    Todas as tuas vestes cheiram a mirra e aloés e cássia, desde os palácios de marfim".
    .
    Vestes de quem, de Deus?
    .
    Depois que te enviei algumas traduções que nos levam ao exato entendimento do contexto você está tentando agora ajusta-lo na sua interpretação fajuta porque não teve saída.
    .
    Você quer saber se é um trono só ou são dois. Eu vou enrolar sua cabeça mais ainda:
    .
    "Àquele que vencer, concederei assentar-se comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com o meu Pai no seu trono",
    .
    Apocalipse 3:21

    ResponderExcluir
  78. Você disse:

    "Quem se assenta no trono só pode ter uma Natureza Divina 100%. Repare que um ser pessoal que não tenha uma Natureza Divina não pode se assentar nesse trono".

    Quem se assenta no trono no Salmo 45 pode ser chamado de Deus e divino ?

    ResponderExcluir
  79. Essa interpretação adulterada sua usando esse versículo adulterado me lembra uma outra passagem adulterada.
    .
    Veja você o que o catolicismo foi capaz de fazer para apresentar Jesus como o segundo Deus da trindade, divino e onisciente. Eles tiraram o nome do filho em Mateus 23:36, pois ficaria insuportável crer que a segunda pessoa da trindade nada soubesse sobre o dia do Pai.
    .
    Veja:
    .
    "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai".
    .
    Marcos desfaz a mentira:
    .
    Marcos 13:32 "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai".
    .
    Abre seus olhos!


    ResponderExcluir
  80. O que fica claro aqui é o enorme esforço em negar a divindade de Jesus, nossa quanto malabarismo. Mas me respondam uma coisa porque Jesus nunca repreendeu aqueles que o adoraram? se ele mesmo disse: "Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto" Mas foi adorado pelos magos ao nascer Mt 2. E, tendo nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém,
    Dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo. 9 11 E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra.
    Mateus 2:1,2, 9. Foi adorado por um leproso 2 E, eis que veio um leproso, e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo. Foi adorado por Jairo Mat. 9:18 e Luc. 8:40-42 Dizendo-lhes ele estas coisas, eis que chegou um chefe, e o adorou, dizendo: Minha filha faleceu agora mesmo; mas vem, impõe-lhe a tua mão, e ela viverá.
    Mateus 9:18. Foi adorado pelos 12 discípulos após andar sobre as águas Mat. 14:33 Então aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus. Foi adorado pela mulher siro-fenícia Mat. 15:22-25 Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me!
    Mateus 15:25. Foi adorado pelo demônio que possuiu o jovem geraseno Mar. 5:2-6 E, quando viu Jesus ao longe, correu e adorou-o.
    Marcos 5:6. Foi adorado Jesus ouviu que o tinham expulsado e, encontrando-o, disse-lhe: Crês tu no Filho de Deus?
    Ele respondeu, e disse: Quem é ele, Senhor, para que nele creia?
    E Jesus lhe disse: Tu já o tens visto, e é aquele que fala contigo.
    Ele disse: Creio, Senhor. E o adorou.
    João 9:35-38. Foi adorado pela mãe de Tiago e João, os filhos de Zebedeu Mat. 20:20-20 Então se aproximou dele a mãe dos filhos de Zebedeu, com seus filhos, adorando-o, e fazendo-lhe um pedido. Foi adorado pelas mulheres após Sua ressurreição Mat. 28:8-9 E, saindo elas pressurosamente do sepulcro, com temor e grande alegria, correram a anunciá-lo aos seus discípulos.
    E, indo elas a dar as novas aos seus discípulos, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo. E elas, chegando, abraçaram os seus pés, e o adoraram.
    Mateus 28:8,9. Foi adorado pelos discípulos após subir ao céu Lucas 24:50-52 E levou-os fora, até betânia; e, levantando as suas mãos, os abençoou.
    E aconteceu que, abençoando-os ele, se apartou deles e foi elevado ao céu.
    E, adorando-o eles, tornaram com grande júbilo para Jerusalém.
    Lucas 24:50-52. Foi adorado pelos seres celestiais em Apoc. 5:11-14 Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.
    E ouvi a toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que estão no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.
    E os quatro animais diziam: Amém. E os vinte e quatro anciãos prostraram-se, e adoraram ao que vive para todo o sempre.
    Apocalipse 5:12-14. Um dia todo joelho se dobrará ao nome de Cristo Filip. 2:9-11 Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
    Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
    E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
    Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;
    Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
    Filipenses 2:6-10. Jesus nunca repreendeu aqueles que se prostraram diante, se ele não possuísse os atributos de Deus não teria recebido adoração.

    ResponderExcluir
  81. Em Isaías 9.6 6 Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, DEUS FORTE, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Em João 8.28 ‘Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou!’" A reação violenta dos judeus à afirmação "EU SOU" de Jesus indica que compreenderam claramente o que Jesus estava declarando -- Ele estava igualando-se a Deus ao usar o mesmo título “EU SOU” que Deus dera a Si mesmo em Êxodo 3:14. Em apocalipse 1.8 “Eu Sou o Alfa e o Ômega”, declara o Senhor Deus, “Aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso.” Emanuel, isto é, Deus Conosco Mat. 1:23. em João 20.28 Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! A Igreja foi comprada com o sangue de Deus At. 20:28 Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue
    Atos 20:28. Cristo, Deus bendito para todo o sempre Rom. 9:5 Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém. Nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade Colos. 2:9 Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade. Nosso Deus e Salvador Jesus Cristo Tito 2:13 13 Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo; e 2 Ped. 1:1Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco alcançaram fé igualmente preciosa pela justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo
    2 Pedro 1:1. Deus Se manifestou em carne 1 Tim. 3:16 E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória. Jesus Cristo é o verdadeiro Deus e a vida eterna 1 João 5: 20. E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para que conheçamos ao Verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.Eu e o Pai somos um João 10:30-33.

    ResponderExcluir
  82. Olá AL Franco

    Boa tarde

    Dessas passagens bíblicas acima qual é a melhor tradução afinal? Ou seja das traduções que você enviou qual a correta? Para que a Sola Scriptura seja eficiente seria interessante termos uma tradução correta pois deve existir uma tradução que seja a melhor e mais exata sobre a mensagem que a Bíblia quer passar. O Deus Espírito Santo ilumina e capacita os crentes para compreender o que está escrito por que não capacitaria para ter então a melhor tradução visto que também está ligado a correta compreensão?
    .
    Em Hebreus 1 : 8-9 fala de uma santa ação de Deus Pai em Deus Filho repare duas santas ações, lembrando que na Sacratissíma e Santíssima Trindade cada Santa Pessoa tem uma ação Não se trata de um Deus ungir outro mas da Santa Pessoa de Deus Pai ungir a Santa Pessoa de Deus Filho .

    Deus Filho pode sim ser recompensado por amar a justiça, está se referindo a Santa Pessoa de Deus Jesus e isso foi devido a santa ação dEle e em Ele aceitar vir ao mundo e morrer por nós. Lembre-se que Deus Pai não se fez carne então nada mais justo que Deus Pai ungi-lO a questão da unção foi uma santa ação de Deus Pai pela santa ação de Deus Filho.

    Em Apocalipse 3:21 está explicando que Jesus em uma santa ação permite que os crentes se assentem, repare Jesus permite por um tempo ou você acha que os crentes no Senhor ficarão mais tempo que Deus no trono? E veja não é ação própria dos crentes no Senhor, depende de Deus. Os crentes além não terem trono não pode por ação própria se assentar no mesmo e a passagem explica que só Deus tem trono ou seja Deus Jesus tem um trono e Deus Pai tem outro.

    Quando eu escrevi que só Deus se assenta no trono é por iniciativa própria de Deus e em um trono próprio dEle, repare mais uma vez a questão da santa ação só Deus pode se assentar no trono por iniciativa dEle nenhum santo vai ir para o trono por vontade própria mas depende da santa ação Divina.

    AL Franco, se foi o catolicismo então tudo bem pois foi uma santa ação da Santa Igreja Católica pois a Santíssima Trindade é uma doutrina cristã evangélica. Agora se o Catolicismo Apostólico Romano adotou tal crença depois então eles estão de parabéns.

    Marcos 13:32 Está se enfatizando a natureza humana de Jesus. O Verbo se fez carne e isso prescisa ser bem enfatizado.

    Deus Pai sem Deus Filho poderia fazer algo?

    Luiz

    ResponderExcluir
  83. Olá AL Franco

    Boa noite

    Se Deus Pai criou Jesus quando Ele criou todas as coisas, então Jesus seria um ser criado e viria junto por assim dizer com a criação e então ficaria sem sentido Colossenses 1 :16-17 e se Jesus foi antes de todas as coisas i. .e pré-criação então Ele estava na esfera da Eternidade pré-criação e só Deus pode estar na esfera da Eternidade pré-criação pois na Eternidade só existia Deus e se Jesus teve um início na Eternidade mesmo assim Ele teria que ser Deus pois nenhum ser existe antes da criação e como Deus não pode ser criado é obvio que Jesus não poderia ter sido criado na esfera da Eternidade. Se Jesus foi criado na esfera da criação e veio simultaneamente com o espaço então a expressão "pois, nele, foram criadas todas as coisas" como está em Colossenses 1:16 na Bíblia ARA ( Almeida Revisada e Atualizada) ficaria sem sentido e em Colossenses 1:17 diz que Ele é antes de tudo.

    Luiz

    ResponderExcluir
  84. Vou começar por aqui. É por causa de interpretações como as suas que eu continuo brigando. Coloca uma coisa na sua cabeça de uma vez por todas: está tudo errado - os versículos sobre preexistência de Jesus, que favorecem um Deus homem, estão adulterados. Quando não são os versículos, são as interpretações.
    .
    Quando Cl 1 diz que "nEle foram criadas todas as coisas", aponta para a nova criação que foi resultado de sua vitória sobre a morte que culminou na sua ressurreição. Por isso a Biblia fala em novo homem, novas criaturas, nova criação e similares.
    .
    E quando Cl 1 diz que "Ele é antes de todas as coisas" está dizendo que ele é superior, que tem a primazia, o primeiro lugar.
    .
    Eu escrevi sobre isso aqui:
    .
    https://nascidodemulher.wordpress.com/2013/09/22/tudo-foi-criado-por-ele/
    .
    Quando Joao Batista falava de Jesus como "alguém que era antes dele" ele não faz referencia alguma sobre preexistência, mas sim que Jesus é superior a ele. Basta citar apenas um exemplo do que João disse sobre a posição dele com relação a Jesus : "É necessário que ele cresça
    e que eu diminua", João 3:30.

    ResponderExcluir
  85. "Vou começar por aqui. É por causa de interpretações como as suas que eu continuo brigando. Coloca uma coisa na sua cabeça de uma vez por todas: está tudo errado - os versículos sobre preexistência de Jesus, que favorecem um Deus homem, estão adulterados. Quando não são os versículos, são as interpretações".

    Prova que estão adulterados? Nenhuma. É com certeza porque Alon Franco não tem nem um curso básico, muito menos diploma em grego, não é?

    ResponderExcluir

  86. O contexto aludido por você é muito mais interessante do que se imagina. Veja parte do meu comentário sobre o assunto.

    Os fatos bíblicos nos mostram que Paulo não está se referindo ao ato da criação do Gênesis em Colossenses 1:16. Ele está falando sobre a nova criação, a criação da estrutura de autoridade no reino de Cristo, a nova criação que é a reconciliação do velho. 
    .
    Paulo  tinha  em mente o que pode ser chamado de “nova criação” que teve início com a vitória de Cristo. Paulo passa a definir esta criação como compreendendo todas as coisas “no céu e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele“. Assim, Jesus é o primogênito e as primícias de uma nova criação – chamado de um “novo e vivo caminho” em Hebreus 10:20. Tudo foi feito por ele e por meio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
    .
    Quando vemos a palavra “criar” ou “criação” não podemos simplesmente assumir que se refere ao relato da criação de Gênesis. Deus está criando de novo através de, e em Cristo. Em Efésios 2:10, Paulo diz que somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus. Nós morremos para a velha criação e nascemos de novo para a nova criação de Deus.
    .
    Em 2 Coríntios 5:16-19, aprendemos que Deus estava em Cristo reconciliando o mundo consigo mesmo e se estamos em Cristo ressuscitado fomos reconciliados com Deus e participamos de uma nova criação.
    “Pois o amor de Cristo nos constrange, porque julgamos assim: se um morreu por todos, logo todos morreram; e ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. Por isso daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne; e, ainda que tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos desse modo. Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. Mas todas as coisas provêm de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Cristo, e nos confiou o ministério da reconciliação; pois que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões; e nos encarregou da palavra da reconciliação. 2 Cor 5:14-19. Se alguém está em Cristo pelo batismo, ele é uma nova criação. Observe o verso chave,
    “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”, v 17
    .
    Assim  uma pessoa “em Cristo” é descrito como uma “nova criatura”, ou “nova criação” (Gl 6:15), e que as “coisas” que em Cristo é dito terem sido criadas e estão “nele”, é, obviamente, esta “nova criação” citada pelo apóstolo Paulo. Cristo é o começo desta nova criação de Deus (Ap 3:14), abrindo o caminho para que seus seguidores possam atingir  o mesmo objetivo (Filipenses 3:21, 1 João 3:1-2).
    .
    Estas novas criaturas não podem viver conforme a velha criação. O planeta literal não pode ser creditado por estar em Cristo. A criação anterior permanece existindo paralela à missão completa de Jesus, estando ainda subjugada ao príncipe deste mundo. Portanto, a nova criatura participa da nova criação apresentada por Paulo em Colossenses, o qual insiste: “nEle foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra”, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele”.
    .
    No verso 18, Paulo fala de Jesus como “o primogênito dentre os mortos”, o que é uma referência a ser ele o “primogênito de toda a criação”. Ou seja, o primogênito da nova criação de Deus. Primogênito por que foi o primeiro a ressuscitar e não morrer mais, o que também nos deu o direito de participarmos da ressurreição sendo novas criaturas de uma nova criação. Devemos aceitar isso pela fé, pois o Apóstolo afirma categoricamente que nós fomos ressuscitados por Deus juntamente com Jesus e estamos assentados nas regiões celestiais ( Efésios 2:6).

    ResponderExcluir
  87. Continua...

    Em 2 Sam 7: 14 e Salmos 89:27 falam de um descendente literal de Davi  a se tornar o primogênito de Deus com a profecia enfatizando um acontecimento no futuro. Isso demonstra claramente que o Filho não existia na  época que as passagens foram escritas, Jesus tornou-se “o Filho de Deus com poder” por sua ressurreição dentre os mortos (Rm 1:4). Deus “ressuscitou Jesus, como também está escrito no salmo segundo: Tu és meu Filho, hoje te gerei” (Atos 13:32,33). Pela sua ressurreição, Jesus tornou-se o primogênito de uma nova criação. Sua ressurreição foi o selo de aprovação do Pai, no Filho (Rm 1, 1-4). Isto constituiu o Primogênito.
    Paulo escreveu: “Ele é … o primogênito dentre os mortos, para que em todas as coisas  ele tenha  a preeminência” (Cl 1:18). Ele é o “primogênito entre muitos irmãos” (Rm 8:29), o que deve ser associado ao contexto de Jesus como  ”o primogênito de toda criatura” ou a criação, que é o sentido em Apocalipse quando fala do “primogênito dentre os mortos … o princípio da criação de Deus” (Ap 1:5; 3:14). Jesus  foi o primeiro a ser ressuscitado para a imortalidade (Lázaro e outros ressuscitados nas Escrituras morreram posteriormente). Uma vez que Jesus  é o primeiro homem a ser ressuscitado para a imortalidade, fez dele o “primogênito dentre os mortos”,  o primeiro e o último  descrito em Apocalipse 2:18, chamado por Paulo o novo homem,
    Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, Efe 2:15
    E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade, Ef 4:23,24
    .
    O novo homem, a nova criatura, não mais se ajusta ao mundo presente, mas para ele também foi antecipado viver sob uma nova criação  –  esta é a mesma ideia que vemos aqui em Colossenses. Jesus foi a primeira pessoa a ressuscitar dentre os mortos e ter a imortalidade, sendo  o primeiro da nova criação, e os verdadeiros crentes seguirão o padrão em seu retorno.
    .
    Cristo é a “cabeça do corpo, da igreja”. Consequentemente também pode ser dito  que ele é o criador deste novo e vivo caminho. Foi a sua vida de obediência à vontade do Pai e do seu sacrifício fiel que lançou a pedra fundamental do seu templo espiritual, o corpo de crentes. Ele também é considerado o “autor e consumador da nossa fé” em Hebreus 1:2.
    .
    Todos estes termos de louvor e exaltação são apropriados para Jesus Cristo, nosso Senhor e Mestre na nova criação. Jesus é o autor, o Senhor, o criador desta nova ordem de coisas.

    “Porque nele foram criadas todas as coisas que estão no céu, e que estão na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades: tudo foi criado por ele e para ele”,  Colossenses 1:16.

    ResponderExcluir
  88. Olá AL Franco

    Boa noite

    Você levantou uma questão interessante : Por que estaria “tudo errado”? Estaria tudo errado de acordo com a sua visão de que a Sacratíssima Trindade não existe e que Jesus não é Deus ou seja é uma crença que você adotou.

    Pelo que eu entendi você concorda comigo na questão de que se Jesus foi criado antes da criação logo Ele é Deus pois estaria na esfera da Eternidade e se Ele foi criado depois Colossenses 1:16 -17 ficaria totalmente sem sentido e então você usou uma outra interpretação argumentando que na expressão que "nEle foram criadas todas as coisas" em Colossensses 1:16 aponta para a nova criação que veio da morte e resultou na ressurreição ora isso só Deus pode fazer esse processo todo incluindo a nova criação só Deus tem capacidade para participar e realizar algo assim e em Colossenses 1:15 fala de Jesus como Imagem de Deus mostrando a importância de Ele ter vindo à terra pois Deus Pai não fez carne e só lembrando Deus Pai sem Jesus não existiria. Porém temos uma questão importante aí: A vitória de Jesus sobre a morte indica que só Deus pode vencer a morte e um homem não pode ,então Jesus teve, tem e sempre terá obrigatoriamente uma Natureza 100% Divina.
    Em Colossensses 1: 17 sendo Ele superior, tendo a primazia e sendo o primeiro lugar isso indica a Natureza Divina dEle pois Ele não poderia ser isso se não tivesse algo nEle que sustentasse isso. Veja Jesus 100% Humano jamais poderia ter tais caracteristicas pois tem que ter algo Divino nEle para isso efetivamente existir nEle. O lado Humano de Jesus depende do lado Divino pois veja antes de Jesus ser 100% Humano Ele já era Divino. Se acreditarmos que Jesus é superior, que possui a primazia e é o primeiro lugar lugar então Ele tem que se destacar dos seres 100% humanos e para que isso realmente ocorra se faz necessário uma Natureza 100% Divina nEle senão Jesus poderia ter vindo parecido com Adão que não tinha pecado e era 100% Humano.

    João Batista citava Jesus como "alguém que era antes dele" ou seja ele tinha informações da pessoa de Jesus então ele considerava Jesus como sendo superior a Ele e isso só seria possível se Jesus tivesse uma natureza Divina, a partir daí João Batista poderia concluir naturalmente que Jesus era pré-existente mas primeiro reconhecia a superioridade dEle e tal superioridade só existe porque Jesus além de ter na terra uma Natureza 100% Humana tinha e tem hoje no Céu uma Natureza 100% Divina. Então o fato de Jesus ser superior ter primazia e ser primeiro lugar isso nos remete a entender que obrigatoriamente era a presença da Natureza Divina nEle que possibilitava isso sem as quais Ele não teria concluído o Seu ministério.

    Como Jesus só 100% Humano poderia ser superior ter primazia e ser primeiro lugar? O que nEle identificaria tais características? Ser um ser superior ter primazia e ser primeiro lugar advém de algo intrínseco nEle e em consequência se manifesta nEle e um ser só e somente 100% Humano não tem capacidade para produzir isso.

    Em João 3:30 diz que como já se sabe que Jesus é superior a João Batista e que com o passar do tempo o ministério de João iria acabar e o de Jesus iria continuar isso até o próprio João Batista sabias e Marcos 1:7 corrabora com isso. E isso em nada nega a Divindade de Jesus pelo contrário só reforça.

    Na verdade suma argumentação só reforça a idéia totalmente bíblica que Jesus foi,é e sempre será Deus.

    Luiz

    ResponderExcluir